História Uma Lésbica Roubou O Meu Coração - A Bela E A Fera - Capítulo 6


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), Got7, Jay Park
Personagens BamBam, Jackson, Jay Park, JB, J-hope, Jimin, Jin, Jinyoung, Jungkook, Mark, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V, Youngjae, Yugyeom
Tags Amor, Bangtan Boys, Biscoito, Blckpnk, Bts, Coréia Do Sul, Felicidade, Got7, Homossexualidade, Hoseok, Inglaterra, Jay Park, Jeon Jungkook, J-hope, Jimin, Jin, Jung Hoseok, Jungkook, Kim Seokjin, Kim Taehyung, Kookie, Lésbica, Min Suga, Min Yoongi, Namjoon, Park Jimin, Rap Monster, Seokjin, Suga, Taehyung, Taetae, Viajem
Visualizações 80
Palavras 1.579
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Fantasia, FemmeSlash, Fluffy, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense
Avisos: Heterossexualidade, Homossexualidade, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oiss

Turu bom??

Sobre o cap:

TAE, MEU DEUS, QUEM FEZ ISSO CONTIGO??? 😭😭
Jimin, que fofenho
Lise preocupada com o Tae, porém seu lago malígno será posto em prática...
KD a comida, gente?

Capítulo 6 - My Baby Jiminnie


Fanfic / Fanfiction Uma Lésbica Roubou O Meu Coração - A Bela E A Fera - Capítulo 6 - My Baby Jiminnie


POV Jimin


*Na noite anterior*



Olho Lise bebendo seu quinto copo. Ela está distorcendo tudo que o amigo fala, e já está bêbada desde o terceiro copo. Provavelmente não vai lembrar que bebeu tanto, já espero isso.


E nem que está dançando, parecendo o mais hétera possível...


Essa bebida é realmente forte.


Ela nem me olha, não vê que a vigio. E é por isso que eu não gosto de beber. Sempre precisam de algum sóbrio no local.



- Park Jimin, por favor me ajude. - Ouço a voz de Taehyung me chamar.


- Ne? - Atendo e me viro para meu lado esquerdo, onde ele se encontrava.


- A Lise está dançando e nem percebeu que já bebeu um monte, ela vai ficar mal se deixar ela mais aqui. Além do mais, se ela não for na aula amanhã, arranco a cabeça dela fora.


- Concordo. Vou levá-la. - O respondo, coloco meu copo com bebida em sua mão, e vou a buscar.


- Vamos, Lise. - A chamo, e depois trago para casa.





*Agora, na manhã seguinte*





Me remexo um pouco para retirar o meu braço direito dali, mas foi uma tentativa fallha. Me recordo de quem está ali, e me assusto, conseguindo sair rapidamente.



- Ela Não vai acordar tão cedo... - Penso comigo mesmo. - Lise, está na hora de ir para a aula!! - A chamo tocando delicadamente seu ombro.


- Nnha... I don't wanna go to college, i'm so tired and Bored. Taehyung can pass me the notes of the class. Please, don't call me before 12 AM.   - Resmunga em inglês.


- Eu não entendo a sua língua, Z. Traduza! - A respondo enquanto retiro minha blusa -de costas para ela, claro - e coloco outra esperando a resposta.


- Eu não quero ir pra faculdade, eu estou cansada e super entediada. O Tae pode me passar as notas da aula, e por favor, não me chame antes do meio dia. - Ela fala pacientemente e se cobre até a testa, se vira pro lado contrário tornando a dormir.


- Taehyung havia me dito que teria uma aula super importante hoje... Não era um... Trabalho? Não sei muito bem, mas... Ameaçou morte a você. - Digo na simplicidade. Logo, a garota levanta a sua cabeça atenta e se levanta, ficando em pé na minha cama.


- Woow, eu fiquei tonta. - Reclama pondo a mão esquerda nos olhos.


- Talvez um pouco de ressaca. Se não fosse eu, estaria pior. - A respondo entrando no banheiro para trocar a calça.


- Jiminnie... Eu posso usar a sua camisa mais um tempinho? - Me questiona com sua voz fofa. A que me convence.


- Não vejo problemas. - A ouço sair do quarto, e retorno a ele, já pronto para descer.




POV Jimin Off


POV Lise On



Saio do quarto do mais velho e corro para o meu. Ponho um short-saia preto rodado que fica cinco dedos acima do meu joelho, e pego um cinto preto, o qual ajuda a prender a blusa de Jimin. Como ela já era bem curta em mim, ficou legal. Por incrível que pareça, não estou parecendo aquelas colegiais sem graça de filmes, mas sim uma estudante de moda.



- Já está pronta? - Sua voz invade o espaço.


- Yes, i do. Vamos descer. - O chamo, e vamos até o cômodo de baixo.


Tomamos o café tranquilamente, mas estranhei que Yoongi não estivesse ali, e nem Jin. Porém, Jimin me explicou que as vezes o Min sai sem avisar, e Jin resolve as coisas dele nos piores horários. Sabe-se lá o porquê.




### Quebra de Tempo ###





Encerramos a aula.


Oh my God, i'm so tired Today!!


O que eu mais estranhei hoje foi a falta de Taehyung...


O que será que houve com ele?!

Ando pela grama do campus vendo todos andando por aí com os amigos, e paro debaixo de uma árvore ali perto para esperar Jimin.



- Cadê o Taehyung? - Ele chega ao meu lado.


- Também não sei. - E na mesma hora recebo uma mensagem. Puxo o meu celular do bolso, e desbloqueio a tela. Era uma mensagem do Tae.


"Me encontra na esquina da faculdade. Agora."


Que estranho...


Mostrei para o Jimin, que também estranhou, e resolveu me acompanhar. Afinal, ele é o meu responsável por aqui.


Saímos da faculdade, logo chegando na tal esquina. O avistei de longe, e fomos até ele.


- OH MY GOD, TAE! Who's makes this with you?! I will break Him! - Me assusto com seu olho roxo e alguns arranhões e machucados pelos braços, pernas e rosto.


- Não exagere. - Ele diz sério.


- Taehyung, o que aconteceu? - Jimin o questiona.


- Ontem, na festa... Eu estava saindo de lá com a K, e de repente eu voltei pra pegar minha chave, só que eu errei o caminho, acabei num beco... Z, eu fui espancado. Eles bateram em mim por eu ser gay. Eles gritavam comigo e me bateram até apagar. Eu só consegui vir pra falar com você porque a K dirigiu até aqui... Ela também faltou hoje. - Eu já me encontrava chorando. O abracei forte.


- Quem foi? - Pergunta Jimin. - Alguém daqui? - Ele aponta para o prédio da faculdade.


- Omo, não pre... - O interrompemos juntos.


- Quem foi, Taehyung?!! - Nos olhamos e depois voltamos a encarar Tae.


- F-Foi o JB.... E O-o Jay. - Ele abaixa a cabeça. Então... Jay, aquele Jay. Jay Park, da festa. Aquele Bitch vai levar um pé na cara da melhor maneira possível. Por mim.


- Eu não acredito... - Jimin olhava os pés sério. - Eu sabia que ele não podia beber tanto... JungKook nunca convida ele para as festas pela bedida, por quê diabos dessa vez ele o chamou??!! Aish! - Ele resmunga inconformado.


- Calma, Jimin. A única coisa agora a fazer é agir. Tae, nós vamos indo... Tchauuu! - Cantei a última frase, e puxei Jimin correndo para a direção da nossa casa.


- Seguinte: Eu vou montar um plano, e depois eu te mostro. Vou precisar da sua ajuda.


- Nem precisa pedir.







(...)








- Jimiiin!! - Eu chamo.


- Sim? - Aparece correndo na minha porta.


- Entra, e fecha a porta. - O digo sentando na cama. - Então... É o seguinte: O Tae vai acabar falando sobre o que diabos aconteceu com ele, e vou forçar ele a isso. Quando ele disser, a gente vai achar essa pessoa, expor ela, e depois denunciar. Perfeito, um plano ótimo. - Sorrio satisfeita com a minha ideia.


- É um bom plano... - Jimin opina pensativo.


- Mas então... Conto contigo? - Confirma com a cabeça, e eu o abraço contente. Não se mexe com algum amigo meu e sai ileso não, mon amour!


- Olha... Eu já vou indo. Eu estava indo entrar no banho. Amanhã você tem que estar bem mentalmente para pôr o plano em prática, então descansa também. - Ele me aconselha se retirando do quarto.


Decido seguir seu aconselhamento, e tomo um banho, em seguida ponho algo que não uso a muito tempo: Meu niguiri de panda. Me jogo na cama e acabo adormecendo, mesmo sem nem ter comido.



- Z? - Jimin chama em pé ao lado da cama, com as mãos nos bolsos.


- Bom dia... Que horas são? - Esfrego os meus olhos.


- Seis e quinze. Você dormiu a tarde toda. - Ele diz se sentando na ponta da cama. Me levanto, agora ficando sentada, e passo a mão pelo cabelo, o bagunçando.


- Quer jantar? - Pergunta puxando seu celular.


- Tô morta de fome. - O respondo.


- Vou pedir pizza. - Põe o celular no ouvido, e pede a comida, junto a um refrigerante.


- Thank You. - Faço um coração com as duas mãos e mostro para ele.


- De nada. - Imita o gesto.


Logo, ele se retira do quarto, e eu me troco, colocando um short jeans, meu moletom marrom com uma escrita "Vibe" em preto, meu tênis preto e branco, e minha pulseira preta (Foto de capa, fora o óculos).


Desço as escadas até a sala, onde o coreano esperava a pizza, e me deito no sofá vago ao lado.


Começo a prestar atenção no que passava na TV. Uma novela ruim pra caramba, muito chata.



- Jimin... - O chamo.


- Ne? - Não tira a atenção do programa.


- Como aguenta assistir essa porcaria? É tão chata, e melosa! Imagine: É só uma mulher "fraca", e "indefesa", que procura pelo seu amor em uma cidade vizinha a sua, enquanto seu pai pede pra que ela volte. Logo logo, vai dizer que ela se apaixonou por um cara, seu pai não aprovou, eles se casaram e fugiram, o pai não ficou sabendo, depois ele aceitou e todos ficaram felizes. Fim. Deduzível demais. - Explico gesticulando, e falando rápido.


- Wow. E eu só vi a primeira parte. - Arregala seus olhinhos estreitos, e sorri, fazendo com que logo sumissem.


Observo o seu sorriso. Viro minha cabeça para o lado direito, e o olho, admirando sua beleza.



- Hey, Why you're so cute??? You look likes a baby, boy! My baby Jiminnie... - Aperto suas bochechas, formando um bico nos lábios do moreno.


- Não entendi tanto, mas... Entendi o "My Baby Jiminnie". Tem certeza do que fala?! - Ele pergunta sorrindo, e só aí percebo o que disse.


- Oh, Sorry, Jimin. - O largo, e rio de mim mesma.


- Não tem porquê pedir desculpas. A gente só pode desculpas quando a outra pessoa não gosta do que foi dito. - Ele explica, pega o controle na mão, e desliga a TV.


Demorei um tempo para processar a mensagem, mas...



O que ele quis dizer com isso?



Quer dizer que ele gostou de eu chamá-lo de "Meu bebê Jiminnie" ??







Que garoto mais confuso....










{Continua ...}


Notas Finais


Espero que tenham gostado ❤️
Beijinhooosss


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...