História Uma vida e uma lâmina - Capítulo 5


Escrita por: ~

Postado
Categorias Amor Doce
Personagens Agatha, Alexy, Ambre, Armin, Bia, Castiel, Charlotte, Dajan, Dakota, Debrah, Iris, Jade, Kentin, Kim, Leigh, Lysandre, Melody, Nathaniel, Nina, Peggy, Personagens Originais, Priya, Professor Faraize, Professora Delanay, Rosalya, Senhora Shermansky, Viktor Chavalier, Violette
Tags Amigos, Mutilação, Superação
Exibições 297
Palavras 938
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Crossover, Drama (Tragédia), Escolar, Famí­lia, Hentai, Mistério, Romance e Novela, Suspense, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Obg pelas 100 visualizações XD

Capítulo 5 - Oque eu sou? Uma escrava da vida?


Fanfic / Fanfiction Uma vida e uma lâmina - Capítulo 5 - Oque eu sou? Uma escrava da vida?

    ~~~~~~~~~~~~~~~~~~  Capitulo 5 ~~~~~~~~~~~~~~~~~~

*Era para mamãe [Bru- Mamãe, Safira? Mamãe! / Safi Ok! Era para a MÃE ] chegar hoje, mas como esperava ela teve de viajar com o pai de novo, agora gosto mais de Fernando (sempre gostei, mas agora o convívio está menos babaca), mais ainda não confio. Novamente me levanto, a cada passo, meu corpo pesa, minhas forças acabam. Tô com sono!

Fui tomar banho, e... O JANTAR! Quer saber? Foda-se, ele sabe usar o micro-ondas. Estou me rebaixando, realmente Diogo é um ser humano horrível, se é que posso chama-lo assim, sem ofender a espécie (desculpem-me pessoal \(^_^)/ vocês são uns amores!). 

 Faço massagem em meus cabelos com os produtos de morango, eles são macios e finos, porque ninguém gosta? É muito feio? A cor é horrível, nojenta? Loiro é bonito sim! Eu gosto deles assim  ponto! Levemente passo a mão em meus cortes, estavam com pomada, quem fez isso? Gostaria de saber o porque, só uma "doença" para chamar a atenção como eu li em um jornal o artigo do jogo Baleia Azul. Me lembrei de uma frase que, me fez um dia acreditar num lugar diferente. Um lugar que poderia seguir meu sonho sem ter medo de opiniões e olhares de pessoas, aquela frase de motivação que nós vemos em muros pixados. Que pelo que me lembre tinha ao lado uma grande lagarta, a do livro Alice, mostrando o dedo e fumando ervas.

O sucesso nasce do querer, da determinação e persistência em se chegar a um objetivo. Mesmo não atingindo o alvo, quem busca e vence, fará coisas admiráveis.

Me levantei devagar e visto uma lingerrie branca de renda, que foi? Sou poderosa! Não liguei para por roupas, vou até o espelho, não sei como me contento ainda só com os rasgos, muitas pessoas acabam chegando ate o osso, mais acho que se não acontece comigo, deve ser porque a vida tem planos. Ou porque eu sei que ainda vai melhorar. 

Logo logo as provas começarão, e com a chave de ouro, a Delaine estreia com um conteúdo de quarto capítulos. Velha! Bruaca! Bruxa! Hoje eu acabei por fazer algumas coisas de que vou me arrepender. Mas vou antecipar um pouco o processo.

Estava apenas a poucos centímetros de meu braço, quando vejo a porta se abrir, e lá estava quem eu menos queria ver no momento. Porque caralhas ele está aqui?

Fer- Safi... não faça isso novamente! 

 Eu- Que seja... *Estava olhando para um prego que estava meio torto em relação aos outros na parede, parecia tão interessante.*  

 Fer- Fiquei claro? Eu estou aqui, mesmo não parecendo.

 * Sem querer, uma lágrima teimosa caiu no chão. Várias lágrimas caíam, estou fraca de sentimentos poxa! Esse ser humano sabe ser fofo quando que em mas tambem sabe ser um capeta*   

 POV's Fernando  

 *Uau! Ela está carente... a culpa é nossa por essa distância grande entre nós três, parece que fora construída uma parede em nossa frente. Fui até ela é a abracei, mas... ela não retribuiu... mas já esperava por isso, sei la, mas chorar agora nao dá. Ela não sabe que poderiamos ter pelo menos... algo mais normal?*

 Fer- Me desculpa... 

 *Para estragar tudo, Diogo entra no quarto, ele só sabe fazer isso?*

 Diogo- O que é isso?! 

 *Como disse antes de me ATRAPALAHREM na narração, Diogo estragou tudo. Ele chegou perto da gente, olhou para Safira e deu um, tapa na cara dela. Porra, querido, vai tomar um cha de camomila, esse ciumes de um ser perfeito como eu é com certeza dificil de aguentar. Mas respira fundo! Fique sem reação pela atitude de meu irmão, não acredito que Diogo faria isso numa situação dessas. Ele quase deu outro tapa na cara, mas o segurei, ele bebeu! Fumou, sei lá! Mas deve estar chapado.* 

 Eu- O que você pensa que está fazendo? 

 Diogo- Pensei que não gostasse dela! 

Eu- Não gosto! Mas é minha irmã! 

 *Ela corre muitos riscos se cortando. Pode simplesmente morrer! Eu sinto muito por esses anos, mas não vou mudar, assim, tão de repente.*

 *Muitas pessoas sofrem e poucos de recuperam. Vou ajuda-la, devia ter feito isso desde o 1º corte.*  

                                               LEMBRANÇA 

 Eu- Vem Safi, vem Di! *Acho que tinha unas 4 anos na época* 

 Diogo- Vamos brincar de pega-pega? 

 Safira- Eba! 

Mamãe- Não, a Safira pode se machucar amorzinhos.

Eu- *Safira ainda me paga*                                                 

                                          LEMBRANÇA 2 

 Eu- Vem, vamos no lago! 

 Mamãe- NÃO, a Safira não pode! 

 Eu- *A Safira ainda vai se ver comigo!*   

                                        LEMBRANÇA 3 

 Safira- AI! 

 Eu- Acho que quebrei o braço. 

 Mamãe- SAFIRA! O que foi? Meu Deus! Vem aqui! 

 Eu- *Ela só fez um corte pequeno. NO DEDINHO!* 

 Diogo- Vo-você está bem? 

 Eu- A mamãe gosta mais dela do que da gente! Ela não fez nada! 

 Diogo- Ela ainda nos paga!                                                 

                               REALIDADE 

 Eu- Sai daqui! *Diogo saiu do quarto batendo os pés. QUE RAIVA!* 

 *Já eram quase meia noite e tínhamos de ir à escola amanhã* 

 Eu- Vá dormir... *Falei saindo do quarto* 

 PVO’s Safira

 *Eu não conseguia me mexer e, aos poucos, comecei a me sentir mal e comecei a cair até que alguém me segurou, minha pressão caia muito raramente, mas hoje não comi quase nada. Não consegui ver quem era.* 

 * Acordei mais ou menos uma hora depois e estava na cama com uma camisola larga. Me virei para o lado e vi Diogo deitado do meu lado.* 

 *Ele estava fofo, cabelos levemete bagunçados, fiquei mexendo um pouco até ele se mexer, volta a dormir capeta! Eu quero seu cabelo!* 

 *Será que ele tinha me segurado? Será que ele resolveu me ajudar? Será que ele mudou de ideia tão rápido? Hahanm, sei.*   


Notas Finais


Bjxx de nutella ;)


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...