História Uma vida comum para uma garota estranha - Capítulo 6


Escrita por: ~ e ~4lexandreSantoS

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Aventura, Dorgas, Girllife, Magia, Pornografia, Traps
Visualizações 51
Palavras 1.791
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Artes Marciais, Aventura, Colegial, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Ecchi, Fantasia, Ficção Científica, Harem, Hentai, Lemon, Luta, Magia, Mistério, Musical (Songfic), Romance e Novela, Saga, Shonen-Ai, Shoujo (Romântico), Shoujo-Ai, Shounen, Sobrenatural, Super Power, Survival, Suspense, Terror e Horror, Universo Alternativo, Violência, Yaoi, Yuri
Avisos: Bissexualidade, Canibalismo, Cross-dresser, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Suicídio, Tortura, Transsexualidade, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas da Autora


Oiiie! Nyah! Desculpar Nyah! Não para de escutar Nyah! Cat Song, Nyah!
Esse na capa é o Akira Nyah!.... Gostoso da porra... Nyah!

Nota Nyah!: Cheat é trapaça, machete Nyah! Tipo em jogos Nyah!

Capítulo 6 - Akira, O Galante.


Fanfic / Fanfiction Uma vida comum para uma garota estranha - Capítulo 6 - Akira, O Galante.

Luna PoV:

Eu tinha acabado de acordar de um sono profundo, estava frustrada depois de ler a carta que foi deixada ao meu lado, eu ficava pensado enquanto observava Nêmesis dormi. Ao olhar seus vasos de comida me levei é me pus a os encher.
Aquela carta me pegou de surpresa.

´´ Pequena Luninha, quem está escrevendo isto é o seu lindo e amado primo. Por motivos que desconheço seus pais me levaram para viajar em Londres, não me disseram quando será a volta, mas escutei algo sobre final do ano.
Se estiver lendo isso se cuide e saiba que antes de fugir de casa você deve deixar uma carta. Sua mãe quase teve um treco mas seu pai foi o melhor com o mini ataque epilético que teve ao ouvir hahaha, até mais bobinha.``

Pouco estou ligando para onde eles foram, só não entendo como isso aconteceu tão de repente, parece que tudo esta de cabeça para baixo. Estava deitada na minha cama encarando o teto tentando formular algo que esteja acontecendo mas nada. Lembrei do pergaminho que Akira tinha me dado ontem, sem mais nada o que fazer peguei-o no armário. 

No inicio ao abri-lo nada parecia legível era tudo um monte de... Não sei o que... Hieróglifos? Kanjis? Sei lá. Então as letras comeram a flutuar sobre ele, é tudo ficou na minha língua. O mesmo que se referia a meus poderes, como conseguiria desperta-los e como os encontrar. 

Dei uma rápida lida, mas leitura nunca foi meu forte, quando o tedio bateu eu peguei minha katana decidida a treinar um pouco.

 

...

 

Havia um enorme campo afastado da cidade, de grama verde e reluzente dava quase pena de queima-la. Na primeira vez eu não sabia nada apenas fazia as coisas sem saber porque, uma voz dentro de mim dizia e fazia tudo.

Me concentrei para tentar ouvi-la e tentar encantar minha espada como da última vez mas nada, eu simplesmente falhei... De novo, de novo e de novo mas nada, deitei na grama frustrada e então me vieram um flash backs com o dragão.

- Vamos lá outra vez, não tenho mais nada a perde - Me levantei em um salto.

Segurei fortemente o pomo, me concentrei novamente mas procurei ouvir tudo a minha volta, ambiente, pássaros, vento, balanço das folhas... O mínimo movimento que os pássaros faziam.

Me concentrei em tudo, até que senti uma energia estranha dentro de mim e o calor corporal elevando, abri os olhos e vi a minha katana envolvida em chamas e sorri com isso. Comecei a gargalha vitoriosa, dando pulos de alegria depois, mas após alguns segundo me recompus envergonhada.

Voltando a postura séria, comecei a me movimentar levemente em movimentos verticais para curtir o fogo que ficava no ar brevemente.

Fazia movimentos de estocas do ar, cortes horizontais e diagonais, imaginava uma inimigo mas por incrível que parece eu via ele, nem parecia que era na minha mente. Nós lutávamos com ambas as mão nas espadas, nossos golpe se cruzando fazendo faíscas pegando impulso recuamos, pulei pra frente rapidamente como se "ele" com ele recuando dando um famoso golpe diagonal.

Ele defendeu com a espada, as mãos entre base e costas, me agaixei tocando o solo dando uma rasteira. Quando ele ainda estava suspenso no ar me levantei absurdamente rápido, dei novamente o famoso golpe diagonal que ao tocar "nele" o fez desaparecer. Ao tocar no chão ao final do golpe uma pequena onda de fogo formada, mas não queimou nada.

Suspirei deitando na grama depositei meu olhos no céu controlando a respiração. Eu não estou entendo nada mas já vi muitos anime e games para saber que ficar correndo e perguntando as pessoas só da em merda, louco, mortes, de tudo acontece, é mais fácil procurar com quem sabe como sempre fazendo depois de se acalmar.

Sou muito iniciante nesse negócio de magia, acabei de usar por pouco tempo, imagino qual é o poder do Akira... Se ele vaga entre dimensões então ele tem um poder temporal? Ou é apenas dimensional?... Realmente é um mistério aquela dimensão em que o dragão me mandou do nada... Será que existem outros tipos de monstros ou magias? Realmente bem confuso isso...

Suspirei novamente revigorada e me levantei olhando pra frente, observei uma sombra se forma sobre mim e senti uma presença. 

- Quem é? - Perguntei sem me virar tentando pegar minha katana disfarçadamente.

- Advinha! - Respondeu o ser de voz masculina tampando minha visão e eu conhecia aquele toque de algum lugar.

- Hum... Ed? - Falei do meu primo, vai que eles voltaram por causa de algo.

- Não -

- Pai?

- Nãaao -

- Jesus? - Ele caiu no riso - Akira? -

- Finalmente criatura - Falou entre risos, eu apenas sorri de leve, realmente fui engraçada.

- Então quem ti invocado demônio? - Falei enquanto ele me ajudava levantar.

- Eu decide te fazer uma visita... Sinto que no fundo da minha mana que você tem algo... E também é muito chato lá em casa -

- Vou levar como elogio - Falei desviando o olhar ofendida, virei passa tempo... Então lembrei - Akira, você por acaso é um mago dimensional ou algo do tipo? -

- Sim! - Falou de cara.

- Hum... Ainda vou te matar - Falei tentando o acerta com a espada, ele desviou e me empurrou no chão facilmente, como em uma brincadeira para ele.

- Por? - Falou enquanto eu levantava.

- Você me desestabilizou emocionalmente - comentei olhando para ele.

- E só por isso vai me matar? - Falou andando de costas sorrindo, ta curtindo com a minha cara.

- É! - Tentai o acertar porém o mesmo segurou o pulso das minhas duas mãos e me deitou novamente no gramado me imobilizando completamente - O que você ta fazendo idiota?! - Falei me debatendo.

- Te imobilizando -

- Como assim? - Falei notando a pose constrangedora.

- Estou te impedindo de me matar, se é que você consegue... - Comentou rindo de mim.

- Tá me chamando de fraca? - Falei irada.

- Sim! - Novamente uma responda rapidamente.

- ME SOLTA SE NÃO... - Tentei provocar.

- Se não o que? - Desisti de tentar me soltar.

- Eu te cremarei vivo - Após eu falar isso ele se aproximou do meu ouvido.

- Acho que você não tem poder o suficiente pra fazer essa grande proeza - Eu senti um arrepio admito mas aquilo me deixou bolada.

- EU JÁ DISSE PRA ME SOLTAR! - Explodi de vez flexionando o joelho e colocando meu pé na sua barriga então o chutando pra cima me libertando de vez e pegando minha katana - Eu te proponho uma luta! - Então ouvi ele levantar rindo.

- Certo certo, então vamos começar - mudou de humor completamente.
Só agora notei que ele estava vestindo um roupa bem estilosa. Me perdi em suas vestimentas de repente ele sumiu me surpreendendo.

- Você realmente quer lutar comigo Luna? - Comentou atrás de mim, me assustando.

- Não, só curti com sua cara - Falei rapidamente tentando um rasteira.

No momento em que ele deu um pequeno pulo, levantei como um raio lhe desferindo um chute no queixo em pleno ar. Em meio isso tentei conjurar um selo de fogo, novamente eu comecei a lutar como se fosse instinto, explodindo.

Ao observa fraca fumaça sair olhei assustada, não tinha vestígios nenhum do corpo.

Do nada tudo a minha volta quebrou como virou, igual nós animes, fazendo tudo escurecer.

 

Autor Pov:

Lá estava ela paralisada olhando para o nado com os olhos escuros, Akira apenas estava em sua frente com um sorriso no rosto, ele ficavam na exata posição que Luna olhava. Ele colocou a mão direita no torço da mesma.

Assim como com Luna um pequeno selo foi criado, ele explodiu a lançando longe. Com o ataque o transe foi quebrado.

- O-o que você fe-fez ? - Comentou dolorida.

- defesa e contra-ataque, peguei seu golpe emprestado - Falou piscando com a língua para fora.

- Filho de uma egua imunda - Disse se recompondo.

- Realmente você é muito sem experiência - Ele então fez o mesmo selo no ar, em um piscar de olhos ele estava a sua frente.

- Isso é cheat*! - Falou antes receber o mesmo golpe.

- Não consegue acompanhar Luna ? - Caminhando em direção ao local de pouso dela, ela fez um circulo mágico com o indicador no ar.

Outro também se fez em volta dela, que tentou escapar, em seguida uma bola ao seu redor, então sendo consumida pela mesma até que de repente o tempo parou e tudo ficou escuro novamente para Luna... Como em um buraco negro ela foi sugada e depois que a bola sumiu ela reapareceu em uma explosão media no céu.

Antes que caísse no chão ele moveu lentamente seu braço para o lado e fazendo-a ser lançada contra um árvore, que apenas ficou meio torta. Ela gritou de dor ao sentir a cara bater no chão com a queda. 

- Acho que botei força demais... - Falou dando leves passos.

- Cavalo imundo... Essa espada tá uma porra... - Respondeu se apoiando nela para levantar.

- Acho que devemos parar por agora? - Falou chegando a 15 passos dela.

- Não, e-eu vou continuar... - Disse tombando para o lado.

- Ok... Eu vou contar até dez e você me acerta seu golpe mais forte - Disse sorrindo de olhou fechados e saltando 30 passos dela.
Ela então avançou fazendo a katana pegar fogo. Ao chegar perto do mesmo fez um corte de baixo pra cima dando origem a um grande pilar de fogo como da ultima vez, em meio ao fogo era notável a silhueta do mesmo que estava de braços aberto esperando algo.

Quando as chamas sumiram ele estava de olhos abertos ileso, um brilho cobria seu corpo como uma roupa. Ela ficou estática.

- Tudo bem é hora de parar Luna - Então com a mão fez um desenho de estrela, feito de um brilho roxo e laranja, no ar, ela começou a se encolher a medida que suas pontas brilhavam mais forte.

Ao terminar um enorme brilho impedia Luna de enxerga, Akira estalou seus dedos, e então uma estrela negra surgiu sugando tudo enquanto eles ficaram parados. Luna se encontrou no meio do nada ao abrir os olhos, a enorme luz se tornou um ponto brilhante que se transformou em um universo cheio de estrelas.

Ela então sentiu seu corpo arder e congelar no espaço ao mesmo tempo que sentia uma dor indescritível, nem ao mínimo conseguir gritar direito. Em meio ao vácuo ela ficou boiando até desmaiar.


Notas Finais


Até Nyah! Espero que estava legível Nyah!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...