História Uma Semideusa Falando - Capítulo 8


Escrita por: ~

Postado
Categorias Os Heróis do Olimpo, Percy Jackson & os Olimpianos
Personagens Afrodite, Akhlys, Annabeth Chase, Apollo, Ares, Artemis, Atena, Atlas, Bóreas, Calipso, Caronte, Chris Rodriguez, Clarisse La Rue, Connor Stoll, Cronos, Dakota, Dionísio, Éolo, Eros (Cupid), Frank Zhang, Frank Zhang, Frederick Chase, Gleeson Hedge, Grover Underwood, Hades, Hazel Levesque, Hazel Levesque, Hefesto, Hera (Juno), Hermes, Hylla Ramírez-Arellano, Íris, Jano, Jápeto, Jason Grace, Jason Grace, Júniper, Katie Gardner, Leo Valdez, Luke Castellan, Malcolm, Miranda Gardiner, Mitchell, Nêmesis, Nico di Angelo, Niké (Nice), Oceano, Octavian, Octavian, Paul Blofis, Percy Jackson, Perséfone, Personagens Originais, Phobos, Piper Mclean, Piper McLean, Pollux, Poseidon, Prometeu, Quíron, Rachel Elizabeth Dare, Reyna Avila Ramírez-Arellano, Sally Jackson, Silena Beauregard, Thalia Grace, Tique, Travis Stoll, Treinador Gleeson Hedge, Will Solace, Zephyros, Zeus, Zoë Nightshade
Exibições 13
Palavras 2.144
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 12 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Crossover, Drama (Tragédia), Romance e Novela, Sobrenatural, Violência
Avisos: Heterossexualidade, Homossexualidade, Spoilers, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Oieeee voltei!
Hoje tá bastante legal!
espero que gostem
bora para a historia!

Capítulo 8 - Um encontro?


- então nós nos vemos mais tarde - disse Mark piscando o olho e me dando um papel que dizia:

                  Que bom que aceitou ^^

         Nos vemos na praia as 17:00 okay?

                       Bjs   Mark Blane  

Posso até ter corado quando li, mas guardei meu papel no bolso com um sorriso e tomei um susto quando Shofia pulou em cima de mim me perguntando:

- ah né? o que você ganhou ai? eu vi você falando com o Mark.

- Serio? você tem bons olhos hein.

- claro! para cuidar da minha maninha...

- não sou sua maninha você é só um ano mais velha que eu!

- pode até ser... mas eu sou mais experiente.

- Aff! Tabom!  o que quer saber?

- o que que está escrito no papel?

- Nada de importante.

- arrã sei...

A concha do caramujo tocou

- Depois te falo - eu disse piscando e fui comer. 

Quando cheguei para comer Travis e Connor e bem, praticamente todo o Chalé estava comemorando, estavam falando alto e cantando quando cheguei  Travis falou:

- Não te falei, só precisavamos treinar.

- Ganhamos! foi facil - Disse Rick.

- Fizemos historia! Viva o chalé de Hermes! - disse Jordan e todos repetiram depois eu abri um sorriso e me sentei.

- então como foi  na defesa? - perguntou Mike já comendo.

- A defesa? er... foi dificil - respondi.

- Dããã!!! claro que foi, quero detalhes!

- Ok então né.

Fui contando tudo para eles do inicio ao fim, como eles perderam, como dominamos eles... e essas coisas assim não prestei muita atenção em seus rostos somente falei, só olhei para eles quando terminei, eles estavam claramente felizes, contentes por o chalé de Hermes ter tido uma grande participação para a vitória.

- Nossa! que isso hein... A novinha fazendo isso - disse Rick, posso até dizer que fiquei vermelha, mas não foi de vergonha, foi de raiva "mas por que você ficaria com raiva?" vocês devem estar perguntando e vou responder a vocês, eu não achava justo me chamarem de "novinha" ou "Novatinha" ou até "maninha" e muito menos "amandinha" só por que eu era a mais nova ali não dava o direito de me chamar assim e eu nem era tão baixa assim tá? Mas eu não disse nada disso para eles fiquei quieta e controlei minha raiva, sorri e disse:

 

- É né fazer o que, foi... instinto acho.

- Sim isso está no seu sangue, está nos nossos sangues - disse Connor.

- Verdade! - disse Travis.

É eu realmente amava aquela "nova" familia, eram legais,(só eram chatos com apelidos)se preocupavam comigo,e... eram iguais a mim me entendiam, não que... bem, minha familia mortal não fosse assim é só que... Senti um aperto no peito estava com saudades deles, minha mãe, minha irmã,(não apresentei ela antes,pois ela estava na escola)meu padrasto(mesmo sendo chato, um pouco, conseguia me deixar alegre e feliz) muitos tinham uma familia toda destruida como no caso do Jason... Mas no meu não. Aquele pensamento me deu um ar de corragem, ousadia e determinação para permanecer viva, não importa o que aconteça, eu vou voltar para eles quando o verão acabar!

(...)

A tarde, por volta das 17:00 horas, fui a praia quando cheguei lá vi que Mark tinha feito, tudo bem feito! achei incrivel o que ele fizera. Tinha um pano cobrindo a areia um pano vermelho com desenhos brancos, sem significado imagino,em cima do pano tinha um tipo de bolsa, sabe daqueles de piquinique que os americanos tem? então era desse tipo, tambem tinha um... um não mas dois potes cheios de morango(sério, só ali já me apaixonei) e uma garrafa de suco de... caju?

- Olha arrasou hein! - falei ele riu

- É tive que fazer o melhor, para a melhor - disse pegando minha mão e a beijando

- Er... obrigada - disse corando e tirando minha mão - Então o que temos?

- Fácil! Sanduiches de amendoin, Morangos e suco de maracujá.

- hm... interessante.

- mas isso é só a comida, ainda temos muitas coisas... - disse com um sorriso fofo.

- Legal, então bora?

Foi uma tarde legal e muito bacana, só teve um probleminha e posso dizer que depois dessa, vou amaldiçoar as cobras por resto da minha vida! Agora vou contar o que aconteceu:

- Aqui! tome seu sanduiche, espero que goste - disse Mark

- Ah, obrigada

- Então já comeu um desses?

- Não pelo menos não ainda, acho que no brasil não tem... só acho, nunca fui muito de... sabe, querer saber de culinária - ele riu

- Que bom, pelo menos agora vai provar! vá coma, você vai gostar...

Dei uma mordida e vou te dizer... é muito bom! pelo menos eu adorei!

- Nossa! que gostoso!

- Que bom que gostou!

Comemos, bebemos, nos lambuzamos todos! hahaha essa parte foi divertida! Continuando:

- Então como é lá no Brasil?

- Sei lá, é meio bagunçado... - falei

- entendi... sabe que... bem, sua mãe mora no brasil e...

- Eu vou dar um jeito...

- hm. Gosto disso em você! você não desiste nunca!

- é eu sei... talvez esse seja meu erro fatal.

- Talvez sim... Talvez não... isso você vai descobrir.

- é.

- Mas de uma coisa eu tenho certeza!

- E qual é a coisa?

- que você nunca vai me ganhar na guerra de Amendoin!

- Guerra de amendoin?  que raios é isso?

- Não conhece? que absurdo! eu te ensino - disse ele fazendo cara de surpreso - olha é fácil, eu pego um pouco de creme de amendoin e... taco na sua cara! - disse ele rindo tacando creme de amendoin em mim

- Ah não! não acredito que você me desafiou!

- Ah sim! te desafiei sim!

- Então você vai ver! - disse pegando creme de amendoin e tacando nele, saimos corendo e tacando amendoin um no outro até que eu tropecei em uma pedra ele ele tropeçou em mim e caiu do meu lado, começamos a rir.

- é você é boa nisso! - disse me ajudando a levantar

- Sei disso!

 Até ai estava tudo bem, voltamos para o pano e começamos a falar de livros, seriados, filmes, livros que viraram filmes e essas coisas, ai teve uma hora que ele disse assim:

- Olha, tenho uma surpresa para você - disse Mark pegando o morango - venha me siga!

Fui seguindo ele, que foi subindo o morro até que chegamos meu lugar favorito! de lá dava para ver o acampamento inteiro, e eu tambem gostava de ficar ali por causa da estátua de Atena, me sentia protegida, imaginei o que Mark deveria sentir quando estava perto da estátua, até por que ele era filho de Ares né e sabemos que Ares e Atena não se dão muito bem...

- Chegamos! - disse Mark - Bem na hora

- Na hora de que? - perguntei

- faltam vinte minutos para o pôr do sol... podemos ver comendo morangos!

- Adorei a ideia!

fomos comendo morangos e falando de varios assuntos, o pôr do sol estava lindo, daqueles    inesqueciveis, pareceu até que ele falou com Apolo para caprichar! hahahaha duvido! Enfim teve uma hora que eu fui pegar um bendito morango e o Mark tambem e nossas mão se tocaram, não que eu tenham ficado nervosa com isso e talx (mentira) até por que eu fico mó de boa com essas coisas (mentira2) ele olhou para mim com um sorriso e foi se aproximando de mim e eu fiz o mesmo, quando nossos lábios estavam quase se tocando eu ouço uma voz:

- Não acredito que você vai beijar esse cara! - disse uma vozinha irritante, ao mesmo tempo nós paramos

- ai Deixa, isso é tão romantico! - disse uma voz mais bonitinha, e bem mais feminina.

- o que é isso? - perguntou Mark se afastando

- Somos nós aqui em baixo! na pulseira!

- pulseira? - perguntou Mark

- É! tu é idiota?

Eu olhei, tinham duas cobras na minha pulseira, eram pequenas do tamanho das cobras que tinham no caduceu, e elas novas cobras que falavam estavam no mesmo lugar que as de prata, que normalmente não falavam nem se mexiam

- Quem são vocês? perguntei

- Jura que não sabe quem a GENTE É! - disse a voizinha irritante.

- Sim juro.

- Pensei que fosse filha de Hermes! - respondeu o chato

- Olha, não ligue para ele, ele está nervoso. - disse gentilmente a outra - Prazer meu nome é marta e o dele é George, não ligue para a arrogancia dele... ah mas pode nos chamar tambem de Od e Ob, mas constumam a nos chamar de Marta de George mesmo.

- Ah, sim... M-mas por que... por que apareceram? - perguntei

- Isso é confidencial garota! - disse George

- Ok então... - disse um pouco irritada

Olhei para o horizonte, o Pôr do sol já tinha ido, o céu estava escurecendo, fiquei mais irritada ainda, tinha perdido o beijo, o lindo pôr do sol e tudo mais, naquele momento tive vontade de sair quebrando tudo... Mas fazer aquilo não era a coisa sensata a se fazer...

- Muito bem, gostei de conhecer vocês! espero vê-los depois agora não, tá? tchau. - falei secamente

- Tchau minha queria, chame-nos se precisar - falou doce a Marta e as cobras de prata voltaram ao normal, olhei para o Mark e falei:

- Me desculpa, isso nunca tinha acontecido antes, foi... foi inesperado.

- Tudo bem - disse com aquele sorriso - Da proxima vez não traga a pulseira

Fui descendo o morro, sozinha pois o Mark queria ficar lá por mais um tempo, fui passando pelo anfiteatro, ultrapassei o lago, passei pelo pavilhão do refeitório e fui andando para o meu chalé, o acampamento estava tranquilo ouvia barulhos de espadas se chocando, provavelmente tinha gente treinando esgrima, meninas e meninos conversando, grupinhos de amigos jogando e rindo, um tipico acampamento que não era tão tipico assim, enquanto andava fiquei pensando em Percy e Annabeth, tinhamos que salva-los, sabia que Quíron tinha escolhido alguns semideuses para a missão de resgate, mas... algo parecia errado, sentia que não... não eram eles... que deviam ter ido, eles tiveram uma profecia? daquilo eu não me lembrava, pelo menos Quíron não falou nada sobre isso... Mas eu ia descobrir, eu sei que tem algo mais envolvido nisso. entrei no chalé, Julia estava conversando com uma amiga dela filha de hebe, disse olá para as duas que sorriram em resposta, peguei meu mp3 coloquei meu fone e comecei a escutar minhas musicas, eu nunca tive um telefone então aos 11 anos ela me deu um mp3 eu nunca entendi o por que de ela nunca me dar um celular, bem, agora entendo, peguei meu livro e comecei a ler, era uma história muito bacanazinha de uma moça que se apaixona por um cara tetraplégico e tal, eu estava começando a shippar muito esse casal.Depois de alguns minutos, tocou a concha do caramujo e fomos comer.

[ N/A: sim, sim o livro é: como eu era antes de você ]

 (...)

 A Janta estava otima! bife com batatas e um copo de refrigerante! sim, parecem que querem me engordar hahaha, depois do jantar fomos ficar envolta da foqueira, ficamos cantando alegremente, estranho não ter visto nenhum filho de Ares na foqueira normalmente eles que mais gostam da foqueira." é por causa da derrota" pensei com um sorriso, nunca gostei muito de Ares, um cara sanguinario a bessa, estava tudo tranquilo quando Quíron chegou com cara de que vira a pior coisa do mundo, a musica parou e todos olharam para ele que disse:

- Trouxe noticias da missão resgate de Percy e Annabeth - a fogueira ficou nun tom azulado, estava claro que todos estavam curiosos para saber qual era a noticia - Infelizmente... somente um está vivo... porém bem ferido.

Ficou um silencio horrível, um silencio que lhe tirava a paz... e lhe dava o terror, alguns semideuses começaram a chorar e os outros a consola-los, eu precisava fazer alguma coisa... mas o que eu poderia fazer? dizer que prescisamos de mais uma missão e acabarmos por morrer? não, isso não. Precisava de algo que desse um futuro... uma profecia! sim! precisamos do oraculo aqui... no acampamento, levantei a voz e disse:

- Quíron, precisamos do oraculo... ele... ou melhor ela, nos dirá o que fazer... ou não, mas uma profecia ajudaria, certo? - todos olharam para mim

- Sim, isso é um bom plano Srta Neves, farei isso agora mesmo.

Enquanto ele ia embora, alguns retornaram a chorar, outros me observavam com o olhar e outros olhavam para o chão... pareciam desesperados, aquela situação me deixou nervosa, apenas sai e fui para o meu chalé dormir.


Notas Finais


Bom é isso mesmo!
talvez sabado ou quinta ou sexta saia mais um ok?
bjs


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...