História Uma Nova Cidade, Outra Realidade - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Ashley Benson, Cameron Dallas, Leighton Meester, Shawn Mendes
Exibições 18
Palavras 937
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Famí­lia, Lemon, Romance e Novela
Avisos: Bissexualidade, Insinuação de sexo, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Oii gente, então essa é a minha primeira fanfic, não estava com coragem para escrever pois tenho medo de ninguém ler, mas isso pra mim não importa, eu so quero me divertir e divertir vocês
Então... Boa Leituraa ;*

Capítulo 1 - Oii meu nome é...


Fanfic / Fanfiction Uma Nova Cidade, Outra Realidade - Capítulo 1 - Oii meu nome é...

Oii, primeiramente meu nome é Charlotte Hudson, tenho 17 anos moro em Chicago, por enquanto, moro com os meus pais Anne e Daniel Hudson, e meu irmão mais velho de 18 Josh Hudson.

       Como eu disse, moro em Chicago por enquanto porque minha mãe quer se mudar para Manhattan. Não gosto muito de mudanças, leva um tempinho para se acostumar sabe? Ainda por cima terei que deixar os meus amigos da escola para trás. Ao contrário de mim, Josh tá achando essa ideia de mudar ótima, não sei onde é ótimo.

       Amanhã partimos para Manhattan, tá tudo pronto, bem eu acho né. É ruim saber que vou ter que deixar os meus amigos aqui, principalmente a Vanessa ela é minha melhor amiga, ela podia vim junto, a gente sempre falava que ia se formar juntas. Pelo jeito não vai dar.

 

DIA DA VIAGEM

              Chegou o dia, a viagem é só às 16:00 ainda há muito tempo para terminar de arrumar as coisas, afinal ainda são 9:00.

              A minha cachorrinha Sky vai ter que ir em uma cela, bom parece uma, deu uma dó tadinha, ela é da raça Lulu da Pomerânia branca e é filhote muito fofinha da vontade de apertar, 4 meses, mas e aquele ditado né “Vamo fazê o que?”.

 

NO AVIÃO

         Coloquei os meus fones de ouvido e dormi por um bom tempo, até a minha mãe me acordar falando que faltava 1 hora para desembarcarmos em Manhattan. Que raivaa, dava pra ter dormido mais.

         Enquanto estava no avião escutando BITE de Troye Sivan olhava a paisagem da cidade, é linda demais.

          Depois de alguns minutos a voz da aeromoça dizia “Senhoras e Senhores, por favor apertem bem os cintos, pois já já vamos decolar no aeroporto de Manhattan! Obrigada pela atenção.” 

           Finamente, terra firme. A viagem foi tranquila, teve apenas uma leve turbulência mas de resto foi de boa. A primeira coisa que eu fiz foi ir buscar a Sky, nem pensei nas malas Josh foi comigo porque eu não queria me perder no meio de tanta gente. Buscamos a cachorrinha e fomos pegar as malas, como eu tenho muita coisa, só minha tinha 4 malas, sim QUATRO malas! É muita coisa meu povo.

            Depois de ter pegado TODAS as malas fomos em 2 táxis para ir para o nosso apartamento.

            Quando chegamos no prédio, subimos no elevador até o nosso andar que era o penúltimo, décimo quarto andar, quando entrei no apartamento fiquei boquiaberta, que apartamento MARAVILINDO meu Deus, é enorme, depois de ver quase todos os cômodos eu fui ver o meu quarto que é uma suíte. QUE QUARTO GIGANTE, QUE CAMA BIURIFUU, MAI GODI. Tá chega de escândalo kkkkk.

               Nem vou arrumar as minhas roupas no armário, só arrumei a minha cama e a caminha da Sky. To tão cansada que não aguentei, fui colocar as redes sociais em dia e cai no sono.

 

NO DIA SEGUINTE 

    Acordei ás 6:00, por quê? Porque hoje é meu primeiro dia de escola em Manhattan. Levante da cama e fui ao banheiro, tomei meu banho, fiz as minhas higienes matinais, coloquei o uniforme da escola e desci as escadas para tomar o café da manhã (sim no meu apartamento tem escadas), arrumei os meus materiais e Josh foi me levar para a nova escola, chama-se Constance. Cheguei lá me despedi de Josh e fui, a aula só começava ás 7:00 e ainda eram 6:40. Percebi que lá tinha os grupinhos separados então enquanto não começava a aula eu comecei a ler um livro da Kiera Cass. Um garoto alto e moreno chega perto de mim tirando a minha atenção.

       -Oi, você deve ser nova por aqui não é mesmo? –Disse ele com um sorriso estampado no rosto.

       -Sim eu sou nova, cheguei ontem na cidade. –Respondi sorrindo sem mostrar os dentes

       -Hm adoraria te mostrar um pouco da cidade para você! Aliás meu nome é Nate. – Ele me oferece e diz seu nome.

        -Meu nome é Charlotte, prazer! –Disse

        -Ei! Deixe-me leva-la para o seu armário e aproveito e te mostro um pouco da nossa escola. –Ele deu um sorriso sem mostrar os dentes e eu concordei com a cabeça.

         Entrei na escola, era super bonita, o número do meu armário é 105. Chegando lá eu guardei umas coisas e peguei o meu livro e caderno de filosofia.

          -Você também tem aula de filosofia, que coincidência! –Ele diz sorridente

          -Ah então vamos logo está quase na hora de irmos! –Disse e fui indo na frente e uma menina acompanhada de outras duas esbarra em mim

          -Ei garota olha por onde anda! – Diz a que esbarrou em mim com cara de zangada, aaah vai lava a casa da cachorra ne colega

          -Primeiramente você que esbarrou em mim, não fala nada colega. –Alterando o volume da minha voz eu disse a menina

          -Ei deixa ela de lado, a única coisa q ela sabe fazer é causar –Nate disse para mim, calmo- Scarlet deixa a menina em paz! Vem Charlotte, a aula vai começar. – Ele virou pra mim e disse

         -Vamos sim! –Disse olhando para a metidinha da Scarlet

          Eu e Nate fomos para a aula, nada demais, já tinha aprendido sobre isso na antiga escola onde eu estudava lá em Chicago.

           Depois de outras aulas, chatas e irritantes com professores, alguns legais e alguns chatos, eu fui pra casa, mas antes o Nate tinha pedido o meu número de telefone. Gostei desse cara...


Notas Finais




Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...