História Uma outra felicidade... - Capítulo 2


Escrita por: ~ e ~AlucardL_

Postado
Categorias O Lado Bom da Vida
Exibições 6
Palavras 429
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Ecchi, Fantasia, Hentai, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Terror e Horror, Violência
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Gravidez Masculina (MPreg), Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


OIIIIIIIIIIIIIIIE!
Tudo baim co 6
Hoje eu estou no Notbook entaum não vai dá pra colocar interrogação :\
Então, espero que colaborem e tentem entender se a fala é uma pergunta ou não >~<
Bem, boa leitura!

Capítulo 2 - A Chácara


Fanfic / Fanfiction Uma outra felicidade... - Capítulo 2 - A Chácara

Chegamos na chácara, o portão de madeira se abria rapidamente, minha tia acenava lá no fundo, o carro começou a se mover para dentro da garagem, que ficara perto da entrada. Quando finalmente estacionou peguei meu casaco e celular e corri para dentro da casa, e como sempre, meus tios e tias estavam fazendo festa em quanto meus avós dormiam que nem pedra, olhei em volta, procurando um canto vazio, observei um garoto que parecia ter 17 anos, ele me parecera familiar. Continuei observando. Finalmente encontrei os fundos da casa e comecei a acessar o Instagram.

O tempo passou e vi aquele mesmo cara de 17 anos, chegar em baixo de uma árvore afastada de todos, preparou um cigarro com algum tipo de pó dentro, o acendeu e começou a fumar, eu observava, calado, pensando o que era aquilo, comecei a me aproximar aos poucos até que ele notou a minha presença e me olhou, dizendo:
-O que faz aqui, pivete

Eu não o respondi por causa da pressão, o olhei desconfiado e quando abri a boca, ele disse:
-Senta aí. Ele disse batendo com a mão levemente do lado dele.

Sentei do lado dele, observando toda aquela cena, aquela fumaça que vinha do cigarro tinha um cheiro estranho, o garoto se aproximou e disse:
-Qual o teu nome...

Eu respondi, um pouco nervoso:
-J-Jonathan, e-e o teu
-Me chamo Daniel.

Ele me olhou, e me ofereceu um papel enrolado naquele mesmo pó, eu me assustei e o olhei, curioso:
-O que é isso
-Só um baseado, nada demais.

Eu acabei ficando preso nas decisões, aceito ou não, minha cabeça me deixava confuso, quando ele puxava o "baseado" para perto de si, eu respondi rapidamente:
-Passa pra cá!

Ele me ofereceu, depois o acendi, puxei o ar, depois soltei, me senti meio estranho, mas mais leve, comecei a puxar e soltar o ar algumas vezes, depois que o "baseado" acabou, Dani se virou pra mim, perguntando:
-O que você acha disso
-É bom, mas não pretendo continuar com isso...
-Entendo, mas, eu também não sou um viciado, se eu quiser paro quando eu quiser, mas a sensação é boa, né
-Sim, disso eu não discordo!

Depois de algum tempo por lá, voltamos para a casa, todos estava se acabando, bebendo, festejando, minha mãe correu até mim, me abraçando:
-Filho! Onde estava! Eu fiquei preocupada!
-Tudo bem mãe, eu tava com o primo.
-Ótimo! E... Por que seu olhos estão vermelhos
-Eu andei chorando um pouco, sabe.
-Sim, sim, não esquece de tomar seus remédios anti-depressivos!
-Claro mãe, claro...
                                                                                     ~Fim~


Notas Finais


E aew pessoas, o q acharam.
Eu usei toda minha inspiração para isso, espero que tenham gostado >~<

Bye bye!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...