História Uma vida inesperada - Capítulo 59


Escrita por: ~

Postado
Categorias Shawn Mendes
Personagens Personagens Originais
Tags Amor, Celebridades, Shawn Mendes, Vida
Visualizações 102
Palavras 2.373
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Romance e Novela

Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 59 - Problemas inesperados


Fanfic / Fanfiction Uma vida inesperada - Capítulo 59 - Problemas inesperados

É. Definitivamente ter passado aqueles dias no Canadá tinha me deixado mal acostumada. No dia seguinte a minha viagem, quando acordei em Los Angeles, onde o sol queimava forte, eu senti falta da casa do Shawn, senti falta de saber que quando eu chegasse na cozinha, ele estaria lá, sorrindo aquele sorriso bobo.

Hoje, quando entrei na minha cozinha, o que encontrei foram as vasilhas que eu tinha sujado na noite anterior.

_ quanta diferença_ falei sorrindo e abrindo a janela da cozinha, encontrando um dia incrivelmente lindo e quente do lado de fora. Se eu não estivesse tão cansada, emocionalmente e fisicamente, aquele seria o dia perfeito para ir para a praia.

Tomei meu cafezinho tranquilamente, sentada no meu quintal, aproveitando o sol enquanto atualizava os episódios atrasados, quando minha mãe me ligou.

_ oi mãe_ atendi sorrindo, me preparando para provavelmente receber perguntas sobre minha viagem.

_ oi Sofia, tudo bem?

_ tô bem sim. Tô tomando café_ falei, aproveitando e dando um golinho.

_ ah, que bom. Aqui, tô precisando conversar com você_ ela falou e eu já fiquei tensa.

_ mãe, se é sobre as fotos minha e do Shawn no aeroporto, eu já estava planejando contar pra vocês mesmo. É que a gente não tinha planejado aquilo e...

_ me desculpa Sofia, mas nem sei do que você está falando_ ela falou em um tom sério_ o que tenho pra falar é um pouco mais sério do que um probleminha adolescente.

_ uau_ falei revirando os olhos_ fala então mãe, o que é tão mais importante que a vida da sua filha?

_ ai Sofia, não seja dramática. Eu me importo contigo, com o Shawn. Mas não agora. Não vou ficar cortando voltas, então vamos lá: seu pai e eu vamos nos divorciar.

Gelei dos pés à cabeça, o coração acelerou.

_ como é que é?_ perguntei, sem acreditar_ mãe, a senhora tá doida?

_ calma Sofia, calma. Estou querendo falar sobre isso com você já tem umas duas semanas, mas estava procurando a oportunidade certa.

_ o dia seguinte ao meu aniversário? Uau, foi uma boa idéia para um presente_ falei, meio desesperada_ mas por que? Vocês aparentavam estar tão bem.

_ eu sei, eu sei... Mas as coisas são assim mesmo. E eu e seu pai estávamos nos afastando já tinha um tempo, as coisas já estavam estranhas.

_ não teve traição, teve? E é bom que a senhora me fale a verdade, porque se eu descobrir depois, por outras pessoas, vou ficar bem chateada_ falei, triste.

_ Deixa de ser boba menina. Seu pai e eu somos adultos, sabemos bem quando algo não está mais dando certo. Então sentamos e conversamos. E decidimos que apesar de nos amarmos muito, não dá mais para ficarmos juntos.

_ se vocês se amam tanto, então fiquem juntos uai_ falei, meio irritada.

_ filha, não é bem assim_ ela falou com tristeza_ Agora nos amamos mais como amigos do que tudo. Entende?

_ não mãe, eu ,não entendo. É só falar logo que não se amam mais, aí acaba com essa bobeira.

_ Sofia, não fala assim. Você acha que está sendo fácil para mim? Eu já tenho mais de quarenta anos, passei mais de vinte anos com seu pai. Você acha que eu queria passar por tudo isso agora? Deixar vocês passarem por tudo isso agora? Claro que não. Mas a vida é assim, essas coisas acontecem. Seu pai e eu não temos que ficar juntos, apenas por que é o certo a ser feito. Nós merecemos ser felizes_ ela falou e pela sua voz, vi que ela estava chorando.

_ eu sei mãe, a senhora está certa, me desculpe. É só que nunca imaginei passar por isso. E como vai ser agora? O papai vai mudar, já mudou, como que está?_ falei, tentando me controlar por causa dela.

_ ele ainda está em casa, porque agora que demos entrada nos papéis do divórcio. Mas depois, acredito que ele vai se mudar para Nova Lima, onde sua tia mora.

_ aí mãe... Não acredito nisso. O dia estava tão bom até agora_ falei, sorrindo triste.

_ imagino. Mas eu precisava te contar, não agüentava mais segurar isso. Desculpa ter sido logo hoje. Pelo que você disse, seu aniversário foi muito legal né?

_ foi sim mãe. Foi incrível_ falei, sem querer falar muito sobre isso, em um momento como aquele.

_ o Shawn está em Los Angeles com você?_ ela perguntou, jogando o verde.

_ não. Ele ficou no Canadá, tem alguns compromissos. Provavelmente nem vou ver ele esse ano mais, porque a turnê dele ainda não acabou.

_ nossa, até hoje?

_ essas coisas duram um século_ falei rindo_ mas já está acabando. Mas até acabar, eu já vou estar em casa.

_ e como vocês acham que vai ser? Namorar a distância não é fácil, principalmente quando um dos dois é super famoso.

_ não sei. Não falamos muito sobre isso. Vamos deixar rolar e ver no que dá_ falei, sacudindo os ombros.

_ entendi. Mas aqui... Tem outra coisa que eu queria te falar. Será que tinha chances de você voltar pra casa?

_ eu vou voltar uai_ falei sorrindo_ em dezembro, esqueceu?

_ eu quis dizer essa semana ainda.

_ o que? Por quê?_ perguntei, já sabendo que teria que voltar.

_ ah filha. Estamos sentindo sua falta. E em um momento como esse, seria bom ter a família toda junta.

_ mas mãe...

_ sua irmã não fala nada, às vezes se você estivesse aqui, ela desabafava. Estamos preocupados_ ela falou, me interrompendo_ e seu pai vai se mudar em pouco tempo.

_ mas eu já comprei a passagem, já paguei o aluguel do mês.

_ a passagem você adianta. O aluguel você deixa pra lá. Você não está com saudades da gente?_ ela falou, com chantagem típica de mãe.

_ claro que estou mãe. Estou morrendo de saudades de vocês. É só que, eu queria aproveitar aqui até o fim, entende?

_ você prefere ficar aí, curtindo o sol e o mar, mesmo sabendo tudo o que está acontecendo aqui em casa, com sua família, com seus amigos?

_ ok mãe_ falei revirando os olhos, querendo chorar por mais um motivo agora_ eu vou ligar para o aeroporto, vou ver o que posso fazer.

_ aí querida, que bom. Estou com saudades de você_ ela falou com uma voz melosa.

_ eu também mãe_ falei dando outro gole no café, que já estava até gelado.

_ vou ter que desligar agora querida, seu pai chegou. Desculpe-me por tudo tá bom?

_ tá tudo bem mãe. Eu que sinto muito por vocês. Desculpa se eu reagi de uma maneira que a senhora não esperava, é só que vocês me pegaram meio que de surpresa_ falei, sentindo que não estava sendo a melhor filha naquele momento

_ Não se preocupe com isso querida, eu te entendo completamente. Quando você chegar em casa, conversaremos melhor. Te amo muito, viu?_ ela falou, e meus olhos se encheram d’água.

_ Obrigada mãe, amo todo mundo também. Manda um beijo pro papai, por favor.

_ vou mandar sim querida. Na hora que você resolver as coisas, você me avisa.

_ tudo bem mãe, fica com Deus_ falei e desliguei.

Deitei no chão e comecei a chorar igual uma criança, não acreditando naquilo. Meus pais iam se divorciar e eu teria que deixar os Estados Unidos. Tudo isso de uma vez só, sem nem um aviso. Por que é sempre assim, hein? Uma série de coisas boas acontecem. E aí do nada, uma série de coisas ruins acontecem em dobro.

Uma parte de mim queria estar lá por minha família, a outra parte queria ficar aqui, longe de toda a confusão​. Apenas curtindo a paz e a calma antes de voltar pra minha casa e pra vida que eu tinha lá. Será que eu estava sendo egoísta de querer ficar? Se fosse para pensar bem, eu não tinha motivos para ficar. Eu não veria o Shawn tão cedo, já tinha ido em todos os lugares que eu queria, o Matt e a Ashley ainda estavam no Canadá. Eu estava sozinha. Ao menos no Brasil, eu estaria com minha família.

Mas ao mesmo tempo... Era a Califórnia, era meu sonho de tornando realidade. Eu estava pronta para abrir mão de tudo isso?

Eu estava lá, toda reflexiva, quando recebi outra ligação. Era o Shawn, justamente a pessoa que eu mais queria falar no momento. Respirei fundo, limpei as lagrimas e atendi.

_ oi amor_ falei, tentando não demonstrar tristeza ou fazer voz de choro.

_ oi_ ele respondeu alegre_ tudo bem?

_ estou melhor agora_ falei sorrindo_ e você?

_ estou bem também, sabe como é_ ele falou, ainda animado_ você está bem mesmo? Sua voz tá meio estranha.

_ Estou sim, é que acabei de acordar_ menti_ Estou tomando um café, para ver se melhoro.

"Café com gosto de lágrimas" pensei, dando um sorriso.

_ ah, que bom, por um segundo fiquei preocupado_ ele falou, e deu para perceber que ele havia sorrido_ Escuta. Tenho uma novidade para você e acho que você vai gostar.

_ ah é? O que é?_ perguntei com medo da resposta.

_ eu consegui um tempinho aqui, e vou conseguir ir para LA na semana que vem_ ele falou animado.

"Ai, droga", pensei.

_ semana que vem? Não pode ser hoje ou amanhã?_ falei, no tom mais alegre que consegui fazer.

_ infelizmente não. Mas já é bem legal, né? Nós achamos que a gente não ia se vir mais esse ano.

_ pois é, isso vai ser incrível_ falei, me preparando para contar para ele que eu iria embora_ Mas aqui, eu preciso te falar uma coisa.

_ tudo bem. Mas posso só falar algo primeiro?_ ele falou, tão animadinho, que não quis cortar o barato dele.

_ claro, conta aí.

_ já que todo mundo já sabe da gente mesmo, nós podemos ir à Disney. Eu sei que você está querendo ir de novo, eu já não vou lá tem um tempinho. Podemos passar o dia todo juntos, nos divertindo, só nós dois. O que acha?

Passei a mão por meu cabelo, sem saber o que fazer. Ele tão animado para aquilo acontecer, eu queria tanto que acontecesse. Mas tinha minha mãe, minha família, passando por uma dificuldade do outro lado. Mas se eu adiasse por uma semana, eu poderia ver o Shawn de novo e ainda estaria com minha família. Afinal, quando eu voltasse pra casa, eu veria minha família todo santo dia e demoraria um século para ver o Shawn. Decidi que ficaria mais uma semana e só então, voltaria para casa.

_ Sofia, você está aí?_ o Shawn perguntou, me tirando dos meus pensamentos.

_ tô, tô aqui. Desculpe-me, é que estava pensando em quão legal seria_ falei sorrindo, ainda pensando se eu estava fazendo a escolha certa.

_ então quer dizer que você quer que a gente faça isso?

_ claro né Shawn, por que eu não iria querer?_ falei revirando os olhos e rindo.

_ Às vezes você não quer sair na mídia ou sei lá.

_ como você disse, eles já sabem sobre nós mesmo_ falei sorrindo.

_ então está decidido. Eu, você, Disney, semana que vem. Fechado?

_ super fechado_ falei sorrindo.

_ e aqui... O convite para ficar hospedado na sua casa ainda está de pé?_ ele perguntou, abaixando a voz e dando uma risadinha no final.

_ claro. Você é mais do que bem vindo_ falei sorrindo_ a Ana só não pode te ver.

_ opa, então vai ser escondido? Melhor ainda_ ele falou dando uma risadinha.

_ Olha, quem diria hein? Shawn Mendes é um bad boy_ falei sorrindo.

_ é exatamente isso que eu sou minha querida _ ele falou sorrindo_ e ei, antes que a gente se esqueça, o que você queria falar comigo mesmo?

_ah, nem lembro mais_ menti _ se eu lembrar te falo depois.

_ aí, demoramos tanto, que você acabou esquecendo_ ele disse rindo_ mas e então... Já está se adaptando novamente à Califórnia?

_ mais ou menos_ respondi sorrindo_ eu não estava achando aqui tão quente, até que fui para o Canadá e voltei. Essa foi a maior diferença, eu acho.

_ ah, é mesmo? A maior diferença não foi o fato de eu não estar ai?

_ eu disse que eu achava que era. Mas bem lembrado, tem esse pequeno detalhe também_ respondi rindo.

Naquele momento, ouvi alguém chamando por ele, que respondeu que já estava indo.

_ Ah não, quem é o chato que já está te chamando?_ falei rindo, querendo conversar mais um pouquinho.

_ esse chato seria o Andrew_ ele respondeu com uma gargalhada.

_ eita_ falei envergonhada_ não conta para ele que eu te disse isso.

_ pode deixar, vai ser nosso segredinho...

_ ok_ respondi sorrindo_ mas e então... Você tem mesmo que ir? Tipo, agora?

_ Infelizmente sim, mas foi bom conversar contigo. Sabe, eu tinha pensado em fazer outra surpresa, mas fiquei com medo de não te encontrar em casa.

_ onde mais eu estaria?_ falei sorrindo, com um leve peso na consciência.

_ vai saber. Poderia ser na praia, na rua...

_ No Brasil_ completei, para ver o que ele iria falar.

_ no Brasil não, sai fora. A gente tinha combinado de só pensar nisso daqui um mês, lembra?_ ele falou com voz de riso.

_ é, você está certo_ falei sorrindo_ aqui, estou ansiosa pela semana que vem.

_ eu também amor. Mal posso esperar_ ele respondeu, e no fundo, o Andrew tornou a chamá-lo.

Suspirei fundo e sorri, eu amava quando ele me chamava de amor.

_ então tá bom, vai lá antes que ele te mate e fala que foi por minha culpa. Te vejo semana que vem. Tchauzinho_ falei sorrindo.

_ até semana que vem, tchauzinho_ ele falou e eu desliguei, tornando a me deitar na grama, me sentindo ainda mais ferrada.

Afinal, agora eu teria que avisar pra minha mãe que eu ia ficar por mais uma semana. E eu teria que falar que era por causa do Shawn. E eu não fazia idéia de como ela reagiria a isso.


Notas Finais


Oii, dessa vez voltei mais rápido kkk. Espero que vocês tenham gostado do capítulo e vou tentar postar o próximo o mais rápido possível... Como alguns pediram, postei a foto da Sofia. Não é exatamente como imagino ela na minha cabeça, mas tem mais ou menos os mesmos detalhes que eu falei. Espero que vocês tenham gostado... Qualquer coisa, me falem nos comentários... Beijos e obrigada!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...