História Uma noite praticamente inesquecível! - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Naruto
Personagens Hinata Hyuuga, Naruto Uzumaki
Tags Álcool, Hentai, Naruhina, Naruto
Exibições 236
Palavras 1.403
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Hentai
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Bem, nunca fui de fazer muito Hentai mais aqui estou! Espero que gostem.

E desculpe pelos erros de português, hoje eu estou distraida.

Capítulo 1 - Capítulo Uníco.


Fanfic / Fanfiction Uma noite praticamente inesquecível! - Capítulo 1 - Capítulo Uníco.


 Uma noite praticamente inesquecível! 

 De:  Tefany_Haruno.

  
    Para tudo! A Hinata não  aguenta mais! Tudo  tava  errado!

   Ela  já não  aguentava mais, ela estava encalhada já havia bastante tempo. Queria algo a mais, queria um  homem para usa- lá  mais  não  que a  joga-se fora depois e  sim para quere-la  mais. Isso  é a real dificuldade dela.


      Pousou a mão entre a perna de  seu melhor amigo Naruto, não  estava nem aí sobre qualquer pensamento que mantiam dos dois, apenas queria a proveitar o quanto  podia por  que  quando  ficar velhinha, não  iria  conseguir  fazer  nada. - Só cuidar dos gatos mesmo.

 - O  que  está fazendo? - Encaixou  seu queixo no  ombro do  rapaz, que  sorriu ao sentir  o toque  da  mesma.

 - Desenhando. - Sorriu em resposta, acariasiando a  perna do  mesmo que  segurou o  pulso dela.

 Estava nessecitando tanto  daquilo que  não aguentava mais. Mesmo  que  ele fosse seu  amigo, ela amava ele, e  o "amar" dela não  é apenas de  ser apaixonada e  sim querer ser amada por  ele.

   - O  que? - Perguntou inocente, afinal estava  mesmo  fazendo  aquilo  sem  intenção nenhuma, vá  entender.

   - Você sabe Hinata... - A olhou largando o lápis e o  caderno que até agora  estava  sendo  usado na escrivaninha.

   - Ué, estou quieta aqui. Vamos, continue fazendo! - Disse  brincalhona.

    O  loiro continuou a  fazer  sua obra sem se  importar com a outra,  só  não notou que a  mão  da garota ainda estava  ali, na perna, apertando o  jeans escuro.

 Ela fez isso sem se preocupar mesmo, continuou a  fazer  o  que  estava fazendo, acarisiando e  apertando. Passou-se uns  segundos assim, até  que ela não  aguentou  mais  e  sem querer, teve  uma  idéia incrivelmente boa.

    -  Naru, vou ao  banheiro. - Deu  leves  tapas  nas costas do  mesmo,  que  assentiu em  resposta.

  Resolveu  então  espiar a obra  do  mesmo, ele  estava ainda começando a fazer um desenho incrível,  no  começo estava tudo  roxo então  deixara para ver  mais  tarde, em uma  outra ora.

 Andou até  a  entrada  do banheiro, ficou lá alguns minutinhos e depois  saiu.

 "É agora,  vamos Hinata!"

 
  Andou até se  encontrar com a  cadeira que  um certo alguém estava  sentado, o abraçou  por  trás  o  que fez  assusta-lo  um pouco. Começou  a  morder  e  lamber o pescoço  branco e  macio dele, sentiu ele se  arrepiar  com  o  movimento  e  o repetiu várias  vezes, só para provocar.

  - Hinata... - Moveu  seu  pescoço  para o lado, arfando.

 - Hum? -  Continuou, descendo suas  mãos  até  o abdomem o  fazendo  ter quase  um  orgasmo, ele  estava  gostando ,  isso  era o que  ela  queria.

 - Pare.. m-me deixe terminar. - Sem  querer soltou um gemido  baixo ao ver  Hinata rossando seus peitos em  suas  costas. A  mulher desceu até,  novamente, chegar nas  pernas  do  mesmo, apertou forte  perto  de  seu  membro, fazendo o mesmo  agarrar seus pulsos e pelo ato  ela  deu uma mordida  no pescoço  dele, mais uma  mordida  forte, fez com que  ele sorrise.

 Ela sabia.

 - Naruto-kun... 

  Pronto! Ela gemeu perto de seus  ouvidos  e um  sorriso se  estampou da boca  do loiro.


  - Por  favor... -  Ele  se  remexeu, tentando  sair.

   -  Não -  ela se  agarrou a ele,  imobilizando-o. - Fique, eu nessecito  disso.

   Rodou a cadeira para ficar de frente a  ele, sorriu  maliciosa e apoiou suas mãos no  canto  da cadeira, mostrando seu decote  vindo  de um  vestido curto.


 -  Naruto-kun,  você  não me quer? - Balançou os seios  e viu os olhos do loiro descendo.

  Acidentalmente, ou  como  prefiro chamar, propositalmente  deixou o lápis apoiadk  na  escrivaninha - que Naruto usava  - cair e  virou para  pega-lo, o  que fez  Naruto quase  ter um  infarto.

 Ela  estava  de quatro para  ele, e  o mais engraçado que Hinata achou nele é  que  ele  tentava não querer  fazer, mais  ficava olhando  para  a  calsinha dela entortando o  pescoço.

 -  Peguei! - Sorriu  inocente ao pegar o  objeto na sua  mão.

 Colocou devolta aonde achou e  sentou-se no  colo dele de  frente mesmo,  mais ficou triste ao  perceber que  nem tocar  nela ele  tentou.

 - Vamos... - Chegou perto de seus ouvidos,  provocando ele  ao rebolar a cintura. - Vai ser divertido...   Para  nós  dois.

 Ele sorriu em resposta mais nada disse. 

  Ela então, ao  rebolar mais, sentiu a ereção do  loiro.

 "Caralho, que cacete em..."

 Colocou a mão ainda por cima  da  calça, na   ereção  grande  do jovem, o  que o fez arfar novamente. Apertou levemente e  pela  sua  surpresa ele  não  ousou em  parar o movimento, apenas respirou fundo e enclinou a cabeça para trás, sentindo a movimentação  vindo dela.

 Sem  muito esforço  ela conseguiu abaixar o  zíper da calça e  retirar o cinto preto, e  sem  dificuldade  também retirou a  calça, o deixando  só  de cueca  box. 

  Perambulou suas  unhas  por cima da  cueca e  claro, do pênis  que  tanto queria  ver, passou também  sua  língua por  cima  do  pano  preto que  clbria  a  paisagem, no começo  ele se assustou  mais  se  acostumou  logo  quando ela  o chupou. Retirou  depressa o  tecido  e pode ver  de bom tamanho o quanto que a mãe dele  se esforçou para criar  um  filho perfeito  desse, ela  adorou e  muito o  que estava vendo  e quase  gritou de emoção  ao sentir  o  gosto salgado que  sentia mesmo nos seus sonhos  eróticos  com  ele. 

 Sem  pressa ela  lambeu todo  o  cacete - como  ela chamava -  e por fim  chupou a  cabeça, o garoto soltou um gemido abafado pelas mãos  e Hinata gostou  do que  viu e deu  graças a  deus  por estar fazendo  aquilo. Como o Narutinho  era grande demais, ela  começou então a  masturba-lo enquanto subia  e descia. Fez  isso  até  que o Naruto  real  gozou, ela  sugou  tudo, sem  deixar nenhum  rastro e  viu que ainda continuava duro.

  - Caralho! Que  se  foda! 

 Agora  a  caralha ficou séria,  ele a  pegou no  colo  e  a  jogou  na cama, ainda com a respiração pesada que foi feita pela Hinata, ele  rasgou o vestido e  o sutiã, deixando apenas os  seios delas  nus.  Sem nenhum carinho ele chupou os seios  dela,  o que  a  fez  arfar e  erguer  a  cintura,  depois  mordeu o  bico já  duro  a  vendo  gemer  pela  primeira  vez  pelo prazer.

 -  Naruto... - Ele continuou assim mais  em  vários outros  lugares, até que parou  no  pescoço.

 -  Isso  é  pela  mordida -  Mordeu  o pescoço  rosado ,  deixando uma  marca grande. - E  isso  é  pelo melhor boquete  que  ja  deram  em  minha vida! -  A  beijou  com luxuria.

 Ainda a  beijando  ele  foi  descendo uma de  suas  mãos  ao seios  grandes  e  a  outra até o o orgão  feminino dela. Só foi toca-la que ela  já estremeceu-se, ele então  continuou a toca-la  ainda  por  cima  da calsinha e quando  quis mais, retirou com agressividade. Sua mão  então explorou cada parte daquele canto, massageou o clitóris dela e  depois sugou  lá mesmo.

 - Naruto-kun!! - Gemeu alto.

 Ele colocou  um  dedo na entrada dela e  depois dois, assim fazendo enquanto lambia e  chupava a sua vagina. Ela rebolava e  quase arrancava o  couro cabeludo dele, e  assim foi  por minutos fazendo-a gozar.

  - Doce..  gostei. - Disse e  voltou a beija-lá.

 Suas línguas formaram quase  que  uma batalha,  Hinata mordia os lábios  dele e  o  mesmo sugava, tudo  em  sincronia.

 - Porra Naruto! Me  fode,  agora! - E  Hinata não aguentou.

 E  o  tão esperado momento  pelos  deuses chegou.

 Naruto então colocou  sem  membro pela  entrada  da  mesma e  antes  de  tudo  foi tão forte que a vez  dar um grito de dor. Não, ela  não  era mais  virgem,  é que  foi  forte  mesmo. Mais ela  amou. 

 E  assim as  entocadas forte  foram prosseguindo,  com tapas e  beijos  em todos  os momentos. 

 Bem, camisinha? Nem se  importaram, Hinata daria um  geito.


 - Cacete, você  é muito apertada! - Gemeu  Naruto.

  Uma.

  Duas.

 Três  entocadas e pronto, gozaram juntos.
 
 Naruto caiu cansado  ao lado  de Hinata e  a  abraçou.

 Por pouco  tempo  Hinata pensou  se a amizade  deles continuaria a mesma. Pensou  por  pouco mesmo, afinal  acabou  de desemcalhar! 

E  lembrou  de  algo.

- Naruto...? -  Perguntou.

- Oi?

- O  que  era aquele desenho?

Ele  esperou  um pouco  antes  de  responder.

- Você.

E ela imaginou  ela  mesma abaixada no chão, com uma  chinela  e  a camisa  especial que  dera  para  Naruto.  

Sim, ela o  ama. Soube disso.

- Eu  te  amo - Disse  o surpreendendo.

- Eu também te  amo. Muito.




Notas Finais


Muitoooo Grandeee! Meus dedos cansaram! E EU TO FELIZ! MEU PRIMEIRO HENTAI DE VERDADE NA VIDA :) ❤💜 Gostaram? Haha! Comentem.

Querem um especial?

Obs: Desculpe-me pelos erros na história!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...