História Uma Intrusa Na História - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Supernatural
Personagens Abaddon, Adam Milligan, Alex Jones (Annie Jones), Anna Milton, Bela Talbot, Castiel, Charlene "Charlie" Bradbury, Chuck Shurley, Claire Novak, Crowley, Dean Winchester, Gabriel, Jo Harvelle, Jody Mills, Kevin Tran, Lilith, Lúcifer, Mary Winchester, Meg Masters, Miguel, Personagens Originais, Rowena MacLeod, Ruby, Sam Winchester, Samandriel
Tags Anjos, Demonios, Original, Romance, Supernatural, Suspense
Exibições 29
Palavras 748
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Ficção, Luta, Magia, Romance e Novela, Sobrenatural, Suspense, Terror e Horror, Violência
Avisos: Álcool, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Hello hunters, novamente, esse é o meu segundo capitulo publicado hoje, e espero que achem um pouco engraçado. aproveitem.

Capítulo 2 - 1 temp.-Positivo


NARRADORA POV’S

            Já tinha se passado duas semanas, Josoel e Anne ainda não sabiam o que estavam sentindo, cansados e exaustos decidiram ir até uma passa para pedir abrigo, já que estavam viajando a semanas para todos os tipos de lugares, bateram em uma porta e quem abriu foi uma linda moça que os acolheram com muito prazer. E enquanto Josoel tomava um banho em um quarto de hospedes, o único, a moça chamada Myrella comentou algo que deixou Anne confusa.

— Vocês formam um lindo casal!

— Como?

— Vocês dois juntos, são lindos, paixão verdadeira.

— O que é paixão? — perguntou curiosa, nunca tinha ouvido esse nome antes.

— Você não sabe? Bem paixão é quando você ama alguém demais, sente uma coisa tão forte que não consegue explicar, como sua outra metade!

— Mas estou inteira!

— Estou me referindo no sentido figurado, como, o mel da panqueca ou a batata palha do estrogonofe, em fim, alguém que a deixe feliz, alguém que ilumine seu dia.

Anne ficou envergonhada, não sabia a metade do que ela tinha dito mais sorriu gentilmente e foi para o quarto onde eles dois iriam ficar, e então Josoel saiu do banheiro apenas com uma toalha enrolada na cintura, e então percebeu o que a moça havia falado e ficou pensativa, imaginando se ele também sentia o mesmo, se ela era o “mel” da sua “panqueca”, mesmo eles não sabendo o que era uma panqueca.

            2 meses logo se assou e Anne, Myrella e Josoel viraram amigos, tanto que até dividiram o mesmo apartamento, estava tudo indo ótimo até que Anne finalmente decidiu falar para ele o que realmente ambos sentiam e após explicar com muita dificuldade, ele sorriu pois a cerca de 8 dias atrás ele havia tido uma conversa com o namorado de Myrella e confirmado tudo. Eles se declararam romanticamente um para o outro e se beijaram, seu amor foi tão grande que eles acabaram indo para a cama e então... vocês já sabem... Mas sempre que acontecia alguma coisa boa entre eles, tinha que acontecer uma coisa ruim para separa-los e desta vez foi à tona, uma semana depois deles declararem o namoro, Deus ficou doente e envelheceu demais para comandar o céu e como era hereditário, Josoel teve que deixar Anne e ir governar o céu, onde em homenagem a seu pai e seu avó, continuou com o nome de deus.

            Anne portanto arrumou emprego no mesmo lugar que sua amiga e trabalhou o mais duro possível queria saber como é ser humana, quando chegava à noite, ele rezava chamando seu amado e juntos tinha uma noite magica e calma, até as coisas complicaram lá no céu e ele parou de visita-la a cada 3 dias por semana, ela sentia a sua falta mas sabia que era o certo. 3 semanas depois ela começou a passar mal, ter enjoos, vomitar várias vezes por dia, sentir desejos estranhos, acorda de madrugada para comer, ela, novamente, não sabia o que era.

— Amiga, vocês já... você sabe... — perguntou Myrella segurando o cabelo da coitada que estava agarrada no vaso sanitário, sentada no chão.

— Claro, quer dizer sim — falou entre soluços do vomito que tinha acabado de dar.

— Usaram proteção?

— Como assim? O que é isso? — Anne havia mudado completamente depois que conheceu Josoel, tinha ficado mais sensível, delicada, inocente.

— Ai meu Deus, Anne, você está gravida.

— O que? Isso não é possível! E não chama Deus ele está ocupado demais.

— Por que não poderia ser possível? Vocês transaram e não se preveniram! E como você sabe que ele está ocupado? — disse se levantando — quer fazer o teste?

— Como se faz isso?

— Espera vou na farmácia comprar e depois eu volto, vai ser rapidinho! — Anne estava desesperada, isso não era possível, quem já se viu um demônio e um anjo terem um filho? Ninguém. Cerca de 10 minutou depois ela voltou com um tipo de termômetro diferente — toma, aqui atrás tem como se faz isso só é você ler. Mas Agora me explica por que não pode ser verdade?

            Anne então começou a explicar o motivo enquanto fazia o teste e esperava ele estar pronto, no começo Myrella não acreditou mais depois que ela mostrou certos poderes, ela ficou de boca aberta. O relógio declarou 15 minutos e Anne foi buscar o “termômetro” que estava no banheiro, e como não sabia ver o resultado, pediu para que ela visse e, com cuidado, pegou o resultado e ficou pulando e gritando pela casa toda, o resultado: Positivo.


Notas Finais


Espero que tenham gostado. Até o próximo.
BEIJINHOS <3 <3 <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...