História Uma vida de um adolescente - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Adolescente, Bad, Boli
Visualizações 3
Palavras 540
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Colegial, Drama (Tragédia), Escolar, Lemon, Romance e Novela, Suspense, Terror e Horror
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Suicídio, Tortura, Transsexualidade, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Boa leitura :3

Capítulo 3 - Depressão


Fanfic / Fanfiction Uma vida de um adolescente - Capítulo 3 - Depressão

Então Lucas começou a correr desesperadamente, o sinal bate, Lucas muito cansado resolve não ir as primeiras aulas.

                                                                                 P.O.V. TAY

Eu estava sentado em minha mesa, com meu diário, sim eu tenho um diário, podemos dizer que é para ''desabafar", nele eu coloco como eu me sinto, como foi meu dia.E na maioria das páginas as pelavras depressão, suicídio e tristeza sempre estão.

PÁGINA 1

Querido diário, meu dia foi... como posso dizer, uma BOSTA, Lucas como sempre me bateu...

PÁGINA 2

Então, hoje eu fui sair da escola e pegar um atalho, sempre falam que este lugar é horrível, e que não se deve passar por lá, mas eu ignorei, 1, 2, 3.Pronto, um homem alto puxa meu braço falando:

- Oque um menino tão bonito faz aqui?! - ele me olha maliciosamente

- E..e.e.e..eu - as palavras simplesmente não saiam, o homem então me prensa contra a parede e começa a beijar meu pescoço colocando a mão dentro de minha camisa, tirando a mesma, então eu não me lembro de mais nada, só da dor, da dor de não ter ninguém ao meu lado, da dor doque ele fez comigo. 

FIM DA PÁGINA 2

E eu acho que vocês não sabem, mas meus pais morreram logo em seguida de eu faze a minha cirurgia para trocar de sexo, irônico não?! Então eu fui "morar" com minha avó, chegando lá ela não me aceitou, então eu tive que ir trabalhar, fui procurar um emprego, estava nas ruas, sem nada, paro em frente a uma boate, e eu penso -"oque tenho a perder?"- então eu entro, procuro o dono na boate e logo pesso para ser um striper, o dono logo aceita, com um sorriso malicioso em seu rosto ele fala:

 ???- Deixa eu acabar de falar com o resto das pessoas e nó conversamos, espere na sala ao lado por favor.

TAY- o..ok - eu vou para a sala do lado e espero ele.

Foi ai que minha vida desmoronou, eu trabalho toda segunda, quarta, sexta e nps finais de semana, se eu não estou na boate ou estou na escola ou... meu chefe está abusando de mim, então eu decidi, é hoje que eu acabo com essa tristeza, pego uns papéis e escrevo uma carta para cada para cada pessoa que eu acho importante, para Hannah,Victória, Jhon, Emily e até pro Lucas, vou para casa de cada um deles, deixo a carta na porta e aperto a campainha e saio correndo, depois de entregar todas as cartas, eu vou para o precipício, sim, eu pego uma pedra bem pesada e jogo, 1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8, 9, - BUM - tá, nove segundos caindo, eu tiro meus tênis e os coloco na frente do precipício, e me jogo, quando fasso isso, me vem as lembranças, da Vic, do Jhon, da Em, do Lucas, do Theo e da Hannah, então sinto meu corpo bater com força no chão sinto por um milésimo a dor, e depois o preto predomina o lugar, para de doer, o silêncio tão bom... então esse é meu adeus à você, eu poderia ter sido mais forte, porém não consegui, eu não fui forte o suficiente para isso, então eu digo

                                                                                         ADEUS


Notas Finais


Obrigado por lerem, desculpe pelos erros :3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...