História Uma surpresa noite a dois - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Naruto
Personagens Hinata Hyuuga, Naruto Uzumaki, Sakura Haruno, Sarada Uchiha, Sasuke Uchiha
Visualizações 646
Palavras 1.855
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Hentai, Shoujo (Romântico)
Avisos: Heterossexualidade, Nudez, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Naruto/Boruto não me pertence. Espero que gostem!

Capítulo 1 - Uma maravilhosa noite


Konoha, casa dos Uzumaki.

Naquele dia, por um milagre, Naruto chegara mais cedo em casa e estava ajudando a esposa a colocar a mesa. Enquanto isso, seus filhos assistiam televisão na sala.


- Eh? Sakura-chan está sozinha em casa hoje? - Perguntou Naruto, surpreso. -

- Hm. - Concordou Hinata, preocupada com a amiga. - Parece que Sarada foi dormir na casa da Chou Chou. E Sasuke ainda está fora da vila.

- Tch. Esse Sasuke… - Resmungou Naruto, fazendo bico. - Por que não chamamos ela para jantar conosco?

- Oh, é uma boa ideia querido! - Sorriu Hinata, beijando o rosto do marido. -


O loiro olhava de forma boba para a amada, enquanto ela ia até a mesinha de telefone.


Casa dos Uchiha.

Sakura preparava o jantar quando o telefone tocou. Secando as mãos com um pano de prato, a rosada foi até a mesa de telefone.


- Moshi-moshi. - Atendeu Sakura, levemente desanimada. -

- Sakura-chan, é a Hinata. - Disse Hinata, do outro lado da linha. -

- Hinata. - Sorriu Sakura. - Tudo bem?

- Uhum e com você? - Perguntou Hinata, preocupada. - Boruto me disse que Sarada-chan ia dormir na casa da Chou Chou. Não quer vir jantar conosco?

- Obrigada pelo convite. - Agradeceu Sakura, gentil. - Mas estou bem cansada hoje. Depois de comer devo ir dormir.

- Certo. - Concordou Hinata. - Tenha uma boa noite.

- Vocês também. - Desejou Sakura, desligando em seguida. -


Suspirando, a senhora Uchiha colocou a mesa e se serviu, sentando-se logo depois. Juntou suas mãos e agradeceu pela comida mentalmente, começando a comer. Enquanto jantava, a porta de casa foi aberta de forma lenta. Sakura estranhou na mesma hora, ficando apreensiva.


- Tadaima. - Anunciou Sasuke, entrando. Assim que fechou a porta, tirou os sapatos. -

- Oh… Okaeri, querido. - Desejou Sakura, levemente surpresa. Esperava o amado chegar apenas na semana seguinte. - Chegou mais cedo dessa vez.

- As coisas foram menos complicadas dessa vez. - Explicou Sasuke, retirando sua capa de viagem e colocando no cabideiro. - Hm? Onde está Sarada?

- Foi dormir na casa da Chou Chou hoje. - Respondeu Sakura, se levantando. - Está com fome?

- Um pouco. - Disse Sasuke, se sentando ao lado da esposa. -

- Vou pegar um prato para você. - Sorriu Sakura, passando por trás da cadeira do marido. -


Assim que a rosada passou pelo amado, Sasuke a puxou de leve pela cintura, abraçando-a. O moreno encostou sua cabeça nos seios medianos da amada, sentindo seu doce perfume. Sakura ficou surpresa e corada. Eram raros aqueles momentos carinhosos entre o casal. Ainda sem graça, a jovem levou suas mãos aos fios negros do marido, acariciando levemente. Ficaram alguns segundos naquela posição e se afastaram, com Sakura indo para a cozinha. Não demorou e ela voltou com prato e talher para o moreno.


- Aqui está. - Falou Sakura, prestativa. - Vou te servir.


Sakura serviu o prato do amado até ele dizer para parar. A ninja médica voltou a se sentar, enquanto o rapaz agradecia pela comida, começando a comer.


- Como Sarada está? - Perguntou Sasuke, enquanto jantava. -

- Muito bem! - Respondeu Sakura, orgulhosa. - Fazendo muitas missões, não parando muito em casa… Como tinha tempos que ela não se divertia com a amiga, deixei ela dormir lá.

- E você? - Perguntou Sasuke, querendo saber como a esposa estava. -

- Bem também. - Sorriu Sakura, terminando de comer. - Um pouco cansada pois precisaram de mim no hospital hoje.

- Devia descansar. - Comentou Sasuke, enquanto colocava um pedaço de tomate na boca. - Deixe a louça comigo.

- Hm? Certo. - Concordou Sakura. - Obrigada, querido. Quer… Que eu prepare um banho para você?

- Agradeceria. - Disse Sasuke. -


A rosada se levantou e colocou sua louça na pia, indo pro quarto. Nos aposentos do casal havia uma suíte boa, onde se encontrava um chuveiro, pia e um ofurô. Sakura pegou os sais de banho e encheu a pequena banheira. Colocou os sais de banho em seguida, sentindo o perfume bom.


Sasuke não demorou a ir para o quarto, tinha pouca louça. E mesmo com apenas um braço, era fácil para ele. Assim que entrou, encontrou a esposa lendo algo na poltrona.


- Pronto. - Avisou Sasuke. -

- Obrigada. - Agradeceu Sakura, sem tirar os olhos do livro que lia. -


Aquilo deixava o moreno levemente incomodado. Não gostava de saber que aqueles olhos cor de esmeralda estavam fixados em outra coisa a não ser ele.


- Venha tomar um banho comigo. - Chamou Sasuke, sério. -

- Eh?! - Fez Sakura, corada, olhando para o marido. - I-Isso é sério?

- O banho vai ajudar a relaxar. - Comentou Sasuke, já sem blusa. Se sentia vitorioso por chamar a atenção da rosada. -


Sakura, ainda corada, fechou o livro com o marcador e colocou em cima da poltrona. O rapaz se despiu por completo no banheiro e entrou no ofurô, esperando a esposa.


Antes de Sakura entrar no banheiro, ela se despiu e respirou fundo. Você está parecendo uma adolescente, é só um banho; repreendeu-se mentalmente. Retirou a faixa vermelha dos cabelos e foi para o banheiro.


Sasuke estava completamente relaxado na água, quando a jovem entrou no banheiro. Seus olhos fixaram no corpo dela, a observando. Aquele olhar fez a kunoichi se arrepiar por completo e ela agradeceu mentalmente pela depilação íntima no dia anterior. Parecia até que seu corpo sabia da vinda de Sasuke.


- O banho está bom? - Perguntou Sakura, indo até a pequena banheira. -

- Hm. - Assentiu Sasuke, a olhando. - Vem.

- Espere, apressado. - Riu Sakura, pegando uma presilha e prendendo os cabelos em um coque. - Pronto.


Sakura se aproximou e entrou no ofurô, ficando na frente do amado. Relaxando, encostou suas costas no peitoral do moreno.


- Que água quentinha… - Sussurrou Sakura, fechando os olhos. Sentia os músculos relaxarem na água quente. -


Sem dizer nada, Sasuke encostou o queixo no ombro da amada, abraçando-a com sua única mão.


- Sentia sua falta… - Sussurrou Sakura, sentindo a mão do marido em sua cintura. -

- Eu também… - Confessou Sasuke, beijando o pescoço da rosada. -


Aquele ato deixou a pele da jovem arrepiada. Ela sentia tanta falta do moreno. Nunca faziam nada nas raras vezes que Sasuke estava ali por causa da filha. Sarada tomava todo o tempo do pai nos poucos dias que ele ficava. Aquela ocasião seria perfeita para matarem as saudades que tinham um do outro. A mão do ninja subiu lentamente, alcançando um dos seios da amada, apertando levemente.


- Anhg… - Gemeu Sakura, corada. -


Enquanto acariciava aquela parte do corpo da amada, Sasuke depositava beijos leves pelo pescoço dela, percebendo cada reação daquela pele que tanto amava. Logo subiu com os lábios até a orelha da rosada, mordiscando ali, fazendo o corpo de Sakura estremecer. Sem se demorar muito, o moreno deu um jeito de virar a esposa para si, com ajuda dela.


- Sasuke-kun… - Murmurou Sakura, afastando a mecha que escondia o olho esquerdo do marido. -


Sasuke era um homem de poucas palavras, mas de muita ação. Tocou seus lábios nos da amada com certa urgência, sendo correspondido da mesma forma. A jovem entrelaçou seus dedos nos fios negros do amado, colando seus seios ao peitoral dele. A mão do moreno percorreu pelas costas nuas de Sakura, causando mais arrepios, se é que aquilo era possível. Assim que afastaram as bocas, o ninja elevou o corpo da esposa com a mão, beijando o pescoço dela, descendo com a boca. Sasuke retirou toda a espuma que cobria os seios da rosada, tirando o excesso com o pequeno chuveiro que tinha ali.


- Hm? - Fez Sakura, sem entender. -


Sem dizer nada, o rapaz abocanhou um dos seios da amada, fazendo-a gemer alto sem querer. Sakura levou uma das mãos aos lábios, na intenção de abafar. O moreno aprofundou a carícia ainda mais, querendo ouvir os gemidos da esposa.


- É assim é? - Pensou Sakura, entre os gemidos. Ela odiava ser provocada daquela maneira. -


A rosada desceu com uma das mãos pelo corpo do marido, chegando até a ereção dele. Estava bem grande já. Sorrindo de forma maliciosa, Sakura fechou a mão, começando a masturbar o amado de forma lenta. Tal ato, fez Sasuke gemer de forma involuntária, fazendo a kunoichi se sentir vitoriosa. Sentindo-se desafiado, o rapaz levou sua mão até a intimidade de Sakura, sentindo-a excitada. Bem excitada. Logo começou a mover os dedos ali, provocando a amada.


- Sasuke-kun… - Gemeu Sakura, manhosa, sem parar com a masturbação. - Vamos pro quarto…?

- Hm. - Assentiu Sasuke, soltando o seio da amada. -


Apressados, o casal tirou a espuma do corpo e esvaziou o ofurô. Secaram-se e foram para o quarto. Sakura se deitou e o moreno foi pra cima da esposa. Sasuke voltou a usar seus lábios e língua para dar prazer à rosada. Porém, achando que os seios dela já tinham tido muita atenção, foi descendo com a boca até entre as pernas da amada.


Sakura, ao sentir a superfície levemente da língua do amado em sua intimidade, mordeu o lábio inferior para não gemer alto, mas era impossível. O gemido escapou de seus lábios e a rosada levou suas mãos novamente aos fios do ninja, abrindo-se ainda mais. Fazia tempos que os dois não se amavam e aquela noite estava sendo maravilhosa.


O rapaz se afastou dali e lambeu os lábios, olhando para a amada. Aquilo fez a rosada corar fortemente e desviar o olhar. Sasuke subiu seu corpo e tomou os lábios da esposa de forma lenta. Sakura retribuiu da mesma forma, abraçando o marido.


- Sasuke-kun… - Sussurrou Sakura, após apartar os lábios. - Eu preciso… Preciso de você…


O moreno sorriu bem levemente e afastou as pernas da amada, se encaixando ali. Sasuke roçou seu membro na intimidade da esposa, começando a entrar lentamente. Sakura se agarrou ao pescoço do amado, abraçando sua cintura com as pernas, querendo mais contato. O moreno entrou totalmente, Sentindo-se bem naquele momento. Fazia tempos que o casal não se amava.


- S-Sasuke-kun… - Gaguejou Sakura, manhosa. - Se move, por favor…


Sasuke começou a se mover, apoiando-se no único braço que tinha. Inicialmente de forma lenta, para provocar a amada, assistindo as reações dela. Antes que a rosada reclamasse, Sasuke acelerou os movimentos, soltando alguns gemidos baixos. Sakura gemia de forma manhosa, abraçando o amado de forma carinhosa. Os movimentos se aceleraram ainda mais, deixando a kunoichi ainda mais sensível.


- Sasuke-kun… - Gemeu Sakura, de olhos fechados. - Estou quase…!

- Juntos… - Disse Sasuke, em meio a um gemidos. -


Em mais alguns movimentos, o casal chegou ao seu ápice juntos, gemendo de forma baixa. Antes de se separarem, Sasuke caiu por cima da amada, que o abraçou com carinho. Sakura não precisava de nenhuma confissão do marido. Ela sabia que ele a amava.


- Eu te amo… - Sussurrou Sasuke de forma quase inaudível. -


Aquilo fez os olhos verdes da rosada se encherem d’água. Era incrível como Sasuke sempre o surpreendia, mesmo com mais de dez anos de casados.


- Eu também te amo. - Sussurrou Sakura, emocionada. -


Graças a Deus Sarada não dormira em casa, pensou Sakura. Agora estava tudo bem.


Fim


Notas Finais


Espero que tenham gostado! Beijos ;)


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...