História Uma Princesa Entre Nós - Capítulo 11


Escrita por: ~

Visualizações 256
Palavras 1.496
Terminada Não
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Olá pessoal mais um capítulo saindo espero que gostem
Muito obrigada pelos 400fav e mais um pouquinho 💜

Boa leitura...

Capítulo 11 - O Dia da Nomeação


Fanfic / Fanfiction Uma Princesa Entre Nós - Capítulo 11 - O Dia da Nomeação

Começo a gritar por socorro mas ninguém aparece. Todos estão organizando a nomeação. Gritava com todas as minhas forças

Começo a tentar chutar e a morde-lo mas ele acaba me jogando no chão e segurando minhas pernas

Aquilo estava cada vez mais perto do meu corpo, apenas fechei os meus olhos e esperei a adaga atravessar o meu corpo

-PRINCESA -grita Henry entrando rapidamente pelo quarto

Edwart para a adaga, solta as minhas pernas e sai correndo do quarto sem falar nada

Eu permaneço deitada ainda em choque com tudo o que aconteceu

-Ele te machucou ? -pergunta Henry

-Não -falo com lágrimas nos olhos-Ele fez pior.... matou meus pais -digo chorando

Henry me abraça

Consigo sentir o seu cheiro e o seu calor passamos um bom tempo abraçados

-Princesa temos que ... -diz Catarina entrando -O que aconteceu ?

Eu e Henry nos separamos

-Descobri que foi o Edwart que matou os meus pais -falo enquanto Henry me ajuda a levantar

-Eu sempre desconfiei dele -diz Catarina

-O que você vai fazer? -pergunta Henry

-Contar para Rainha claro! -diz Catarina

-Ela não vai acreditar em mim preciso de provas-falo secando as lágrimas

-Vamos pensar nisso depois ,precisamos ir agora -diz Catarina

Ela vai na frente, eu e Henry vamos atrás

-Porque não contou para ela sobre a adaga? -sussura Henry

-Ela ia surtar -falo -Ele pode tentar mais alguma coisa essa noite

-Ficarei de olho nele -diz Henry

-Vamos vocês estão com muitos cochichos -diz Catarina

Damos risadas

Catarina parou bruscamente em minha frente no fim do corredor me fazendo trombar nela

-Porque parou? -pergunto nervosa

-Ali embaixo já é o salão. Iremos descer para falar para a Rainha te anunciar

-Eu irei descer sozinha? -pergunto

-Sim -diz Catarina

-E-Eu não vou conseguir tenho vergonha -falo assustada

Catarina revira os olhos

-Princesa você consegue! -diz Henry- Estarei lá embaixo te olhando -sussura ele em meu ouvido

Olho em seus olhos o que me passa confiança

Catarina e ele descem pela escada lateral enquanto eu fico esperando

Começa a tocar uma música suave Thomas tinha me dito que quando começasse aquela música era para eu descer

Desço as escadas lentamente segurando no corrimão, a escada dava para um corredor de cadeiras que estavam ocupadas com pessoas que eu nunca tinha visto, tinha um tapete vermelho e no seu fim um bispo e meus avós. Em uma almofada vermelha uma coroa de princesa.

Vou andando por esse corretor com um sorriso tímido no rosto, vejo a alegria de Thomas pois eu estava "andando certo", o sorriso de meus avós eram enormes.

Tinha apenas uma câmera que provavelmente estava sendo reproduzido lá fora em telões

Quando chego no fim dou uma paradinha, me curvo diante do bispo e me ajoelho

-Pelo poder em mim investido eu declaro Maria Oliveira d'la Chermont ... Princesa de Avilan -diz o Bispo colocando uma pequena coroa em minha cabeça

Me levanto olho para o pessoal das cadeiras e abro um sorriso, todos batem palma.

Há muito barulho de pessoas comemorando no lado de fora

Abraço os meus avós

-Venha quero te apresentar a algumas pessoas querida -diz minha vó

Ela me apresentou a alguns presidentes como o da Croácia, China, Brasil, Portugal, ao ministro dos Estados Unidos (o presidente não pode vir), e vários outros

-Maria essa é a Rainha Elizabeth -diz minha vó

Ele era baixinha, cabelo branco e fofinha, um sorriso enorme surgiu em meu rosto

-Rainha... Encantada -digo me curvando

-Que moça educada Adélia -diz ela

AI MEU DEUS ELA É TAO FOFA

Alguém puxa a barra do meu vestido quando olho para baixo é a Princesa Charlotte me agaicho até ficar em sua altura, ela me entrega uma florzinha

-Você e muito bonita -diz ela

-Obrigada -digo pegando a flor e a abraçando- Você também e muito bonita

Comprimento o Rei Charles e os Príncipes Harry e William.

-Com licença precisamos continuar -diz a Rainha

-Licença -digo

POV HENRY

Fiquei observando Maria andando pelo salão, ela estava uma verdadeira princesa seu sorriso era encantador sua felicidade irradiava em seu rosto inteiro

-Ela é bonita né meu filho -diz minha mãe chegando por trás

-É sim mãe muito bonita -digo ainda olhando ela de longe

-Meu filho não se aproxima dela não... ela é da realeza provavelmente irá te esquecer logo-diz minha mãe

-Maria não é assim mãe -falo

-Tome pegue essa taça e entregue a Princesa Maria, não deixe ninguém além dela pegar essa taça entendeu? -diz Edward a um servente

O servente vai direto a Maria e a entrega a taça

POV MARIA

-Obrigado -digo ao servente que me entrega uma taça

Ia levando a taça em minha boca quando vejo Henry sinalizando para eu ir até ele

-Vó eu vou no banheiro e já volto -digo saindo

Vou até Henry que está escondido atrás de uma viga

-O que foi ? -cochicho

-Não beba isso -diz ele pegando a taça de minha mão

-Por que? Estou com sede -falo

-Edward colocou alguma coisa aí -diz ele

-Caramba esse cara não se manca -falo-

Vejo minha vó olhando para um lado e para outro

-Preciso voltar minha vó já está me procurando -falo

Voltei para onde estava minha vó, Henry ficou encarregado de jogar o líquido fora

-Maria até que fim você chegou -diz minha vó toda animada- Quero que você conheça Rei Duncan

-Encantado alteza -diz ele se curvando faço o mesmo

-Essa é Rainha Suzane e príncipe Albert -diz minha vó

Príncipe Albert era loiro com os olhos azuis, tinha aproximadamente minha idade, seu cabelo era um pouco comprido mas não tanto.

Ele tinha cara de ser bem nariz empinado

-Está na hora da valsa Maria o que acha de dançar com Albert - diz meu avô

-Pode ser -falei

-Ficarei encantado alteza -diz ele

Começamos a dançar a valsa formou uma roda em volta de nós no começo da musica, depois de um tempo todos começaram a dançar juntos

Príncipe Albert olhava em meus olhos e eu tentava desviar

Henry estava em uma das portas olhei para ele e ele olhou para mim, depois ele saiu da porta quis ir atrás dele mas não pude

-Então Maria -diz Albert

-Princesa Maria -o corrijo

-Muitas meninas queriam estar dançando comigo agora-diz ele

-E porque não vai dançar com elas -digo e ele fica calado

Dançamos toda a valsa e depois chegou a hora de meus avós me apresentar ao povo

Fomos até a sacada mais alta do castelo

-Meu querido Povo de Avilan, curvam-se diante da sua nova Princesa Maria- diz meu vô

Apareci na sacada e todos se curvam-se depois de alguns minutos se levantando e ficaram me olhando, algumas pessoas estavam até com cartaz que diziam boas vindas. Havia muitos jornalistas que tiravam muitas fotos naquele momento

-Olá povo de Avilan, estou muito feliz em ser a Princesa desse reino -falo- Aqui diante de vocês presto juramento de desempenhar minhas funções como Princesa e futura Rainha de Avilan e respeitar os direitos dos cidadões da capital e das províncias. Sou muito grata pelas manifestações de carinhos. Avilan é o meu Reino e por ele eu darei o meu sangue. Obrigado

Todos aplaudem e fazem bastante barulho

Depois de alguns minutos acenando e sorrindo entramos de volta para o salão onde continuou a festa até todos irem embora.

Subi para o meu quarto Henry veio junto

Me sentei na cama e pedi para Henry entrar e se sentar também

-Porque você demorou tanto para chegar aqui de manhã ?- pergunto

-Estava lá embaixo ajudando na cozinha ,o castelo estava muito bem cercado não tinha como ninguém entrar -fala ele

-Eu pensei que eu ia morrer -falei

-Escutei os seus gritos pela escuta que tem aqui e vim o mais rápido que pude -fala ele

-VOCE COLOCOU UMA ESCUTA AQUI ??- pergunto assustada

-Sim em todos os quartos tem escuta ... pelo menos serviu para te ajudar -falou Henry

A alguns minutos de silêncio

-Obrigado por me salvar duas vezes hoje -falo para Henry

-Só fiz o meu dever -diz ele

A forma em que ele falava comigo mudou era seco e desviava o olhar sempre 

-Aconteceu alguma coisa? -pergunto

-Não nada -diz ele

-Acho que foi o Albert né? -falo

Ele fica calado

-Ele é um babaca -falo dando risada- Enquanto dançávamos ele me disse que tinha muitas meninas que queriam estar no meu lugar e blá blá blá -digo me levantando

-Alteza você não me deve explicação sobre nada -diz ele se levantando também- Vou para o meu posto 

Ele anda em direção a porta 

-Espera Henry -digo puxando em seu braço fazendo ele parar e se virar de frente para mim 

Eu o encaro sua expressão era triste seus olhos brilhavam

Em um impulso eu o beijo, nossos labios se selão. Passo minha mão em sua nuca e ele passa a sua mão em minha cintura. O seu beijo me levou para outro mundo. Era tão doce e calmo

Ele me solta

-Isso é errado Princesa -diz ele com cara de assustado saindo pela porta do quarto

Um sorriso enorme veio ao meu rosto.

O beijo de Henry foi maravilhoso

Henry mexe com os meus sentimentos como nunca ninguém mexeu ele me protege e as vezes é rude mas a maioria das vezes é doce.


Notas Finais


Olá! Gostou do capítulo? N se esqueça de comentar a melhor parte 😉

-Qual o nome do shipp entre Maria e Henry?
-Será que esse romance irá continuar ?
Aguardem os próximos capítulos 💜

Beijos até terça ...


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...