História Uma vida comum para uma garota estranha - Capítulo 6


Escrita por: ~ e ~Leex2ndre

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Aventura, Dorgas, Girllife, Magia, Pornografia, Traps
Exibições 31
Palavras 1.667
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Artes Marciais, Aventura, Colegial, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Ecchi, Fantasia, Ficção Científica, Harem, Hentai, Lemon, Luta, Magia, Mistério, Musical (Songfic), Romance e Novela, Saga, Shonen-Ai, Shoujo (Romântico), Shoujo-Ai, Shounen, Sobrenatural, Super Power, Survival, Suspense, Terror e Horror, Universo Alternativo, Violência, Yaoi, Yuri
Avisos: Bissexualidade, Canibalismo, Cross-dresser, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Suicídio, Tortura, Transsexualidade, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas da Autora


Aqui mais um cap maravilhoso com uma treta maravilhosa e minha criatividade ta a mil SOCOROOOOOOOOOOOO (error 404/tela azul da morte) deu pane e eu esqueci de comentar que quando a Luna utiliza seus poderes ela fica com o cabelo vermelho que nem a Shana (imagein abaixon) té as notas finais fofinows e fofinaws

Capítulo 6 - Descobrindo poderes e uma luta pesada- parte 1 de 2


Fanfic / Fanfiction Uma vida comum para uma garota estranha - Capítulo 6 - Descobrindo poderes e uma luta pesada- parte 1 de 2

Luna PoV

Acordei depois de um sono muito profundo e ótimo e então notei uma carta em cima da mesa onde ficava meu notebook e outras coisas que eu colocava ali, então caminhei até a mesma e a abri, lendo a mesma a seguir

Carta:

Pequena Luninha, quem está escrevendo isto é o seu lindo e amado primo e viajei com seus pais para Londres por motivos que desconheço e apenas voltaremos no final do ano. Se cuide pois ainda temos muitas coisas a falar com a senhora que fugiu de casa por três dias e deixou a mãe tendo um treco e o pai tendo um ataque epilético, se cuide pois ficará sete meses em casa sozinha e eu não quero nada fora do lugar, até mais bobinha.

Fiquei frustada com a carta e apenas a rasguei em pedaços muito pequenos e observei Nêmeis dormindo e os pequenos vasos de água e comida vazios, os enchi com comida e água e então lembrei do pergaminho que Akira tinha me dado ontem. O peguei no armário e abri começando a ler o mesmo que se referia a meus poderes, como conseguiria desperta-los permamentemete e como os encontrar novamente. Após terminar minha leitura fechei aquele pergaminho e desci as escadas pegando minha katana, eu iria treinar um pouco. Então fui a um campo gigante ali perto que ninguém ia, senti dó da grama verde e brilhante que tinha ali pois eu iria ou não queimá-las porque aquilo dependia de mim. Então apenas me concentrei ali e TENTEI encantar minha katana com fogo mas acabei falhando... e tentei tentei e tentei denovo e acabei FAAALHANDO.

- Parando pra pensar porque um dragão de fogo me escolheu... - e acabei tendo alguns flash indesejáveis. - Que seja, eu vou tentar denovo. - me levantei e me concentrei novamente, no som ambiente, no canto dos pássaros, o barulho do vento balançando as pequenas folhas e a grama, o mínimo movimento que os pássaros faziam. Tudo, até que senti uma energia estranha dentro de mim e o calor corporal elevando, abri os olhos e vi a minha katana envolvida em chamas e sorri com isso. Comecei a me movimentar levemente em movimentos diagonais com a katana para ver se o fogo que produzi na mesma não apagava com o vento, e após notar que não comecei a treinar livremente naquele campo com a katana como se eu estivesse batalhando contra um inimigo que não existe, fazia movimentos estocando o ar nas laterais e diagonais. Até que pulei pra frente como se "ele" tivesse recuado e então ao tocar no solo me agaixei então girando com um pé como se estivesse dando uma rasteira e após simular que "ele" estava suspenso no ar pronto pra cair coloquei a katana no meu lado e então subi pulando como se rasgasse "ele" ao meio e sem querer acabei fazendo uma onda flamejante, porém ela dissipou ao avançar uma pequena distância, suspirei e sentei no gramado deitando a seguir e olhando o céu controlando a respiração. Eu ainda era muito iniciante nesse negócio de magia e conseguia usar por pouco tempo, imagino qual é o poder do Akira... se ele vaga entre dimensões então ele tem um poder temporal ? ou é apenas dimensional...? realmente é um mistério aquela dimensão em que o dragão me mandou dunada... será que existem outros tipos de monstros ou magias ? realmente beeem complicado... suspirei novamente revigorada e me levantei olhando pra frente até que senti uma presença atrás de mim. - Quem é ?

- Advinha. - falou o ser de voz masculina tampando minha visão e eu conhecia aquele toque de algum lugar.

- Hum... Ed ? - falei do meu primo, vai que eles voltaram por causa de algo.

- Não.

- Pai ?

- Nãaao.

Então pensei nos seres masculinos que tenho ou tive contato... papai, Ed, Hori e Akira...

- Akira ?

- Finalmente criatura. - suspirou sentando ao meu lado depois

- Por que você ta aqui ?

- Eu decidi te visitar um pouco já que com certeza você não tem um poder e nivel o suficiente para ir ao nosso mundo.

- Ta me chamando de fraca ?

- Talvez...

- Ei Akira, você por acaso é um mago dimensional ou algo do tipo ?

- Ahn... sim...

- Hum... eu vou te matar.

- Por ?

- Você me desestabilizou emocionalmente - comentei olhando para frente com cara de cu.

- E só por isso vai me matar ?

- É! - peguei a katana e tentei o acertar porém o mesmo segurou o pulso das minhas duas mãos e me deitou novamente no gramado me imobilizando completamente. - O que você ta fazendo idiota ?!

- Apenas te imobilizando.

- Como assim ? - tentei me soltar daquela pose constrangedora.

- Estou te impedindo de me matar, se é que você consegue... - comentou rindo de mim.

- Pare de me chamar de fraca seu demente.

- Senão o que ? - desisti de tentar me soltar.

- Senão eu te cremarei até a morte. - após eu falar isso ele se aproximou do meu ouvido.

- Acho que você não tem poder o suficiente pra fazer essa grande proeza.

- EU JÁ DISSE PRA ME SOLTAR! - explodi de vez flexionando o joelho e colocando meu pé na sua barriga então o chutando pra cima me libertando de vez e pegando minha katana. - Eu te proponho uma luta! - então ouvi ele levantar rindo.

- Certo certo, então vamos começar. - mudou de humor completamente, ANTISSOCIAL, mas só agora notei que ele estava vestindo um tênis preto, uma bermuda vermelha, uma camisa branca e uma blusa preta, um estilo bem comum. Mas observando suas vestimentas não notei que ele se teleportou pra trás de mim. - Você realmente quer lutar comigo Luna ?

- Não não, se eu anunciei aquilo eu tava brincando com sua cara. - Então dei uma rasteira no mesmo então fazendo um movimento de estrela mas tocando na cabeça do mesmo enquanto estava no ar, então criando um pequeno selo ali que explodiu quando eu fiquei em pé no chão, mas quando olhei pra lá não tinha vestigios nenhum do corpo. Até que minha visão se rachou como vidro e quebrando me fazendo ficar em um escuro total, então tomou outra imagem quando ele ainda estava caindo mas colocou os dois braços no chão então se impulsionou e apenas ficou em pé na minha frente, mas por algum motivo eu não conseguia me mecher e então ele tocou no meu ombro fazendo então uma pequena explosão e eu voei até uma pequena distância do mesmo. - O-o que você fe-fez ? - comentei dolorida pela explosão.

- Apenas me defendi e contra ataquei absorvendo seu golpe e então o revidando contra você mesma porém com um pouco mais de força.

- Ahn...

- Realmente você é muito sem experiência. - e em um piscar de olhos ele estava na minha frente.

- Como você fez isso ?

- Não consegue acompanhar minha velocidade também Luna ? - Então ele tirou uma das mãos do bolso e a estendeu em minha direção, um circulo mágico se fez em minha volta e eu tentei escapar, mas não pude e uma bola se fez ao meu redor, então senti que estava sendo consumida pela mesma até que derrepente o tempo parou e tudo ficou escuro novamente... e depois de um tempo me vi caindo no mesmo local porém ao chegar a uma altura consideravel ele moveu lentamente seu braço para o lado e então senti a gravidade me jogar rapidamente para o lado me fazendo gritar de dor ao sentir o impacto com o chão. - Acho que botei força demais...

- Pare de se gabar... - me levantei com dificuldades com a ajuda da katana que eu apoiava no chão.

- Acho que devemos parar por agora.

- Não, e-eu vou continuar... 

- Então ta, eu vou contar até dez então me ataque com seu golpe mais forte. - e fechou os olhos fazendo o que disse e então eu avancei em sua direção fazendo a katana pegar fogo e ao mesmo tempo a arrastei no chão queimando a grama e fazendo uma pequena fenda no chão. Ao chegar perto do mesmo parei a minha corrida e fiz um corte de baixo pra cima dando origem a uma grande onda de fogo e esse foi o momento que ele abriu os olhos e então minha mão pegou fogo, e eu levantei a mesma para cima fazendo surgir grandes pilares de fogo surgirem e com os mesmos ainda presente fazendo do buraco magma sair e se espalhar e então controlei esse magma o fazendo ficar atrás de mim e criei uma onda gigante de magma. - Tudo bem é hora de parar Luna. - falou e então com a mão fez um desenho de estrela no ar que era feito por um pequeno brilho roxo junto com laranja em sua mão e ao terminar o desenho os pontos de curva de cada linha se juntaram em um só na sua mão desfazendo o mesmo e tudo parecia em camera lenta então ele se agaixou colocando a mão com a pequena luz no chão e uma estrela negra se formou no gramado, até que uma barreira de luz se fez nas bordas e eu fiquei presa ali dentro e então a estrela tomou forma de um universo, me fazendo cair no mesmo e observar as estrelas e o universo inteiro. Até que senti meu corpo arder e congelar no espaço ao mesmo tempo me fazendo sentir uma dor indescritivel e nem ao mínimo conseguir gritar direito. até que como mais cedo minha visão se quebrou e eu me vi suspensa no ar pelos seus poderes e um pilar de luz foi feito me dando mais dor e me fazendo delirar de dor. Até que cai deitada desmaiando.

-CONTINUAH-


Notas Finais


Espero que tenham gostado gente linda diva fofa maravilhosa bonita e maravidiva até o proximo cap :v


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...