História Uma lobinha qualquer - Capítulo 8


Escrita por: ~ e ~qualquer-coisa

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Visualizações 19
Palavras 2.028
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Drama (Tragédia), Luta, Magia, Mistério, Romance e Novela, Sobrenatural, Violência
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Espero que gostem do capítulo

Capítulo 8 - A caçada começa


Depois de um tempo chorando em seus braços me soltei dele e sentei na cama

Adrian:tá melhor?(ele senta do meu lado)

Hanna:oque você acha?(falei olhando para baixo)

Adrian:eu sei que é difícil descobrir que seu pai estava morto mas na verdade estava vivo,que é difícil saber que aquele amigo que sempre esteve ao seu lado na verdade só quer o seu mau(enquanto ele falava eu já chorava de novo)ei(ele levantou meu queixo para eu olhar para ele)saiba que sempre vamos estar ao seu lado (ele limpou minhas lágrimas com seu polegar)

Hanna: obrigado

Ele me abraçou de novo, ficamos mais um tempo ali abraçados, não sei porque mas sei que ele também não queria soltar aquele abraço,mas nos soltamos

Adrian:vem o resto do pessoal tá esperando agente

Hanna:tá só vou lavar o rosto

Adrian:tá vou decendo

Fui para o banheiro meus olhos estavam vermelhos e inchados lavei o rosto e deci me sentei na mesa

Elena:oque aconteceu?

Hanna:a poucos minutos atrás encontrei uma pessoa que não queria ver e depois descobri que meu melhor amigo quer me matar

Ana:como assim encontro uma pessoa

Hanna:meu pai

Lucky:por acaso é aquele que tava com o pescoço quebrado?

Hanna:sim eu quebrei o pescoço dele

Enrique:mas ele não tinha morrido?

Hanna: também achava isso

Passei o resto do almoço em silêncio,depois ajudei a Gabi a limpar a lousa e fui para meu quarto, fiquei sentada na janela olhando para a floresta,até que ouvi alguém bater na porta

Adrian: licença (ele falou entrando)

Sai da janela e sentei na cama

Adrian:está melhor?

Hanna:sim

Adrian:que bom(ele sorri para mim sorrio de volta)o pessoal vai ir caçar quer ir junto?

Hanna: não prefiro ficar aqui

Adrian: então vou ficar aqui com você

Hanna:não precisa pode ir 

Adrian:nem vem vou ficar e ponto final,vou avisar os outros

Hanna: tá....

Ele saiu me joguei para trás e fiquei olhando para o teto, decidi pegar um chocolate,subi na cama e peguei uma barra do cofre, sentei na cama,ouvi a porta de baixo sendo fechada, acho que todos já foram

Adrian:da onde tirou esse chocolate

Hanna: segredo (falei pegando mais um pedaço de chocolate)

Adrian: porque não posso saber (falou sentando na cama)

Hanna: porque você vai querer roubar meus chocolates(mostrei a língua)

Adrian: não vai mesmo falar?(faço não com a cabeça) você que pediu(ele começa a fazer cócegas em mim)

Hanna:hahaha para hahaha(eu ria que nem doida)

Adrian:fala aonde pegou o chocolate e eu paro

Hanna:nunca haha (eu já estava chorando de tanto rir)

Adrian:fala

Hanna:haha tá haha mas para haha(eu não aguentava mais)

Adrian:tá desembucha(ele parou eu respirei um pouco antes de falar)

Hanna: atrás do quadro (apontei para o quadro)

Ele subiu na cama e tirou o quadro

Adrian:da onde surgiu esse cofre?

Hanna:e eu vou saber só sei que no quadro antigo que tinha,tava escrito o código (ele parou um tempo para pensar)

Adrian: lembrei agora esse quarto era do meu pai por isso tem um cofre

Hanna:por favor fala que você não sabe o código (ele abriu o cofre)naoooooo(eu ia me jogar para trás achando que tinha cama mas cai da cama)

Adrian:tá tudo bem ai?(ele olhava para mim ainda de pé na cama)

Hanna:tô ótima se você não pegar meus chocolates

Adrian:tá mas decha eu pegar só um

Hanna: não

Adrian:por favor (ele ajoelhou na cama e fez cara de cachorro pidao,não segurei e ri)

Hanna:tá mas só um

Ele pegou um depois trancou o cofre e fechou,deitei na minha cama e ele deitou do meu lado, roubei um pedaço do chocolate pra mim

Ai gente que fofinho são vocês dois

Fica queta Lanna

Pera você acabou de me chamar de Lanna?

Sim é um nome parecido com Hanna não gostou?

Pelo contrário adorei

Que bom

Estava conversando com o Adrian até que meu celular toca quando vi quem era o sorriso em meu rosto sumiu

Adrian:quem é?

Hanna:o Leonardo (atendi o celular) alô (falei seca)

Léo:oi Hanna aconteceu alguma coisa?

Hanna:não sei me diz você

Léo:oque quer dizer com isso?

Hanna: você sabe muito bem oque quero dizer

Léo:não tô entendendo

Hanna:me diz oque pretende fazer comigo

Léo:pera então você descobriu?

Hanna:não imagina tô zuando com sua cara (falei irônica)

Léo:gloria a Deus não preciso mais ser tao meloso com você

Hanna:como pode fazer isso comigo,depois de tanto tempo

Léo:poder é apenas isso que digo

Hanna:agora sei quem você realmente é um monstro

Léo:pelo menos não era eu que era estrupada pelo pai e se eu recusava,apanhava até sangrar,e descontava em mim mesma minhas emoções(começei a chorar e desliguei)

Taquei meu celular na parede,o Adrian me abraçou e novamente lá estava eu chorando em seus braços

Adrian:shh tenta se acalmar (ele dizia enquanto me consolava)

Ei não liga para o que ele disse você mesmo sofrendo tudo aquilo é uma pessoa maravilhosa

Obrigada

Adrian: não liga para oque ele disse tá?(ele me afasta e limpa minhas lágrimas com o dedo indicador,eu fiz que sim com a cabeça)

Ele me abraçou mais uma vez,eu estava sentindo um cheiro ótimo de hortelã,esse cheiro era como uma droga era viciante, só aí percebi que era o cheiro dele

Pera aí garota tu sentiu o cheiro específico dele?

Sim oque que tem?

Isso é raro acontecer 

Não sabia

Ele me soltou do abraço sentei de Borboletinha na cama e limpei meu rosto com a manga da blusa,ele sentou na minha frente

Adrian:vem vamos na cozinha para você beber água e se acalmar

Deci com ele para a cozinha,ele me fez sentar em um dos bancos,e me entregou um copo de água

Hanna: obrigado (ele sentou do meu lado enquanto eu bebia a água)

Adrian: melhor?

Hanna:sim(olhei para o relógio e vi que já era 20:00)o pessoal não vai voltar não?

Adrian:não as meninas disseram que iam dormir na casa da Ana,já os meninos devem estar por aí badalando eles não voltam tão cedo

Hanna: entendi

Adrian:tá com fome?

Hanna:um pouco

Adrian:vou fazer alguma coisa para a gente comer(ele falou se levantando)que tal uma macarronada?

Hanna:seria ótimo amo macarronada

Adrian:tá então vou fazer uma(ele começou a mecher nos armários e eu só observava)

Subi e fui para o banheiro,me olhei no espelho meus olhos estavam vermelhos e inchados,lavei meu rosto e deci de novo sentei no mesmo lugar que eu estava

Adrian: daqui a pouco está pronto

Hanna:tá bom

Depois de um tempo,ele terminou  sentamos na mesa,e começamos a comer

Hanna:nossa não sabia que você cozinhava tão bem

Adrian: obrigada pelo elogio

Terminamos de comer e ficamos na sala assistindo um filme na tv,só que acabei dormindo com a cabeça no ombro de Adrian

#de manhã#

Acordei com o sol na minha cara abro os olhos devagar e vejo que estou em meu quarto provavelmente o Adrian me trouxe para cá de noite,sento na cama devagar, coço meus olhos

Bom dia

Bom dia lanna

Me levanto e vou para o banheiro ,faço minhas higienes, começo a sentir cheiro de torradas e outras coisas saio do meu quarto e como sempre deço a escada pelo corrimão

Nataniel:ei garota daqui uns dias você quebra a cara no chão (mostro a língua)

Hanna:bom dia para você também

Vou para a cozinha Elena fazia café da manhã

Hanna: voltou cedo

Elena: resolvi voltar mais cedo,as meninas ainda estão lá

Hanna: entendi

Ela colocou meu café 

Hanna: obrigado (começei a comer)

Adrian:bom dia(ele falou entrando na cozinha)

Hanna:bom dia

Elena:bom dia

Ele sentou do meu lado e Elena serviu ele,eu estava comendo até que ouvi o toque do meu celular

Hanna:volto em três segundos

Usei minha super velocidade peguei o celular e voltei e exatamente em três segundos que até assustou o pessoal na mesa

Hanna: alô

Meg:oie

Hanna:oii(falei de boca cheia e ela riu)

Meg:como estão as coisas por aí?

Hanna:tá tudo bem e por aí?

Meg: tirando o fato que eu odeio o Leonardo tá tudo ótimo

Hanna:oque ele fez?

Meg:ele foi super grosso comigo falou um monte de bosta pra mim

Hanna: também tô com raiva dele, ele fez o mesmo comigo (guardei a parte que ele me queria morta)

Meg:tá mas eu liguei mais para avisar que vou ir aí

Hanna:SERIO?

Meg:calma vai me deixar surda mas eu não vou só te visitar vou ir morar com você (olhei para Adrian ele ouvia a conversa)

Hanna: então sobre isso....

Meg:que foi não quer que eu vá morar com você?(ela falou triste)

Hanna: não é isso, é que digamos que eu não estou morando na casa que minha tia comprou 

Meg:como assim?

Hanna:eu estou morando com uns amigos

Meg: então não posso morar com vocês?

Hanna:se o dono da casa deicha (olhei para Adrian que se engasgou com a comida)

Meg:oxe então vê aí

Hanna:tá pera aí (afastei o celular do ouvido e tampei a saída de áudio) Adrian....

Adrian:nem vem

Hanna: por favorzinho (fiz cara de cachorro pidao,ele deu um longo suspiro)

Adrian:tá bom....

Hanna:eeeee(dei um pulinho)voltei

Meg:e aí?

Hanna:ele deicho

Meg:EEEEE(afastei o celular do ouvido)

Hanna: quando você vem?

Meg: acho que de noitinha estou aí

Hanna:tá vou te buscar no aeroporto

Meg:tá bom mando mensagem quando eu estiver chegando aí

Hanna:tá bom

Meg:bjs te amo (por preucasao ouvi os batimentos dela era verdade fiquei feliz com isso)

Hanna: também te amo bjs

Desliguei o celular e olhei para Adrian ele já entendeu oque eu queria

Adrian:tá eu vou com você buscar sua amiga

Hanna:brigado(fiz coração com a mão para ele,ele apenas revirou os olhos)

Adrian deicho ela ficar com o quarto ao lado do meu,na casa tinham 10 quartos que são muitos por sinal,tinham 8 quartos ocupados agora que Meg iria ficar com um,apenas moravam aqui a Elena,o Nataniel,a Elisa,o Lucky,e o Nick comigo e o Adrian eram 7,o restante tinha suas devidas casas, fiquei em meu quarto mechendo no celular a Meg mandou mensagem me troquei usando a minha super velocidade e deci até a sala 

Hanna:ei psiu(Adrian me olhou)

Adrian:fala...

Hanna:esqueceu que temos que buscar minha amiga

Adrian:tô indo....(ele levantou e pegou a chave do carro)

Fomos para o aeroporto Meg já estava na entrada esperando, sai do carro e corri até ela 

Meg: HANNA(ela me abraçou ela por ser mais baixinha que eu ficou nas pontas dos pés ) senti sua falta

Hanna: também senti 

Paramos de nós abraçar, começamos a andar até o carro Adrian estava do outro lado com os braços em cima do carro

Hanna:Meg esse é Adrian

Meg:oie

Adrian:oi(ele falou abrindo o bagageiro)

Eu ajudei a Meg a colocar a bagagem no carro depois entramos eu estava na frente com o Adrian

Hanna: então oque te fez decidi mudar para aqui(eu olhava para ela pelo espelho do carro)

Meg:eu não aguentava mais meus pais principalmente meu irmão (ela se apoiou nos bancos da frente)sabe como é que é né?

Hanna:sim eu sei

Eu peguei um pendrive que tinha no carro e coloquei no rádio começou a tocar uma música eletrônica eu amava muito música eletrônica olhei para Adrian

Adrian:que foi?(ele olhou para mim mas voltou a atenção para a estrada)

Hanna:eu amo música eletrônica (aumentei um pouco o som a viagem seria um pouco longa)

Eu e Meg cantávamos as músicas o Adrian só dava risada a Meg não cantava mas sim gritava que nem uma gralha

Hanna:tá já chega sua gralha (ela deu um tapa em meu ombro)aí

Meg:gralha é você (ela ficou emburada)

Estava olhando a janela,só aí percebi um cheiro que vinha de dentro do carro e era da Meg,eu olhei assustada para o Adrian ele me olhou e eu fiz uma mímica para ele cheirar o ar,ele devolveu o meu olhar assustado,começei a encarar a Meg que estava distraída na janela ela olhou para mim

Meg:que foi?(não respondi ela virou para o lado e discretamente cheirou o ar)opa....

Hanna: desembucha

Meg: então é que como posso dizer....

Hanna:fala logo

Meg:eu sou de uma espécie chamada selvagens (quando ela falou isso o Adrian freiou com tudo ainda bem que já estávamos chegando e aqui não passa muito carro)

Adrian: O QUE?(eu tapei o ouvido)

Meg:isso que você ouviu

Adrian:mas selvagens são considerados em extinção

Meg:eu sei

Hanna:por que não falou antes?

Meg:seria porque antes você era humana?

Hanna:faz sentido eu te chamaria de louca 

Meg:por isso não falei criatura

Hanna: foi mal ai...tá vamos para casa lá conversamos melhor

Adrian: é bom mesmo

Antes de Adrian dar partida no carro senti uma sensação de que algo acertaria alguém ouvi sons de disparos e eram muitos

Hanna: ABAIXEM

Eles fizeram oque eu disse e logo só via flechas e mais flechas passando dentro do carro e vidros caindo e aranhando agente,uma flecha passou de raspão em meu ombro depois que as flechas pararam nos levantamos devagar

Meg: oque foi isso?

Adrian: pessoas tentando nos matar(quando ele falou isso ouvi um último disparo mas peguei a flecha antes de acertar o Adrian ele se assustou) valeu

Hanna:de nada(joguei a flecha longe) melhor sair daqui (senti uma pontada no meu ombro)

Meg: você tá bem?

Hanna:tô sim vamos logo

Chegamos em casa todos estavam lá contamos oque aconteceu a todos e oque estava acontecendo para a Meg que ficou pasma estava na enfermaria o Nataniel olhava meu ferimento Meg estava na cama em frente a mim e Adrian estava apoiado na porta

Meg:e se atacarem de novo?

Hanna:não sei,mas juro que vou caçar todos e matalos até mesmo o Leonardo

Nataniel:pode contar comigo

Meg: comigo também

Adrian: e comigo

Estava decidido a caçada avia começado






Notas Finais


Espero que tenham gostado


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...