História Uma Pequena Lenda Sobre Uma Grande Guerreira! - Capítulo 21


Escrita por: ~

Postado
Categorias Sailor Moon
Personagens Ami "Amy" Mizuno / Sailor Mercury, Luna "Lua", Makoto "Lita" Kino / Sailor Jupiter, Mamoru "Darien" Chiba / Tuxedo Mask, Minako "Mina" Aino / Sailor Venus / Sailor V, Queen Beryl, Rei "Raye" Hino / Sailor Mars, Usagi "Serena" Tsukino / Sailor Moon
Tags Sailor Moon
Exibições 26
Palavras 1.026
Terminada Não
LIVRE PARA TODOS OS PÚBLICOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Comédia, Famí­lia, Fantasia, Ficção, Romance e Novela

Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 21 - Capitulo XXI


Fanfic / Fanfiction Uma Pequena Lenda Sobre Uma Grande Guerreira! - Capítulo 21 - Capitulo XXI

 

Luna andava de um lado ao outro preocupada em onde Usagi poderia estar, já se passava das nove e a pequena princesa ainda não havia retornado , suspirou e por fim sorriu se lembrando dos tempos remotos de quando viviam a lua , ela sempre causava bastante confusão com seus sumiços mas mesmos assim era a alegria daquele castelo

- Porta abre -

Luna - Usagi-chan! - chamou em  disparada ao ver a loira entrar

Usagi - Luna - sorriu simples

Luna - Oh Usagi estava tão preocupada - pulou da cama indo até a loira que se abaixou e a acariciou - Onde estava?

Usagi - Ao parque com Mako e Mina - sorriu ouvindo a gata ronronar por ela coçar sua orelinha - Primeiro fomos ao centro de jogos e na volta passamos ao parque 

Luna - Deve sempre avisar a alguém onde vai pois se algo lhe acontecer saberemos por onde procurar - disse em tom preocupada

Usagi - Gomen nasai Luna, prometo avisar na próxima - Sorriu mas por dentro se puniu por não contar a Luna toda verdade, mas sabia que se conta-se a pequena gata poderia se alarmar por motivos que Usagi acreditava não ser necessário

- Luz intensa vinda da Janela -

Luna se afastou de Usagi pulando ao parapeito da janela - A Lua - pausou -  Esta radiante, bem que dizem que a meteorologia não sabe de nada , afinal haviam dito que hoje a noite estaria nublada!

Usagi se aproximou sorrindo e fitando a Lua, a sua antiga casa estava como ela, Usagi se sentia radiante e por um minuto saudosa a sua antiga morada que sempre parecia ressonar seu sentimentos, parecia acompanhar sempre seu humor  , suspirou se lembrando de seu encontro e do príncipe 

...Mamo-chan....

" Fui vivendo uma sequência de dias, de meses e de anos e agora com alguns lapsos percebi  como o destino trabalha para cumprir seus objetivos, mas não sei se posso chamar de sorte ter nos reencontrado novamente pois ao conviver com você hoje tive  a impressão que sua vida é bem mais leve que a minha e cheguei a pensar em me afastar para não te colocar no meio de minhas bagunças  porém ao saber de sua historia de vida percebi que a minha sim é a mais leve jás que tenho sempre por perto a  minha família e amigas...

Então decidi que não abrirei mão deste amor, pois eu preciso de você pra me acalmar quando eu estiver agitada, e para  me agitar quando eu estiver calma  demais. Eu quero ser o ponto de refugio quando se sentir só, quero ser a aliada para você contar nos dias de tempestade, quero ser quem vai te esperar em casa depois de um dia cheio , quero construir com você uma vida, a vida que nos foi tirada!

Não foi por acaso que nossas vidas se cruzaram. E, com certeza, a ocorrência se deu no momento certo, embora não pareça pois se não fosse assim passaríamos despercebidos um ao outro, já que tudo tendia para isso. 

Estou a questionar  a imaturidade que prevaleceu de minha parte no instante que nos "conhecemos " , pois se tivesse percebido que eras tu talvez meu comportamento seria diferente e a palavra chave seria " Que saudade, por que demorou tanto", mas também não posso me julgar pois ao sacrificar minha vida eu gerei o nosso fim e o fim gera esquecimento, apagamento da memória para um novo recomeço!

O fim determina que nada nem ninguém nos remete ao passado ou à pessoa. Implica a retirada total dos pensamentos, do coração, das emoções, dos sentimentos. Inclui a inexistência de saudade, qualquer tipo de saudade, qualquer lembrança. Implica no esquecimento total e irrestrito, irrevogável. 

Confesso ser impossível estabelecer a existência de um final quando a nossa mente se depara dispersa, perdida no espaço e no tempo, recordando, salvando os bons momentos dentre os destroços que amarguraram o nosso coração em vidas passadas.

Dizem que não há fim quando não houve começo. Tampouco há fim quando laços aparentemente inexplicáveis unem as pessoas. Laços que marcaram momentos, palavras e atitudes intensas, tantas vezes desregradas, injustificadas, incompreendidas, desfocadas de qualquer razão, oriundas tão somente de sentimentos intensos, talvez extremos, que fogem ao racional mas tão compreendidos se observados apenas com a emoção, com o coração, com a alma.

Mas nós tivemos um começo,um sentimento  que  corresponde a um passado distante, vivido em outras épocas, em outras vidas. uma história que nos foi roubada pelo tempo , mas marcas de um passado recente se comparado à eternidade da vida
 Minhas lembranças sobre nós ainda são tão vivas quanto meu espirito vive hoje, em horas amargas desta minha existência na solidão da noite eu me ponho a pensar nas tristes lembranças do alegre passado que a sombra do tempo não pode apagar

Na longa jornada em busca da minha sorte passada e na minha futura as vezes tropeço em minha propria ilusão de que  os anos não afastam do meu coração as lembranças e esperança de dias melhores, mas confesso mais uma vez o quanto bom  seria se nosso tempo parasse nos anos mais felizes que vivemos....

Entre linhas podemos dizer que  no nosso caso de amor jás sabemos que a saudade é amar um passado que ainda não passou,é recusar um presente que esta a me machucar e em notas finais é ignorar a viver o  futuro que autoridades maiores nos propõem em resumo total nossa história seria tragica se eu não amasse você!

Embora nosso sentimento venha de vidas passadas eu sei que o amor não se conjuga no passado; ou se ama para sempre, ou nunca se amou verdadeiramente e eu sei também que lamentar uma dor passada, no presente, é criar outra dor e sofrer novamente, por isso lutarei para reescrever nosso final e pode ter certeza que este final é eu e você juntos para sempre!"

--

E és assim quando frequentemente nos flagramos saudosos, conversamos  com as estrelas, com o luar ou apenas com nós mesmos. Ou, pior ainda,  dialogando telepaticamente com o ser ausente na tentativa falha de tentar preencher o vazio. 
 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...