História Uma staff e sete garotos - Capítulo 12


Escrita por: ~

Postado
Categorias Got7
Tags 2jae, Jinyu, Markson
Visualizações 56
Palavras 1.018
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Drama (Tragédia), FemmeSlash, Mistério, Romance e Novela, Slash, Yaoi
Avisos: Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Suicídio, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Sei que esta tarde, mas pra vocês mal ficarem sem capitulo hoje, postei esse!
❤️❤️❤️❤️ Espero que gostem

Capítulo 12 - I like someone


Fanfic / Fanfiction Uma staff e sete garotos - Capítulo 12 - I like someone

-Youngjae ON- 

Aquele dia foi tão cansativo que nem tive paciência para conversar com a Nana, até porque ela parecia um pouco cansada também. O resto da semana nem se fala, shows, entrevistas, mais fotoshoot e no fim da semana estávamos mortos, mas finalmente nosso dia de folga chegou. Dormimos até mais tarde, estávamos realmente cansados, mas esse sono até duas horas da tarde me deu forças, mas fome também. Fui o primeiro a acordar, ia levantar da cama devagar para não acordar JB, mas pra ser sincero, fiquei olhando por uns 5 minutos o rosto sereno dele dormindo, sua boca um pouco aberta e seu peito subindo e descendo calmamente, aquilo tudo só fazia eu me apaixonar mais, o que me deixava triste, até porque eu sei que não é recíproco. Mas pelo menos naquela hora eu poderia o admirar o quanto quisesse, sem preção, sem ficar corado, só o admirar. 

JB: Vai ficar me encarando por mais quanto tempo?- Um sorriso surge em seus lábios e me assusto caindo da cama. 

Youngjae: Aigoo, eu não estava te olhando, estava tentado desgrudar de você.- Falo me levantando.- Você sempre gruda em mim pra dormir, não sou um urso JaeBum!- Falo como se não gostasse de como ele me abraça a noite. 

JB: Eu tento ficar longe Jae, mas não consigo.- Ele me olha e em minha cabeça aquelas palavras pareciam ter outro significado.- Use o banheiro, vou logo depois.- Ele esconde o rosto entre os travesseiros e eu vou fazer minhas higienes.

-JB ON

Essa frase saiu meio que sem querer, até escondi meu rosto nos travesseiros porque tinha certeza de que eu tinha corado, mas é verdade, por mais que eu tente ficar longe dele eu não consigo. Esse menino está me afetando de tal forma que me faz não conseguir dormir à noite, por isso me agarro nele, com ele parece que tudo fica mais seguro. Ele me traz aquelas malditas borboletas no estômago e a incrível sensação de que estou nas nuvens. Inacreditável.

Youngjae: Quem vê até acha que você tem cérebro o suficiente pra ficar pensando.- Ele ria bobo enquanto secava seus cabelos com a toalha em volta do pescoço. 

JB: Não me provoque logo de manhã Youngjae.- Jogo um travesseiro nele, mas não tava me referindo a esse tipo de provocaremos, Jae estava só com uma calça moletom e sem camisa.- Aigoo, que preguiça.- Falo me espreguiçando. 

Youngjae: Levanta, já passou das 14h e eu to morrendo de fome.- Sento na cama e o encaro.- O que foi?

JB: Não vou cozinhar.- Falo levantando e indo ao banheiro.

Youngjae: Ah qual é JB, a Nana deve tá muito cansada. Nem é o trabalho dela, mas ela sempre faz a comida. E eu to com saudade da sua.- Olho pra ele e vejo um bico em seus lábios, vê-lo fazendo manha era a coisa mais fofa que eu iria ver hoje.- Tá bom. Só vou tomar um banho.- Entro no banheiro, mas antes pude o ver dar pulinhos de alegria. 

-Youngjae ON

Amo a comida da Nana, mas o JB faz um Bibimbap dos deuses. Termino de me vestir e espero JB, a casa estava tão silenciosa que dava medo, ninguém havia acordado ainda. 

JB: O que vai querer comer Jae?- Meu Jinsus ele tava sem camisa.

Youngjae: Bi-Bibimbap.- Tento disfarçar pegando meu celular.- Te espero lá embaixo.- A última coisa que vi foi JB indo até o seu guarda-roupa.
 
Desço rapidamente e me jogo no sofá da sala, tentando de alguma maneira tirar a imagem de JaeBum da minha cabeça. Isso é insano, quanto mais eu penso que não tem como eu o desejar mais, com um simples ato tudo desmorona.

Ana: BUUUUUU!- Sinto mãos em meus ombros, mas não me assusto.- Aigoo, porque é tão difícil com vocês?- Ela se senta do meu lado. 

Youngjae: Só é fácil com você, porque você leva susto com qualquer coisa.- Ela faz bico e vejo que seus olhos estão inchados do sono.- Aí que fofa!- A abraço apertado. 

Ana: Aish, vocês só podem achar que eu não preciso de oxigênio.- Ele dá leve tapas em meus braços pra eu a soltar e assim faço.- Como anda o meu príncipe, que estava pensativo até demais essa semana. 

Youngjae: Aaaaaaaaa!- Ela pula e coloca a mão no coração.- Sobre isso, preciso conversar com você! 

Ana: Fala o que tanto incomoda essa cabecinha pensante.- Ela bagunça meu cabelo, a Nana nem é minha Nunna mas tenha essa mania, desde que nos tornamos amigos. 

Youngjae: É que eu to gostando de alguém sabe, ai..

JB: Nada de conversas, não vou fazer tudo sozinho.- Ele me puxa para a cozinha e me faz rir.- Folgado em!- Ele me para perto da bancada. 

Youngjae: Aigo, eu só tinha que conversar com a Nana!- Ele pega alguns ngredientes na geladeira e logo uma faca e me entrega, começo a cortar os vegetais. 

JB: Gostando de alguém... HHHHHHMMMM!- Ele me olha malicioso, mas depois vira rapidamente. 

Youngjae: Aish, pare de escutar as conversas dos outros.- Volto a cortar as verduras. 

JB: Tá bom, cuidado para não se cortar..

Youngjae: Aiiiii!- Levo meu dedo até a boca, maldita ponta de faca. 

JB: Aish, eu avisei.- Ele pega um pano e em minha mão, isso me faz sentir um pequeno choque.- Deixe-me ver...- Ele fala analisando o corte.- Ah isso é fácil.- Ele da de ombros e leva meu dedo até sua boca, sugando um pouco de sangue que saia. Porque eu tava achando aquilo tão bom? 

Youngjae: Aí que nojeira, Im JaeBum.- Falo isso, mas não tiro o meu dedo. 

JB: Pronto. Viu? O sangue até já estancou. Pode ir conversar com a Nana, eu faço as coisas por aqui.- Percebo que sua voz mudou para um tom mais baixo.

Youngjae: Tá tudo bem, eu ainda..- Sou interrompido. 

JB: É sério Jae, pode ir.- Ele se vira e volta a lavar o arroz. 

Vou pra sala pensante, o que será que deu nele. Seu tom de voz não parecia bravo, mas sim triste, o que não entendo é o porque! NANAAAAA ME SOCORRE! 

 

 

 

 


Notas Finais


Oi amoras, vocês estão gostando?
Me deem ideias, as minhas estão acabando!
Sarangheeeeeee ❤️❤️❤️❤️❤️🌸🌸🌸🌸🌸🌈🌈🌈🌈


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...