História Uma nova esperança está por vir - Capítulo 30


Escrita por: ~

Postado
Categorias Once Upon a Time
Personagens Capitão Killian "Gancho" Jones, David Nolan (Príncipe Encantado), Emma Swan, Hades, Henry Mills, Isaac (O Autor), Mary Margaret Blanchard (Branca de Neve), Paige (Grace), Personagens Originais, Peter Pan, Príncipe James, Regina Mills (Rainha Malvada), Ruby (Chapeuzinho Vermelho), Sr. Gold (Rumplestiltskin), Vovó (Granny), Zelena (Bruxa Má do Oeste)
Tags Ficção, Hailee Steinfeld, Lana Parrilla, Once Upon A Time, Ouat
Exibições 9
Palavras 1.172
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Artes Marciais, Aventura, Colegial, Comédia, Crossover, Escolar, Esporte, Famí­lia, Fantasia, Ficção, Ficção Científica, Hentai, Luta, Magia, Mistério, Misticismo, Musical (Songfic), Orange, Policial, Romance e Novela, Saga, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Super Power, Survival, Suspense, Terror e Horror, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Spoilers, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


OEEEEEEEEEEEEEEEEEE CAP NOVO, ESPERO QUE TENHAM GOSTADO, DESCULPA QUALQUER ERRO E BOA LEITURA
(Pai da Miza como capa)

Capítulo 30 - Uma tesoura, Lembranças e magoas


Fanfic / Fanfiction Uma nova esperança está por vir - Capítulo 30 - Uma tesoura, Lembranças e magoas

-Fala mais alto pra ele ouvir –America disse

-Um doce como sempre –Jack respondeu

-Você não tem noção –America rebateu 

 

---

 

P.O.V ON MIZA

Entrei em casa com a sensação de estar sendo vigiada, mesmo podendo rir de algumas baboseiras estava nervosa, sentia que a qualquer momento os policiais iriam arrombar porta da minha casa e me levarem para o julgamento mesmo sabendo que Gold encobrira o crime cometido por mim, tentei relaxar, tentei me acalmar, tentei esquece-la, mas era como se algo estivesse me hipnotizando para lembrar dela, acho que será um fardo que levarei para minha vida toda, subi no meu quarto, as roupas que Flair estava quando esse inferno começou estavam na minha gaveta prontas para ser entregue a ela, ao me olhar no espelho me sinto estanha, como se no jogo da vida eu não pudesse mais jogar

E eu me vendo como um brinquedo torto

E eu me vendo como uma estátua

E eu me vendo como um brinquedo torto

E eu me vendo como uma estátua

Esqueci as regras do jogo

E não posso mais jogar

Flair dizia que quando morresse iria ser esquecia como só mais uma garota, mas que engraçado ela mesmo morta está viva fazendo o ela era mais acostumada a fazer, ser lembrada até nos momentos mais medíocres e simples, cansei, tenho que parar, ela morreu, eu a matei, e agora tenho que parar, parar de pensar nela, de lembrar dela

P.O.V OFF MIZA

Miza olhou para si mesma, pegou a tesoura que estava jogada na cama pegou uma mecha do seu cabelo, a ideia de cortar seu cabelo passava pela sua mente, parou por alguns segundos, jogou a tesoura e foi para o banheiro, encheu a banheira via a água encher a banheira, sua mente estava limpa, se livrou se suas véstias e começou a se banhar, fechou os olhou colocou suas mãos nas bordas e deixou seu corpo afundar, quando estava totalmente embaixo da água soltou as mãos das bordas e abriu os olhou, ficou assim até necessitar de ar, em um impulso se levantou, terminou seu banho e foi até o espelho ficou se olhando sem pensar em nada, pegou a tesoura, começou os cortes em seu cabelo até ficar a seu gosto

-Até que Chanel não ficar tão ruim em mim –Miza mexia a cabeça para ver –Minha mãe vai me matar –ela suspirou, olhou para o lado onde havia um calendário –hoje é o aniversário da Sammy e eu não fui convidada –ela suspirou e se jogou na cama, pegou a tesoura e jogou no chão

-A festa começa em 20 minutos e você só arrumou o cabelo, vem temos que nos apressar

Miza deu um pulo e se afastou encostando na cabeceira, era novamente a voz de Flair, Miza ficou ofegante, ela se sentia amaldiçoada

-SAI, SAI, SAI –ela gritava e tampava os ouvidos se encolhendo na cama

Ela ouviu passos, no começou estavam lentos, mas quando ela gritou os passos aumentaram, a porta do quarto que estava fechada foi aberta rapidamente

-Ei ei ei –Um homem alto, loiro e com um sorriso apareceu na porta –O que foi, filha?

Então sai, deixa correr

Toda a água contida

Então sai, deixa correr

Toda mágoa velada é água parada

E uma hora transborda

 

Miza sentiu o que não sentia a tempo, se sentiu protegida, abraçou seu pai

-Papai –ela dizia entre o choro

-Eu estou aqui little Flower –“little Flower” o apelido que o pai dela deu a ela desde que ela nasceu pelo simples fato de que sua primeira roupa era pequena e florida –Me diga o que ouve, querida, pode me contar

-É ela –Miza mal conseguia dizer com os soluços –é a Flair –ela olhou para o pai –ela está me assombrando

Ele apenas ouviu e abraçou ela

 

---

 

P.O.V ON PIETRO

Meu deus, era aniversario de Sammy e eu não me lembrei, não vou nem me arrumar o aniversario já começou e não estou nem com paciência para manter as aparências, tento cada vez mais procurar respostas para estar tendo aquelas visões ou sei lá o que e isso, meu guardião sempre me guiando para bibliotecas antigas para livros onde ficam escondidos estrategicamente, mas mesmo lendo e relendo aqueles livros amarelos e empoeirados não a uma pista ou uma explicação. E eu estou ainda no meu quarto sem saber o que fazer

-Que merda –Falo olhando para o nada

-O que foi dessa vez? Ou só está de luto pela ruiva? –Meu guardião falou

-Cala a boca

-Sabe que eu não vou me calar, né? –Ele falou se sentando no chão

-Você é insuportável

-Eu não sou não, você só está irritado, é, talvez eu seja um pouco irritante, mas você está bravo –ela fala fazendo gestos com as mãos

-Tanto faz –eu falei

Minha visão embaçou, novamente senti o medo me dominar, eu estava em um carro, havia uma mulher morena, ela parecia assustada, dava para ver a quilômetros de distância, um cara dirigia, ele berrava, aparentava estar bêbedo, era ele o pai de Flair e aquela moça era a mãe dela, ela era exatamente como Flair me descreveu em uma de nossas conversas

-Pare de gritar, por favor, está assuntando ela –A moça falava, quando ela falou e olhou para mim ela não aparentava mais estar com medo

-Foda-se ela, ela só é uma garota chorona, devia ter deixado ela em um orfanato –O cara diz

-Eu nunca deixaria você fazer isso, ela é sua filha, nossa filha –a moça gritou

-Então faça ela parar de chorar, o choro dela me irrita –ele disse olhando para trás

Sentia que eu chorava mas passei as mãos em meu rosto e estava seco, acho que eu lembrava como se fosse flair, ela estava tremula, como medo, ela rezava, era como se eu rezasse também

 

---

 

Gold sabia que o feitiço que pós em Belle já tinha se esgotado, ele andou pelas tuas da cidade que agora estava em um de seus raros momentos de descanso, chegou até o cofre da Regina onde estava ninguém mais ninguém menos do que a Evil Queen

-O que você fez –Gold falou olhando para ela

-Mal chegamos a cidade e você já está ranzinza, a bibliotecária descobriu o porquê de estar tão apaixonada por você –ela gargalhou –Do que está me acusando agora Gold

-O pingente, ele a ainda brilha –Gold disse

-Me deixe ver –Ela estendeu a mão

-Aqui –ele disse entregando o pingente para ela

-Só está brilhando uma pequena parte, para de baboseiras –ela falou revirando os olhos

-Mas isso é o suficiente para eu ficar com uma pergunta na cabeça –ele apontou o dedo para ela –O feitiço que deveria envenena-la e matar ela, porém você que fez o feitiço, como posso saber que você não me enganou

-Não tem como saber –ela sorri mostrando os dentes –E eu não tenho que provar nada a você –ela riu

-Pelo ao contrário, alteza, só eu sei como te matar, de novo, e para sempre

 

 


Notas Finais




Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...