História Uma segunda chance - Capítulo 4


Escrita por: ~

Postado
Categorias Naruto
Personagens Jiraiya, Kakashi Hatake, Naruto Uzumaki, Sakura Haruno, Sasuke Uchiha, Shizune, Tsunade Senju
Tags Ação, Amor, Aventura, Drama, Ero-senin, Hentai, Hime, Hokage, Jiratsu, Jiratsuna, Jiraya, Mestre Jiraya, Romance, Sábio Tarado, Sanin, Senju, Tsunade
Exibições 77
Palavras 1.291
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Drama (Tragédia), Ficção, Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Hoje tem mais um capitulo do nosso casal preferido!

Quero agradecer pelo carinho de voces, pelos comentarios, e sem mais. Tenham uma boa leitura ;)

Capítulo 4 - Ainda exite esperança?


- Eu tive a mesma reaçao que a sua – disse Jiraya nervoso com toda a situçao. Tsunade queria chorar, sair dali o mais rapido o possivel, mas continuou firme, nao podia demonstrar fraqueza, precisava fica ao lado dele, seu amigo precisava de sua ajuda.

FLASHBACK ON

- Filho? Como assim filho? - perguntei a ele, ate o momento eu ainda nao conseguia entender nada.
- Sim, eu sou o seu filho! Minha mae era a princesa dessa vila, nao tive a oportunidade de conhece-la, porque ela morreu durante o parto, entao fui criado pelo meu Avo, que é o senhor feudal dessa vila, seu nome é Hiroshi. Sempre me falaram que ela era uma mulher bonita um tanto carismatica, todos nessa vila a amavam. Seu nome era...
- Hanako...- interrompi o rapaz. Senti um arrepio no meu corpo inteiro, agora tudo fazia sentido.- Nao posso acreditar... ela nunca me falou nada, nao pode ser... - eu estava perplexo com aquela noticia.
Entao o rapaz ordenou que me soltassem e preparassem um quarto. Me senti na responsabilidade de pelo menos conhecer melhor o menino, afinal ele era meu filho. Resolvi que ficaria la, eu nao queria que ninguem soubesse de mim, porque eu ainda estava correndo perigo e nao queria que amaçassem tirar as pessoas que amo de mim. - Disse Jiraya com os olhos lagrimando, tentando desfarçar

FLASHBACK OFF

-Mas entao por que voce voltou? Por que nao ficou la de uma vez ja que todos aqui pensavam que voce estava morto?! - Aquela frase nao foi pronunciada no tom que Tsunade queria, ela estava se esforçando muito para nao chorar ou demonstrar o quanto estava com raiva.
- Durante esse tempo que fiquei fora, fui atras daqueles que me perseguiam, e cuidei de cada um deles, precisava ter certeza de que quando voltasse para Konoha nada aconteceria as pessoas que amo, assim tambem cumpriria minha promessa. Eu e o rapaz nos tornamos bons amigos e em alguma de nossas conversas perguntei:
- Como voce soube de mim? Que eu sou o seu pai?
- De acordo com o meu avo, voce e minha mae estavam noivos ate um dia sem mais nem menos voce ir embora da vila, e por mais que minha mae nunca tenha falado nada sobre meu pai para ninguem, todos falavam que eu parecia com voce, e que voce foi a ultima pessoa que se relacionou com ela. - ele me respondeu


– Ele é muito diferente de mim, lembra muito a mae, por mais que tudo se encaixasse, eu nao conseguia me convencer. Entao me agarrei a essa gota de esperança com todas as minhas forças, era hora de voltar a Konoha. Sabia que uma pessoa poderia me ajudar e agora estou aqui...
- E o que voce quer? - Perguntou Tsunade
- Quero que voce descubra se ele realmente e meu filho... ninguem pode saber da possibilidade de eu ter um filho e eu so confio em voce Tsunade.
- Tudo bem, amanha passe no meu escritorio, tenho um jeito de descobrir, mas agora preciso ir embora. Tenho que acordar cedo amanha – Tsunade queria ir embora o mais rapido o possivel, queria chorar, por dentro seu coraçao sofria, estava desabando. Nao conseguia aceitar que Jiraya tinha um filho com outra mulher, e que mulher seria essa? Quando isso aconteceu? ela ja nem estava raciocinando mais. Deixou o dinheiro na mesa e saiu correndo. Jiraya ficou sem entender muito bem o que estava acontecendo e foi atras de Tsunade.
- Vou te levar para casa, voce nao parece muito bem. - disse o homem preocupado.
- Nao precisa, eu vou sozinha daqui. – Disse Tsunade enfurecida.

Jiraya confuso deixou a moça ir sozinha – A Tsunade tem estado tao estranha desde que voltei, o que sera que aconteceu com ela?! - falou o sanin confuso e logo foi embora para seu dormitorio.
Jiraya estava feliz, tinha visto sua amada depois de tanto tempo e de tantas coisas ruins que tinha passado. Por mais que ter um filho tivesse mudado todos os seus planos, quando estava ao lado de Tsunade, todos os seus problemas se tornavam pequenos.
Ao chegar em casa, Tsunade desaba em choro, nao conseguia se conter, logo agora que havia descobrido que Jiraya ainda estava vivo e que tinha a chance de ser feliz de novo... Tsunade estava com raiva, por em nenhum momento Jiraya ter contado sobre essa mulher e principalmente que ia se casar com ela. - Me desculpe Dan, por em algum momento eu ter tentado abrir o meu coraçao para outra pessoa, principalmente por alguem como ele, que nao esta nem perto do homem que voce ja foi. A saudade deve ter me deixado louca, so por ter passado em minha mente que devia dar uma chance para ele... Mas agora eu sei que voce foi o unico em minha vida e jamais tentarei algo de novo. - Fala Tsunade em meio a soluços de choro.
Ja era dia, Jiraya ansiosamente esperava Tsunade no escritorio – Por que ela ainda nao chegou? Ela esta muito atrasada! Sera que entendi errado, ontem estava tao nervoso que posso ter entendido errado, ela deve ter mandado eu procurar ela em outro lugar... - Tsunade entra na sala aos berros com sua assistente, para a surpresa de Jiraya.
- Como se a manha nao fosse ruim, ainda tenho que suportar aqueles velhos me dizendo o que eu tenho que fazer. - Tsunade estava assustadora.
- Voce precisa ficar calma Tsunade-sama. - Dizia Shizune tentando acalmar a hokage.
- Shizune! Tome conta do escritorio hoje, quero ficar sozinha, sem ser incomodada. -
- Ma... Mas voce precisa... -
- SEM MAIS! Agora peço que me deixe a sos com Jiraya. - Disse a mulher, agora um pouco mais calma.
Shizune, saiu. Deixando os dois sanins a sos.
- Nossa, hoje nao parece o seu dia em. - Disse o sanin em um tom descontraido.
- Eu preciso de duas amostras, uma sua e outra de seu filho. Pode ser um fio de cabelo, ou unha, sangue, algo do tipo.
- Entao Jiraya tirou o cordao, que continha um pequeno frasco com sangue do rapaz. Ele tinha guardado para o dia que precisasse fazer um jutso de selamento para o seu filho. - Isso e suficiente? - Disse mostrando o frasco.
- Tsunade sem dar muita conversa pegou o frasco e uma amostra de sangue do sanin – Assim que eu tiver o resultado, mandarei Shizune te avisar. - disse a hokage.
- Entao, o que voce acha de eu te pagar uma bebida? Queria saber de voce quais as novidades, como tem sido esse tempo em que estive longe... O que voce tem feito... Estava com saudades da minha velha amiga, é realmente bom te ver de novo...
- Tenho que resolver alguns assuntos, muita coisa tem acontecido desde que voce foi embora, preciso de um tempo sozinha. - Disse Tsunade saindo pela porta.

Passou um pouco mais de uma semana, Jiraya e Tsunade nao tinham se falado desde o dia que ele entregou as amostras, Tsunade estava sempre ocupada e sem tempo. Jiraya estava preocupado com a sanin, estava na vila a algum tempo e quase nunca via sua amiga, mal mal se falavam. - Nao sei o que esta acontecendo com ela, parece que ela nao quer me ver, e como se estivesse sempre me evitando, ja nao estou aguentando mais isso, hoje tirarei tudo isso a limpo. - Jiraya saiu em busca de Tsunade por toda a vila e sem obter muito sucesso. Quando chegou a noite ele consegue encontrar Tsunade com uma garrafa de saque na mao fazendo uma pesquisa, em um restaurante.
- Entao voce estava escondida o tempo todo aqui? - Disse Jiraya.

Notas Finais


Ai gente que afliçao, e voces como estao se sentindo? Mal posso esperar pelo novo episodio...

Gente quero agradecer pelo apoio, e carinho de voces, estou amando compartilhar minha historia com voces.
Nao se esqueçam de comentar e amanha tem mais um capitulo para voces. Gente, o novo capitulo esta DEMAIS! Awn, estou muito ansiosa! Nao deixem de ler essa historia, ainda tenho muitos planos para esse casal
Um montao de beijos para voces e ate mais ;*


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...