História Uma guerra pelo poder - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Brincalhão, Caçada, Comedia, Deuses, Diversão, Guerra
Visualizações 3
Palavras 2.520
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Artes Marciais, Aventura, Comédia, Ecchi, Fantasia, Harem, Luta, Magia, Mistério, Romance e Novela, Sci-Fi, Sobrenatural, Survival, Universo Alternativo, Violência, Yuri
Avisos: Álcool, Canibalismo, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


(Nada aqui)

Capítulo 3 - Demônio Da Floresta e A Motivação de Cris


Rodri não parava de correr enquanto via o vulto do ser em sua frente tentando despistá-lo, O vulto então tentou derrubar Rodri usando raízes no chão enquanto o mesmo pulava sobre elas.

- um elemental de natureza, fácil demais - pensava Rodri enquanto corria atrás do vulto -

Rodri lança seu charanga na direção do vulto, o mesmo pega o charanga e joga de volta em Rodri, Rodri desvia facilmente e pega seu charanga no ar correndo ainda junto do vulto.

- pare de correr que eu te pouparei da morte - falava Rodri enquanto seu charanga começava a ficar com pontas mais afiadas -

Rodri lança seu charanga que cria um ar forte em volta do mesmo cortando as coisas na frente como se fossem papel.

O charanga corta as costas do vulto e o derruba no chão, o mesmo tenta se levantar enquanto Rodri se aproxima e chega ao seu lado.

- agora você perdeu e morrerá aqui - falava Rodri pegando seu charanga pronto para executar o vulto -

- por favor não me mata - falava o vulto revelando uma voz de uma garota quase chorando - eu imploro, não me mata 

- espera, você é uma garota? Me desculpa por isso, eu não sou de machucar garotas em combate, é meio covarde sabe - falava Rodri colocando o charanga nas costas e levantando o vulto deixando o mesmo encostado em uma árvore -

O vulto tira um capuz preto em sua cabeça e olha Rodri, era uma garota adolescente, loira de cabelos longos, apenas isso era o que o Rodri via de primeira, até ele ver uma marca estranha na bochecha dela, parecia uma vinha totalmente espinhento. 

- qual o seu nome garota? - falava Rodri olhando ela é usando uma magia de cura bastante fraca no corte enorme na barriga dela feito pelo charanga -

- Hary Nagatami, e-e o seu? - falava Hary enquanto olhava Rodri a curar -

- Rodri Staff, prazer em conhecer você Hary, desculpa por ter atacado, e na verdade por que estava em nossa barraca mesmo em? -  falava Rodri olhando ela com um olhar questionador -

- e-eu, não queria atrapalhar, eu só queria ajuda não queria fazer nada de mal - falava Hary sentindo medo se espalhar em seu corpo -

Rodri pega os braços da garota e os amarra na árvore atrás dela enquanto puxa uma faca de seu bolso, a garota olha Rodri enquanto mostra um rosto de medo puro.

- o que queria lá exatamente? - falava Rodri aproximando a faca da perna dela - 

- não me machuca por favor, eu só queria procurar ajuda para sair daqui, eu não saio daqui a dias - falava Hary chorando de medo -

- então vamos provar - falava Rodri enfiando a lâmina através da perna de Hary enquanto a mesma grita de dor -

Rodri tampa a boca da garota enquanto a mesma chora de dor, a garota vê na lâmina de Rodri escrita em siglas japonesas "verdade".

- ok você tá limpa, você vem comigo - falava Rodri tirando ela do chão e jogando seu charanga em meio às árvores enquanto os dois ouviam ele ir se distanciando - vamos nessa 

Rodri estala seus dedos e aparece no mesmo local onde seu charanga parou logo ao lado dele, Rodri olha para frente e vê a cabana, em seguida ele ouve Cris dizendo "Lightning Way" enquanto um lobo flamejante sai da cabana totalmente eletrocutado e morto.

- esse foi o último - falava Cris saindo da cabana e levando o lobo para dentro -

Rodri pega seu charanga e vai até a porta da cabana, Cris olha o mesmo enquanto fica confuso sobre aquela garota que Rodri carregava no colo.

- quem é essa Rodri? - falava Cris curioso -

- uma garota que disse que precisava de ajuda - falava Rodri colocando ela no saco de dormir dele mesmo -

- entendo, do que ela precisa? - falava Cris olhando Rodri deitar a garota em seu saco de dormir -

- aparentemente ela tem um emblema de maldição nela -  dizia Rodri passando seu dedo polegar na bochecha dela onde havia a marca -

- deixa eu ver então - falava Cris se abaixando no lado da garota e olhando a marca em sua bochecha - que emblema de nível baixo, deixa comigo Rodri, dorme no meu saco de dormir hoje, ok? 

- beleza Cris, não falhe com ela cara - falava Rodri indo se deitar no colchão de Cris e dormindo meio rápido -

Cris levanta a garota e a deixa próxima dele deixando ela sentada.

- o que vai fazer? - falava Hary meio assustada ainda por conta de Rodri -

- só fica quieta e principalmente, não grita - falava Cris enquanto presas mais afiadas apareciam em sua boca -

- n-não gritar por q...- falava Hary até Cris morder seu pescoço e tampar a sua boca -

Cris derruba Hary para trás enquanto a mesma sentia uma dor tremenda em seu pescoço, Cris continua mordendo ela enquanto a mesma começa a sentir que Cris estava sugando algo pelo seu pescoço.

Hary começou a entrar em desespero e a chorar por dentro enquanto pensava que Cris estava sugando seu sangue querendo matar ela, Hary então tentou se mover mas não conseguia, seu corpo estava sem resposta alguma, como se Cris tivesse a paralisado.

- eu vou morrer aqui mesmo? Achando que iria viver fora daqui? - pensava Hary enquanto Cris continuava a morder ela -

- pronto - falava Cris parando de morder ela depois ficando sentado - agora só preciso fazer uma última coisa, não vai doer

- não me machuca por favor - falava Hary deitada sem conseguir se mexer -

Cris olha para Hary enquanto seus olhos mudam de azuis claros para vermelhos, seus dentes afiados voltam ao normal enquanto o mesmo observa Hary. 

- agora somente fique parada - falava Cris enquanto ele deixava suas mãos próximas uma da outra na frente de sua barriga enquanto uma energia forte se acumulava no centro -

Cris então, toca suas mãos na barriga da garota enquanto a mesma sente uma energia muito alta passar pelo seu corpo, enquanto o símbolo de vinhas começa a sumir de seu rosto.

- está melhor? - falava Cris olhando a garota se sentar e ficar surpresa por conta do símbolo ter sumido - não precisa agradecer, ok?

- v-você conseguiu me libertar? Eu...eu nem posso acreditar que vou finalmente sair daqui dessa floresta - falava a garota ficando alegre e quase chorando de felicidade -

- fica tranquila, se precisar de mais algo só precisar dizer - falava Cris indo até a porta e olhando novamente a garota - não se preocupe comigo, vou dar uma volta

- mas está de noite, e tem monstros lá ainda - falava Hary olhando Cris -

- não se preocupa, são fracos - falava Cris saindo pela porta assim sumindo da visão de Hary -

Hary se deita no saco de dormir e dorme com um sorriso em seu rosto enquanto pensa sobre o que fará lá fora.

Logo depois de alguns minutos, Yumi acorda e se levanta.

- tá de noite ainda? - pensava Yumi olhando sua cabana -

Yumi caminha meio cansada até os mantimentos e pega uma garrafa de água logo começando a beber.

- espera - pensava Yumi olhando o colchão de Rodri e vendo Hary lá deitada percebendo que Cris sumiu - onde ele foi e quem é essa?

Yumi guarda a garrafa e passa ao lado de Hary assim indo reto e saindo da cabana, Yumi olha para os lados e vê alguém manipulando água através de algumas árvores perto de um lago próximo.

Yumi caminha até perto do lago e se esconde atrás de uma árvore, quando ela observa a pessoa, vê Cris usando um tipo de manipulação dos elementos para manipular a água.

- vamos lá, só preciso ser calmo - falava Cris meio alto enquanto fazia a água formar um cajado em sua mão direita - 

Cristo aponta o cajado para o céu enquanto a água a sua volta começa a levitar, Yumi começa a ficar curiosa e impressionada com o poder de Cris, ele estava bem além do que ela pensava.

- eu vou me tornar mais forte Yumi, prometo por você, não vou ser mais um inútil, essa sempre será minha motivação de vida - falava Cris usando um impulso no chão com suas pernas e subindo no ar em alta velocidade -

- ele só se esforça para me impressionar? Eu achei que ele só queria mostrar sua força - pensava Yumi enquanto sentia um peso forte em suas costas -

Cristo enquanto está no ar usa um tipo de flutuação para ficar lá estático acima do chão, Yumi observa Cris usar seu cajado no ar enquanto ele ataca árvores usando chicotes de água.

- eu vou ser melhor eu prometo Yumi, nunca mais vou falhar - falava Cris no ar enquanto começava a cria defesas de água em seu corpo e voltava ao chão -

Yumi observava impressionada e meio culpada por antes enquanto Cris ia em direção do chão, Cris no meio do caminho perde controle das defesas e se desestabiliza batendo em uma parede de terra ao lado.

- o que aconteceu? - falava Cris se levantando e segurando uma mão na cabeça enquanto sangue saia do topo de sua cabeça e seu rosto estava cheio de arranhões -

- ele se machuca assim para me impressionar - pensava Yumi colocando sua mão por cima de seu coração sentindo a culpa pegar ela, até ela pensar novamente e fechar a mão em um punho - não posso dar uma de fracote, só continuar 

Cris se levanta meio tonto e prepara o cajado para mais um tentativa.

- eu perdi o controle por causa dela - falava Cris enquanto olhava o céu novamente -

No momento em que Cris iria dar o impulso para subir no ar, Yumi daí da árvore e caminha em direção do mesmo.

- Y-Yumi - falava Cris caindo para trás e ficando sentado no chão '

- o que faz isso aqui em? - falava Yumi seria e calma enquanto parava de andar -

- e-eu vi um monstro e quis lutar um pouco, não se preocupa eu tô bem - falava Cris meio envergonhado da cena -

- por que está tão machucado? - perguntava Yumi chegando próxima do rosto de Cris enquanto passava seu dedo polegar nas manchas em seu rosto -

- desculpa por isso, não queria que me visse assim, espero que não tenho tirado seu sono - falava Cris meio corado -

- eu estou bem, só quero saber por que foi lutar sozinho - falava Yumi olhando ele nos olhos -

- eu achei que poderia te impressionar lutando sozinho contra um monstro forte, desculpa pela minha idiotice - falava Cris olhando Yumi ainda corado -

- você tem que pensar melhor sabia? E se você tivesse morrido? Como seria para a equipe? - falava Yumi enquanto pegava um pano e começa a limpar o rosto e o sangue de Cris - 

 - eu não sei, eu sou um inútil nela, então não faria falta - falava Cris ainda corado -

- vamos logo, antes que os outros acordem - falava Yumi enquanto olhava Cris e estendia sua mão para ele se levantar -

- ok Yumi, vamos então - falava Cris segurando a mão de Yumi e se levantando - ela estava tão perto de mim, não estava conseguindo falar direito com ela tão próxima - pensava Cris ainda corado -

Yumi e Cris então decidem começar a andar enquanto viam o sol já subindo no horizonte.

Depois de 5 minutos, Yumi e Cris chegam na cabana vendo que Rodri e Hary estavam acordados, Cris e Yumi ficam na porta enquanto olham os dois.

- finalmente acordaram preguiçosos - falava Yumi entrando na cabana e se sentando no chão -

- onde estavam? - falava Rodri olhando os dois - Fez algo com ela né Cris? - dizia Rodri em seguida fazendo uma cara maliciosa -

- claro que não, a gente só foi lutar um pouco, não sou assim - falava Cris corado -

- estão por que estão de mãos dadas? - falava Rodri curioso - só por isso que eu pensei nessa coisa, não sou assim também 

Yumi e Cris então percebem que andaram o caminho de mãos dadas.

- quando foi que a gente deu as mãos? - perguntava Cris em voz baixa para Yumi enquanto os dois ficavam vermelhos -

- acho que foi quando estávamos conversando no caminho - falava Yumi em voz baixa também soltando a mão de Cris logo em seguida -

Yumi caminha até a parede e se senta encostada enquanto Cris pega um pouco de comida nos mantimentos e começa a comer um pouco.

- quem é essa garota Rodri? - falava Yumi enquanto ainda estava vermelha -

- eu lutei com ela durante a noite achando que era um inimigo homem, por que tipo, eu não luto com mulheres, então tentei ajudar ela, daí o Cris acordou e me ajudou com uma maldição que ela tinha depois que eu voltei, então ela ficou aqui até agora - Falava Rodri enquanto olhava Hary -

- entendi, ela pode entrar na equipe se quiser, mas ela vai ter que ajudar entendeu? - falava Yumi olhando os dois -

- obrigado Yumi, achei que ia ficar irritada - falava Rodri olhando Yumi pegar uma garrafa de água e começar a beber -

Yumi olha Cris que começa a contar as cabeças de lobo.

- Yumi - falava Cris olhando a mesma depois de contar - terminamos o tratado - 

- já? Estou impressionada que foi tão rápido - falava Yumi se levantando e andando até Cris - pelo menos terminamos o tratado 

- agora vamos ir para casa né? Eu levo as coisas - falava Cris levitando os mantimentos -

- vamos sim, vem Rodri e Hary - falava Yumi saindo da cabana -

Os três saem andando enquanto Cris levita facilmente as coisas atrás deles, após 30 minutos caminhando, os quatro chegam a casa de Yumi, Yumi abre a porta e Rodri com Hary entram já indo se sentar no sofá, enquanto Yumi caminha para dentro do quarto e Cris coloca as coisas no canto da sala logo fechando a porta.

Cris entra no quarto de Yumi e se deita em sua própria cama enquanto vê Yumi dormindo.

na sala Rodri deixa Hary deitada enquanto olha ela dormindo, logo Rodri ativa seu C.M.C e começa a conversar com alguém.

- eu vou cancelar aquilo - falava Rodri meio feliz -

- você está brincando né Rodri? Esta achando que pode cancelar sua missão assim de repente? - falava a mesma voz feminina de antes -

- sim eu vou cancelar a missão, e não tenta ser uma idiota de novo entendeu? Não vou levar ele para você - falava Rodri olhando Yumi dormir -

- então vai ser assim, eu vou ir aí pessoalmente então - falava a voz feminina -

- duvido muito idiota - falava Rodri rindo depois desligando -

Assim que Rodri desliga o C.M.C uma mulher da idade do mesmo aparece em sua frente com um teleporte e o golpeia rapidamente fazendo o mesmo cair no chão, logo em seguida acerta sua nuca e o desmaia, a mulher caminha até a porta do quarto de Cris e Yumi e abre a porta enquanto observa Cris dormir.


Notas Finais


(Nem aqui)


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...