História Uma pequena nerd fofa! - Capítulo 18


Escrita por: ~

Postado
Categorias Amor Doce
Visualizações 225
Palavras 846
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Escolar, Festa, Hentai, Romance e Novela, Violência
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 18 - Ela é minha amiga!


Anne on

Eu estava quase batendo de boca no chão quando, braços me seguraram e um perfume amadeirado tomou conta do meu nariz,levantei a cabeça e abri meus olhos pra ver quem foi meu herói..mais me arrependi amargamente pois logo meus olhos bateram com um par de olhos bicolores acabei me perdendo no rosto do ser a minha frente que me segurava pela cintura grudando nossos corpos enquanto minhas mãos estavam em seu peitoral..e o jogo de encarar logo foi desfeito por ele.

-Ei o que esta fazendo aqui? perguntou seco,detalhe ele ainda segura minha cintura.

-Eu até perguntaria isso a você..só que você me dá nojo então.. me soltei do mesmo e fui subindo as escadas mais parei quando o ouvi.

-Mal educada você nerd. disse frio com um tom de deboche..sorri cínica e desci os degraus logo vendo o mesmo me encarrar..

-Obrigada. disse sorrido falsa

-Não me importo da próxima vez te deixo cair. disse seco passando por mim.

Me virei e subi mais rápido atrás daquele platinado abusado! e logo o vi no corredor e gritei.

-VAI SE FERRAR LYSANDRE!! gritei e o mesmo parou e me olhou assustadoramente.

Sai correndo e outro detalhe o corredor estava cheio de gente e todos me encaravam correr que nem louca..

Se eu me importava?

Não.

Só queria tirar aquele ser abusado e corri pra um lugar que ninguém ia além de mim..o telhado, nem a diretora ia lá, entrei com tudo me sentei no chão lembrando daquele ser..o perfume..os olhos..lábios..meu coração batia fortemente..então suspirei e descido escutar música..peguei meu fone e o celular e coloquei no último volume(n/a: Eu sempre faço isso e minha mãe reclama!) e relaxei não to afim de ir pra aula e dá de cara com o senhor mauricinho.(N/A:Oxi! já tá indo pro mal caminho!)...

Gisele on

Eu tava no refeitório no chão,pois um fdm colocou a merda do pé no meu do caminho e quando eu me viro vejo Ambre rindo da minha cara..e na hora que eu ia levantar e dar na cara dela..chegou um ser e me pegou estilo noiva..logo quando eu iria xingar o ser, um perfume inebriante me deixou totalmente sem fala..e quando levantei a cabeça e vi orbis tempestuosas me encarrando meu coração parou..e nosso joguinho de encarrar foi interrompido pela loira mal comida, ele a respondeu friamente e me carregou  pra enfermaria pois eu tinha me cortado graças a loira azeda..depois ela me paga..Mais agora o mais importante é que..EU TO SOZINHA COM  O CASTIEL!!

-Precisamos conversar. disse o mesmo se aproximando de mim com o algodão

-Não temos não! digo o olhando com raiva.

-Pare de gritar, e deixe-me ver isso. falou seco enquanto  aproximava o algodão do corte mais assim que sua mão entrou em contato com minha coxa, meu rosto ficou vermelho o toque  era leve mais me deixou corada, ele limpava o sangue e depois passou pomada fazendo um curativo e quando me olhou sorriu de canto..

-Então eu queria falar sobre o seu chilique ontem. 

Pera lá! esse ruivo disse que eu dei chilique?

-Como assim chilique Castiel? disse seca 

-Você deu uma surra na Ambre e na Nina..além de acertar um murro no Lysandre e me dar um tapa! E isso na frente de todos!

-Você quer o que um pedido de desculpas? digo irônica e ele me olha irritado

-Como você é complicada!.. ele suspira e me encara 

-Me fale logo o que quer!

-Quero que me explique o motivo pra você ter dado uma surra nas garotas. disse me deixando incrédula 

-Mais você viu o que elas fizeram..e a Anne ficou muito mal pela brincadeira dela e das amiguinhas.

-O problema é dela! não seu então não devia se meter. disse seco 

Eu o olhei sem intender aquela atitude..ELE ENLOUQUECEU!!

-SEU... na hora em que ia dar um tapa nele o mesmo segurou meu braço

-Não dessa vez! disse entre os dentes.

-Você é um idiota! vai lá ficar com aquela puta loira vai! já que ela é santa pra você! digo me soltando e indo em direção a porta mais ele me segurou 

-Qual é o teu problema eu te ajudo e te trago aqui pra conversar e você tenta me bater e me xinga! disse ele apertando meu pulso.

-Oh ruivo me solto se não te transformo em molho de tomate! digo puxando meu pulso mais..ele me puxa e me faz ficar colada nele,e seus lábios vinham em direção aos meus e eu o empurrei..

-Escute aqui seu ser amargo, a Anne é minha amiga! e eu sei de tudo o que VOCÊS fizeram a ela e por isso eu vou ajudar ela e NINGUÉM nem mesmo VOCÊ vai me impedir de ajudar a minha amiga já que eu e ela sempre ficamos sozinhas,e só temos uma a outra! ele me olhou sem intender e antes de falar eu o interrompi

-E se você não tem coragem de defender os seus amigos o problema é seu!

digo saindo batendo o pé..

Como ele pode ser tão frio,cruel..sem sentimentos? eu realmente odeio aquele idiota!



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...