História Uma Princesa Sem Realeza(Eldarya e amor doce) - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Amor Doce, Eldarya, Originais
Tags Castiel, Eldarya, Intriga, Nathaniel, Nevra, Princesa, Reino, Romance
Visualizações 25
Palavras 1.214
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Ecchi, Escolar, Famí­lia, Fantasia, Magia, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo, Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Insinuação de sexo, Nudez, Spoilers, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Hello🙋 To aqui com mais uma capítulo quentinho

Espero que gostem😘

Ótima leitura a todos!

Capítulo 2 - Pior dia de todos!! Part.1


Fanfic / Fanfiction Uma Princesa Sem Realeza(Eldarya e amor doce) - Capítulo 2 - Pior dia de todos!! Part.1

Respirei fundo, contei até dez pra conseguir me conter...


- O que foi priminha? - Ela estava se divertido por ter conseguido me tirar do sério - Não aguenta a verdade?
- Sinceramente perdi o apetite - falei só para ela ouvir com os dentes serrados - Desejo um bom jantar a todos, mas infelizmente não estou me sentindo muito bem,então terei que me retirar. Com licença - Disse tentando dissipar aquele clima ruim.

Sai da sala tentando não dá um "chilique real", eu aguento essas provocações a anos!Não sei se vou me segurar por mais tempo...nunca posso mostrar o que sinto! Raiva, amor, medo...nada!

- O que houve lá? - Nevra perguntou ao ver meu estado de nervosos - Sua prima ou seu tio?
- Os dois! Eu já estou farta deles
- Calma, vem vou te levar para casa
- Não quero! - Disse quase chorando - Eu quero ir pra um lugar onde eu possa ser eu!
- Tabita!

A essa altura nos já estávamos no jardim do lado de fora do castelo de meu tio, próximos a carruagem.

- Eu To cansada de só fazer o que me mandam!
- Eu sei! - Novamente ele me abraçou bem apertado aplacando minha ira - Mas é necessário
- É o que sempre me dizem...

~Quebra de tempo~

Meu joguei na cama aliviada por finalmente tirar aquele vestido calorento e apertado,e mais aliviada ainda por ter cumprido todos os meu deveres de hoje, mas de que adianta? Amanhã começa tudo de novo...Tem horas que me sinto uma prisioneira numa prisão decorada...

Enquanto vagava em meus pensamentos fui adormecendo aos poucos...amanhã novos horrores me esperam.

- Alteza?já esta acordada? - Ouvi a voz de Ezarel do lado de fora do meu quarto

 

Me ajeitei na cama e a camisola...


- Sim! Pode entrar
- Bom dia majestade - Ele disse fazendo uma breve reverência - Gostaria de adiantar sua aula de alquimia hoje...se não for incomodar
- Por que? - Perguntei curiosa
- Tenho um...compromisso mais tarde - Ele corou um pouco - E gostaria de ter a tarde livre
- uhummmn - Pulei da cama, não ia perder a oportunidade de zoar Ezarel! - Então Ez está namorando?! - Brinquei e ele corou mais ainda
- Não sei do que esta falando Tabita
- Ue?! Tabita?Não estava todo cavalheiro agora?ou isso só se aplica quando quer algo? - Agora eu o peguei - Não posso adiantar minha aula, pois preciso do meu soninho da beleza...
- Esse "soninho" não esta fazendo efeito - Retrucou com um sorriso enorme
- Haha engraçadinho...mas posso abrir mão do meu sono, se for algo muito importante...
- Você venceu! É um encontro - ele disse rendido - Mas não vou contar quem é...
- Qual é?! Conta vai!
- Não...Já cumpri minha parte...
- Ta legal...Mas eu vou descobrir quem é - Disse decidida e ele riu - Sabe que vou
- Eu sei que vai... - Ele sorriu sozinho, acho que estava pensando nela...
- Ez To tão feliz por você - Abracei ele bem forte
- Tabita o que eu já te disse sobre você me tocar? - reclamou soltando meus braços
- " Não gosto que me toquem e blá blá blá ".
- Exatamente, agora tome seu café, vou te esperar na sala de alquimia

Ele saiu e a empregada entrou com a bandeja logo em seguida...Esse Ezarel já tinha tudo planejado

Sim gente eu tomo café na cama!Sou uma princesa lembra?!Mas não vale a pena pelo esforço que eu faço

~ Quebra de tempo~

Eu já tinha adiantado minha aula com Ezarel, me deixando com um pouco de tempo livre...acho que vou ver o Nevra

Fui até o quarto dele, na verdade eu não poderia entrar, mas eu não sou muito de cumprir regras

- Nev vai ficar feliz em me ver

Mas antes que eu rodasse a maçaneta ouvi alguns barulhos estranhos e uma voz feminina vindo de dentro do quarto.

- Ah Nev - Essa voz é da Alajéa?

Eu estava com medo de abrir a porta e me deparar com...vocês sabem, mas a curiosidade falou mais alto

- QUE DROGA É ESSA! - Gritei ao ver Nevra atracado com a Alajéa
- TABITA EU POSSO EXPLICAR! - Nevra ficou atônito e Alajéa pálida
- Ah é?! Eu tenho cara de que de tonta?

Sai batendo os pés e Nevra veio atrás de mim

- Escuta! Eu sei o que parece, mas não é isso!

Ele me puxou pelo braço e me prendeu contra a parede para que eu o escutasse

- AH NÃO?! Parece que você estava desejando transar, mas como não podia fazer isso comigo usou a Alajéa. - Expliquei rápido e ele arregalou os olhos
- Bom... Então é exatamente o que parece
- Quanto tempo faz? - Perguntei seria
- O que?!
- A quanto tempo você me traí com a Alajéa?!
- ...
- Por que Nevra? - Eu já estava exterica
- Tabita...seja compreensiva, eu sinto desejos e não consigo mais reprimi-los, se eu pudesse ao menos... - Ele encarava minha boca com muito desejo - Mas não posso
- Por que não? Você sempre quebra as regras...menos comigo - Puxei ele pela camisa deixando nossos lábios a milímetros de distância, podia sentir o hálito quente dele - E você acha que eu não tenho desejos?! - Senti as lágrimas escorrem - Nev tudo o que eu queria era poder ficar com você é ter uma vida normal como qualquer um.
- Mas não pode...- Ele se afastou do meu rosto - e eu não posso ficar esperando alguém que nunca será minha.

Aquelas palavras quebraram meu coração em mil pedacinhos, teria sido melhor ele me esfaquear. Fiquei em estado de choque por alguns segundos tentando organizar meus pensamentos para falar algo.

- Então...você quer terminar comigo? - Perguntei esperando que ele enchugasse minha lagrimas e me abraçasse como sempre
- Quando começamos?
- Nev não fala assim comigo! - Eu não queria perde-lo, mas aquilo estava me machucando
- Sabe muito bem que não podemos ficar juntos, então pra que continuar fingindo?!
- Fingindo? Então pra você eu não passei de um jogo?
- Não foi isso que eu quis dizer...
- Já entendi - Juntei todas as forças que ainda me sobravam e me fiz de forte - Aproveite a sua vida sem mim
- Tabita, não é isso, eu só...
- É alteza pra você! - disse autoritária o interrompendo - E me solte! - Ele ainda estava me prendendo na parede
- Tabita você não vai usar sua auto...
- É uma ordem!

Ele baixou os olhos e vi que uma lágrima brotar...

- Sim...vossa majestade - seu tom era uma mistura de tristeza e humilhação - Com sua licença alteza - Ele fez uma breve reverência, meio irônica na verdade e saiu.

Observei ele se afastar e entrar de novo no seu quarto, ali mesmo desabei em lágrimas, não conseguia acreditar que aquilo tinha acontecido...me encolhi no chão e escondi o rosto nos joelhos, as lágrimas corriam involuntariamente enquanto eu gemia baixinho, a essa altura nem me importava de alguém ver, eu só queria externa toda aquela dor. Era como se eu tivesse perdido uma parte de mim.


Notas Finais


Espero que tenham gostado...
Amo ler os comentários de vocês, me motiva muito <3
Até o próximo capítulo


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...