História Uma menina e seus sete milagres - Capítulo 57


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Tags Bangtan Boys, Bts
Exibições 23
Palavras 2.151
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Escolar, Musical (Songfic), Romance e Novela, Yaoi
Avisos: Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 57 - Ano Novo pt. 2: surpresa


Depois de muito tempo, escutei baterem na porta, saí correndo do meu quarto para abri-la. Eu que estava toda animada, deixei meus ombros moles de decepção, por ser meus tios e avós. Não que eu não gostasse deles, só estava esperando muito os meninos.

— Olha como essa guria cresceu. — Minha vó falou, batendo no ombro do meu vô e os dois me olhando.

— Quantos anos você tem? — Perguntou a mim.

— Tenho dezessete, senhor. — Dei espaço pra eles passarem.

— Sou seu avô, não precisa me chamar de senhor.

Meus tios não falaram nada, só passaram direto por mim e todos foram pra sala. Quando eu ia fechar a porta, olhei pra fora e pude ver pessoas correndo na minha direção, eram os meninos. Sorri ao ver eles.

— Luana! Não feche a porta. — Namjoon gritou correndo junto aos outros.

Abri a porta novamente até todos chegarem perto. Todos estavam bem arrumados, usando ternos escuros, bem formais até e claro, todos lindos.

Meu queixo caiu só de ver aquilo.

— E aí? Já chegou alguém? — Taeh falou passando por eles e parando na minha frente, não o respondi, só o olhei dos pés a cabeça pensando em como era lindo de terno. — Luana?

Olhei pros outros do mesmo jeito.

— Você está me assustando. — Hoseok falou.

— D-Desculpa é que... — todos me olharam aguardando alguma resposta — ...nada.

Deram de ombros e dei espaço pra passarem. Deixei eles irem para a sala e fui me arrumar no meu quarto, já que acabei esquecendo de tanto ficar verificando os sites.

Taehyung P.O.V

Chegamos na casa da Luana e após sermos recebidos por ela, fomos até a sala, onde tinha uma mesa grande no meio (grande e comprida, até demais) e lá estavam muitas pessoas das quais eu nem conhecia, os únicos que conhecia eram o John, sua namorada e a Clara, que nos receberam com sorrisos.

— O que fazemos agora? — Perguntei pro Jin, que estava do meu lado.

— Quero conhecer essas pessoas, elas parecem legais.

Olhei em volta, e ninguém parecia legal. Quando olhei pro lado, Jin já estava falando com outras pessoas, junto com Hope e Namjoon.

— Será que a Thata vem? — Perguntou Jimin chegando perto de mim.

— Eu acho que não, a Luana não se dá muito bem com ela, não teria motivos para convida-la.

Jimin fez uma cara estranha.

— Mas ela não sabe que namoro a Thata?

Também fiz uma cara estranha.

— Você namora a Thata?

Yoongi chegou também fazendo uma cara estranha.

— Você não sabe, Taehyung?

— Não sabia até agora. Quando isso aconteceu?

— Aconteceu enquanto você ficava trancado no seu quarto, provavelmente chorando. — Jimin falou revirando os olhos.

— Falando em quarto, o que aconteceu ontem? — Yoongi perguntou fazendo uma cada maliciosa.

— Sério que você pensou direto nisso?

— Claro que não... Só... É, eu pensei direto nisso.

— Não aconteceu nada... Só jantamos. — Me fiz de inocente e olhei pros lados, parando meus olhos no sofá, lembrando tudo que tinha acontecido naquele objeto tão simples, não pude evitar ficar vermelho.

— Wow, deve ter rolado tanta coisa. — Jimin riu.

— Pq sempre querem saber o que rolou entre mim e a Luana de noite?

—  Pq nunca aconteceu com a gente.

— Mas isso não é motivo pra quererem saberem sobre minha vida.

— Okay... Não vamos mais tocar no assunto.

Observei em volta e olhei fixamente pra porta, onde pude ver uma sombra. Andei até lá e abri a porta até ver três adolescentes, mais ou menos da idade da Luana.

— Ahm... Olá. — Falei fazendo elas olharem pra mim.

— Espera um pouco... Você não é o V? — Perguntou uma loira.

— Sou, por que?

Elas se olharam e começar a gritar, fiquei um pouco assustado com a situação, pensei que iriam pular em cima de mim, mas só ficaram gritando.

— Wow, estamos na casa de uma idol, com outro idol dentro! Que legal! — Falou a mais baixa, ela era meio gordinha, o que era muito fofo.

— Posso saber quem são vocês?

Senti alguém tocar minhas costas, olhei pra trás e vi Luana, ela abriu mais a porta até poder ver as meninas, ainda com a mão nas minhas costas.

— Q-Quem são vocês?

— Você não lembra da gente? Luana, somos suas primas!

Luana as olhou por um tempo. Se fossem mesmo as primas dela ela iria reconhecer, só se Luana não ia pra lá a MUITO tempo.

— Meu Deus! Quanto tempo. — Ela se enfiou entre as três, que se abraçaram. — Desculpa... Faz tanto tempo que não vejo vocês que quase não reconheci.

É, eu estava certo.

— Parabéns pelo seu debut! Foi incrível. — Falou a loira.

— Obrigada.

Uma ruiva me olhou ao invés de prestar atenção nas garotas. Confesso que fiquei um pouco envergonhado, pois ela não parou nenhum minuto de me olhar.

Elas se soltaram e entraram, conversando, provavelmente tinham bastante assunto.

— Por quê está aqui? — Perguntou a ruiva, do meu lado enquanto andávamos para a sala.

— Sou muito amigo da Luana, e os meninos também, por isso eles estão aqui. — Apontei pra onde eles estavam e tive a sensação que a menina iria desmaiar. — Aconteceu alguma coisa?

— É que nunca imaginei estar na casa de uma idol com outros idols dentro, principalmente vocês.

— Algumas pessoas tem sorte, por exemplo você, que é prima de uma idol e sua prima tem como namorado... — Tapei minha boca ao perceber do que estava falando — ... Q-Quer dizer, é você ter sorte de ser prima de uma idol e ela ter amigos idols como a gente.

— Minha prima tem um namorado?

— N-Não, claro que não... Na verdade eu não sei.

— Nossa, se isso for verdade quero muito que seja o Yoongi! — Ela sorriu de orelha a orelha, depois me olhou. — Oh, desculpe falar esse tipo de coisa na sua frente, não me aguentei.

— O-O Yoongi?

— Sim! Shippo muito os dois.

— Hm... Talvez a Luana fale com quem está namorando se ela ganhar a votação que está participando.

— Por isso que voto todos os dias. Quero muito saber se ela realmente namora o Yoongi.

— Também quero ver com quem ela namora...

Achei a guria totalmente louca, shippar a Luana com o Yoongi era totalmente errado. Mas somente eu e os meninos sabíamos que não era verdade, então perdoei a menina.

Andamos até a mesa e já estavam servindo o jantar, me sentei entre Jungkook e Luana, bem perto dos familiares dela. Fiquei quieto escutando a conversa deles.

— E como está indo a vida de idol? — Perguntou um velho, que deduzi ser vô dela.

— Boa... Mas pensei que seríamos mais ativos.

— Calma, ainda não é muito conhecida, mas logo sua agenda vai estar cheia. — Falou a vó.

— E a vida amorosa? — Perguntou uma moça que deduzi ser tia dela, era óbvio, pra fazer essa pergunta só pode ser tia.

Luana ficou vermelha e me olhou de relance.

— Ahm... Acho que não tenho nada a dizer.

Todos riram, menos seu pai.

— Pq acham graça? — Perguntou ele.

— É claro que ela tem algo a dizer, não viu o rostinho dela? — Falou a vó, sorrindo.

— E uma pessoa me contou que ela pode ter um relacionamento. — Comentou a menina ruiva, sabia que não deveria ter contado a ela.

Luana me olhou brava, ela sabia que tinha sido eu.

— J-Já disse que não tenho nada a contar, vamos trocar de assunto.

Os sorrisos de todos sumiram e o clima ficou pesado, continuei quieto e comendo, olhando pros lados. A atenção estava voltada a mim. Automaticamente fiquei nervoso.

O silêncio, todos me olhando, barulho de pessoas mastigando, talheres tocando os pratos... Odiei ficar lá, queria abrir um buraco no chão e me enfiar lá dentro.

Terminamos de jantar e todos começaram a conversar.

— Você falou alguma coisa? — Luana cochichou.

— Ela te shippa com o Yoongi! Tinha que fazer algo.

— Você disse que iríamos contar no dia dos resultados!

— Mas eu não contei sobre nós, falei que você PODERIA ter um relacionamento e que TALVEZ você contasse no dia dos resultados.

— Ah... Okay, só não abra a boca pra mais ninguém, por favor.

Concordei com a cabeça. Todos nós levantamos e fomos pro pátio que havia atrás da casa e era enorme, esperamos dar meia-noite e todos ficaram quietos.

— Gosto quando ficamos a luz da lua. — Disse Jimin do meu lado.

— Também gosto, é calmo e aconchegante.

— Fazia tempo que não tínhamos noites tranquilas assim. — Jin disse atrás de mim.

— Pois é... Desde o começo do ano ou até mesmo antes de entrar para aquele curso. Luana e Ana nos mudaram bastante. — Comentou Jungkook.

E, inesperadamente, chegou meia-noite. 

O céu se encheu de fogos de artifícios, todos sorriram e celebraram pelo longo ano que estava pela frente. As pessoas começaram a se abraçar desejando feliz Ano Novo aos outros.

Eu e o resto dos meninos nos abraçamos, sorrindo.

— Sabem que amo todos vocês, não sabem? — Hope falou.

— Sabemos Hope... Sabemos.

— Espero que esse ano seja diferente do ano que acabou de passar. Vamos nos esforçar, sim?

— Com certeza. — Falou Jin.

— Vamos tentar esquecer todas as dificuldades de passamos e agora pensar no nosso futuro, tentar passar por coisas muito melhores do que passamos esse ano, okay? — Falei.

— BTS? — Olhamos para Namjoon. — Fighting!

— Fighting! — Falamos juntos, ainda sorrindo.

Nos soltamos e eles foram comemorar com outras pessoas. Me virei e me deparei com Clara. A peguei no colo e ela me abraçou.

— Feliz Ano Novo, Tae. — Falou, apertando-me mais.

— Feliz Ano Novo, Clara.

A soltei e ela saiu correndo pra outro lado, olhei para frente e lá estava Luana, com um vestido branco de tecido fino e totalmente lindo. Estava começando a cada vez mais amar quando ela usava algum vestido.

Andei em sua direção e ela sorriu, tive vontade de beija-la e me desculpar por tudo que a fiz passar, botar as coisas no lugar. Mas pensei melhor e, eu não queria estragar aquele maravilhoso momento, então só andei até ela e a abracei, passando a mão pelas suas costas.

— Você está linda.

— Obrigada... — falou rindo — E feliz Ano Novo, Oppa.

— Feliz Ano Novo, minha pequena Lu.

Sorri ainda a abraçando.

— Ei... Estou pensando em fazer algo. — Falou.

— No que?

— Algo que você vai gostar.

— Me diz logo no que!

— Você vai ver.

Ela andou até um pequeno banco e eu andei até o meio das pessoas, ficando junto com os meninos. Luana tentou chamar a atenção de todos, e aos poucos todos ficaram quietos e a olharam. Ela deu um sorriso nervoso e suas bochechas ficaram vermelhas. Não pude evitar de rir.

— É... Bom... J-Já que temos um longo ano pela frente e passei todo esse outro ano fugindo das minhas dificuldades e verdades, queria dizer que conheci algumas pessoas que mudaram minha vida. — Ela apontou para nós, sorrimos, envergonhados. — Mas, tem alguém que melhorou muito minha vida, apesar de todas as brigas e dificuldades que tivemos, estamos juntos novamente e... Nossa, isso é mais difícil do que eu pensei. — Ela deu uma pausa, respirou fundo e continuou. — Essa pessoa é especial para mim, e eu a amo muito, não quero ficar longe dela nunca mais. Essa pessoa é o Taehyung, a pessoa que me mudou e me fez ver o que era ter uma vida difícil e confusa, mas que sempre temos momentos felizes.

Todos me olharam, já tinha um grande sorriso de vergonha estampado no meu rosto. Luana fez um sinal pra mim ir até ela, andei entre as pessoas até chegar lá e ela desceu do banquinho, ficando do meu lado e pegando minha mão.

— Digo a vocês que eu e o senhor Kim Taehyung, estamos namorando.

As pessoas aplaudiram, sorrindo. Ela se virou para mim e ficou me olhando. Não acreditei na hora no que tinha feito.

— N-Não acredito! Você realmente fez isso?

— Fiz, e espero que tenha gostado.

— Se gostei? Não, eu amei! Obrigado.

E finalmente, eu tinha a liberdade de a beijar na frente de todos, e foi isso que fiz.

Acabou que recebemos muitos elogios e tínhamos algo a mais para festejar. Todos gostaram de nós dois juntos.

Confesso que fiquei muito surpreso com o que ela tinha feito, ela estava de acordo, mas eu iria contar... Foi inesperado.

E aquele foi o melhor Ano Novo que tive, e com certeza, foi único.


Notas Finais


Bom, vou explicar uma coisinha: eu pulei o Natal pq não acho tão importante, sei que é algo onde as pessoas ficam com suas famílias e tal mas não tinha nada relevante para botar no Natal.
É isso c:


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...