História Uma república de imprestáveis (JIKOOK) - Capítulo 23


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jimin, Jungkook
Tags Bts, Comedia, Jikook, Lemon, Namjin, Romance, Vhope, Yaoi
Visualizações 346
Palavras 555
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Escolar, Famí­lia, Festa, Hentai, Lemon, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Yaoi
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Mutilação, Nudez, Pansexualidade, Sadomasoquismo, Sexo, Suicídio, Tortura, Transsexualidade, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 23 - Sabe o que é pior?


— Me desculpe por isso. — Falou e logo em seguida me beijou. Era apenas um selinho demorado. Mesmo assustado e sem entender sua reação, percebi que ele não tinha ido em frente com o beijo, com medo que eu me assustasse ainda mais. E sim, eu estava assustado, mas a maciez dos seus lábios sobre os meus era algo tão bom, que a decisão de aumentar o nível do beijo foi minha. Fechei os olhos e passei a lingua sobre seus lábios, em um sinal claro de que eu queria que ele continuasse. E assim ele fez. Sua lingua adentrou minha boca e eu arfei.

Sua mão foi colocada em minha cintura me puxando ainda mais pra si. Eu gostaria de estar com os olhos bem abertos pra vê-lo me beijando com aquele uniforme de policial, mas o clima estava tão quente, que segui meus instintos e correspondi seu beijo de olhos fechados. Minha mão foi pra sua nuca puxando os fios dali e pelo que percebi, ele gostou do que fiz, pois apenas me pressionou contra a porta.

Deixei que ele me beijasse, estávamos ofegantes, mas foi tão automático que eu simplesmente cedi fácil.

Jeon... — Falei assim que o beijo se encerrou. Olhei em seus olhos tentando entender o motivo dele ter feito isso. — Porquê me beijou?

Ele me soltou lentamente e desviou o rosto olhando em outra direção qualquer. Suspirou cansado e me encarou de volta.

— Eu precisei fazer com que ficasse aqui. Reconheço quando cometo erros. —  Suspirou outra vez. —  Meu dever é proteger todos vocês e não traumatizar alguém. Não era minha intenção magoá-lo. —  Coçou a nuca em sinal de nervosismo. —  Pode me perdoar e esquecer isso?

—  Esquecer? —  Perguntei confuso e aflito. — Quer que eu esqueça do beijo ou de ter sido rude?

— Dos... dois? —  Falou como se ele mesmo estivesse confuso. — Eu não quero que se envolva nisso tudo.

—  Nisso tudo? Jungkook, eu já estou envolvido nisso desde quando me mudei pra aquele lugar! — Falei irritado. Ele quer que eu esqueça o beijo?

— Não me entenda errado, eu estou falando isso pra seu próprio bem. Quer mesmo que eu te peça pra ficar lembrando do beijo e achar que vamos ficar juntos? —  Soltou um riso irônico — Eu sou um policial e não vou colocar sua vida em perigo deixando que permaneça comigo! —  Falou irritado. —  Não percebe que se descobrirem que estou me envolvendo com algum de vocês, eles podem tentar coisas piores do que aquele cara tentou fazer com você?

Congelei. Então eu corro mesmo risco?

—  E o que acontece se eu disser que já estou envolvido o suficiente? Vai me afastar? Vai ignorar o fato que eu gostei do beijo? —  Perguntei confuso tentando pensar positivo.

Ele demorou alguns segundos pra responder.

— Como você pode parecer tão indefeso e determinado ao mesmo tempo? — Soltou um riso de canto — Eu acabei de dizer que você corre o risco de morte e você pergunta se eu quero me afastar? Você é esquisito. —  Abriu um sorriso diferente e fiquei sem reação. — E sabe o que é pior?

Não, o que é pior? — Perguntei confuso e temendo pela sua resposta.

— Eu... — Se aproximou do meu corpo novamente olhando em meus olhos — gosto de pessoas determinadas e indefesas. É meu tipo preferido e isso é um fogo cruzado. Eu posso arruínar sua vida e não quero isso.

 


Notas Finais


Gente, eu nem ia atualizar nada agora, tô passando aqui apenas pra dizer q tô lotada de coisa pra fazer, por isso talvez eu poste algo à noite ou amanhã pela manhã. Ainda vou pra academia hj. Desculpa. :(


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...