História Uma noite com o bts- interativa - Capítulo 7


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Amor, Bts, Imagines, Imagines Interativa
Exibições 106
Palavras 1.948
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Colegial, Escolar, Famí­lia, Festa, Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


oie pessoinhas, volteii, bem o que falar desse capitulo, ele esta uma fofura e a música para representar toda essa fofura é just right do got7, outra fofura ^^ queria agradecer a dona da ficha da personagem que ta maravilhoso, bem detalhado e perfeito, ta tão perfeito que eu eu nem entendia a pernalidade dela pq ate o modo de escrever estava perfeito, meu cerebro para só para entender cada palavra, mas graças a deus consegui entender e aqui esta ele, eu escrevi a personagem da forma como eu interpretei, ah e a historia se passa nosso querido e maravilhoso brasil u.u bem aproveitei a historia e até o proximo capitulo beijos e tchau gente

Capítulo 7 - Jongkook- a minha menina


Fanfic / Fanfiction Uma noite com o bts- interativa - Capítulo 7 - Jongkook- a minha menina

Brasil. Terra de samba e bandeiro e também da infinidade de culturas e pessoas diferentes como se fosse uma salada de frutas, tudo misturado, mas mesmo em meio a tantos conflitos, crises e preconceitos que os Brasileiros sofreram ao longo da historia, o povo tem orgulho de pertencer a essa nação que conseguiu superar todos esses obstáculos e hoje é esse país maravilhosos que conhecemos e é nessa terra abençoada por deus que será palco de uma historia cheia de amor, igualdade e bondade e a sua protagonista é uma garota alegre, espontânea, animada e generosa, ela é Angel Impetrovski, filha de um americano, ela nasceu no Brasil, sua mãe é Brasileira, ela nunca saiu do Brasil para visitar seus avôs em nova York, mas a mesma nunca reclamou sobre isso, na verdade ela ama o Brasil e não trocaria seu país de por nenhuma potencia de primeiro mundo.

Angel cursar música no UFPA, uma universidade pública e difícil de conseguir ao menos uma bolsa parcial para estudar, mas Angel conseguiu com seu esforço e dedicação, nas horas vagas ela trabalha como modelo na agencia que seu pai fundou logo quando chegou ao Brasil ele conseguiu fazer sua fortuna em cima do talento de diversas modelos que já passaram por ela, Angel odiava seu trabalho, na verdade ela queria mesmo era se dedicar a música e a dançar que é a sua grande paixão, não sabia explicar por que gostava tanto, mas isso começou quando ela tinha uns 10 anos e foi em um show de música clássica em que a mesma passou pelo seu estado e ela ficou fascinada pelo brilho e beleza das pessoas que tocavam ali, Angel se encantou com aquilo e ela teve a certeza era isso que ela queria e enfrentaria tudo e todos para conseguir e desde tão ela se esforça para alcançar seu objetivo, mesmo que essa escolha não agrade seu pai, ela ainda tinha sua mãe que a apoia em qual for a sua escolha, sua mãe sempre a protegeria e amaria incondicionalmente.

Em manhã de segunda feria, Angel saiu de casa bem cedo para ir à faculdade, fez suas higienes e saiu andando, ela tinha um carro, mas só usava em suas viajem de madrugadas frias em que ela andara pelas ruas vazias em busca de alguém que necessite de sua ajuda, não importa a quem, ela apenas ajuda sem importa com sua aparência ou que ela fez ou deixou de fazer, fora isso ela gosta de andar, na verdade nem se importa de andar muito, se sentir livre como ela pudesse ser quem quisesse ser sem ter medo de se esconder. Após chegar a faculdade ela cumprimenta seus amigos e alguns conhecidos, ela era bem sociável e nunca teve problemas para fazer amigos, sempre feliz e falando com todo mundo até que um garoto que supostamente era novato por nunca ter visto ele passou do seu lado, ele era alto, pele alva e cabelos negros e curtos e tinha o sorriso mais lindo que ela já vira. Ela perguntou a alguns amigos sobre o garoto que ela viu hoje mais cedo e todos da faculdade já o conheciam, o nome dele era Jongkook e o mesmo era coreano e fazia intercambio de música no Brasil e durante o dia todo ela não tirara Jongkook de sua mente, aquele garoto havia chamado sua atenção, até suas amigas já estavam dele olho nele.

-Angel, já viu o novato que entrou no curso de música, ele é tão lindo, se eu soubesse que os coreanos fossem tão lindos já tinha saído do Brasil e pegava o primeiro avião para a coreia. – Lisa, uma de uma suas amigas suspirava só de dizer o nome do moreno.

-será que na coreia existi garotos tão lindos quanto o kookie. – disse Jennie, outra amiga de Angel.

-parem, ele não é tudo isso, existem garotos por aqui mais bonitos do que ele, não acredito que vocês estão se jogando pra cima desse coreano, acho que fomos para coreia encontrarem milhares de garotos iguais esse Jongkook, afinal todos tem a mesma cara. – zombou Angel, já estava cansada de ouvir suas amigas falarem do Jongkook o dia todo.

-nossa  Angel esta com inveja só por que o kookie não sabe da sua existência. –Jennie sorriu junto com Lisa olhando para Angel.

-gente, eu falo com praticamente a faculdade toda, impossível o Jongkook não me nota. –Angel riu irônica e nesse mesmo momento Jongkook passou por elas e Jennie e Lisa logo falaram com ele.

-oi kookie. –ambas disseram em uníssono

-oi Jinnie e Lisa. – sorriu para as garotas e saiu andando, Angel olhou aquela cena indignada como ele pode dizer “oi” para as suas amigas e menos para ela, como se naquele momento ela ficasse invisível para ele.

-ele nem falou comigo. –disse Angel com um olhar perdido

-quem é a amis enturmada da faculdade agora. –disse Lisa rindo da sua amiga

-mas como? Todo mundo me conhece aqui. –Angel ficou mais confusa e tentava entender por que ele não falou com ela

-ah, esquece isso Angel, talvez ele nem saiba o seu nome, nem todo mundo te conhece aqui querida. –Jennie disse gargalhou mais alto, Angel apenas se levantou do gramado com raiva, o mundo não girava ao redor de Angel, a garota sabia muito bem disso, na verdade nem ligava para isso, no entanto o fato do garoto coreano não saber o nome dela a intrigou, ela conhecia quase a faculdade toda, de diretor até mesmo a zelador, mas nunca conheceu alguém que não a conhecesse de fato, pelo menos o nome dela ou da agencia de modelos do seu pai já era uma pista para a pessoa dizer que a conhece, mas por que com Jongkook fora diferente? Ela não queria admitir a atração que sentia por ele, ela queria falar com ele, mas sempre que pensava nisso ficava nervosa, nunca havia ficado nervosa perto de ninguém e isso a preocupava muito.

 Algumas semanas se passaram e Jongkook ainda não tinha falado com Angel e isso estava a irritando muito, durante esse tempo ele estava muito próximo de Jennie e muitas vezes deixava Angel com um pouco de raiva e o pior ela se oferecia para ele descaradamente e a morena deixou ser dominada durante seu dia todo, nunca havia ficado tão nervosa, apenas as suas aventuras na madrugada a ajudavam a se acalma e muitas vezes a refletir sobre isso. Saindo de mais uma aula, Angel foi direto para o banheiro e entrou em uma cabine para fazer suas necessidades até que ouviu passos entrarem pelo banheiro e risadas ecoou pelo mesmo, ela logo reconheceu as vozes.

-é serio que ele te chamou pra sair Jennie? –perguntou Lisa ainda rindo

-foi ele disse que havia gostado muito de mim, ah que emoção, nunca estive tão feliz em toda a minha vida. –Jennie sorria e dava pulinhos de alegria

-e a Angel, quando vai contar para ela? –Lisa olhou para amiga ainda sorrindo enquanto Angel ouvia tudo o que elas diziam

-e quem disse que a Angel precisa saber disso, não conte nada a ela, eu tenho certeza que ela gosta do Jongkook e eu não vou a deixar estragar meu encontro com ele. –Jennie ficou seria

-pode até ser, ela sempre fica com raiva quando falamos dele. –Lisa disse pensativa

- é claro que ela gosta, aquilo tudo é um teatro dela, coitada, o kookie não esta nem ai para ela. –disse Jennie amarga

-tem razão. –Lisa concordou e ambas riram novamente

-a Angel se acha o centro das atenções, mas na verdade ela não passa de uma garota mimada que só por que o pai é americano e tem uma agencia de modelos pode achar que é dona de tudo e todos devem conhecê-la. –Jennie disse e logo as garotas saíram do banheiro

Angel que ainda estava dentro da cabine, começou a chorar, nunca passou pela sua cabeça que suas “amigas” fossem pensar assim dela, pela primeira vez na vida sentiu fraqueza e uma dor enorme no coração, rapidamente ela saiu da cabine e se se sentou em baixo de uma arvore que ficava um pouco afastada do campus da faculdade e, pois se a chora, ela sentia as lágrimas descerem de seu rosto, se sentia como as pessoas que ajudara nas ruas, como se todas as dores que cada pessoa fosse diretamente para ela, Angel precisava desabafar com alguém, mas não sabia a quem recorrer ajuda, todas as pessoas que conhecia se encontravam ocupadas com alguma coisa e isso fez ela chorar mais e ver que sua ingenuidade e bondade não são muito valorizadas muitos acabam por se aproveitar dessas suas qualidades, após chorar rios de lagrimas ela sente alguém se sentar do seu lado, ela levanta o rosto para ver quem era e viu Jongkook, Angel ficou aliviada e ao mesmo tempo assustada, não sabia o disser, nem precisava, logo ele se pronuncia

-tudo bem? –ele pergunta, sua voz era calma e confortante que fazia Angel se sentir leve e confortável.

-não. – ela disse com uma voz chorosa. – o que veio fazer aqui?

-eu queria ver se estava bem, fiquei preocupado Angel, nunca a vi assim antes. –ele a fitava de forma calma e pura quando disse seu nome fazendo ela se assustar um pouco, como ele sabia o nome dela? Alguém já falou dela para ele? A Jennie disse alguma coisa dela para ele?  Será que ela falou bem ou mal?

-com..o sabe o meu nome? – ela perguntou

-ouvir faalr muito de você por aqui e acredite, só foram comentários positivos. –ele sorriu, seu sorriso fazia com que tudo ao redor de Angel se iluminasse, ela sempre achou lindo aquele sorriso, não podia negar.

-se me conhece por que nunca falou comigo?, por que você deixava a Jennie dar em cima de você? E por que chamou ela para sair? –sua cabeça estava toda embaralhada que não sabia nem que pergunta fazer para o rapaz.

-eu sempre fui tímido e você estava sempre rodeada de pessoas que me fazia ficar com mais vergonha de chegar perto de você, afinal você é tão popular e sua vida deve ser tão agitada que seria até perda de tempo falar comigo e a Jennie é legal, mas não é a garota certa para mim e eu só chamei ela para sair por que achei que por meio dela eu chegaria até você. Disse ele olhando no fundo dos olhos da Angel, seu cérebro ainda estava tentando processar tudo o que ele dirá para ela, seu coração estava batendo a mil e ela estava louca para tocar naqueles lábios rosados, em um movimento inesperado ele enxugou suas lagrimas e disse:

-sempre tive interesse em te conhecer, mas eu tinha muita vergonha e ainda tenho. –ambos se olhavam intensamente até que os lábios dela se tocar com os dele e iniciam um beijo calmo e sereno, mas que logo se intensificou, suas línguas se misturavam, ela passou as mãos no cabelo liso e macio dele e ele acariciava suas bochechas a fazendo corar, minutos se passou até perderem o ar e então se separam e ainda sim sorriram um para o outro

-se você pode me conhecer agora. –ela disse e corou na hora abaixando sua cabeça para não ter que olha-lo

-eu adoraria. –ele pegou na mão dela e acariciou e se aproximou para beijar sua testa. –você vai ser a minha menina e não vou deixar ninguém machucar ou fazer algum mal a você, então quer ser a minha menina? – ele perguntou e ela pulou para dar um abraço nele a fazendo cair em cima dele enquanto repetia mil vezes sim

fim


Notas Finais


link da música:https://www.youtube.com/watch?v=vrdk3IGcau8
participações
x lisa: back pink
x jennie: back pink
obs: me desculpem a a montagem horrivel que fiz, mas foi o que deu


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...