História Uma nova chance. - Capítulo 18


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Drama, Romance
Exibições 13
Palavras 1.222
Terminada Não
LIVRE PARA TODOS OS PÚBLICOS
Gêneros: Escolar, Mistério, Romance e Novela

Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Desculpa pela demora meus amores ♡

Capítulo 18 - Para sempre


Lembro de ter ouvido a Li falar algo mas não sei bem o que é,  abri meus olhos lentamentes e percebo que não estou em casa, eu estava em um quarto branco com pouco iluminação,  uma tv pequena e um sofá marrom, tento me levantar mas senti um peso no corpo,  olho para o meu corpo e vejo meu abdômen enfaixado,  comecei a lembrar do ocorrido.

- Li.  Meu coração batia rápido será que ele está bem?

Tentei levantar novamente,  e grunhi de dor, uma dor forte e pontiaguda, deitei na cama, tentando controlar a respiração para ver se a dor passava, a porta do quarto se abre e Hope entra o mesmo estava com os olhos vermelhos acho que andou chorando,  logo atrás dele entrou Li ela também estava com os olhos vermelhos os dois ficaram conversando e nem perceberam que eu acordei, Li me olha e eu sorri o quadrado.

- Tae.  Ela corre até a lateral da minha cama e começa chorar.

- Ei nanica não chorar. Com o polegar eu secava suas lágrimas.

- Você finalmente acordou seu idiota.  Ela deu um meio sorriso e selou nossos lábios.

Olhei para Hope e o mesmo parecia que ia gritar e foi o que ele fez, ele foi até a porta a abriu e colocou a cabeça para fora.

- Ele acordou. Hope gritou e pude ouvir a enfermeira pediu para ele fazer silêncio.

Em alguns segundos os outros estavam no quarto,  eu estava rindo e gemendo de dor ao mesmo tempo.

- Tae você ta sangrando. Li falou preocupada, olhei para o abdômen e a faixa estava manchada de sangue.

Kook saiu do quarto e voltou com um médico o mesmo veio até mim e cortou a faixa,  meu abdômen estava um pouco roxo e tinha um pequeno corte com pontos que é de onde o sangue sai, deduzo que foi onde o tiro pegou, ele aperta um botão e uma enfermeira entra.

- Senhor kim?  O médico me chama e eu o olho.

- O senhor fez esforço não é.  Balanço a cabeça positivamente.

- Os pontos estouraram vamos ter que fazê-los de novo.  Ele olha para a enfermeira que assenti e sai da sala e alguns minutos depois ela volta com as coisas necessárias.

Eles limparam o ferimento,  aplica uma anestesia próximo a ferida, e começaram a costura eu tentava não olhar, mas acabava olhando. - Aish.  Li segurou no meu rosto e me fez olhar para ela. Eles terminaram e me enfaixaram de novo.

#

Uma semana se passou e eu já estou em casa o médico disse que não posso fazer muito esforço por enquanto,  eu vou a escola e tals mas todos ficam medindo os meus passos, eu  sei que eles estão preocupados mas ja esta me cansando.

- Tae o que está fazendo aí? Li veio até mim, eu estava sentado na mesa que tinha no jardim da escola olhando o céu.

- Tentando respirar. Falei seco.

- Porque está com falta de ar? Eu vou chamar alguém.  Ela se virar para sair e eu desci da mesa e segurei seu pulso.

- Para por favor,  vocês tem que parar.  A olhei.

- Mas Tae… a puxei e a beijei, era um beijo calma e tranquilo,  eu puxava seus lábios ora ou outra o ar se fez necessário e nos separamos.

- Sei que vocês estão preocupados, mas parem eu não aguento mais. Falei colocando a mão na cabeça.

- Eu não posso nem respirar que vocês estão lá.  Bufo e a olho.

- Tae desculpa,  não sabia que você se sentia assim. Ela abaixou a cabeça.

- Não precisa se desculpar, só para ok?! Ela assentiu e sorriu para mim.

A abracei e voltamos para sala, um dos professores se atrasou então estávamos todos conversando,  Li estava em pé ao meu lado conversando com uma menina e eu sentado conversando com os meninos, Mindy entrou na sala e estava vindo na minha direção eu puxei a Li e ela caiu sentada no meu colo, e me olhou sem entender o porquê daquilo,  mas continuou conversando com a menina.

- Taezinho como você está?  Ela olhou para Li que estava no meu colo.

- B...bem o ferimento está bem melhor.  Sorri fraco e Li me olhou.

- Posso ver? Mindy me olhou.

- Como é?  Li tentou levantar mas eu não deixei.

- Eu perguntei se posso ver, e se ele quiser eu cuido também.  Ela sorriu e piscou para mim, ela está querendo apanhar só pode.

- Não precisa ele tem a namorada dele para cuidar e ver. Li cruzou os braços e tentou levantar de novo mas foi em vão.

- Nossa Li e só uma olhadinha eu não vou morder. Mindy ria.

Li me olhou e ficou me encarando, como se pedisse para eu soltá-la, coloquei minha mão em sua nuca e a puxei para um beijo, o beijo foi tão bom que nem percebemos que Mindy já tinha saído.

- Vão para um quarto. Namjoon disse ao meu lado.Nos separamos e Li sorriu e mexia no meu cabelo.

- Acho melhor você levantar antes que alguém acorde. Falei no seu ouvido.

- Tae.  Ela bateu no meu braço e eu beijei em seu pescoço.

Ela se levantou e foi para o lugar dela, sorri para ela e o professor entrou na sala. A aula passou rápido e o sinal de saída soou pelos corredores,  peguei minha mochila e sai de mão dadas com a Li.

#

Estava no meu quarto e tirei a minha camisa para tomar um banho.

- Tae você vai… Li parou de falar e me olhou.

Ela se aproximou de mim em silêncio e tocou na ferimento levemente, me encolhi um pouco e gemi e ela me olhou.

- Ainda dói? Ela tirou a mão mas eu segurei seu pulso.

- Um pouco mas nada que eu não posso suportar.  Sorri e puxei sua mão para ela tocar de novo,  não queria que ela ficasse com medo de me tocar só por causa daquele ferimento.  Ela fazia carinho com as pontas dos dedos e eu sorri.

- Me perdoa?  Ela levantou a cabeça e estava com os olhos marejados.

- Ei porque está me pedindo perdão em ? Estendi minhas mãos ate seu rosto e enxuguei as lágrimas que caiam.

- Porque todos que eu amo sofrem, primeiro a Andy e agora você. Ela continuava a chorar e eu secava suas lágrimas.

- Li a culpa não foi sua, não foi você que atirou foi o Yugyeon.  A olhei.

- Mas...antes que ela pudesse dizer qualquer outra coisa eu a beijei, um beijo calmo, que aos poucos foi ficando mais intenso,  eu puxava e mordia os lábios de Li,  suas mão passeavam pelo meu abdômen. Grunhi entre os lábios de Li quando ela tocou no ferimento.

- Acho melhor pararmos.  Ela me olhou.

- Não quero.  Sorri e apertei seu corpo contra o meu.

- Tae você está ferido, não quero te machucar.  Ela me olhou.

- E não vai.  Sorri e voltei a beija-lá, caminhamos até a cama sem parar o beijo,  a deitei na cama e fiquei por cima dela. Tudo  a minha volta desapareceu era como só existisse eu e ela, como se o tempo estivesse parado, eu queria amá-la para sempre. 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...