História Uma pequena suicida... (terceira temporada) - Capítulo 29


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Casal Psicopata, Menina Psicopata, Menino Psicopata, Originais, Psicopata, Psicopatas, Sangue, Tortura, Uma Pequena Suicida
Exibições 67
Palavras 490
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Drama (Tragédia), Ecchi, Hentai, Romance e Novela, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Estupro, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 29 - O que aconteceu?


Fanfic / Fanfiction Uma pequena suicida... (terceira temporada) - Capítulo 29 - O que aconteceu?

(Homem Bomba on)

 

Depois daquele “beijo” ela me olhou com malicia no olhar

 

Eu: o que foi agora, Gabi?: falei friamente

 

Gabi: nada, mas eu não vou fazer aquilo, se você não me der outra coisa. Você não me beijou...

 

Eu: é, não beijei mesmo. O que você quer?

 

Gabi: transa comigo

 

Eu: que?!

 

Gabi: isso mesmo que você ouviu, transa comigo

 

Eu: não, nem pensar.

 

Gabi: mas, porque?

 

Eu: porque eu não gosto de você, e nem você de mim. Eu sei muito bem que você só me deseja. Ou você faz o que eu te pedi, ou eu te mato. Você não vai receber nada em troca, apenas a sua vida longe da minha

 

Gabi: não, eu não quero isso. Por favor, eu te amo: disse, enquanto se jogava e me agarrava, totalmente manhosa

 

Eu: cala a boca. Você vai fazer o que eu pedi, se não, da próxima vez que nos encontrarmos eu juro que te explodo!

 

Após falar isso, a soltei de meus “braços” e logo sai de perto, indo para casa da Emilly

 

Nem olhei para trás, não queria saber se a Gabi estava lá ou não...

 

Acelerei meus passos, e logo entrei na casa dela

Fechei a porta atrás de mim, com delicadeza, para não fazer barulho

 

Eu: Emilly?

 

Não ouvia nada, apenas o silêncio irritante daquela casa, deduzi que ela deveria ter dormido.

 

Mas, no lugar dela eu faria o mesmo.

 

Demorei muito, então com certeza ela deve estar dormindo...

 

Fui diretamente para a sala, com a esperança de que ela esteja dormindo

 

Mas, infelizmente ela não estava lá

 

Suspirei pesado pela boca

 

Subi as escadas lentamente, fazendo o mínimo de barulho, para não acordá-la

 

Percebi que a porta do quarto estava aberta

 

Apenas vi escuridão

 

Acendi a luz, com um certo receio de acordá-la por causa da claridade

 

Mas, para a minha surpresa, ela não estava lá...

 

Neste momento, bateu o desespero

Peguei meu celular com uma rapidez que eu nem imaginei que pudesse ser capaz de fazer

 

Rapidamente, liguei para o celular dela, e aguardei

 

Chamando...

 

Logo ouvi o celular dela tocando, e vi que estava em cima da cama dela

 

Senti uma sensação ruim... como se fosse um aperto

 

Percebi que havia algo no chão, na mesma direção da janela...

 

Na verdade, um pequeno papel

 

Me aproximei com cautela, abaixei e peguei o papel...

 

Me sentei no chão, e o abri, revelando o que tinha escrito dentro

 

(bilhete on)

 

Me parece que você perdeu a sua donzela de vista, não?

Pois saiba que você nunca mas vai vê-la.

Ela é minha, toda minha. Ela sempre foi minha

E agora, você nunca mas vai ter noticias dela... aproveite suas lembranças

 

Ass: seu pior pesadelo

 

(lembranças off)

 

Eu: “seu pior pesadelo”: falei entre gargalhadas: que merda: suspirei pela boca

 

Logo me levantei, e encarei a paisagem pela janela

 

Eu: Emilly, eu vou te buscar... me espera, por favor

 

(Homem Bomba off)

 

CONTINUA...



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...