História Uma história de amor não convencional - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Amor, Confuso Esse Negócio, Romance, Treta
Exibições 5
Palavras 820
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Fantasia, Ficção, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo
Avisos: Heterossexualidade, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 3 - Capítulo Terceiro - Forever yours


Fanfic / Fanfiction Uma história de amor não convencional - Capítulo 3 - Capítulo Terceiro - Forever yours

Tentava se manter de pé quando não tinha mais forças, torcendo para que as feridas se curassem. Observou a neve pela janela o dia se tornar noite enquanto apertava seu peito, tentava arrancar os espinhos que a feriam de dentro pra fora.

O gosto férreo em sua garganta a manteve acordada por um tempo até que o véu do sono a cobriu gentilmente como uma mãe, totalmente diferente daquela que havia ido embora.

As estrelas cantavam-lhe canções de ninar. Até quando ficaria ali? As feridas ardiam e o corpo queimava de frio. Esperou que se sonhasse com todas as forças, poderia tornar seus anseios realidade.

Com passos lentos alguém se aproximava. Ele a cada passo marcava como uma pulsação o início de uma nova vida para ela. Entrou pela porta de madeira parando alguns instantes, se perdeu em seu sorriso ao contemplar a criança encolhida como um pássaro perto da janela. Curtos e ondulados, macios e castanhos eram os cabelos daquela que dormia.

Um tremor percorria por toda sua extensão, como se estivesse absorvendo a energia de toda a casa e espasmos de alegria aceleraram seus batimentos. Controlou-se para não correr desesperadamente e acordá-la. Segurou-a delicadamente em seus braços como um frágil tesouro que tinha perdido a tanto tempo e conseguira finalmente recuperar. Pousou sua testa na dela e lágrimas salgadas repletas de uma amargura cultivada por tantos e tantos universos, por tantas e tantas realidades escorreram tocando a pele dela.

Sentou-se com a criança recostada em seu peito, não se moveu. Queria poder congelar o tempo e espaço naquele momento. Os sonhos duraram o suficiente para aliviar a dor, e quando acordou encontrou um par de olhos vermelhos a contemplá-la. Depois de tanto tempo, Chloe se sentiu segura novamente.

"O amor não mora aqui, senhor de cabelos como a neve."

Parecia fraca, prestes a se desmontar, mas ver aquele rosto lhe parecia acolhedor. Era como sonhar acordada. Ele era alguém que ela guardava no mais profundo de sua mente, como uma estrela, como um desejo. Algo que nunca poderia entender, pois suas dimensões ultrapassavam qualquer explicação ou sentimento humano. Um segredo que compartilhavam havia muito, e mesmo assim não o reconhecia apesar de se ver nos olhos dele.

"Eu sei, e também está muito frio lá fora para anjos voarem. Por isso esta humilde sombra veio lhe resgatar."

Como penas negras como carvão que caíam lentamente manchando a neve, as lembranças de uma promessa distante de universos e realidades atrás. Mas ele nunca esqueceria da primeira vez em que ela o enlaçou com doces palavras.

"Você precisa dizer que vai se lembrar."

"Digamos que vou me lembrar, sim Chloe."

Sorriu daquela forma torta e maliciosa como sempre fazia quando via o rosto delicado dela expressar sua habitual feição emburrada e infantil. Beijou sua testa de forma demorada.

"Vou te amar até o fim dos tempos."

"Russ" ele tentava controlar as lágrimas que caíam rebeldes entristecendo o rosto que era sempre tão risonho e despreocupado, mesmo que ele soubesse as camadas e camadas de máscaras em que ela se escondia, vê-la tão fragilizada era seu pior castigo.

"Promete que nunca vai me esquecer" suplicava se agarrando a ele, como se pudesse fazer toda a distancia, toda a dor, tudo, desaparecer naquele abraço.

"Prometo, que te levarei comigo até o fim, mesmo que minha existência acabe vou fazer o seu nome ecoar com o que restar de mim por todos os universos. Mesmo que eu me esqueça, o brilho que você fez surgir no meu mundo viajaria milhões de anos luz e cada vez que olhar para o fundo de minha mente você estaria ali, brilhando como uma estrela, minha estrela cadente, meu pedido."

Contar histórias, tristes, felizes, não importa. Desenhou seus sonhos em um livro para não esquecer daqueles mundos onde tudo era feito de sorrisos, sonhos, sons e cores, existências maravilhosas e mágicas. Claro, haviam lágrimas e palavras cruéis também.

Mas havia amor, sentimentos e magia capaz de curar todas as cicatrizes deixadas em sua mente. Enquanto via as memórias dela se perdendo com a areia do tempo partes dele morriam, seu sorriso trincava e os sentimentos consumiam suas forças mais uma vez, e a via partir.

Fazia preces para que fosse a um mundo onde pudesse viver sem ter medo, onde pudesse sorrir de verdade, um mundo onde ficassem juntos sem aquela inquietação que levava consigo como uma sombra. A inquietação que insistia em lembrar que ela poderia desaparecer a qualquer momento, e ele acordaria perdido sem saber onde encontrá-la.

"Ela era minha, e quando escolhi ser dela aceitei tudo o que viria junto. Quando ela chorava, eu a protegia... em meio aos pesadelos segurava sua mão. Queria apenas poder protegê-la, da escuridão que estava por vir."

Cuidado com a maldição que cai sobre jovens amantes.

Começa suave e doce e os transforma em prisioneiros. Presos a um abismo sem fim, onde suas almas nunca encontram o descanso.


Notas Finais


E aí, está gostando da história? Ajude mais pessoas a conhecerem, favorite a história e comente para que eu saiba o que você achou, quero te conhecer!

Sugestões, críticas, elogios, waflles... tudo é bem-vindo.

Loraveii, waflles para vocês ~


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...