História Uma nova geração(Frans) - Capítulo 15


Escrita por: ~

Postado
Categorias Undertale
Personagens Asgore Dreemurr, Asriel Dreemurr, Chara, Frisk, Mettaton, Papyrus, Sans, Toriel
Tags Amor, Filhos, Frans, Frisk Filhos, Geração, Romance, Sans, Undertale
Exibições 86
Palavras 1.395
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Famí­lia, Ficção Científica, Hentai, Luta, Magia, Romance e Novela, Violência
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Necrofilia, Nudez, Sexo, Spoilers, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


NÃO ME MATEM! ;-;
Sinto muito por deixar vocês sem cap por mt tempo.... Mas estou aq!
Ele ficou mio curtinho mas ta ai
E "tragqm o carrinho de parada" pq vcs vão ter uma parada cardieca lendo esse cap.
Eu qria da uma de Shonda :v a fanfic tava mt feliz pro meu gosto

Capítulo 15 - Tragam O Carrinho De Parada


Um choque tomava conta de Frisk. Ela não se lembrava de nada,ela queria abrir seus olhos, mas não conseguia. Ela sentia o choque novamente. Foi então que começou a escutar algumas coisas, como "Pressão abaixando". E,finalmente,ela abriu seus olhos. Ela conseguia ver um teto completamente branco, paredes brancas,e, o piso também. Era uma sala totalmente branca. Ela via 2 monitores, um pequeno e um grande. Logo ela via uma mulher dos cabelos loiros, olhos negros,e um jaleco branco, ela também via outras pessoas com o mesmo jaleco.

-Você está bem. Sei que deve estar confusa, então vou explicar. Você está no hospital, sofreu um acidente de carro.- A voz angelical da cirurgiã invadiu os ouvidos de Frisk. Ela tentou falar, mas um tubo em sua boca a empedia. Então ela decidiu fazer um sinal do que queria. Pegu levemente a mão da cirurgiã e colocou em sua barriga.

-Sua filha está bem.-Frisk sentiu-se mais calma.

Novamente, ela fazia um sinal. Tocava sua orelha e logo em seguida sua barriga. A cirurgiã logo entendeu o recado. Pegou o creme e fez um pequeno ultrassom em Frisk, que escutava o pequeno barulho do coração de Emily.

-Pelo visto, você está com 34 semanas.- Frisk logo assentiu com a cabeça.

Novamente, ela estava incosciente. Conseguia escutar algumas coisas, mas não conseguia se mecher, nem falar,nem nada. Apenas escutar. Logo ela escutava o som de uma porta se abrindo. Ela tinha entrado em cirurgia.

-Vou fazer uma cesária de emergência, peguem a encubadoura.-A voz era reconhecida para Frisk, era a mulher dos cabelos dourados.

-Ela pode perder muito sangue! Podemos colocar a vida da mãe em risco.- Dessa vez, Frisk não reconheceu a voz.

-Ela escolheu a filha!

-Ela nem falou com você!

-Eu sou obstetra e pediatra, sei quando a mãe escolhe a filha.-Frisk queria dizer que escolheria mesmo a filha, mas não podia.-Tem 40% de chance dela sobreviver, então, sim. Irei fazer a cesarea! Lamina 10.- Frisk logo apagava de vez.

Sans se encontrava na sala de espera, logo um médico vinha falar com Sans.

-Como os 3 estão?

-Frans quebrou o braço direito, Sam teve um corte pequeno na cabeça, mas já foi suturado. E Frisk.... estado crítico, cesarea de emergência.-Sans começava a chorar.

1 mês depois...

-Quem é a Emi do papai? É você!-Sans segurava a pequena em seus braços. A mesma tinha olhos dourados, cabelos castanhos bem claros,e uma pele extremamente pálida. Logo a mesma médica de cabelos dourados entrava na maternidade.

-Sans, precisamos conversar sobre os documentos ORN. Vamos a sala de reunião.- Logo Sans colocava Emily na encubadora novamente. A mulher abriu a porta onde se encontrava uma mesa enorme, e junto com essa mesa, cadeiras. A cirurgiã tirou do prontuário onde dizia "ONR-ORDEM NÃO RESSUSITAR." Sans encarou o documento.

-Frisk não acordou desde a cesárea. Achamos que se ela tiver outra parada cardíeca, devemos não ressusitar. É um choque muito grande, achamos que ela não pode aguentar.- Sans logo pegava a caneta ao lado do papel e assinava.

-Dtr.Angel, sua paciente Frisk acordou.- Um homem abria a porta da sala. Um sorriso era estampado na cara de Sans. O mesmo corria para o quarto de Frisk.

-Sans!- Frisk sorria, e logo dava um abraço em Sans.

-Eu senti sua falta! Antes que você pergunte, as crianças estão bem. Todos estavam preocupados com você.

-E a Emily?

-Ela é linda.- Após terminar sua frase, Sans se despidiu um minuto de Frisk e pegou seu celular, o mesmo ligou para todos, que logo encontravam-se na sala de espera.

Os mesmos entravam no quarto, e Sans segurava Emily. Logo o mesmo dava a peuena para Frisk segurar. E nos primeiros segudos que segurou a pequena, decorou cada detalhe de seu rosto.

-Venham cá crianças! Ver sua irmãzinha!- Sans logo chamava Frans e Sam, que se encontravam no meio de Undyne e Alphys.

Frans e Sam sentaram na beirada da cama, olhando para a pequena de cabelos cor de caramelo que se encontrava no colo de Frisk. Os olhos de Frans e Sam brilhavam de alegria.

-Eu quero ter um filho.-Undyne dizia,Alphys logo tinha suas bochechas vermelhas. Frisk soltava um pequeno riso.-Todo mundo tem filhos. Toriel com Asgore,Frisk com Sans,e até Chara com Asriel. Sem contar que estão esperando mais um.- Undyne continuava.

-E-eu acho que não estou p-preparada.- Alphys respondia, ficando mais corada do que estava.

--Quebra de tempo--

-Quando vou poder sair daqui?- Frisk dizia em quanto olhava para Angel.

-Quando melhorar, talvez demore 2 mesês.

-Quero ver a Emi.

-Você não pode vê-la. Precisa descansar. Ficou aclrdada 5 horas desdo coma. Tente dormir por umas 2 horas.

-Eu não consigo. Toda vez que pego no sono, começo a falar e me mexer,para ver se não estou em coma ou se não estou em cirurgia ou algo do tipo.

-Vou contar uma coisa para você. Eu tinha uma irmã,ela era cirurgiã também. Ela estava grávida de 34 semanas. Ela sofreu um acidente de carro também. Ela tinha os mesmos ferimentos que você,mesmas reações... E a única coisa de diferente, foi porque decidiram manter o bebê. Então perderam a mãe e o bebê.

-Foi por isso que escolheu a cesarea.

-Sim.

-Obrigada.

-Tudo bem, agora vou cuidar de outros pacientes. Descanse!- Frisk fechou os olhos logo que ouviu o barulho da porta se fechar. Ela se virou para o lado, e finalmente dormiu.

Depois de algumas horas,ela finalmente acordou. Abriu seus olhos e viu Sans sentado em uma poltrona ao lado de sua maca. Logo o mesmo se levantava.

-Notícias boas. Emily passou no teste da cadeirinha.- Frisk abriu um grande sorriso no rosto.

-Ela vai para casa sem mim.-Frisk começava a chorar.

-Não chore,você vai sair daqui.

-Eu não consigo andar Sans.

-Mas consegue ficar em pé. Aprendeu isso em 5 horas. Vai conseguir andar novamente em breve.

-Eu quero ver minha filha.

-Eu dou um jeito nisso.-Sans saiu da sala, e logo depois 3 enfermeiras chegaram no quarto de Frisk, logo as mesmas moveram a maca, levandando ela até a maternidade. Frisk pegou Emi em seu colo, em quanto as enfermeiras observavam se tinha alguém vendo.

All of these lines across my face

Tell you the story of who I am

So many stories of where I've been

And how I got to where I am

But these stories don't mean anything

When you've got no one to tell them to

It's true...I was made for you

I climbed across the mountain tops

Swam all across the ocean blue

I crossed all the lines and I broke all the rules

But baby I broke them all for you

Because even when I was flat broke

You made me feel like a million bucks

you do and I was made for you

You see the smile that's on my mouth

Is hiding the words that don't come out

And all of my friends who think that I'm blessed

They don't know my head is a mess

No, they don't know who I really am

And they don't know what I've been through like you do

And I was made for you...

All of these lines across my face

Tell you the story of who I am

So many stories of where I've been

And how I got to where I am

But these stories don't mean anything

When you've got no one to tell them to

It's true...I was made for you

--1 semana depois--

-Isso, conseguiu chegar até o corredor. Muito bem!- Dizia Angel,em quanto colocava Frisk em sua maca. A mesma havia treinando conseguir andar,o que era uma coisa dificil para ela. -Descanse.-Angel completava.

-Quando o Sans vai vir aqui?

-Ele disse que está vindo.-A médica dos cabelos dourados logo saia do quarto, deixando Frisk sozinha com seus cabos e seu monitor,que fazia um barulho irritante.

--Quebra de tempo--

-Olá Frisk, olha quem quer ver você.- Sans abria a porta com um enorme sorriso no rosto. O mesmo carregava Emily no colo, em quanto Frans e Sam se encontavam em seu lado.

-Own meus amores!-Sam e Frans sentavam-se no canto da cama junto a Sans, aud logo colocava Emily nos braços de Frisk.

-Eu estou sofrendo. Me deixou sozinho com 3 crianças e ainda tenho que chegar cedo aqui porque se não você me dá um sermão. Então eu estou morto de cansado,durmo 4 horas por dia.

-Por que não pede ajuda a Undyne? Ela anda louca sobre bebês.

-Eu peço, mas parece que ela não pode dormir na minha casa né.

--Casa de Undyne e Alphys--

Undyne e Alphys discutiam em pé na sala, em quanto seguravam papeladas.

-Eu não acredito que adotaremos uma criança!-Undyne dizia exitada. Logo a mesma pegava uma caneta do bolso de sua calça jeans. Logo em seguida assinava os papeis.

-V-vamos ser m-mamães!-O nervoso na voz de Alphys era claramente vísivel.

Logo as duas davam se um beijo longo.


Notas Finais


Parabéns para quem entendeu a referência
A musica q toca no meio eh The story
Escutem o cover da Sarah Ramirez, eu prefiro


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...