História Uma viagem no tempo-Interativa - Capítulo 15


Escrita por: ~

Postado
Categorias Sou Luna
Personagens Ámbar Benson, Delfina, Gaston, Jazmin, Jim, Luna Valente, Matteo, Nico, Nina, Pedro, Personagens Originais, Ramiro, Simón, Tamara, Yam
Visualizações 24
Palavras 1.344
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Ficção Científica, Mistério, Musical (Songfic), Romance e Novela
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Olá meus lunáticos de plantão ! Olha eu aquiiiiiiii ! Eu sei que demorei, mas cá estou com o novo capítulo ! Boa leitura e beijos de rapadura 😘😘😘

Capítulo 15 - Reunião #1: Jim e Nico


Fanfic / Fanfiction Uma viagem no tempo-Interativa - Capítulo 15 - Reunião #1: Jim e Nico

                Buenos Aires, 2017

Pov Henry

- Isso é uma injustiça !- escutei a Nicole reclamar mais uma vez, antes de entrarmos na máquina.

- Injustiça, nada !- o Binho respondeu, enquanto nós três caminhavamos até a máquina- você provocou toda aquela briga, a maioria do pessoal não estão em condições de continuar com essa reunião. Isso serve como uma punição para você, não vai ter reunião sobre a missão dos seus pais, para aprender a não colocar o nariz na vida dos outros.

Binho terminou de ajeitar a máquina para eu e a Coly viajarmos. Entrei na máquina, esperando a Coly fazer o mesmo, mas não foi o que aconteceu...

- Rubens Simonetti Perida, o que está acontecendo com você ?- ela perguntou de frente para ele e de costas para mim. Revirei os olhos com o tédio de escutar a DR do meu irmão- por quê está assim comigo ? Está tão grosso...

Ela falava sensualmente, enquanto se aproximava dele, a cada centímetro, a muralha que não sei porque, o Binho construiu sobre ela, foi por água a baixo. Ele já se derretia e virava totalmente dependente dela, como sempre...

- Sem querer interromper o casal... Mas sabe... Temos uma viagem, se lembram disso ?- falei na ironia, sem paciência. A Coly bufou se afastando do Binho, tinha uma olhar não muito bom para mim, mas logo forçou um sorriso e disse:

- Claro cunhadinho, vamos- ela entrou na máquina e quando nos demos conta, já estávamos em um túnel com muito, muito, mas MUITO BRILHO ! Toda aquela luz me cegou, me repreendi mentalmente por ser orgulhoso e não usar meus óculos.

Com dificuldade, consegui abrir os olhos, vendo que o túnel estava acabando e eu aqui de cara no chão.

- Ai !- resmunguei com a dor.

Me levantei rapidamente tentando me situar, estava em uma espécie de escritório. Era tamanho médio, porém bem decorado e com móveis visivelmente de ótima qualidade.

- Que diabos estou fazendo aqui ? E cadê a Nicole ?- perguntei baixo, para mim mesmo.

- Vocês não tem com o que se preocupar- um homem falou entusiasmado, entrando no escritório, sendo seguido pela... Roller Band e a Juliana ?!

- Claro, sr. Mas não vamos aceitar qualquer contrato.- a Juliana disse com a sua tradicional autoridade- esses meninos podem ser burrinhos- ela apontou sua bengala para os três, que estavam um do lado do outro, sem ousar dizer uma palavra. Eles ainda estavam jovens, só um pouquinho mais velhos, isso significa que não viajamos tão longe- mas eu sou bem esperta, só para deixar claro...

- Sim, srt. Juliana, aqui está o contrato, leve o tempo que quiser para ler.

Fiquei confuso, o que isso tinha a ver com a história dos pais da Nicole, com muito sacrifício ela me contou sua vida, mas até agora não indentifiquei nenhuma relação.

Minutos depois a Juliana terminou de ler o contrato e falou:

- Não acha o prazo do contrato muito grande ? Dez anos é muito tempo !

- Não achamos senhora, a maioria de nossos contratos são com esse tempo, é uma técnica da nossa empresa.

Juliana olhou para os três músicos que assentiram.

- Está bem. Mas tenho outra coisa para debater, o salário dos garotos. Acredito que tenha havido algum erro, talvez faltado alguns "zeros" nesse número...- ela falou naturalmente, vendo o negociador não ficar com uma cara muito boa.

- Não srt., não há nenhum erro. Esse é o salário que oferecemos, algum problema ?- ele perguntou irritado.

- Sim...- ela falou com o seu cinismo apurado- fomos na sua concorrente, e eles ofereceram o triplo desse salário.

Juliana esperava o homem ceder, mas ele continuava firme.

- Como deve saber, outras empresas musicais não são consideradas minhas concorrentes, porque o nível da nossa empresa é bem acima das outras. Se quiser fechar o contrato com essa empresa, fique a vontade, vocês ganharão bem, terão os seus quinze minutos de fama e depois serão esquecidos. Mas com a nossa empresa, vocês serão os novos ídolos pop da Argentina, e depois vão avançar pelo mundo todo como uma praga.- ele falou olhando para os três jovens, eles ficaram preocupados com o que ele disse, mas Juliana não desistia tão fácil. Vendo que a empresária da banda não mudaria de ideia, ele falou por fim:

- Está bem, podemos dar o dobro, o que dizem ?

- Fechamos o contrato- Juliana respondeu sem ao menos perguntar para os integrantes da banda- vamos, assinem.

Depois de tudo resolvido, eles foram embora e eu achei melhor seguir o Nico.

- Oi Jim- ele falou ao atender o telefone- sim, eu posso... Onde nos encontramos ?... No shopping ? Certo !- ok, eles iriam se encontrar, então provavelmente a Nicole está com a Jim.

Pov Coly

Ainda estava um pouco pasma, encostada na pia do banheiro. Então não voltamos tanto tempo assim ! Minha mãe estava grávida de mim ! É bem mais estranho do que parece, tipo você está aqui e ao mesmo tempo está no útero da sua mãe !

Depois de descobrir, resolveu ligar para o meu pai... Não sei o que estava por vir... Pelo o que ela me contou, meu próprio pai não quis me criar ! Iria doer muito ver isso !

Quebra de tempo

Ao entrarmos no shopping, a Jim parava nas vetrines de loja e loja, vendo roupas infantis, é, ela estava bem animada com a minha existência.

- Jim !- o Nico foi ao seu encontro quando chegamos na praça de alimentação, era meio dia então estava cheio de gente comendo- aconteceu alguma coisa ?

- Sim, aconteceu... Olha, não é uma simples notícia, isso vai mudar nossa vida para sempre...

Ao falar isso, avistei o Henry chegando.

- Onde estava ?- perguntei.

- Houve um pequeno contratempo- ele falou naturalmente, comendo uma pipoca que aparentemente roubou.

- Jim, tô ficando com medo, me diz logo o que aconteceu !- ele pediu apreensivo.

- Eu tô grávida, Nico. Você vai ser pai !- ela falou feliz, com pequenas lágrimas brotando nos olhos. Nico, porém, não moveu um músculo- Nico ? Não vai falar nada ?

Como se o Henry soubesse o ia acontecer, ele me abraçou, mostrando que se importa comigo. Que cunhado bom eu tenho !

- Jim... Não sei o que falar...- ele disse preocupado, passando a mão pelos cabelos- Você quer criar a criança ? Não está pensando em abortar ?

Não aguentei, comecei a chorar ! Enterrei a cabeça no ombro do Henry, mas consegui ouvir o que minha mãe falou:

- CLARO QUE NÃO ! É o meu filho, nosso filho... Achei que você assumiria.

- Jim não é isso, eu quero ter uma família com você. Mas não somos casados e... Tenho um contrato muito bom para a banda, nós vamos viver em turnês durante uma década ! Não posso ser pai agora !

- Por que só você tem essas privações ?! O Pedro vai ser pai pela SEGUNA vez !! E o Simon casou com a Jasmin !

- O Pedro não viu os primeiros passos, as primeiras palavras, não viu nada da Júlia, e quando o Daniel nascer vai ser igual ! E o apartamento do Simon e da Jasmin vive sem ninguém, porque o Simon tá sempre viajando e a Jasmin não gosta de ficar sozinha, então fica com a mãe.- ele tentou explicar o seu raciocínio.

- Então você quer que eu espere uma década ?- ela perguntou incrédula.

- Jim... Desculpa- ele disse abaixando a cabeça.

- Adeus, Nicolas- ela falou e foi embora.

Tudo o que eu conseguia fazer era chorar ! Quando você ficou tão fraca, Nicole ?! Mas não é para menos, meus pais se separaram por minha culpa ! Desde que estou no útero, só causo destruição ! É esse o meu destino ? E não é isso que mais dói ! Meu pai queria que minha mãe abortasse ! Ele não me queria !

- Coly...- o Henry me chamou, meio sem graça- nós voltamos.

Não tinha percebido nada disso ! Fiquei tão presa nos meus pensamentos que não percebi nada !

Levantei a cabeça, todos estavam me olhando ! Não me importei em parecer fraca, apenas levantei e fui para o meu quarto sem dizer uma palavra.

Sentei na cama chorei, chorei e chorei...


Notas Finais


Eai ? O que acharam ? Mereço comentários ?
Vamos para as perguntas, né amores:
1- Gostaram da dupla de cunhados juntos ?
2- Vocês acham que a Nicole vai continuar querendo que seus pais fiquem juntos ou não ?
3- De quem vocês acham que é o culpado nessa história ?
4- O que eles devem tentar mudar na história ?
5- Vocês acham que a Nicole vai ficar boa ?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...