História Uma princesa guerreira. - Capítulo 8


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais, The Seven Deadly Sins (Nanatsu no Taizai)
Personagens Alioni, Andre, Arthur Pendragon, Ban, Cain, Cenette, Dale, Dana, Diane, Dreyfus, Elaine, Elizabeth Liones, Ellen, Escanor, Friesia, Gilthunder, Golgius, Gowther, Griamor, Guila, Gustav, Hauser, Hawk, Helbram, Hendriksen, Hugo, Jericho, Jillian, Jude, Kaide, Katts, King, King Liones, Liz, Margaret, Marmas, Mead, Meliodas, Mera, Merlin, Muramo, Oslo, Pelio, Personagens Originais, Ruin, Simon, Taizoo, Tanto, Thomas, Threader, Twigo, Veronica, Vivian, Weinheidt, Zaratras, Zeal
Visualizações 34
Palavras 898
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 12 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Fantasia, Luta, Magia, Shoujo (Romântico), Violência
Avisos: Álcool, Insinuação de sexo, Nudez, Tortura, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 8 - Uma princesa guerreira--VIII


Fanfic / Fanfiction Uma princesa guerreira. - Capítulo 8 - Uma princesa guerreira--VIII

5 dias depois...

Estavamos a caminho de camelot. A mãe do hawk havia parado para descansa, eu desci da mãe do hawk e eu fui treinar minha habilidade com espada.

Eu estava treinando batendo numa árvore, quando eu fui enfiar minha espada nela eu pisquei e vi aquela varanda, eu olhei pra trás e vi uma garota, de cabelos brancos e olhos azuis, eu olhei pra fora da varanda e vi o vilarejo pegando fogo, eu olho pra frente e vejo que eu tinha cortado o braço de alguém, ele tinha olhos pretos sem vida,  cabelos pretos e um símbolo estranho na testa.

Eu estava segurando a minha espada nas minhas mãos, eu solto a espada e começo a recuar pra trás até que eu caiu no chão, eu pisco diversas vezes e tudo volta ao normal. Eu olho envolta assustada.

Sayuri:*o-oque acabou de acontecer?*

Eu me senti no chão, a line senta no meu lado, eu respiro fundo na tentativa de me acalmar, depois de alguns minutos eu me acalmo e penso.

Sayuri:*pronto*

Eu estava encostada numa árvore até que eu ouço uma explosão, o chão começou a tremer até que para. Eu e a line corremos de volta ao chapéu do javali e vejo o pessoal no chão, eu tiro o capuz que estava amarrado na minha cintura, amarro ele e coloco o capuz.

Eu olho pro lado e vejo a Elizabeth escondida atrás do arbusto, eu vou até ela com cuidado, ela se vira e diz.

Eli:s-Sayuri?

Sayuri:quem é aquele cara?

Digo olhando pro cara, ele era Alto, armadura verde enferrujada, uma pedra vermelha no centro e segurava uma espécie de lança Gigante.

Eli:o melhoras disse que ele se chama galan.

Sayuri:*galan?*

Minha cabeça estala e ouço.

"...os dez mandamentos...:

Eli:tinha mais uma coisa.

Sayuri:ele é um membro dos dez mandamentos.

Eli:sim, ele é o mandamento da verdade.

A gente permanece escondida. O cara dá um passo a frente e diz.

Galan:você ficou bem mais fraco melodias.

Os pecados permaneceram calados, estavam machucados e exaustos.

O galan, avançou e tentou acertar o melodias que desviuo, ele acertou o chão formando uma cratera enorme no chão. Enquanto isso eu estava tendo memórias na minha cabeça.

Eu apoio uma mão no chão e boto a outra mão no meu olho, a Elizabeth me olha preucupada.

Eli:oque foi?--diz assustada.

Sayuri:meu...olho...tá queimando--disse tentando não gritar.

A line me olha.

--Sayuri off ^^^ meliodas on--

A gente estava exausto, eu olho pro galan e ele começa a rir.

Ban:desgraçado por que você está rindo!?

Galan:é porque eu achei umas memória bem interessantes, uma princesa que foi retirada de seu Reino, teve sua família morta pelos mandamentos e não se lembra de quase nada. 

Eu olho pra arbusto onde estava a Elizabeth e vejo Sayuri.

Meliodas:*ele está falando da Sayuri!*

A gente volta a lutar.

--Meliodas off ^^^ Sayuri on--

Eu estava me sentindo tonta, enjoada, feliz, triste e sentindo muita dor. Eu tentava não gritar.

Eli:se acalma.

Eu fico tão fraca que eu desmaio.

--Sayuri off ^^^ ban off--

Algum tempo depois..

A gente estava pintando com o desgraçado do galan até que ele diz.

Galan:eu tenho que ir--uma névoa preta começa a aparecer--vejo vocês depois.

Eu pulo em cima dele mais ele desaparece completamente.

Ban:droga!

Eli:Meliodas!

A Elizabeth vai até o Meliodas.

Meliodas:oque foi Elizabeth, se machucou?

Eli:não! Mais a Sayuri desmaiou!

Eu me viro e corro até, eu vi ela deitada no chão suada. Eu peguei ela, a gente entrou e botei ela na cama.

2 dias depois...

Fazia dois dias que a Sayuri desmaiou a Merlin chamou a gente até o quarto da Sayuri.

Dian:oque foi Merlin? Achou um jeito dela acordar.

Merlin:sim e não.

A gente ficou confusos.

Merlin:quando o galan olhou as memórias dela alguma coisa desencadeou, tudo que podemos fazer é entrar e ver oque está acontecendo.

Ban:vamos logo!

A Merlin dá um sorriso dela e diz algumas palavra até tudo ficar escuro.

Algum tempo depois...

Eu acordo e vejonque eu estava numa biblioteca, Eu olho envolta e vejo o pessoal.

Eli:onde estamos?

Gowther:estamos no cérebro dela--diz ajeitando seus óculos.

King:a mente dela é uma biblioteca?--diz flutuando.

Gowther:a mente de uma pessoa pode ser interpretada de várias formas.

A Elizabeth pega dois livros e diz.

Eli:Eragon, todos os livros dessa biblioteca são os mesmos.

???:hai! São os meus favoritos.

A gente vira assustado pra onde vinha essa voz que era fofinha e animada. Era a Sayuri mais ela havia ficado mais criança que antes, seus cabelos estavam curtos, ela estava usando um vestido azul até os joelhos, estava descalça e tinha uma flor branca no cabelo.

Diane:achamos a Sayuri--diz pegando ela no colo.

Sayuri(???):oi!

A diane bota ela no chão.

Sayuri(???):eu não sou a verdadeira, eu sou a consciência dela.

Eu me ajoelho na sua frente e digo.

Ban:mocinha sabe me dizer onde a verdadeira Sayuri está?--digo sorrindo.

Ela sorri e diz.

Sayuri(consciência):hai! É só me seguir.

Ela corre até uma porta enorme e atravessa, a gente sai e vê um lugar cheio de flores.

Sayuri(consciência):venham!--disse acenando de longe.

A gente vai até ela e começa a andar.

Meliodas:então, onde ela está exatamente?

Sayuri(consciência):ela está no Jardim das memórias.

A Merlin olhava tudo atentamente.

Eli:como assim "Jardim das memórias"?

Sayuri(consciência):um lugar onde as memórias ficam.

A gente caminhou até chegar num lugar cheio de plantas e portas.

Sayuri(consciência):chegamos! Jardim das memórias! Ela deve estar por aqui.

A gente comeća a andar por aí.

--Ban off ^^^ Sayuri(consciência) on--

Eu estava procurando pela minha eu quando eu sinto um choque eu sabia oque era.

Sayuri(consciência):não pode ser.

Eles me olham assustados, eu começo a correr até um caminho que levava as memórias mais sombrias dela, não tinha nenhuma apenas uma enorme. Eles pararam atrás de mim e dissera.

King:oque é isso?--diz flutuando.

Eu olho e vejo o enorme portão de ouro entre aberto.

Sayuri(consciência):ela está aqui.

Ban:quer dizer lá dentro.

Eu fico em silêncio alguns minutos e digo.

Sayuri(consciência):hai.

Continua..



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...