História Uma Noiva Diferente - Capítulo 16


Escrita por: ~

Postado
Categorias Diabolik Lovers
Personagens Ayato Sakamaki, Azusa Mukami, Beatrix, Carla Tsukinami, Christa, Kanato Sakamaki, Kou Mukami, Laito Sakamaki, Personagens Originais, Reiji Sakamaki, Ruki Mukami, Shin Tsukinami, Shu Sakamaki, Subaru Sakamaki, Yuma Mukami
Tags Ayato, Ayato Sakamaki, Azusa, Comedia, Diabolik Lovers, Engraçado, Kanato, Kou, Laito, Masoquista, Mukami, Psicopata, Reiji, Ruki, Sádico, Sadomasoquismo, Sakamakis, Sangue, Shuu, Subaru, Vampiros, Violencia, Yaoi, Yuma
Exibições 83
Palavras 1.941
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Bishounen, Comédia, Drama (Tragédia), Escolar, Fantasia, Harem, Luta, Mistério, Romance e Novela, Shonen-Ai, Sobrenatural, Suspense, Violência
Avisos: Homossexualidade, Incesto
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Obrigada por está lendo a Fanfic e pelos favoritos <3
Amo todos vocês.
Como sempre uma música la na Notas Finais para escutar enquanto lê a Fanfic

Capítulo 16 - Ayato VS...


Fanfic / Fanfiction Uma Noiva Diferente - Capítulo 16 - Ayato VS...


Eu fui atacada por um vampiro ontem, mas fui salva por Subaru.
Só me lembro que eu deixei o Subaru me chupar e o Reiji me acordando no meio da noite.
Mas, eu não consigo parar de pensar por que o Jovem estava chorando...
Já estava de noite aparentemente.
Mayura ON:



Eu estava abrindo os olhos, eu já senti alguém me balançando e quando eu vi era o Ayato. Eu peguei o travesseiro e cobrir o meu rosto, com medo de ele fazer algo, para não piorar a situação. O Medo me prendeu como sempre, mas não tem como eu pensar positivo depois de todas as coisas que ele me fez passar.

— Ayato: Eu não vou fazer nada com você, então pare com isto. — Ele me pega pelo braço, me levantando e me jogando dentro do banheiro.

— Ayato: A gente vai sair para comprar roupas para você. Aproveite que é fim de semana, escrava.
Meu coração começou a doer...

— Aaaaaaaah. 
— Ayato: O que foi?
— Meu coração está doendo de novo...

A palavra escrava sempre me deixava triste. Tudo é culpa minha como sempre, mas é melhor eu não demorar aqui e me arrumar rápido. Depois eu fui me arrumar e trocar de roupa. Quando eu estava sendo puxada pelo Ayato para a saída da mansão, Reiji falou que o Subaru vai vim com a gente para a loja, já que não confia na gente. Isto me deixou segura um pouco. Ao ver a cara do Subaru sorrindo para mim enquanto falava ''Ikou''.



Na cidade: 
21h:


Estamos dentro da loja de roupas para ambos o sexo. Subaru ficou vendo algumas roupas para ele enquanto Ayato do meu lado ficou enquanto eu escolhia a roupa que eu queria. Ele falou e deixou claro para eu não comprar muita coisa, por que ele queria gastar no jogo.
E também deixou muito claro que se eu tentasse fugir, seria a última coisa que eu faria.
Para mim, comprei um vestido florido e uma roupa florida também. Uma blusa preta com ossos de esqueleto e um coração no meio da blusa. E uma blusa branca com rendas e três calças jeans. Enquanto o Subaru comprou apenas uma roupa vermelha e branca para ele e o Ayato um Cachecol com capuz. Ayato até que ficou fofo com esse capuz.

— Subaru: É só isto que você quer comprar? Mayura.
— Sim, mas se der, podemos ir ver um filme no cinema?
— Ayato: Eu não acho má idéia, mas só vai da para isso mesmo.
— Subaru: Ok vamos então.

No cinema, enquanto assistia ao filme:
A sala escura e todos prestando atenção.
Ayato começa a me chamar baixo.

— Ayato: Chichinashi venha Ca. — Ele pede para eu sentar do lado dele, mas eu não queria. Eu queria apenas sentar do lado do Subaru ou longe dos dois.

— Eu não quero. — Voltei a olhar para o filme.
— Ayato: Você não tem querer aqui, apenas me obedeça.

Ayato me puxou para perto dele e começou a me abraçar. Ele começou a chupar o meu sangue no cinema mesmo, e disse para eu não gemer. E que eu apenas gema quando tiver eu e ele a sós. Eu tive que aguentar ele me chupar por uns 5 minutos. Quando ele acabou, ele me jogou de volta para o Subaru, como se eu fosse um lixo que só presta para ser usado.
Subaru limpou o sangue que estava ainda escorrendo e lambeu, chamando a atenção de Ayato.
Meu coração esta doendo de novo. Eu estava com medo, apesar de saber o que era.


Filme acabou:
O Filme realmente foi bom e a gente saiu do cinema às 23h
.



Não tinha mais ninguém na rua e só alguns carros e a gente estava indo para a mansão pelo caminho de sempre. Uma rua grande pra caralho e som dos grilos no mato. Uma rua ate que tranquila, com vários postes de iluminação e a rua estava um pouco suja. Com varias poças causada pela chuva.

— Subaru: Ayato...
— Ayato: Já entendi. — Subaru tirou uma Adaga do bolso e deu para o Ayato. Eu me assustei por saber que ele guardava algo tão perigoso assim.

— O que foi?
— Subaru: Anda vem comigo. — Ele me pego pelo braço e me levou para dentro dos matos. Eu não entendi o que era e eu fiquei perguntando a ele o que foi, mas ele apenas me levava para dentro dos matos em uma velocidade enorme.


Ayato ON:
Mayura OFF:



— O Vampiro estralou o seu pescoço, enquanto falava com uma voz de não este nada surpreso, apesar de ele saber quem estava observando eles.

— Apareça!
Eles se encontraram o Caçador de Vampiros e o vampiro. Ayato não parecia esta nem um pouco assustado, é ao contrario, estava se divertindo ao ver que ainda tem gente que tenta matar vampiros. O Caçador tinha cabelo longo que batia em seus pés de cor verde e laranja, vestindo uma armadura de couro e com cintos de couro grosso com várias coisas penduradas nele. 

— Caçador: Como descobriu? — Ele sacou a espada de trás das costas — Deu para escutar claramente o som da lamina afiada e pronta para ser usada. 

— Seu cheiro de humano de bosta foi a pista. — Ayato começou a tirar o capuz enquanto falava rindo que ele era burro por tentar caçar Vampiros, seres da noite, de noite.

— Enfim, que gosto será que você tem? — Falou o vampiro sádico com desejo de experimentar sangue desses seres humanos que não deixava ele em paz.

— Você pode me matar.
— Isso se você for mais rápido que eu. — Ayato botou a língua para fora enquanto zombava do Caçador, mas também não deixou de ficar serio e mexer com a mente dele, fazendo o Caçador ficar com raiva, mas não saia do canto.

Ayato da um mortal pulando do local que estava e vai em direção do Caçador, jogando a adaga nele, mas ele errou a fazendo cair no chão. O Caçador apenas vai para trás e põe a espada para se defender. Ayato não parava de rir enquanto mostrava a sua sede se sangue, pegou a adaga do chão e foi na direção dele, fazendo um choque de adaga e espada com o Caçador, depois do choque ele levantou um chute na cara do Caçador, mas o caçador se abaixou no tempo certo e passou por trás dele.

O Caçador ficou de quatro no chão e no mesmo tempo se levantou tentando acertar o Ayato com a espada, mas estava difícil já que o Ayato desviava de tudo. Ayato em seguinte deu um chute na barriga dele que o fez bater na arvore que estava longe. O caçador gritou um pouco na hora do susto e tirou algo do bolso e tentou jogar no Ayato, mas ele desviou se abaixando.

Ayato fechou os olhos e começou a rir por um segundo, mas quando abriu o caçador já estava perto dele pronto para dar um soco no seu rosto, que fez o corpo do Ayato ir junto com ele, fazendo  perder o equilíbrio. A perda de equilíbrio do Ayato deixou livre para o Caçador da mais um chute em sua cara, o Caçador ficou confiante para tentar da mais um soco, mas não viu que o Ayato já recuperou o equilíbrio e na hora do soco Ayato deu uma rasteira nele, o fazendo cair no chão. Ayato subiu em cima dele, confiante, ia morder o Caçador para ele perder as forças logo, mas o Caçador tira algo que estava em seu cinto fazendo aparecer uma fumaça.

Como esperado, Ayato começa a ficar com os olhos ardendo e por a mão nos olhos enquanto gritava. Tudo que um Caçador de Vampiro carrega é contra Vampiros. O Caçador entra na floresta, mas sem querer bate a cara na arvore e perde o equilíbrio, Ayato que estava seguindo ele gritava falando que ele não ia fugir. Ele estava correndo pela floresta, para longe do Ayato, mas tropeça em algo em quanto corria e ele vê Ayato pulando de longe e tentando enfiar a Adaga nele, mas ele desvia para o lado enquanto levantava e se encostava-se a arvore. Ayato tentou acertar a cabeça dele, mas ele virou e acabou certando a arvore.

O Caçador se arrastava pela arvore surpreso pro não ter pegado ele e corre para longe do Ayato.

— Caçador: Porra você não desiste?
— Ayato: Me de a honra de saber seu nome? Petisco-kun.
— Rino: Meu nome é Rino. Viado-kun

O Caçador falava enquanto corria, esperando uma resposta de Ayato, mas quando olhou para trás não viu ele mais. Então pensou que ele tinha deixado ele. Mas para a surpresa dele, Ayato aparece na sua frente enquanto por sorte não conseguiu cortar ele enquanto tentava acertar a cabeça dele. Rino tinha acabado de cair no chão com o susto e Ayato se apoiou numa arvore para dar impulso e foi na direção dele, levantando a adaga querendo acertá-lo. Mas Rino põe a espada e bloqueia-o e da um chute em sua barriga fazendo Ayato cair rolando no chão, mas logo Ayato volta para a posição.

Rino soltou de novo aquela fumaça estranha e começou a correr, Ayato desapareceu do campo de visão dele de novo.
E para a surpresa dele, enquanto corria, ele é acertado por um chute do Ayato na barriga dele que apareceu atrás da arvore, o fazendo recuar. Rino foi em direção do Ayato e conseguiu cortar um pedaço da pele branca do braço do vampiro. Na mesma hora, Ayato joga a sua adaga para cima da arvore, o fazendo o Caçador pensar que ele tinha desistido. O Caçador grita que esta tudo acabado e na hora de enfiar a espada no Ayato, Ayato deu um sorriso enquanto falava que a brincadeira tinha acabado.

Subaru aparece em cima das arvores enquanto pegou a sua Adaga no ar, jogada por Ayato, e deu o último golpe no Caçador, enfiando a adaga em seu pescoço enquanto Ayato deu um chute para empurrar mais a faca.
Rino caiu morto no chão.

— Subaru: Você demorou cinco minutos para acabar com alguém deste nível?
— Não enche, eu não sei manipular facas que nem você, arrombado. 
— Subaru: O que vai fazer com esse teu braço ai? — Falava ele sobre ter o pedaço da pele do braço arrancada, apenas aparecendo à carne.

— Depois eu penso sobre isto.
— Cadê a Mayura?
— Subaru: Eu a deixei escondida enquanto eu vinha te ajudar, sabendo que você iria perder sem mim.
— VOCÊ OQUE?!


Ayato OFF:
Mayura ON:




A garota ficou mais assustada ainda quando viu que eles estavam em luta e aproveitou a chance para tentar fugir. Ela já estava quase saindo da floresta, mas Ayato aparece na frente dela.

— C-Como? — Ela tenta correr para o outro lado, mas para quando vê o Subaru vindo. 
— Ayato: Desobedecendo ao seu mestre, quanto teimosa você é? — Ele deu uma tapa no rosto da garota junto com um chute na barriga, a fazendo cair no chão e colocando as mãos na barriga.

— Subaru: Mayura...
— SEU DESGRAÇADO, EU TE ODEIO SEU MISERAVEL NOJENTO. SUBARU-KUN, ME AJUDE!  — Mayura gritou tentando se levantar, mas caia sempre.

— Ayato: Como você se atreve a falar o nome de outro homem enquanto está com seu dono? — Ayato pegou um pedaço de pau que estava na floresta e bateu na cara da Mayura com ele, fazendo ela desmaiar.

— Ayato: Vamos leve ela para a mansão. — O sádico falou enquanto limpava o sangue que estava escorrendo na sua boca, aparentemente do homem que estava lutando com ele.

— Subaru: O que você pretende fazer com ela? — Subaru levantava Mayura e botou ela nas costas como um saco de arroz.
— Ayato: Você vai ver quando chegar La.
— Ayato: Ou não... Hehe
 


Notas Finais




Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...