História Uma nova e diferente vida - Capítulo 7


Escrita por: ~

Postado
Categorias Amor Doce
Personagens Alexy, Ambre, Armin, Castiel, Debrah, Kentin, Lysandre, Nathaniel, Peggy, Personagens Originais, Rosalya, Violette
Tags Amor Doce, Castiel, Drama, Hentai, Romance
Exibições 13
Palavras 1.464
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Escolar, Festa, Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência, Yuri
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Tá ficando quente aqui né galero? * se abanando com a mão*

Capítulo 7 - Intensidade


Fanfic / Fanfiction Uma nova e diferente vida - Capítulo 7 - Intensidade

Umas duas semanas se passaram desde cheguei nessa escola, os dias vem sendo iguais e eu já conheci muita gente legal aqui como Alexy, Rosália, Iris, Violet, Lysandre, Armin, Kim, Nathaniel e outros, também outras pessoas nem tão legais assim, mas fazer o que né. E também, tinha aquele idiota que todo dia sempre arrumava um tempinho de me perturbar, perturbar minha sanidade, fosse fazendo brincadeirinhas idiotas, me assustando pelos corredores ou onde fosse, pegando no meu cabelo quando passava por mim e não tinha mais ninguém por perto, parecia que fazia de tudo pra me tirar do sério, e as vezes conseguia. Enfim, hoje iriam acontecer umas palestras na escola, então não haveria aula de fato, só as palestras e mais algumas atividades, mas sairíamos mais tarde da escola por conta disso.

Acordei um pouco mais cedo que o normal, fui tomar meu banho e procurar uma roupa para vestir, decidi que hoje iria usar uma saia, fazia tanto tempo que não usava. Peguei uma saia rodada vermelho vinho, não era tão curta, um pouco acima da metade da coxa, uma camisa listrada larguinha, de mangas longas e que era mais curta, bem na medida do cós da saia. Calcei uma bota preta que imitava um coturno com o cano curto.  De acessório apenas meu chocker que parecia ser um laço de fita preto e fino, alguns anéis, e uma mochila pequena de couro preta que tinha umas asinhas de morcego nas laterais. Mantive o cabelo solto, que por sinal eu havia cortado nessa semana, estava um pouco abaixo da altura dos ombros, um corte mais bagunçado.

Depois que estava já pronta, tomei café e em seguida saí de casa e fui rumo à escola. Cheguei por lá eram umas 7h30, já haviam algumas pessoas, as atividades começariam apenas às 8h30. Entrei e logo vi aquele ser vindo correndo em minha direção, saltitante, batendo palminhas.

- GAROOOTAA, QUE PERNAS SÃO ESSAS?! Estava escondendo essas maravilhas de nós o tempo todo? - Alexy me dava um abraço e me girava no ar, logo me deixou no chão - tô passado, a senhorita está mais delicinha que o normal hoje hein.

- P-pare Alexy, vou te dar um cascudo, não me deixe constrangida assim - falei corando e dando um tapinha no ombro dele. Logo em seguida veio Rosa me dar um abraço.

- Olha, gostei de ver hein! Saiu da zona de conforto hoje, aqueles jeans de camisetas básicas e tênis todos os dias já estavam me enjoando, estava a ponto de te arrastar pro shopping a força. - Colocando as mãos na cintura e me olhando de cima a baixo. - Que pernas maravilhosas, você deveria parar de esconder tanto!

Revirei os olhos, mas logo sorri. Rosália realmente vinha reclamando e perguntando se eu só tinha aquele tipo de roupa, era engraçado de certa forma. Entramos de braços dados, fomos em direção à cantina encontrar os outros, estavam sentados ao redor de uma mesa, Armin, Violet, Iris e Kim. Nos aproximamos e sentamos com eles, começamos a conversar. Estava tudo muito bom até que ele se aproxima com o Lysandre, pobre Lys, uma pessoa tão maravilhosa, não sei como aguenta aquele traste.

- Iris, queria conversar com você, pode vir aqui comigo rápido? - falou parando ao lado da ruiva e cruzando os braços.

- Bom dia para você também, Castiel! Sempre tão educado né... - Disse Rosália, apoiando os cotovelos na mesa e o queixo com as mãos cruzadas sob ele. Alexy colocou a mão na boca para impedir uma risada alta.

- Hm... E aí. - Falou olhando para Rosália com cara de tédio, mas logo olhou em minha direção e sua expressão mudou, ele me olhou e levantou um lado da sobrancelha e em seguida riu soprado, voltou a olhar para Iris. - E então? Vamos conversar agora ou...?

Olhei para Lysandre e ele parecia estar um tanto sem jeito, coçou a cabeça e deu de ombros e me dirigiu um sorriso fraco. Retribui o sorriso e o vi corar mais ainda.

- Ok, ok... Gente, eu já volto, vou resolver algumas coisas - Iris falou se levantando da mesa e seguindo Castiel e Lys, que já estavam indo em direção a uma outra mesa um pouco distante.

- Então, galera... Vamos indo para a quadra? Parece que daqui a pouco vão inicio às palestras, assim a gente pega lugares próximos uns dos outros - Falou Rosália que já estava se levantando.

Concordamos, Alexy terminou de tomar seu suco que havia comprado e nós levantamos e fomos em direção à quadra. Tempo depois a diretora subiu em um palco que haviam montado na quadra para que ocorressem as palestras, pegou um microfone e começou a nos informar sobre os temas e depois as atividades, etc. Assim que ela terminou, subiu uma moça muito bonita, alta, negra com longos cabelos cacheados, ela iria ministrar uma palestra sobre Antropologia, estava bem interessante até que Rosália me cutucou.

- Bea, você tem um carregador de celular aí? Meu celular está descarregando, preciso carregar porque hoje Leigh vem me buscar e eu preciso falar com ele, diz que teeem... - Rosália me falava com uma carinha de choro de dar dó, fazendo bico e tudo mais - aaah, eu preciso me comunicar com ele, ai porque essa porcaria de celular...

- Calma, calma, pera, não vamos entrar em pânico, ok?! Eu tenho um carregador reserva lá no meu armário, posso buscar pra você - Falei com as mãos levantadas fazendo sinal para que ela ficasse calma - Estou com vontade de ir ao banheiro mesmo, aproveito e pego o carregador e trago pra você.

- AAAH, você é meu aaanjo, obrigada obrigaaada! - Ela me abraçava bem forte, prendendo meus braços e me balançando de um lado para o outro - Linda linda linda....

- Ta bom, Rosália... já pode me soltar... você está me apertando muito, Rosa... Ai meus deuses, quanto mais rápido você me soltar, mais rápido eu busco o carregador para você!

Ela me soltou rapidamente e sorriu bem grande.

- Não demore e não se perca! - Me mandou um beijinho no ar e ficou lá batendo palminhas e conversando com Alexy.

Eu saí da quadra, entrei na escola e fui em direção ao meu armário, não havia ninguém no corredor, nem nas salas, pensei um pouco e decidi, “porque não? É rapidinho” pensei comigo mesma, indo em direção ao terraço. Fiz o mesmo caminho que vinha fazendo a alguns dias, cheguei no corredor para sair para o terraço, fui passando rápido sem reparar em nada, já estava acostumada com aquele lugar, quando de repente sinto alguém segurando meu pulso e me puxando pra dentro de uma das salas. Gelei.

- Garotinha, olha você por aqui e dessa vez sem ninguém mesmo por perto. - Castiel falou me abraçando por trás - Eu estava mesmo esperando a oportunidade de falar o quanto você ficou sexy com essas pernas de fora - Ele falava próximo ao meu ouvido, sussurrando.

Me virei de frente para ele e o empurrei, ele deu uns passos para trás e riu, fez novamente aquela cara de cínico pervertido que só ele sabia fazer.

- Quem você pensa que é para me agarrar assim hein? Tá louco? Perdeu a noção? Ah não, é verdade, noção você nunca teve né, sem noção desde sempre! - Cruzei os braços e o encarei com um lado da sobrancelha levantado.

Ele fechou a cara, e depois foi tão rápido que eu nem vi. Me pegou pelo braço e me escorou com força contra uma mesa que tinha ali em um canto escorada na parede, apertou o seu corpo contra o meu e foi subindo a mão pelas minhas costas até que encaixasse nos meus cabelos, puxou levemente pra trás para que eu olhasse para ele.

- Eu venho me segurando bastante esses dias, queria ter feito antes, mas não tive oportunidade. - Enquanto falava foi aproximando sua boca da minha, falava em um sussurro sensual, quente - Você é bem arisca, não é, baby? Bem estressadinha, e fica tão sexy assim... ah você não sabe o que eu queria fazer com você... O que eu QUERO fazer, você e toda essa sua marra. Deixa eu te mostrar só um pouco.

E me beijou.

Forte e intenso, acho que assim descreveria. Mas ao mesmo tempo tinha uma suavidade, sei lá, parecia que nosso beijo tinha sido feito um para o outro. Eu deixei. Acompanhei inclusive. Parecia que eu ia morrer ali mesmo, meu coração estava a mil e eu não queria parar, me entreguei totalmente a aquele beijo, e sentia as mãos dele fortes percorrendo meu corpo, alisando, apertando, como se pudesse morrer ali mesmo também.

Intensidade é a palavra. Com certeza.


Notas Finais


Sim, tem continuação, calma haha :B

Visual da Bea:
http://www.polyvore.com/cgi/set?.locale=pt-br&id=212199003

Espero que tenham gostado, kissusss garelo xD


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...