História Uma realidade dolorosa - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Comunidade, Droubble, Favela, Policia, Realidade, Rio De Janeiro, Terror, Traficantes, Vidas Perdidas, Violencia
Visualizações 21
Palavras 200
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Droubble
Avisos: Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas da Autora


Pessoal fiz esse droubble por não aguentar mais gente romantizando a realidade que se vive numa favela, eu que só fui vizinha de uma sei bem como é, não tô dizendo que só podemos escrever sobre o que vimos de perto, não, nunca vi dragão no meu quintal. Agora, pelo amor de Deus, vocês realmente acham que é legal e alegre viver numa zona de guerra? Porque é isso que é qualquer comunidade não-pacificada, uma zona de guerra, onde os moradores que são as maiores vitimas, não, eles não estão ali por opção com 14 milhões de desempregados no país alguém realmente acha que um ser humano que tenha dinheiro e condições vai escolher viver num lugar desses? Espero que as pessoas parem com isso, não é legal, bonito e muito menos romântico uma coisa dessas.

Capítulo 1 - Capítulo único - Uma realidade dolorosa


Fanfic / Fanfiction Uma realidade dolorosa - Capítulo 1 - Capítulo único - Uma realidade dolorosa

Juliana tinha uma vida comum, ir a escola, ir para casa, curtir com as amigas. Como moradora de uma favela ela não tinha paz, havia dias dela acordar e ir dormir ao som dos fuzis, terror reinava em sua mente que a toda vez que ia a escola se perguntava se iria ter o privilégio de voltar para casa. Há menos de um mês um colega de classe tinha sido atingido por uma bala perdida bem na entrada da escola, a polícia vivia em conflito com o tráfico naquela região, ela não podia os culpar por estarem fazendo seu trabalho.

 

Num dia como qualquer outro ela ia para escola com suas amigas, no mesmo trajeto de sempre e, só para variar tiros foram ouvidos, ela conhecia aquilo, era como os traficantes avisaram a todos que a polícia estava subindo. Naquele mesmo dia, o terror acabou, o medo de ir e não voltar cessou, a revolta por uma realidade tão dura quando os ricos estavam seguros em suas casas teve fim, porque Juliana foi mais uma vítima de bala perdida, mais um número para as estatísticas, mais uma criança que perdeu a vida por uma guerra da qual não faz parte.

 


Notas Finais


Espero que tenham gostado, que eu tenha passado da melhor maneira possível isso, sinto muito por qualquer um que viva essa realidade e peço a todos nós que temos a paz e conforto de viver num lugar nem tão violento que parem com essas histórias de menina de treze anos grávida de traficante, não vamos romantizar bandidagem, somos geradores de conteúdo e isso nos dá a enorme responsabilidade de abrir mentes. Até mais!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...