História Uma História Diferente 2° Temporada - Capítulo 37


Escrita por: ~

Postado
Categorias Naruto
Tags Naruhina, Naruto, Over Power, Shinigami, Uma História Diferente
Visualizações 70
Palavras 2.803
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Artes Marciais, Aventura, Drama (Tragédia), Ecchi, Hentai, Luta, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Super Power, Terror e Horror, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Álcool, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Epa olha eu aqui
Com 2 dessa vez em
Espero que, mesmo que só um pouquinho que eu tenha compensado vocês.

Capítulo 37 - Aceitação


No outro dia bem cedo Naruto já estava acordado, o loiro estava na cozinha fazendo um café da manha para Hinata, havia uma bandeja ainda vazia sobre o balcão enquanto Naruto escolhia o que colocar, escolheu algumas frutas, alguns pedaços de queijo e mel e por fim uma xícara de café com um lírio ao lado. Naruto foi até o quarto do casal e colocou a bandeija sobre a cama, acariciou o rosto de Hinata e sorriu, era realmente um anjo. Fez uma carícia de leve no rosto de Hinata e a chamou pelo nome algumas vezes, até que os olhos sonolentos e perolados se abriram.

Hinata: Ohayo anata.

Naruto: Ohayo meu amor, dormiu bem?

Hinata: muito bem… hum café da manhã, é pra mim?

Naruto: é sim hime.

Hinata: arigato Naruto-kun, lírios, são meus favoritos.

Naruto: eu sei que são hime, bon apetit.

Naruto se permitiu sorrir e enquanto comia ficou a admirar cada gesto e feição de Hinata, que quando viu o olhar fixo do loiro sobre si, corou e deu um sorriso, que chegou a aquecer o peito de Naruto.

Naruto: então, quer fazer o que?

Hinata parou de comer e pos as mãos no queixo como se pensasse em algo, olhou para o semblante tranquilo do loiro e deviou o olhar olhando para os lírios em seu colo.

Hinata: n-nós poderíamos ir no clã?

Naruto ficou um tempo em silêncio, pensando no pedido de Hinata, olhou para Hinata que não o olhava e sim para a bandeja em seu colo e soltou uma risada.

Naruto: não precisa ficar assim, olha pra mim.

Hinata o olhou com certo receio e depois corou ao ver o loiro rindo.

Hinata: está rindo de mim?

Naruto: não, é que você é muito insegura meu amor, não precisa ficar assim, podemos ir sim, mas depois…

Hinata: depois…

Naruto: depois você terá que me dar uma recompensa.

Hinata estremeceu e corou com a proposta, Uzumaki Naruto era um pervertido, safado.

Hinaata: t-tudo bem.

Naruto: Yosh então estamos resolvidos, que horas você quer ir?

Hinata: que horas são?

Naruto: hum deixa eu ver… são oito e trinta e três ainda.

Hinata: então podemos ir antes do almoço, as onze horas, tudo bem?

Naruto: tudo bem, até lá o que podemos fazer?

Hinata: podemos treinar um pouco.

Naruto: treinar? Hum, tá né.

Hinata: o que foi, tem outra coisa em mente?

Naruto: na verdade eu tenho sim.

Hinata: e o que-

Naruto avançou sobre Hinata e tomou os lábios rosados em um beijo apressado e quente. Hinata largou a bandeja no chão e enlaçou o pescoço do loiro com as mãos o puxando para mais perto para aprofundar o beijo. Mas Hinata o afastou assim que o ar começou a faltar.

Hinata: não acredito.

Naruto: o que?

Hinata: em você, você só pensa nisso.

Naruto: nisso o que Hina-chan?

Hinata: você sabe do que eu estou falando.

Naruto: sei é?

Hinata: Naruto-kun onegai, eu já estou dolorida.

Naruto: eu te deixo dolorida Hinata?

Hinata: Naruto-kun…

Naruto: ta bom, ta bom, gomen, acho que estou exagerando mesmo.

Hinata: não sei de onde você tira tanta energia.

Naruto: quer que eu te mostre.

Hinata: n-não, não precisa. Kami, fico imaginando depois que casarmos.

Naruto: está se arrependendo?

Hinata: não, não é isso, é que você realmente me deixa dolorida as vezes.

Naruto: o que eu posso fazer se o meu-

Hinata: Naruto.

Naruto: ok, já entendi.

Naruto saiu de cima de Hinata e pegou a bandeja, deu selinho em Hinata e saiu do quarto.

Hinata suspirou assim que o loiro sumiu no corredor, se levantou e entrou no banheiro para tomar um banho, se despiu e entrou no box abrindo o chuveiro, deixou a água quente cair sobre seu corpo e relaxou um pouco, pegou o sabonete e passou pelo corpo, deixou a água cair por seus cabelos e foi passando as mãos para que toda a cascata negra se molhasse, ficou debaixo do chuveiro por um tempinho até ver a pele ficar enrrugada, desligou o chuveiro e quando foi pegar a toalha tomou um susto ao ver o loiro encostado no batente da porta a observando.

Hinata: Naruto-kun, me assustou.

Naruto: gomen, Hina-chan.

Hinata arrepiou com a voz rouca e grave do loiro, pegou a toalha e a enrrolou sobre o corpo, sentiu o olhar de Naruto queimar sobre si e quando foi passar pela porta sentiu os braços fortes do loiro a puxar pela cintura e a prensar na parede, ficaram com os corpos colados e com os olhos fixos um no outro, as respirações se misturando e os corpos quentes.

Hinata: Naru…to… me deixa passar.

Naruto apenas negou com a cabeça e se aproximou mais ainda de Hinata, Naruto a puxou para um beijo de tirar o fôlego, as mãos de Hinata que antes estavam no peito do loiro tentando o afastar agora estavam na nuca o puxando para aprofundar o contato. Naruto forçou sua cintura contra a de Hinata a fazendo sentir o quanto estavam excitado, o que arrancou um gemido de Hinata, se afastaram e ficaram se encarando.

Naruto: temos muito tempo ainda…

Hinata: me faça sua.

Naruto voltou a atacar os lábios de Hinata e puxou a toalha à jogando em cima da pia, puxou Hinata pelas coxas à suspendendo, Hinata enlaçou sua cintura com as pernas e arranhou sua nuca.

Naruto se separou do beijo e arrancou a camisa, depois a bermuda junto com a box. Voltou a beijar Hinata e sem esperar mais se posicionou.

Naruto: prometo ser mais carinhoso.

Hinata: esquece isso, só coloca dentro.

Naruto entrou devagarzinho e assim que já estava totalmente dentro começou a se mover lentamente, o que arrancava gemidos e protestos de Hinata.

Hinata: vai… mais rápido… onegai.

Naruto: depois não… reclama.

Naruto a segurou pela bunda, e que bunda hein, e aumentou o ritmo, indo mais rápido e mais fundo, sentiu quando Hinata cravou a unha em suas costas e mordeu seu ombro, a dor que sentiu não foi nada se comparado ao prazer, sentiu quando estava quase lá quando se assustaram ao ouvir batidas pesadas na porta.

Naruto: ah… eu não vou… parar.

Hinata: Naru… pode ser… o síndico.

Naruto chegou a rosnar e apenas encostou a cabeça entre o pescoço de Hinata.

Naruto: daqui a pouco ele vai embora.

Naruto voltou a se mover lentamente, o que arrancou um gemido baixo de Hinata, beijou Hinata e voltou a pegar o mesmo ritmo de antes, Hinata mordia os lábios tentando conter os gemidos. Chegaram a ouvir o síndico chamar e falar algo mas não prestaram atenção.

Já estavam perto de chegarem ao ápice juntos quando escutaram o som da porta se abrindo, Hinata ficou branca e Naruto chegou a ficar vermelho de raiva, fechou a porta do banheiro em um chute e a trancou.

Síndico: com licença, senhor e senhora Uzumaki, desculpem se eu interrompi algo, mas os vizinhos estão reclamando do barulho então eu vim ver se estava tudo bem.

Naruto: sim está tudo bem.

Síndico: e a senhorita?

Hinata: e-está tudo bem.

Síndico: c-certo, qualquer coisa me avisem.

Naruto: tudo bem, avisamos sim.

Síndico: t-tudo bem. Desculpem.

Naruto e Hinata puderam ouvir a porta ser fechada e depois tudo ficou um silêncio, que foi cortado quando Hinata começou a rir.

Hinata: meu Kami, que situação.

Naruto: onde paramos?

Hinata: acho melhor pararmos.

Naruto: quer mesmo parar Hina.

Naruto fez apenas um movimento com o quadril, o que fez Hinata morder os lábios, contendo o gemido, Naruto continuou se movendo lentamente.

Naruto: me fala Hina, quer mesmo parar?

Hinata: n-não… continua…

Naruto: quer mais rápido?

Hinata: quero… vai mais… Rápido.

Naruto: como desejar.

Naruto voltou a ir mais rápido e mais fundo.

Naruto: dessa… vez… eu não vou… parar…

Hinata: não para… eu não… quero parar…

Naruto: isso Hina…

Naruto gemeu quando Hinata começou a rebolar no ritmo das estocadas.

Naruto: assim… vai Hina… mais rápido.

Hinata: Naruto… me beija...

Naruto tomou os lábios de Hinata que apertou seu ombro em resposta, suas línguas brincavam, gemeram juntos quando sentiram o clímax vir avassalador, ficaram se encarando com os narizes roçando um no outro.

Naruto: antes de ir pro seu clã temos que passar na farmácia, tenho que comprar o anticoncepcional pra você.

Hinata: ta bom… eu me sinto mal.

Naruto: o que você tem? Quer ir no médico?

Hinata: calma, seu bobo. Não é isso. É só que, você sempre consegue o que quer, mesmo eu negando.

Naruto: ah Hina, eu só…

Hinata: eu falei que estava dolorida e mesmo assim você… Você não respeita minha vontade.

Naruto: gomen, eu prometo não fazer mais, gomen.

Hinata: mesmo?

Naruto: mesmo, eu prometo.

Hinata: eu te amo.

Naruto: também te amo Hime. Agora… que tal um banho. Apenas banho.

Hinata: você… ta bom. Mas sem gracinha.

Naruto: eu prometi não prometi… mas se você pedir…

Hinata: Naruto.

Naruto: eu to brincando.

Depois de tomarem banho, os dois foram colocar uma roupa para irem ao clã Hyuuga. Hinata colocou uma calça ninja preta, uma camiseta azul escura e as sandálias, foi quando Naruto se deu conta da tatuagem da ambu.

Naruto: agora que eu vi.

Hinata: o que?

Naruto: você fica sexy com essa tatuagem da ambu.

Hinata: você não tem jeito né.

Naruto apenas deu um sorriso e terminou de se vestir.

Naruto: eu também tenho uma tatuagem.

Hinata: tem? Eu não vejo.

Naruto: bem aqui.

Naruto concentrou chakra no local e o selo do Kurama apareceu.

Hinata corou com o que teria deixado escapar.

Naruto: o que foi que você pensou ai em?

Hinata: n-nada… v-vamos sim?

Naruto: estou de olho em você viu.

Naruto pegou sua camiseta preta e vestiu, sua calça azul escuro era o que se destacava com os detalhes em branco.

Naruto: vamos?

Hinata: vamos.

Os dois saíram e trancaram tudo, andaram juntos até uma farmácia e pediram pela cartela de anticoncepcionais, quando a mulher começou a fazer perguntas Hinata começou a ficar vermelha e Naruto apenas riu, pagaram e Hinata tomou uma antes de continuarem o caminho, os dois andavam tranquilamente por Konoha em direção do clã Hyuuga, ou melhor, Naruto andava, Hinata havia começado a reclamar que seu corpo estava doendo e com um pouquinho de manha, conseguiu fazer com que Naruto a levasse nas costas. Quando já estavam perto do clã Hyuuga, Hinata pediu para descer, assim que chegaram em frente ao clã Hinata se identificou para os guardas e entraram de mãos dadas, receberam alguns olhares de ódio, outros de felicidade e alguns de receio. Hinata o puxou para dentro da casa principal, a sala estava vazia, a cozinha igualmente, subiram até o segundo andar e foram até o quarto de Hanabi, nada, quando foram passar para o quarto de Hinata, que era uma porta depois do escritório, ouviram uma conversa um tanto, emotiva demais. Hiashi parecia gritar furioso com alguém e essa(s) pessoa(s) parecia também bem alterada. Hinata querendo saber do que se tratava deu três sonoros toques na porta, o que fez com que tudo se silenciasse, escutaram um entre e assim que entraram puderam ver Hiashi sentado em sua cadeira e os três conselheiros do clã em sua frente.

Hinata: com licença Oto-sama.

Naruto: com licença, Hiashi-sama, senhores.

Hiashi: Hinata, onde esteve?

Hinata: e-eu… estava em missão.

Hiashi: eu fiquei preocupado, depois daquilo, eu não queria te deixar com raiva filha.

Hinata: desculpe, mas… porque o senhor estava tão bravo?

Hiashi: bom…

Conselheiro1: seu Oto-san está sendo um tolo, deixando suas duas filhas se envolverem com esses… bastardos que nem do clã são?

Hinata: não estou entendendo a situação.

Hiashi: eu já havia lhe dito sobre o casamento Hinata, você está perto de completar seus dezoito anos e terá de se casar, agora eu descubro que sua irmã está se envolvendo com o neto do Sarutobi (é isso msm?), os conselheiros estão me enchendo o saco, falando que você deve se casar logo.

Hinata: Konohamaru-kun é um bom garoto, ele vai cuidar da Hanabi, apesar de serem muito novos. Agora, sobre o casamento…

Hiashi: sei que não quer se casar Hinata, mas… Terá de ser assim.

Naruto que estava calado apenas ouvindo, se pronunciou por fim.

Naruto: na verdade Hiashi-sama, sou filha se casará comigo, estamos noivos.

Hiashi: o-o que

Conselheiro2: mas isso é inadmissível, o que um moleque como você tem a nos oferecer.

Naruto: não tenho que oferecer nada a vocês, apenas a Hinata. Realmente, eu não tenho muito dinheiro para oferecer a Hinata, não mais, não tenho status e nem fama, mas eu pretendo ama-la como ninguém mais poderia.

Conselheiro1: amor não irá dar um futuro digno para seus filhos, não te dará uma vida mais longa e nem lhe tornará alguém na vida.

Naruto: é ai que você se engana, pessoas egoístas e perversas como você, que só pensam em dinheiro e em fama, duvido muito que são felizes. Eu me tornarei Hokage um dia e darei uma vida digna para Hinata.

Assim que Naruto terminou de falar, todos ficaram em silêncio, Hinata deixava lágrimas de felicidade e de orgulho caírem enquanto abraçava Naruto, os conselheiros ficaram um tempo analisando-os em silêncio, até Hiashi quebrar o silêncio.

Hiashi: como eu só quero ver minha filha feliz, eu dou minha bênção a vocês.

Hinata: O-Oto-san.

Hinata pulou sobre Hiashi o abraçando enquanto chorava mais ainda.

Hiashi: seja feliz minha filha.

Hinata: arigato, arigato Oto-san.

Nesse momento a única mulher entre os conselheiros se meteu na conversa.

Conselheira3: então minha jovem, tem certeza dessa decisão que está tomando, tem certeza de que esse é o homem certo para você?

Hinata: hai, eu tenho sim, com toda certeza.

Hiashi: muito bem então, está resolvido, meus parabéns minha filha.

Hinata: arigato Oto-sama.

Naruto como sinal de agradecimento se pos no meio da sala, em frente e todos e se curvou.

Naruto: arigato por aceitarem, prometo que com a minha vida eu farei Hinata feliz e cuidarei dela.

Hiashi: certo, mas agora temos um problema que vai além de nós aqui nesta sala. A guerra.

Naruto: o quê que tem?

Hiashi: é uma guerra garoto, o que acha que pode acontecer.

Naruto: irá dar tudo certo, os causadores de tudo isso, são pessoas que usam a paz como pretexto para seus objetivos egoístas e estupidos, pessoas que sucumbiram a seus piores lados, e é por isso, que eu ou nenhum de nós iremos cair, porque pelo ao menos eu, tenho um porquê lutar.

Hiashi: está mais maduro, continue assim e talvez eu mude de ideia sobre você jovem.

Naruto apenas deu um sorriso confiante e se curvou novamente.

Naruto: ah eu quase me esqueci… o casamento será dois messes depois dessa guerra.

Hiashi: isso iremos marcar bem depois.

Naruto: certo, agora eu tenho que ir, tenho assuntos a tratar com a Godaime. Hinata você vem ou vai ficar?

Hinata: eu vou com você. Oto-sama arigato, eu te amo.

Hiashi: também te amo filha, se cuidem.

Hinata e Naruto fizeram uma breve reverência e saíram do escritório, foram para o quarto de Hinata e assim que entraram olharam um para o outro e começaram a rir.

Hinata: meu Kami, pensei que iria morrer, que medo que me deu de que ele negasse ou fizesse alguma reclamação.

Naruto: se você ficou assim imagina eu, esses Hyuugas sabem ser intimidadores.

Hinata: ainda estou aqui viu.

Naruto: ah Hina-chan você é uma exceção, é claro que as vezes você sabe me assustar, mas você sempre vai ser kawai e delicada.

Hinata: você tem o dom de me envergonhar só pode.

Naruto: a culpa não é minha se você é tímida Hime, mas eu só disse verdades. Então o que você veio pegar aqui?

Hinata: meus equipamentos e algumas roupas.

Naruto: estava precisando? Porque não me disse?

Hinata: não era bem uma necessicade, afinal era só vir pegar.

Naruto: tá né, se você preferiu assim.

Hinata: Naruto-kun, vai conversar com a Hokage sobre a mansão?

Naruto: hai, vou pedir pra oba-chan investigar pra mim. Pode ser algum maluco terrorista.

Hinata: sei que ela dará um jeito.

Naruto: ela vai dar sim. Então já podemos ir, quero comer alguma coisa.

Hinata: vamos sim, depois eu faço um almoço especial para você.

Naruto: dês de que eu tenha minha sobremesa depois.

Hinata: seu viciado.

Naruto: acostume-se meu amor.

Hinata: vamos logo.

Naruto: isso tudo é anciosidade?

Hinata: bobo.

Hinata saiu do quarto com uma pequena mochila nas costas, saíram do clã abraçados e foram até a sala da Hokage, assim que chegaram em frente a porta, bateram, esperaram um pouquinho e puderam ouvir o "entre" meio arrastado da Hokage.

Naruto: vovó, preciso de um favor.

Tsunade: ora seu moleque, estava me perguntando quando é que você viria atormentar minha vida.

Naruto: que isso vovó, está estressada demais, está precisando descansar um pouco não acha não?

Tsunade: quer ficar no meu lugar?

Naruto: claro que não.

Tsunade: então cale a boca e fale logo.

Naruto: como quer que eu fale se me mandou calar a boca?

Tsunade: fala logo seu moleque, não tenho o dia todo.

Naruto: ok, ok, gomen, já parei. Bom Tsunade, eu gostaria que mandasse alguns ambus de sua restrita confiança para investigarem minha mansão que foi destruída dois dias atrás.

Tsunade: cono destruída?

Naruto: papeis bomba, minha mansão virou cinzas, por um triz eu e Hinata não viramos churrasco.

Tsunade: tudo bem, celecionarei alguns ambus.

Naruto: se achar pergaminhos, armas ou fotos pode guardar pra mim? São importantes.

Tsunade: guardo sim.

Naruto: valeu vovó, sabia que podia contar com você.

Tsunade: dá o fora.

Naruto: ta, ta, tchau vovó.

Hinata: com licença Tsunade-sama.

Tsunade: a propósito, parabéns.

NaruHina: arigato.

Tsunade: ah e Naruto, o Raikage pediu para que fosse para Nuvem amanhã, tem até 00h para chegar lá.

Naruto: ok vovó, até.

Naruto e Hinata saíram da sala da Hokage e foram para o apartamento, Hinata fez o almoço e os dois comeram trocando olhares, risadas e carícias. Passaram o resto do dia se "divertindo" e treinando e quando anoiteceu foram dormir, mais cedo, para que Naruto pudesse acordar cedo no outro dia.


Notas Finais


Foi isso né galera
Espero que tenham gostado
Obrigado por lerem
Vlw e flw, até o próximo. Fui


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...