História Uma Segunda Chance? - Capítulo 15


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags 2seok, Mpreg, Namjin, Vmin, Yoonseok
Exibições 518
Palavras 3.012
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Fluffy, Lemon, Poesias, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Slash, Universo Alternativo, Yaoi
Avisos: Bissexualidade, Gravidez Masculina (MPreg), Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Olha só como eu voltei rapidinho!
:)

Capítulo 15 - Min Hoseok


Fanfic / Fanfiction Uma Segunda Chance? - Capítulo 15 - Min Hoseok

— Mas como está lindo Seok! — Dawon olhava Hoseok dos pés à cabeça conferindo se estava tudo ok com seu terno. — Só falta um sorriso, vamos lá! — a mulher sorriu para o irmão que colocou um sorriso forçado no rosto. — Dá para convencer, agora vamos, estão nos esperando lá em baixo.

 Hoseok nem esperou sua irmã terminar de falar e já foi seguindo em direção à porta do apartamento, seguindo para o elevador onde Chaeyeon o aguardava com um sorriso nos lábios.

— Como está lindo omma! — a pequena sorriu fazendo o Jung lhe acompanhar se abaixando na sua frente.

— Obrigada Chae, você está mais linda que uma princesa.

— Acha isso omma? Gostou do meu vestido? — Chaeyeon deu uma pequena volta rodando o vestido toda contente. Hoseok sorriu largo com a meiguice de sua filha.

— Adorei Chae, você está encantadora.

A garotinha riu abraçando o Jung que beijou sua bochecha.

— Vamos, vamos, vamos — Dawon chegou carregando algumas bolsas enquanto fazia o dois entrarem de vez no elevador, apertando logo em seguida o botão do primeiro andar. — Não podemos nos atrasar — sorriu.

Hoseok queria vomitar somente por presenciar toda aquela felicidade de sua irmã mais velha, não acreditava que por anos pensou que Dawon fosse uma mulher boa, que se preocupava com todos a sua volta e sempre colocava a família em primeiro lugar; mas infelizmente a realidade era outra.

Entraram no carro que estava estacionado na frente do prédio e o motorista contratado seguiu para o local da cerimônia. O casamento não seria algo grandioso, Dawon até queria mas Hoseok e Seokjin insistiram para não chamar tanta atenção, e a mulher acabou cedendo por fim.

Por mais que fosse um local simples era muito belo, Hoseok sorriu minimamente enquanto entrava pelo caminho dos fundos, até mesmo ali era bonito. Chaeyeon andava segurando em sua mão, enquanto arrancava uma rosa escondida de sua tia. Chegaram no quarto onde Hoseok ficaria até chegar a hora de seguir para o altar, não tinha como negar, estava muito nervoso.

— Fiquem aqui, eu já volto, e quando voltar quero você sorrindo Hoseok, pois será o grande momento — piscou para o Jung e saiu fechando a porta em seguida.

Hoseok se sentou em um sofá suspirando pesado, queria que aquilo acabasse rápido somente para ver a cara de sua irmã.

— Omma? Você não ‘tá feliz né? — Chaeyeon subiu no sofá se sentando ao lado do Jung. — Queria que fosse o appa no lugar do tio Jin — a menina fez um biquinho e Hoseok apertou as bochechas da garota a abraçando.

— Vai dar tudo certo meu amor, não se preocupe — beijou sua testa recebendo um sorriso largo da garotinha. — Ah Chae, esqueci de uma coisa...

— O que foi omma?

— Eu vou precisar de um favorzinho seu.

XX

Seokjin atravessava o local organizado para a pequena recepção logo após o casamento quando topou com Dawon, a mulher estava muito elegante trajando um vestido longo rosa claro e um coque muito bem feito, a genética dos Jung era maravilhosa.

— Achei que fosse se atrasar — a mulher se colocou a andar ao seu lado.

— Tive um pequeno problema com meu terno.

Dawon o encarou. — Esse não é o que você comprou.

— Não, já lhe disse que tive um problema — a olhou sério. — Onde está Hoseok?

— Só aguardando o momento — sorriu, Seokjin quis lhe estapear naquele momento. — Vá para o altar e espere seu futuro esposo — sorriu ironicamente seguindo por um caminho diferente do Kim que parou fitando as costas da mulher.

Ah mas estava louco para ver sua reação logo mais.

— Seokjin? — o loiro se virou encontrando a senhora Jung sorrindo gentilmente para si.

— Noona — a abraçou.

— Está ansioso para se casar com meu filho?

— Sim — sorriu.

— Por que eu não consigo ver felicidade em seu olhar, Jin?

O Kim abaixou a cabeça recebendo um carinho da mulher em seus cabelos. — A senhora sabe de nossa situação — voltou a fitá-la. — Não está sendo fácil.

— Eu sei querido, a minha vontade é de pegar Dawon e dar uma boa coça, a que eu não dei quando tive oportunidade — Seokjin gargalhou pegando as mãos da mulher e deixando um selo em cada. — Não precisa fazer isso se não quiser.

— Eu sei noona, e pode ficar tranquila que as coisas vão se ajeitar e sairemos daqui felizes; tirando Dawon.

A mulher o encarou com dúvida no olhar mas apenas sorriu deixando de lado. — Espero que sim. Bem, tenho que ir buscar meu filho agora, até logo Jin.

— Até logo noona — se despediu da mulher que lhe deu às costas indo para o local onde Hoseok estava.

XX

Hoseok respirou fundo com os olhos fechados relaxando sua mente, e assim que a música começou o moreno fitou sua mãe que sorriu gentilmente para si, Hoseok enfim começou a andar lentamente até ao altar onde Seokjin sorria para si.

Chaeyeon o observava no colo de sua tia, a garotinha levaria as alianças quando fosse o momento. Tentou ficar feliz por ter sua omma se casando com seu tio que tanto gostava, mas a garotinha era esperta, sabia que Hoseok não queria aquilo, não agora que já havia se reconciliado com seu appa.

E falando nele, Chaeyeon ficou super triste quando Dawon lhe contou que Yoongi havia voltado para sua casa a deixando ali com Hoseok, a garotinha chorou escondida debaixo da cama, não conseguia acreditar naquilo.

Mas no fundo tinha esperanças de que Yoongi voltaria, nem que fosse para vê-la de tempo em tempo, ela não queria ficar longe de seu pai, sem poder vê-lo e crescer perto do mesmo.

Sua mãe lhe deu um selar na testa e apertou suas mãos antes de o entregar para Seokjin, que sorriu de forma confortante para o Jung, como se dissesse que tudo ficaria bem. Hoseok esperava que sim, que tudo desse certo.

Hoseok nem prestava atenção nas palavras que o homem à sua frente dizia, todas aquelas palavras ditas em todos os casamentos.

Quando Seokjin apertou forte sua mão, o moreno olhou para trás procurando por Chaeyeon, e assim que a garotinha lhe encarou de volta, o Jung piscou para a mesma que entendeu que aquela era a hora.

— Hmm... Tia Dawon.

— Agora não Chae, não chegou sua vez ainda.

— Não é isso tia... — a garotinha disse com uma voz chorosa fazendo Dawon a encarar com uma sobrancelha franzida. — Eu ‘tô passando mal — a mulher revirou os olhos se levantando com a garotinha no colo, seguindo para longe da cerimônia que era realizado a céu aberto. Tinha que dar um jeito na garota para que a mesma pudesse levar as alianças.

— Desculpe interromper — Seokjin cortou o homem que o encarou sem entender. — Mas temos que fazer uma mudança rápida aqui, com licença — se levantou deixando o homem confuso assim como os convidados que se entreolhavam sem saber o que estava acontecendo.

E ficou tudo ainda mais confuso quando de trás do local da cerimônia um loiro pulou sobre algumas cadeiras no caminho correndo até onde os noivos estavam. — Cheguei a tempo? — Yoongi perguntou para Seokjin que riu batendo em seu ombro.

— Felizmente sim — abraçou o Min que se dirigiu para o lado de Hoseok.

— Jung.

— Min.

Ambos se cumprimentaram com sorrisos bobos voltando a atenção para o homem com um semblante completamente confuso. — O que está acontecendo aqui? — ele perguntou.

— Só continue a cerimônia normalmente de onde parou senhor — Seokjin respondeu seguindo para o lado da senhora Jung que tinha a mão na boca evitando de gargalhar de toda armação elabora pelos três. — Eu lhe disse que as coisas se ajeitariam — falou baixo para a mulher que balançou a cabeça ainda se segurando para não rir.

Yoongi entrelaçou sua mão na de Hoseok o olhando um pouco de lado, o Jung rapidamente fitou as mãos sorrindo para o quase esposo. Ambos estavam extremamente felizes, mesmo não acontecendo do jeito que planejaram uma vez, Hoseok e Yoongi estavam felizes por poderem continuar um do lado do outro agora.

XX

— Está melhor?

— Não tia, estou com ‘muuuuita dor de cabeça — Chaeyeon se deitou no sofá com os olhinhos fechados.

— Dor de cabeça? Mas não era seu estômago que estava doendo?

— É ele também — Chaeyeon abriu rapidamente os olhos encarando sua tia que a fitava com os olhos cerrados.

— O que está aprontando Chae?

— Nada tia.

— Onde estão as alianças? Você vai ficar aqui e eu vou leva-las.

— Es-estão aí na bolsinha — apontou para a bolsinha dourada que Seokjin lhe deu para que a menina carregasse as alianças.

Dawon revirou e revirou mas nada da caixinha vermelha. — Chaeyeon não me diga que você perdeu! — olhou irritada para a menina que se encolheu.

— Eu não perdi...

— Chaeyeon!

— Tio Jin pegou.

— O quê?! Mas por quê? Você que levaria elas ele não precisava ter pego.

— ‘Aii como ‘tá doendo minha barriga — Chaeyeon fazia um falso drama deixando Dawon irritada, aquilo de dor era mentira, estava na cara.

Saiu dali batendo os pés voltando para o local da cerimônia, sentia que estava sendo feita de idiota.

 

 

— E as alianças? — o homem que realizava o casamento perguntou para Yoongi que olhou para trás onde Seokjin já havia se levantado trazendo em mãos a caixinha vermelha.

— Obrigado — Yoongi sorriu para o loiro que balançou a cabeça.

Yoongi as entregou para o homem que voltou de onde havia parado.

O rapper segurava nas mãos de Hoseok o encarando nos olhos sendo retribuído da mesma forma. O sorriso de Hoseok era tão belo, Yoongi o queria somente para si, e agora poderia ter.

— Hoseok, recebe esta aliança, como sinal do meu amor e da minha fidelidade — após repetir as palavras do homem, Yoongi colocou uma das alianças no dedo de Hoseok deixando um selar logo em seguida, o Jung sorriu abertamente para si deixando lágrimas teimosas escorreram por seu rosto, mas Yoongi tratou de secá-las rapidamente.

— Yoongi, recebe esta aliança, como sinal do meu amor e da minha fidelidade — Hoseok seguiu o mesmo processo que Yoongi, colocando a aliança em seu dedo e deixando um selar sobre ela, recebendo para si aquele sorriso gengival do Min que lhe agradava tanto.

— Se há alguém contra essa união, manifeste-se agora ou cale-se para sempre — Hoseok e Yoongi se encaravam sorrindo enquanto Seokjin olhava ao redor procurando por alguma ameaça, no caso, Dawon; mas ela não apareceu. — Eu os declaro casados!

Hoseok ria baixinho enquanto Yoongi aproximava lentamente seus lábios aos do mais novo, tocando-os com gentileza e todo o amor que tinham.

— MAS QUE PALHAÇADA É ESSA? — os recém casados se separaram encarando Dawon furiosa com o rosto vermelho e os punhos cerrados. — NÃO, NÃO, NÃO... ISSO NÃO PODE ESTAR ACONTECENDO — correu em direção à Hoseok e Yoongi que ficaram de pé rapidamente. — O QUE ESSE IDIOTA ESTÁ FAZENDO AQUI HOSEOK? TE BEIJANDO NO ALTAR? — seu olhar caiu para as mãos entrelaçadas do dois, Dawon quis matar Yoongi quando fitou as alianças. — TIRA ISSO HOSEOK — puxou a mão de seu irmão na tentativa de retirar a aliança.

— Não Dawon!

— Tira as mãos dele — Yoongi a afastou de Hoseok. — Já está feito.

— Não... — a mulher levou as mãos para os cabelos os puxando com força. — Isso não...

Hoseok se aproximou novamente da mulher a encarando seriamente, já estava farto de tê-la mandando em sua vida. — Me deixe em paz noona.

— Nunca! Você fará o que eu que- — a fala da mulher foi cortada por um tapa que Hoseok lhe deu no rosto, já totalmente esgotado de tudo aquilo.

— Amor... — Yoongi o abraçou pela cintura. — Se acalme — o afastou novamente de sua irmã que o encarava com fúria.

— Dawon pare já com isso! — senhora Jung se aproximou da filha a segurando pelo braço. — Estamos todos cansados de você, venha, deixe seu irmão ser feliz — saiu puxando a mulher que chorava de raiva olhando para Yoongi com a pior expressão do mundo.

O min olhou para seu ꟷ  agora ꟷ  esposo que possuía algumas lágrimas descendo por seu rosto. Yoongi o puxou para si secando seu rosto e o abraçando forte. — Está tudo bem Hobi.

Hoseok o apertou mais escondendo seu rosto na curvatura do pescoço do mais velho.  — Eu te amo Yoongi-ah.

— Também te amo, Min Hoseok— se afastou do mais novo apenas para o ver sorrir largamente e o beijar novamente de forma apaixonada recebendo aplausos dos convidados que não entendiam nada do que estava acontecendo, sabiam apenas que Hoseok casou-se com outro em vez de Seokjin, e que o mesmo estava torcendo por eles mesmo sendo o trocado da situação.

Era tudo muito confuso para quem não tinha conhecimento de toda história.

— APPA! — Yoongi se separou de Hoseok encarando a criança que corria em direção ao altar, o Min mais velho se ajoelhou recebendo sua filha em seus braços. — Você voltou!

— Eu não fui embora Chae — riu a levantando ainda em seu colo, tomando cuidado com seu braço que ainda estava engessado.

— Agora eu estou feliz de verdade — beijou a bochecha de Yoongi. — E você omma?

— Eu também meu amor — Hoseok alisou os cabelos de Chaeyeon que o chamou para um abraço.

XX

— Aí quando eu cheguei lá vi o appa Yoongi com o omma!

— Sério Chae? Meu Deus, que coisa maravilhosa! E como Seok hyung está?

— ‘Tá conversando com tio Jin. Jiminie oppa, quando é que você vai ‘voltá?

— Talvez demore um pou-... Aish Tae saia daqui, me deixa terminar!

— Olá Chae, como você está? Estou com saudades.

— Taetae oppa! Que saudade de você também — Chaeyeon gargalhou ao ouvir a voz irritada de Jimin ao fundo. Estou bem.

— Eu também estou morrendo de saudades dos Hyungs, como eles estão?

— Muito bem Taetae oppa, omma e o appa se casaram hoje, sabia?

— Serio?! Ah não, eu queria estar aí.

— Não fica chateado Taetae oppa, pede eles ‘pra se casarem de novo quando vocês voltarem — Taehyung riu do outro lado da linha e acabou perdendo o celular para Jimin.

 

 

— Eu espero que agora ela se aquiete em seu devido lugar — Seokjin disse com a mão na cintura fazendo Hoseok rir.

— Omma vai dar um jeitinho nela — Hoseok riu alto recebendo um beijo na bochecha dado por Yoongi que estava ao seu lado abraçando sua cintura. — Seu plano funcionou Jin hyung.

— Eu disse que era uma ótima ideia, podem me agradecer — sua pose debochada arrancou mais gargalhadas dos mais novos.

— Mas obrigado mesmo Seokjin hyung, se não fosse por você eu e Hobi não estaríamos assim agora — Yoongi levou a mão esquerda do marido até seus lábios deixando um beijo na aliança.

— Não precisam me agradecer, só fiz o que era certo. Espero que cuide muito bem de meu dongsaeng, Yoongi. Não quero vê-lo machucado, ouviu bem? — olhou de forma séria para o Min mais velho que concordou. — Ótimo, estou confiando em você.

— Obrigado por toda a preocupação appa — Hoseok brincou com Seokjin que se aproximou o puxando para um abraço.

— Mas e então, onde vão passar a lua de mel? — olhou insinuantemente para o casal fazendo-os corar.

— Com toda essa preocupação em fazer Dawon acreditar que eu havia ido embora, mal conversei com Hobi.

— Ah mas eu quero que escolham um lugar para irem, eu pago.

— Ah não posso aceitar isso Jin hyung!

— Mas é claro que pode, digamos que eu tenha sido o padrinho então posso dar ao casal o presente que quiser — riu.

— Então não vamos escolher um lugar muito caro e passaremos pouco tempo lá — Yoongi olhou para Hoseok que concordou balançando a cabeça.

— Nossa que dois sem graça. Quer saber? Eu escolho — Seokjin pegou seu notebook sobre a estante da sala fazendo os mais novos rirem novamente de toda aquela situação.

— Ah hyung, eu já sei para onde podemos ir!

XX

— Gi para com isso!

— Hmm Hobi, me deixa te tocar... — Yoongi dizia manhoso tentando tirar a coberta de Hoseok.

— Não, a gente ‘tá na casa do Jin hyung, tenha respeito! — deu um tapa na mão de Yoongi que havia adentrado a coberta e tocava seu abdômen.

— Aigoo, Hobi — Yoongi levou seu nariz até ao pescoço de Hoseok inspirando seu cheiro. — Está tão cheiroso amor.

— Eu sou cheiroso Yoongi-ah — disse de forma convencida.

— Hmm é mesmo — Yoongi o apertou mais contra seu peito. — Está feliz?

— Claro Gi, hoje é um dos melhores dias da minha vida — o Jung abriu um sorriso largo fazendo Yoongi acariciar suas bochechas. — Ah não Gi... Não vai chorar né? — Hoseok riu baixinho ao notar os olhos do marido lacrimejados, e uma lágrima solitária escorrer pelo rosto do mais velho.

— É que eu estou muito feliz amor, esperei muito por isso — Hoseok levou as mãos até ao rosto do Min o secando. — É maravilhoso estar assim com você Hobi.

— E tudo dará certo agora, não é?

— Sim amor.

Hoseok se aproximou mais do marido o beijando com calma enquanto acariciava seu rosto, Yoongi tinha uma mão em sua cintura apertando-a levemente enquanto a outra passava pelo abdômen do Jung.

— Omma? Appa? — se separaram após ouvirem a voz baixinha de Chaeyeon que estava apenas com a cabeça para dentro do quarto.

— Oh meu amor, ainda não está dormindo? — Hoseok se colocou sentando na cama assim como Yoongi.

— É que eu queria ‘dormi com vocês — disse envergonhada fitando o chão.

— Vem cá princesa — Yoongi a chamou animada e a pequena fechou a porta logo correndo animada até a cama de casal; Hoseok a colocou no meio os dois. — Appa e omma Hobi te amamos muito — o Min mais velho deixou um beijo na testa da garota que sorria abertamente.

— Eu também amo vocês — beijou a bochecha de Hoseok e Yoongi. — Boa noite.

— Boa noite princesa — o casal respondeu em uníssono, entrelaçando as mãos por cima da garota logo depois.

Hoseok adormeceu pela primeira vez em três anos realmente feliz, estava agora com sua família feita e junta principalmente, com Yoongi ao seu lado disposto a o amar e viver feliz para sempre ao seu lado.

E Yoongi demorou um pouco para pegar no sono, fincou acariciando a mão de Hoseok com o dedão extremamente feliz por estar ali, perto de sua família, era tudo o que mais desejava e finalmente conseguiu, não deixaria que nada atrapalhasse de agora em diante, nada mesmo tiraria sua felicidade de si.


Notas Finais




Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...