História Uma ressaca de nove meses. - Capítulo 84


Escrita por: ~

Postado
Categorias The Seven Deadly Sins (Nanatsu no Taizai)
Personagens Arthur Pendragon, Ban, Diane, Elaine, Elizabeth Liones, Escanor, Gilthunder, Gowther, Griamor, Guila, Hauser, Hawk, Helbram, Hendriksen, Jericho, King, Margaret, Meliodas, Merlin, Simon, Veronica, Zaratras
Visualizações 451
Palavras 701
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Fluffy, Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo
Avisos: Álcool, Insinuação de sexo, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 84 - Vamos ao ateliê



Assim que ouço a porta bater, viro-me para olhar Gelda sentada no sofá novamente enquanto mordisca um bolinho que não dei-me ao trabalho de decifrar o que era. Respiro fundo e ergo minhas mãos para arrumar meus cabelos um pouco desarrumados, sento-me no sofá e pego o notebook sobre a mesinha de centro, apóio uma almofada sobre minhas pernas e coloco o computador encima ligando-o.

- Eu tenho fome e quero vomitar também - Gelda choraminga atraindo minha atenção.

Olho para ela e sorrio.

- Isso é comum - Digo - As vezes ainda tenho enjôos, o que controla é comer só um pouquinho pela manhã.

- Com essa fome incontrolável? - Ela ri e eu acompanho.

- Depois passa.

Assim que as configurações do computador iniciam, abro uma pasta com todos os desenhos do vestido de noiva da Margaret, satisfeita noto que todos os detalhes que eu havia pensado estavam marcados perfeitamente.

Meu celular começa a tocar e eu estico a mão para pegá-lo de cima de uma das almofadas, deslizo o dedo sobre a tela atendendo a ligação.

- Alô? 

- Oh, obrigado Deus! - Ouço a exclamação de Arthur e acabo franzindo o cenho.

- Arthur?

- Elizabeth, vocês não irão buscar esse pestinha?

- Pestinha? Quem?

- O Hawk! Ele comeu um sapato meu é o fio do carregador do celular!

Pisco surpresa e empurro o notebook para o espaço vazio ao meu lado, enquanto me ponho de pé.

- Estou indo buscá-lo - Digo - Chego aí logo.

Desligo a ligação e bloqueio a tela do celular.

- O que aconteceu? - Gelda questiona.

- Hawk está dando prejuízo para o Arthur - Comento - Mas por que diabos ele está na casa dele?

- Ah - Ela sorri constrangida encolhendo os ombros - Hawk não gosta de mim e o Meliodas estava quase o tempo inteiro bêbado, o Zeldris trabalhando e fazendo plantão algumas noites, não dava pra cuidar do cachorro.

Balanço a cabeça em desagrado e ando até o hall, parando apenas quando lembro que não faço mínima idéia de onde está a chave do meu carro.

- Gelda?! - Grito - Você sabe onde está a chave do meu carro?

- Acho que está dentro dele, as portas estão abertas.

Abro a porta da casa e tranquilamente caminho em direção à garagem aproveitando o vento que sopra meus cabelos e deixa a saia do meu vestido esvoaçante.

Seguro na maçaneta do Jeep e como dito as portas dele estão realmente destravadas, subo no banco do motorista e arrumo o retrovisor interno antes de buscar pela chave dentro do porta luvas.

- Ah eu senti falta desse som - Murmuro ao girar a chave e o ronco do motor soa pela garagem.

Arranco o carro e tento me lembrar o endereço da casa de Arthur.

                        ★

Desligo o Jeep depois de estacioná-lo em frente a casa chamativa de Arthur, desço do carro e caminho até a porta de madeira trabalhada, aperto a campainha ouvindo uma comoção dentro do imóvel e os latidos inconfundíveis de Hawk ecoa.

A porta se abre e eu tenho que me segurar para não abrir a boca surpresa.

- Merlin? 

- Oi - Ela sorri constrangida enquanto tenta abotoar a camisa azul um tanto amaçada.

- Eu vim buscar o Hawk. - Digo.

- Oh, vou buscar as coisas dele - Ela comenta - Quer entrar?

- Ah não - Sorrio fraco - Estou com pressa.

- Tudo bem, eu já volto.

Ela deixa a porta entreaberta enquanto sai para pegar as coisas do Pug e eu coloco a mão em frente minha boca para esconder um sorriso.

Merlin e Arthur estão tendo um caso?

 Alguns minutos depois ela volta carregando Hawk no colo e uma bolsa pequena com algumas coisas dele.

- Hawk! - Exclamo ao ver o cachorrinho que late várias vezes e me lambe assim que o pego no colo - Obrigada por cuidar dele - Olho para Merlin - Diga para o Arthur que eu posso reembolsar as coisas que o Hawk destruiu.

- Não precisa - Merlin afirma - Foram só umas coisinhas.

- Tudo bem - Suspiro abraçando mais forte - Até mais!

Dou as costas para ela e ando até o carro, colocando Hawk no banco do passageiro.

- Vamos passar no meu ateliê? - Olho para o Pug.

Assim que saio com o carro tenho a sensação que algo desastroso irá acontecer.




Notas Finais


Um capítulo beeeem curtinho pq tô ocupada, mas achei um tempinho pra escrever 😊


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...