História Uma maneira de voltar - interativa - Capítulo 5


Escrita por: ~

Postado
Categorias Amor Doce, Eldarya
Personagens Alexy, Ambre, Armin, Castiel, Charlotte, Debrah, Erika, Ezarel, Iris, Jamon, Kentin, Keroshane, Kim, Leiftan, Leigh, Li, Lynn, Lysandre, Melody, Miiko, Nathaniel, Nevra, Peggy, Personagens Originais, Priya, Professor Faraize, Professora Delanay, Rosalya, Senhora Shermansky, Valkyon, Violette
Visualizações 17
Palavras 1.122
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Comédia, Crossover, Escolar, Ficção, Hentai, Lemon, Magia, Mistério, Romance e Novela, Universo Alternativo, Yaoi
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Oi gente, desculpe demorar pra postar, mas eu não estou em uma semana muito boa.
Espero que gostem do capítulo.

Capítulo 5 - Capítulo 3


POV Hayato

Nos já estávamos presos a algumas horas. Mas o garoto que me trouxe pra cá, chegou dizendo que queriam falar comigo.

Senti um frio na espinha quando eu cheguei até uma sala com algumas das pessoas que vimos antes, todos olharam pra mim.

Miiko: qual seu nome?

Hayato: Ha- Hayato.

Eu gaguejei um pouco por causa do nervosismo, afinal, vai saber o que vão fazer comigo.

Miiko: tem quantos anos?

Hayato: 16.

Miiko: como você e os outros chegaram aqui?

Hayato: nos estávamos na casa da Galaxy, a garota de cabelo roxo, e de repente fomos cercados por uma névoa, e depois disso só lembro de estar aqui.

Miiko: Hum, Ezarel, faça o teste com ele!

Hayato: Q-que teste?

O tal Ezarel pegou a minha mão e despejou um líquido estranho nela.

Não aconteceu nada, e por causa disso todos ficaram com cara de quem não entendeu.

Hayato: Era pra ter acontecido alguma coisa?

Miiko: você sentiu alguma coisa... diferente?

Hayato: não.

Depois disso ela mandou me levarem de volta e pegar outro, acho que ela estava falando dos meus amigos.

Eu cheguei na dela é o mesmo garoto que me levou pra lá, pegou a Galaxy e a levou.

POV Galaxy

O cara de trança no cabelo me levou pra um lugar com mais pessoas, se é que dá pra chamar de pessoas essas criaturas de outro mundo.

Começaram a fazer perguntas pra mim e eu apenas fui respondendo.

Miiko: qual seu nome?

Galaxy: é Galaxy.

Miiko: idade?

Galaxy: 18 anos.

Miiko: seu amigo disse que vocês vieram pra cá quando estavam na sua casa e foram cercados por uma névoa branca e depois só lembram de acordar aqui, é verdade?

Galaxy: sim, nos estávamos na minha casa com mais alguns amigos, mas não sabemos se eles vieram junto.

Miiko: eram quantos na sua casa?

Galaxy: no total oito! Eu, Hayato, Erik e Sara que viemos pra cá, e a Rosie, Mickael, Minhyuk e Raven que eu não faço ideia de onde estão.

Miiko: Hum, Ezarel Faça o teste com ela.

O tal Ezarel puxou a minha mão e despejou uma coisa nela.

Todos ficaram me olhando, e eu não sabia o que fazer.

Miiko: não aconteceu nada! Não é possível.

Eu estou boiando, simplesmente o mesmo carinha me pegou e me levou de volta, e quando chegou lá pegou o Erik.

Hayato: colocaram uma coisa esquisita na tua mão também?

Galaxy: sim, mas não aconteceu nada, e eu não sei se isso é bom ou ruim.

Hayato: também não aconteceu nada comigo.

Galaxy: será que vai fazer a mesma coisa com o Erik?

Hayato: acho que sim.

POV Erik

Me levaram pra uma sala cheia de gente.

Miiko: Nome?

Erik: É comigo?

Miiko: sim, eu estou falando com você! Agora me responde.

Erik: meu nome é Erik.

Eu tentei ser indiferente como sempre, mas acho que deu pra perceber que eu estou um pouco incomodado com tudo isso.

Miiko: quantos anos?

Erik: 17.

Miiko: Ezarel faz o teste com ele, eu queria acabar logo com isso.

Despejaram uma coisa estranha na minha mão e ficaram olhando.

Miiko: Outro que não acontece nada, se vocês não tem sangue faery, porque raios vieram parar aqui?

Erik: não sei.

Me levaram de volta e pegaram a Sara, se fizerem a mesma coisa com ela, duvido que alguém vai sair vivo, do jeito que ela gosta de arranjar uma treta.

POV Sara

Pelo visto faltava apenas eu para fazer sei lá o quê.

Me levaram para um lugar esquisito, com pessoas esquisitas, e do nada começam a me perguntar um monte de coisa.

Miiko: Nome?

Sara: por que quer saber?

Miiko: só me responde!

Sara: olha aqui minha filha, se tem algo nessa vida que eu não sou é obrigada!

Miiko: CHEGA! CANSEI! PASSA ISSO PARA CÁ QUE EU MESMA FAÇO ISSO!

Ela pegou um treco com um líquido estranho do cara de cabelo azul e começou a vir na minha direção.

Sara: pode ir parando, tu não vai jogar esse treco em mim!

Eu comecei a desviar, mas mesmo assim ela vinha atrás de mim tentando me jogar aquela coisa.

Miiko: segurem ela!

O cara que eu dei um chute me segurou de um lado, e o que me levou pra prisão me segurou pelo outro lado.

A garota que eu não lembro o nome pegou a minha mão e jogou aquilo em cima e ficou olhando como se era pra acontecer alguma coisa.

Miiko: Que raiva! Vocês são simplesmente humanos burros!

Eu dei um chute nas costas dela que a fez cambalear um pouco.

Sara: me chama de burra outra vez pra tu ver.

Me levaram de volta e meus amigos ficaram perguntando o que havia acontecido.

Eu disse tudo e logo depois eles também contaram o que havia acontecido com eles.

Pelo visto era pra ter acontecido alguma coisa que não aconteceu quando colocaram aquela coisa nas nossas mãos, mas eu preferi parar de pensar nisso, não vai me lavar a lugar nenhum.

POV Reven

Como a Lynn nos aconselhou a nos matricular nos na escola em que ela estudava, nos fizemos isso e começaremos a estudar amanhã.

Pra ser bem sincera, eu não quero ir pra escola, mas como a Rosie nos obrigou (ela é tipo a nossa segunda mãe) não pudemos fazer nada.

Mickael: eu não quero ir pra escola, eu queria ficar em casa!

Rosie: mas nós não estamos nem em casa pra você querem ficar nela!

Mickael: até uma barraca eu chamo de casa, caso isso me ajude a não ir pra escola.

Shin: não vou falar nada, talvez seja contagioso.

Reven: kkkkkkk.

Rosie: todos pra cama, porque temos que acordar cedo amanhã para irmos para a escola.

Mick: há não, por favor Rosie, deixa eu ficar aqui.

Rosie: não.

Fomos todos dormir para poder acordar cedo amanhã para irmos para o nosso primeiro dia de aula na escola Sweet Amoris.

Quebra de tempo

Estávamos entrando na escola e todos começaram a olhar pra gente, compreensivo já que nunca haviam visto a gente na vida.

Nós entramos e fomos procurar a diretora.

Depois que o sinal que indica o começo das aulas tocar, a diretora nos levou até uma sala que eu deduzi que seria a nossa (iremos estudar na mesma classe).

Diretora: bom dia turma, hoje vocês receberão colegas novos, se apresentem por favor.

Reven: Eu sou a Revenger Calter, mas podem me chamar de Reven.

Shin: Eu sou o Shin Minhyuk, mas podem me chamar apenas de Mim ou Shin.

Mickael: eu sou Mickael Calter, mas me chamem de Mick.

Rosie: eu sou a Rosie McAdams, e me chamem de Rosie mesmo.

Depois disso fomos nos sentar para “poder prestar atenção na aula”.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...