História Uma segunda chance - Capítulo 133


Escrita por: ~

Postado
Categorias Fairy Tail
Personagens Alzack, Aquarius, Bisca Connell, Erza Scarlet, Freed Justine, Gajeel Redfox, Gray Fullbuster, Jellal Fernandes, Juvia Lockser, Laxus Dreyar, Levy McGarden, Lisanna Strauss, Lucy Heartfilia, Makarov Dreyar, Mavis Vermilion, Mest, Mirajane Strauss, Natsu Dragneel, Sherry Blendy, Wendy Marvell
Tags Fairy Tail, Gale, Gruvia, Jerza, Nalu
Exibições 139
Palavras 1.987
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Aventura, Colegial, Comédia, Ecchi, Escolar, Festa, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Ié pessoas eu disse que iria postar ontem à noite, mas sério eu não tive como pensar e escrever pq peguei uma gripe forte 💔. Entt peço desculpas mesmo pelo atraso espero que gostem e desculpem os erros ortográficos

Capítulo 133 - Fazendo o trabalho do FBI


Lucy - sei quem está matando as pessoas daqui e provavelmente quem mandou matar, minhas exigências são simples : primeira deixa a gente ir atrás dele, segunda quero uma arma pra ajudar no processo
Gina - nem pensar
Lucy - então se virem sozinhos ( disse levantando do lugar, aí a gente fez o mesmo. Mas ela sabia que eles iriam aceitar....Lucy definitivamente voltou a jogar sério heueheu )
Yui - esperem, nós aceitamos
Gray - vamos nessa
Juvia - vamos ao trabalho então
Lucy - gostei de fazer negócios com vocês...
Juvia - realmente faremos o trabalho bem melhor que o de vocês
....
Juvia off / Lucy on :

Juvia - Lucy o que deu em você ??
Lucy - nada só cansei de fingir que somos normais, vocês não ?
Gray - eu tô com ela
Juvia - vocês estão me impressionando...
Lucy - ... podemos ir pra um lugar mais discreto ??
Gray - já que vocês vão entrar no meu território, eu posso levar vocês em um lugar que eu conheço
Juvia - legal
Gray - mas primeiro tem que saberem de quatro regras
Lucy - to aceitando qualquer coisa
Gray - primeiro : vocês podem morrer por isso mas mesmo depois da morte não podem contar onde é esse local que a gente vai, segunda : meu território minhas regras, terceiro : não falem nenhuma merda, melhor não falem nada até que eu possa saber se está seguro e quarta : não vão morrer
Juvia - a gente sabe se cuidar ( acho que ele disse alguma coisa pra ela antes, porque Juvia odeia quando as pessoas acham que ela é uma mocinha indefesa )
Lucy - podemos ir agora ??
Gray - temos que falar com o diretor primeiro
Juvia - eu vou, afinal sou eu que sei mentir melhor aqui
Gray - vou dar uns telefonemas lá no carro, espero vocês lá
Lucy - preciso fazer uma coisa antes, já volto

Alguns minutos depois :

Lucy - vamos ?
Gray - entrem aí
Depois de uns quarenta minutos de estrada, chegamos em um barzinho no meio do nada. Tipo aqueles pontos de paradas pra viajantes
Juvia - que lugar discreto..
Gray - não seja irônica, antes de entrar no lugar ( esse povo deu de ficar ignorante né meu deus heueheu eu também não posso falar nada...)
É ele tinha razão, só tinha uns caras com cara de mafiosos e umas gurias também
Ângela - se você está aqui quer dizer que aconteceu algo muito importante ( quem é essa loca ?? Bom não podemos falar nada segundo o Gray, vou respeitar se fosse meu território queria respeito também )
Gray - aconteceu....o pior que podia acontecer...
Ângela - se você está aqui...e o Natsu não....oh.. sinto muito por ele
Gray - vou melhorar, quando matar o Ajeel
Ângela - então foi aquele desgraçado..
Gray - tenho a minha sala ainda ??
Ângela - você sabe que sempre vai ter, toma ( disse entregando uma chave pra ele )
Gray - vamos
...
Entramos num corredor que parecia não ter fim, com muitas portas obviamente trancadas, depois de andar um bom pedaço do corredor entrarmos numa sala grande e espaçosa, com alguns armários nas paredes
Gray - vem entrem logo ( disse acendendo a luz e colocando a mochila na mesa que tinha alí )
Lucy - podemos falar agora ??
Gray - claro
Juvia - que lugar é esse em ??
Gray - um lugar onde você pode guardar até um corpo que ninguém liga
Lucy - isso quer dizer que pode ter corpos nas paredes ou no chão ??
Gray - provavelmente, ninguém sabe desse lugar...bom aqui no subsolo lá em cima ainda é apenas um bar para paradas
Juvia - que sinistro
Lucy - que foda isso sim heuehuehe, pessoas da nossa idade não vivem à metade das coisas que a gente já viveu e viu
Gray - heueheu é bom pensar positivo, mas agora temos que pensar numa coisa
Lucy - eu já planejei tudo
Juvia - hora de compartilhar
Lucy - já que não vai ser pelo lado fácil matar ele porque não temos uma arma, vai ser pelo lado lento. E eu quero que quando chegue a hora vocês saiam da sala
Juvia - Lucy...
Lucy - eu mereço esse tempinho sozinha com ele, e ele necessita me conhecer
Gray - se me deixar um minuto com ele, por mim pode fazer o que quiser com aquele otário
Juvia - ta
Lucy - mas primeiro vou precisar de uma agulha, uma bateria de carro e um monitor de batimentos cardíacos
Gray - pra que ?
Lucy - vou fazer uns testes com meu futuro amigo
Gray - eu posso arranjar pra você
Lucy - agradeço

Algumas horas depois :

Eu fiquei sentada naquela sala por uma hora e meia sem fazer e falar nada... apenas estava esperando ansiosamente o momento da gente ir encontrar o Ajeel. Gray foi atrás de umas coisas e Juvia foi fazer novas pesquisas sobre o Ajeel
Lucy - eae ta tudo pronto ??
Juvia - achei umas coisas bem interessantes
Gray - pronto não está né, não é todo dia que entramos na casa de um matador de aluguel
Lucy - tem um plano ??
Gray - na verdade eu tenho sim..( ele nos explicou tudo, detalhe por detalhe )- agora está tudo pronto
Lucy - vamos logo então
....
N/a : desculpa mas eu esqueci de escrever a parte deles tentado entrar na casa do Ajeel

Lucy off / Gray on :

Finalmente conseguimos passar pelos lazer e chegamos no " cérebro " do lugar
Ajeel - olha quem está aqui, sejam bem vindas a minha segunda casa meninas
Lucy - então você é o famoso Ajeel ( ela ta fazendo o possível pra não agarrar a garganta dele e ao mesmo tempo está tremendo um pouco )
Juvia - tenho que admitir... não é tudo isso que eu esperava
Ajeel - heuehue tinha que ser namorada do Gray, ousada...boa escolha
Gray - eu sei
Lucy - por que eu tenho a leve impressão de que vocês se conhecem a anos ??
Ajeel - não só conheço, como ele e seu namoradinho já trabalharam pra mim por três anos
Juvia - o que ?!?!?
Gray - trabalhava quando preciso, sempre odiamos você, até você matar ele
Ajeel - ah não heueheue, vocês acham mesmo... heueheu não vamos entrar em detalhes sobre isso
Juvia - não vai na onda Lucy
Lucy - não acredito em ninguém desta sala, a não ser em mim mesma
Ajeel - gosto do seu estilo, já pensou em fazer um trabalho diferencial ??
Lucy - trabalho sozinha
Gray - pode mandar seus homens irem embora não acha ??
Ajeel - tem razão, vocês não vão ter coragem de me matar como o Natsu não teve
Lucy - isso é o que vamos ver
Juvia - bom...como disse pra vocês eu só vim pra limpar a bagunça depois, fiquem à vontade ( disse sentando num sofá que tinha lá )
Lucy - primeiro os cavaleiros
Ajeel - vocês acham mesmo que vão me bater né heuheue
Gray - eu não acho, tenho certeza ( disse dando um soco nele e logo em seguida vários e vários outros )- isso foi fácil, ele quer que a gente bata nele
Ajeel - se é assim que vocês vão se acalmar
Gray - cala boca ( disse dando outro soco nele que fez o mesmo ficar desmaiado. Pegamos o corpo e o prendemos na cadeira )
Juvia - tem certeza que quer ficar sozinha com ele ???
Lucy - eu preciso disso
Gray - qualquer coisa, vamos estar lá fora ( aí a gente saiu da sala e foi olhar do outro lado onde tinha uma grande janela, que dava pra ver a sala onde estava Lucy e Ajeel )

Gray off / Lucy on :

Lucy - vai, acorda caralho
Ajeel - ah mas é claro que iriam me amarrar na cadeira, agora é a parte de vocês me matarem ??
Lucy - não, é bem pior ( ela rasgou a camiseta dele e começou a colar os fios em seu peito )- as mais sensíveis terminações nervosas estão aqui ( falou tocando nas pontas de seu dedo )- é por isso que os acomodoristas evitam colocar agulhas próximas a elas, porque se abrirem as terminações nervosas da ponta dos dedos, mesmo uma agulha pequena poderá resultar uma dor tremenda sabia ??
Ajeel - magnífico..( disse cuspindo sangue )
Lucy - então uma agulha desse tamanho ser colocada no dedo ( disse enfiando a agulha de uma só vez no dedo dele )- faz o corpo sentir como se tivesse queimando
Aí do nada ele começa a se mecher de tanta dor e seus batimentos  começou a subir para 119
Lucy - outro fato interessante, quando o corpo sofre tremendo sofrimento ele começa a parar e diminui os batimentos cardíacos até você não sentir mais dor, e é aí que o monitor cardíaco e a bateria entram, porque quando o batimento cardíaco chega a baixo de 50 essa bateria irá acordar você evitando que seu corpo pare e aí você vai sentir todas as dores. Enquanto isso eu vou ficar aqui esperando você falar onde está o corpo do Natsu ( eu não lembrava que conseguia torturar alguém heueheue, foi bom relembrar )
Ajeel - como....como vou falar...algo que não sei....
Lucy - aah não sabe...acho que vou colocar outra agulha no seu dedo

* Fora da sala *

Juvia - assim você vai matar ele de vez e não vai saber onde está o corpo
Gray - se controla Lucy...( A gente tava igual uns doido torcendo pra ela não matar ele agora heueheu, isso não é engraçado mas fazer o que né )

* Dentro da sala *

Ajeel - vá...em frente...eu não sei...onde seu namorado....está....
Lucy - você o matou, como não sabe onde está ?!?!!!?
Ajeel - por que...você acredita....nisso ?...
Lucy - eu vi o vídeo
Ajeel - o vídeo.... não o corpo...
Lucy - o que você quer dizer com isso ??
Ajeel - ele....não..morreu....eu acho...( Na hora eu congelei... literalmente... só consegui tirar a agulha e os fios do seu peito )- eu juro por deus que se você estiver mentindo vou arrancar suas tripas e dar para sua filha de cinco anos no norte
Ajeel - eu não estou.... mentindo....
Lucy - como ?? Como ele não morreu ??
Ajeel - eu não sei...mandei meus homens jogarem o corpo fora....mas nunca tive retorno deles.....
Lucy - você não tem certeza
Ajeel - não mas...( Gray e Juvia entraram na sala )
Juvia - eu sei que você quer fazer isso, mas temos que ir agora e vamos levar ele pra polícia
Lucy - você não é mais útil pra mim
Ajeel - vão me soltar ??
Lucy - não, ao contrário ( disse pegando minha 38 da cintura e atirando na cabeça dele )
Gray - você disse que não tinha uma arma
Lucy - não queria usar a minha pra isso mas, agora já era
Juvia - temos que limpar as digitais da sala, pegar a cápsula arrancar a cabeça e tirar as digitais do corpo. O resto pode deixar que eu dou um jeito de sumir com o corpo e as evidências
Gray - eu fico com a cabeça
Lucy - posso limpar a sala
Depois que limpamos tudo, pegamos a cabeça e fomos embora

No meio do caminho :

Gray - você matou ele a sangue frio...
Lucy - você arrancou a cabeça dele, não é melhor que eu
Gray - mas ele estava morto
Juvia - estamos nessa juntos, se um cair todos caímos
Lucy - pretendo não cair
Gray - o que ele te disse ??
Lucy - Natsu não está morto....

Continua....


Notas Finais


Não se esqueça de comentar o que achou do capítulo e de compartilhar com os parcinhas :3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...