História Uma prostituta e sete garotos - Capítulo 36


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Visualizações 99
Palavras 623
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Hentai, Lemon, Romance e Novela, Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 36 - Um ano depois


Fanfic / Fanfiction Uma prostituta e sete garotos - Capítulo 36 - Um ano depois

Eu achei que você não iria gostar da notícia.-abaixei a cabeça.

-Você apenas achou, ou seja, você não sabe se eu ia gostar ou não que por sinal posso não estar demonstrando mas por dentro quero chorar de emoção-Sorriu.-Mas ao mesmo tempo fiquei chateado por me fazer ter uma leve desconfiança de você e ficar preocupado com todos esses sintomas que você andou sentindo e não quis me contar.

-Me desculpe, Yoonie.-uma lágrima escorreu pelo meu rosto.

-O que você fez foi errado, (S/N), da próxima fez pense antes de agir.

-EU JÁ PEDI DESCULPAS, NÃO TEM O QUE FAZER AGORA.-Me alterei.

Saí do quarto em passos rápidos, peguei a chave do carro do Yoongi e abri a porta dando de cara com o pai do Yoongi.

-Ah oi, (S/N).-sorriu e eu passei reto.

Fui até a garagem, sem pensar duas vezes entrei no carro e logo liguei, dando partida.

Para onde eu iria? Não sei, a raiva e o nervosismo tomaram conta de mim no momento, não conseguia mais pensar.

Meu rosto estava molhado e cada vez mais as lágrimas desciam, minha visão estava embasada fazendo com que eu não conseguisse enxergar direito.

-"da próxima fez pense antes de agir."-Imitei Yoongi apertando o volante com força.

Minha visão foi tomada por uma luz branca que estava vindo em minha direção em velocidade máxima, tentei desviar mas foi tudo em vão.

          °•.(S/N) off.°

        °•.Yoongi on.•°

Corri atrás da (S/N), eu tinha me alterado um pouco então acabei sendo muito grosso com ela. Encontrei meu pai parado na porta.

-Yoongi sua namorada acabou de passar por mim correndo.-Me olhou confuso.

-você viu para onde ela foi?

-Ela pegou seu carro e saiu.

-Meu Deus, você veio de carro né?

-Sim por que?

-Me empresta ele? Preciso ir atrás dela.

-Claro, vou ir com você.-me entregou a chave e fomos rápido para o carro.

Não conseguimos alcançar ela porque provavelmente ela está em alta velocidade mas dobrei na mesma rua que ela.

Quando conseguimos avistar (S/N) vimos meu carro sendo lançado por um caminhão. Parei o carro e desci correndo, já havia várias pessoas em volta mas nenhuma ligava para a ambulância, passei empurrando todas as pessoas e um nó se formou na minha garganta quando vi todo aquele sangue em volta do rosto da (S/N).

Abri a porta do carro e peguei (S/N), levei até o carro do meu pai.

-Vamos levar ela para o hospital rápido.

-Não precisa, a ambulância já chegou.-seu olhar se direcionava para trás de mim.

Olhei para trás e vi dois médicos descendo da ambulância com a maca, antes deles virem até mim levei (S/N) até eles, meu pai veio logo atrás.

-Eu vou na ambulância com ela e você vai logo atrás com seu carro.-Falei para meu pai e ele assentiu.

Entrei na ambulância depois dos médicos terem colocado (S/N).











══════ஜ▲ஜ══════

Depois de alguns minutos chegamos no hospital, eu tive que ficar mais uns minutos na sala de espera.

Avistei o médico de (S/N) vindo em minha direção e levantei em um pulo da cadeira.

-Min Yoongi?

-Eu mesmo, como (S/N) está?-Questionei.

-Ela está ótima, apenas com alguns ferimentos leves nos braços e nas pernas.-Suspirei aliviado.-Ah ela já acordou e pediu para falar com você, me acompanhe.

Andamos pelo enorme corredor branco até chegar no penúltimo quarto onde (S/N) estava, entrei no quarto e o médico fechou a porta deixando eu e (S/N) sozinhos.

-Yoonieee-(S/N) sorriu e sentou na cama.

-Ah que susto que você me deu.-Abracei (S/N).-Nunca mais faça isso.

-ok...Ah não.-abaixou a cabeça.-me desculpe pelo seu carro.

-Hey, está tudo bem.-Levantei seu rosto selando nossos lábios.

-Yoonie, espera.- separou o beijo.

-O que foi?

-E-E o...bebê?

Assim que (S/N) perguntou o médico entrou no quarto.

-Fique tranquila, senhorita (S/N), por sorte seu bebê está muito bem.-sorriu. 

      °•.Yoongi off.•°

       °•.(S/N) on.•°

Me senti aliviada quando soube que meu bebê está bem, ele nem nasceu e já me apeguei a ele, não vejo a hora de ver ele crescer.

  






















°•.Um ano depois.•°


Notas Finais


Obrigada pelos 180 favoritos amores ❤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...