História Uma vida em outra era (interativa) - Capítulo 19


Escrita por: ~ e ~Kim_MandyS2

Postado
Categorias Dungeon ni Deai wo Motomeru no wa Machigatteiru Darou ka, Inuyasha
Personagens Bell Cranel, Inu no Taishou, Inuyasha, Izayoi, Personagens Originais
Tags Sesshoumaru Rin Inu Taisho
Exibições 22
Palavras 1.218
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Bishoujo, Bishounen, Crossover, Fantasia, Hentai, Misticismo, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Violência
Avisos: Álcool, Canibalismo, Estupro, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Mutilação, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 19 - O dia chegou parte 2 final


Fanfic / Fanfiction Uma vida em outra era (interativa) - Capítulo 19 - O dia chegou parte 2 final

Rin ainda tranquila pensando em sua vida ja que a mesma passou anos sem uma figura paterna , tendo somente sua mãe como apoio.
O local estava bem calmo so se ouvia o canto dos pássaros em seu vôo tranquilo, Rin sente a presença de algo vindo em sua direção fez uma barreira simples mas que poderia machucar e muito dependendo do ser que vinha em sua direção.
Quando o ser tenta atacar a humana de costas , e arremessada com força nas árvores e cairam com o impacto de seu corpo.
Rin : oh era vc que esta me seguindo.
Disse sem se virar , sabia bem quem era o invasor .
????: huhuhu , nossa como vc e boa sua ordinária, pena que vai morrer, junto desses bastardos .
Rin: não irei morre, e meus filhotes não são bastardos sua maldita.
Disse com raiva em sua foz , mesmo estando em seu último mês de gestação , Rin invocou Kien seu guardião para lutar contra a inuyoukai em sua frente.

(Fogo cruzado - Crosssfire - Sphen)

Ele trocaria suas armas pelo amor
Mas ele foi pego no fogo cruzado
E ele continua acordando
Mas não é pelo som de pássaros

.......

Kien correu em direção a sua adversária que se esquivou do golpe com destreza, deixando o mesmo um pouco irritado.

..........

A tirania, as ruas violentas
Privados de tudo com o que somos abençoados
E nós não podemos obter o suficiente, não
Céu se você nos enviar para baixo Assim, poderíamos construir um parque infantil

Para os pecadores jogar como santos Você ficaria tão orgulhoso do que fizemos
Eu espero que você tenha algumas camas por aí 
Porque você é o único refúgio agora

Para cada mãe
Cada criança
Cada irmão
.......

Hyume ataca com rapidez Kien que defende com unhas e dentes sua senhora, que no momento está sentada perto de uma árvore , Rin começou a te as dores do parto.

..........

Quem é pego no fogo cruzado
Quem é pego no fogo cruzado
Eu trocaria a minha sorte de saber

Por que ele foi pego no fogo cruzado
E eu estou aqui acordando
Pelo sol e o som de pássaros
Da sociedade, ansiedade

Privados de tudo o que somos abençoados
Nós simplesmente não conseguimos obter o suficiente, não  Céu se você nos enviou para baixo
..........

Kien sentia a dor de sua senhora , e em um movimento rápido o mesmo arranca o braço direito onde Hyume segurava sua espada.

...........

Para que pudéssemos construir um parque infantil
Para os pecadores jogar como santos

Você ficaria tão orgulhoso do que fizemos
Eu espero que você tenha algumas camas por aí 
Porque você é o único refúgio agora

Para cada mãe
Cada criança
Cada irmão
Quem é pego no fogo cruzado
Quem é pego no fogo cruzado

.........
Hyume grita de dor,  por ter seu braço amputado , sangrava muito seu ferimento que por algum motivo não cicatrizava .

Kien: huhuhuhu espero que goste do resultado , senhora.

Hyume: hum maldito , o que tem essa lança em .

Kien: simples, e um extrato de uma planta que inibi a cicatrização dos inu  youkais.  Disse com um sorriso no rosto

...........

Posso confiar no que me foi dado Quando a fé ainda precisa de uma arma
Cujo a munição Justifica o errado 

E eu não posso ver, a partir do banco traseiro
Então, eu estou questionando de quem está acima
Posso confiar no que me é dado
Mesmo quando isso corta 

Céu se você nos enviou para baixo
Para que pudéssemos construir um parque infantil
Para os pecadores jogar como santos

................

Hyume: maldito, hum hum . Disse gemendo de dor por causa do corte.

Kien : chegou o seu fim sua maldita. Em um movimento preciso Kien corta a cabeça da mesma , para logo em seguida pefura le o coração assim fazendo a mesma virar cinzas.

.............

Você ficaria tão orgulhoso do que fizemos
Eu espero que você tenha algumas camas por aí 
Porque você é o único refúgio
agora
.........

Depois que Kien matou Hyume ele voltou para sua senhora , que estava entrando em trabalho de parto.

Rin: Kien Aaaaaaaah . Gritou de dor quando vei uma das contrações.

Kien: senhora Rin terei que leva la o mas rápido possível para o castelo.

Rin: pooorrr fafafavor . Disse tentando controlar a dor que sentia .

Kien  saiu correndo com sua senhora em seu braços , como era um pouco longe , assim que viu o portão do castelo o mesmo gritou por ajuda sendo atendido pelo primeiro General que havia acabado de chegar , pelo lado esquerdo do castelo.


...........
Para cada mãe
Cada criança
Cada irmão

Quem é pego no fogo cruzado
Quem é pego no fogo cruzado
  Quem é pego no fogo cruzado
Quem é pego no fogo cruzado
Quem é pego na cruz
........

Enquanto isso no escritorio Sesshoumaru ainda estava em sua sala lendo alguns documentos quando não se sente bem.
Sesshoumaru: Jaken, Jaken, Jaken. Disse aos gritos chamado o mesmo que veio correndo.
Jaken: sim senhor Sesshoumaru.
Antes que ele podesse falar algo sesshoumaru começa a tossi ate sair sangue de sua boca.
Mas ainda na entra do castelo Rin e carregada ate seus aposentos ouvindo muito borburino das serviças , Sesshoumaru não estava conseguindo espirar direito pois com as crises de tosse o sangue saindo de sua boca , a falta de ar o fez perde a consciência em poucos minutos.
Em meio a essa confusão Kagura veio por meio de uma porção ficar jo lugar de Rin o que ela não esperava era ser pega por Hijikata.
Hijikata: onde pensa que vai em . Disse com raiva pois algum tempo havia descoberto seu plano mas conseguiu impedir o Sesshoumaru de bebe o encanto.
Kagura: me solta seu maldito.  Disse se debatendo .
Hijikata: guardas levem essa maldita para o calabouço.
Enquanto isso no quarto do casal , Rin tentava empurrar um dos bebês para fora.
Luna estava a auxiliar sua senhora junto a Lili que tentava ajudar no que podia , Rin colocava força para sair o pequeno ser , mas ainda faltava o pai de seus bebês.
Rin: AAAAH que dor. Dissse gritando colocando força quando sai o primeiro bebê chorando em plenos pulmões.
Lili: senhora qual vai ser o nome do menino .
Rin: vai Kan , aaaah o outro ta vindo hummm . Disse tentando fazer força novamente.
Luna: me de o menino e pegue o outro , enquanto limpo esse pequeno.
No quarto de hóspedes Sesshoumaru e atendido por uma curandeira do palacio que tentava a todo custo ajuda seu senhor que não estava respondendo aos medicamentos dados.
Naraku estava angustiado fazia algumas horas ate seu espião voltar.
Naraku: então descobriu alguma coisa.
Espião: sim senhor.
Naraku: então diga de uma vez.
Espião: elas estão nessa era senhor.
Naraku: quem são elas.
Espião: sua filha e a esposa do Sesshoumaru e a senhora Mei esta em um feudo próximo daqui, algo mas senhor.
Naraku: não pode se retirar.
Assim que o mesmo sai Naraku se lembra da porção que fez para separar sua filha que ate então não sabia que era.
Naraku: tenho que resolver esse problema agora. Disse saindo de seu castelo por im portal .



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...