História Uma vida QUASE perfeita. - Capítulo 31


Escrita por: ~

Postado
Categorias Undertale
Personagens Alphys, Asgore Dreemurr, Asriel Dreemurr, Burgerpants, Chara, Doggo, Error Sans, Flowey, Frisk, Gerson, Greater Dog, Grillby, Ink Sans, Mettaton, Muffet, Napstablook, Papyrus, Personagens Originais, Sans, Toriel, Undyne, Vulkin, W. D. Gaster
Tags Chariel, Escola, Frans, Frans X Sans, Romance, Undertale
Visualizações 51
Palavras 1.502
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Escolar, Hentai, Luta, Magia, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo, Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Estupro, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Oeeh sobrinhos...eu também não sei por que o titulo ta assim... mas ta ai o capitulo (que não tem nada a ver com pipoca)

Todo mundo acertou quem é o irmão do Azzy logico tava na cara, você queria o que tiah?

Capítulo 31 - Pipoca


                                                                                P.O.V Frisk
                                                                                            (9:10)

Eu acordei e perdi totalmente o sono. Chara não esta acordada, acho que peguei costume da viagem passada maldito sinal que tocava...eu não lembro... ._. (Autora: to nem afim de ver).

Eu me levantei e troquei de roupa colocando minha roupa normal. Eu desci as escadas e acabei tropeçando na MERDA DO ULTIMO DEGRAU e logicamente eu cai 

-Aii! - Eu gritei baixinho, já que se eu acordar meus pais eles vão me matar mas se eu acordar a Chara não fás diferença. 

Eu fui me levantar com auxilio do corrimão, ''filho da puta'' eu ficava murmurando baixinho e repetidamente até que consegui me levantar 

-É por isso que odeio escadas! e tenho medo - Eu murmurava mas quase saia um grito mas me contia. 

Quando parou aquela dor eu fui até a cozinha pegar algo pra beber, um refrigerante ou um suco de limão. 

Quando cheguei a geladeira pra minha alegria tem um refrigerante aberto. Coloquei no meu copo e voltei pro quarto pra pegar meu celular e fui pra sala e deixei a luz apagada mesmo e liguei a TV pra achar algo legal pra ver.

-Ta passando pica-pau essa hora..? hum..acho que serve. 

Passei um bom tempo assistindo até que tomei um susto com alguém ligando pra mime eu derrubei um pouco de refrigerante em cima de mim. Essa porra de toque ta alto pra caralho, até acabei de me molhando. 

-Alo, quem é? - Eu perguntei enquanto colocava o copo em cima da messa de centro da sala 

-FRISK! - Alguém berrou bem alto, e eu quase fiquei surda

-Quem é..? - Eu refiz a pergunta brava por que a pessoa me liga as..não sei que horas são mais me liga de manha me da um susto e grita no meu ouvido!

-Só eu.

-EU QUEM, CARALHO?! - Eu berrei e coloquei a mão na minha boca, tomara que ninguém tenha ouvido

-Pra que berrar? 

-Pra que berrar?! você já berrou no meu ouvido!

-Foi mal.

-Quem é? pra começo de conversa - Eu to começando a ficar muito brava 

-Frisk, sou eu Mettaton

-Pera..como conseguiu meu número se nunca nem se quer falei com você?

-Pedi pra uma pessoa.

-Quem se- 

-Não vamos ligar pra isso né? Por que eu ligue pra outra coisa, bem Frisk EU DESCOBRI A SURPRESA DO GRÊMIO

-PARA DE BERRAR! - Ai deus eu desisto da minha vida...

-Para de berrar você também! 

-Qual é a surpresa do grêmio?

-AMIGO SECRETO!

-PARA DE BERRAR - Eu falei com voz demoniaca 

-A-ah okay! como quiser! Mudando de assunto é só isso tchau querida! - Ele desligo sem que eu pudesse falar nada.

Eu respirei fundo e coloquei meu celular do meu lado e ele tocou de novo COMO SOU SORTUDA!

-Quem é? - Eu disse calma

-Sans.

-O que quer?

-Mettaton ligo ai? 

-Aham...

-O que ele falou? 

-Sobre o grêmio - Eu disse começando a suspeitar dele. 

-Ele não falou nada de mim né?

-Como assim? 

-N-nada...

-Sans! o que ele iria me falar?! 

-...

-Sans me responde! 

-Depois eu falo disso. - Ele desligou...

Por que todo mundo ta estranho hoje? vou perguntar pro Mettaton o que era, acho que tenho o número dele...Tenho!

-Quem é? - Mettaton me atendeu 

-Só eu Frisk. 

-Ah, pode falar querida

-Sans me ligou e ele falou que tinha algo dele. 

-Ah isso...me desculpe 

-Pelo o que?

-Ele não te falou.

-NÃO!

-Ah....então esqueça. - Ele desligou EU TO BRAVA AGORA,BRAVA E CURIOSA!

-Frisk que gritaria é essa? - Ouvi a voz de Chara sonolenta, ela esta parada no ultimo degrau 

-Nada..

-*Boceja* o que houve? 

-N-nada! eu já disse!

-Aconteceu algo sim. - Ela coçou o olho e olhou ao redor - Por que você ta com a luz pagada? e assistindo desenho..?

-Sobre o desenho não tem nada na TV só se você quiser assistir pessoas vendendo joias ou fazendo bolo. Sobre a luz...não sei por que ela ta pagada - Chara foi até onde acende a luz (que eu esqueci o nome), e ligou. 

-Melhor agora. - Ela continua com tom sonolento

-Pelo pijama - Eu falei com tom sarcástico olhando ela de cima abaixo. Um vestido de unicórnio é raro ver a Chara com um vestido ainda mais de unicórnio

-IDIOTA! - Ela corou e subiu as escadas brava mas subiu devagar.

Depois de algum segundos ela desceu trocada e me fez a mesma pergunta ''o que aconteceu'' ela já ta mas acordada. Eu expliquei tudo a ela.

-Eu vou perguntar pro Mettaton com carinho :3 

-''Carinho'', eu sei como é seu ''carinho''.

-Mas mudando de assunto, eu fiquei pensando o dia inteiro como seria o irmão do Azzy.

-Ai ai, vamos ir lá fora então. - Eu puxei Chara la pra fora, e pra nossa sorte os dois estão lá.

-Sera que é ele? - Ela murmurou pra mim olhando fixamente pros dois.

-Talvez vamos ver. - Fomos até lá - Bom dia! 

-Bom dia Frisk. Tão acordada essas horas?

-Frisk me acordou 

-Te acordei nada

-VOCÊ TAVA GRITANDO 

-Ah, oi eu também existo okay? - O menino ao lado dele disse.

-Essa é meu irmão. - Asriel falou com um sorriso quebradiço.

O irmão de Asriel tem cabelos loiros usa uma roupa verde a maioria da roupa dele é verde e um tênis preto (Autora só pesquisar o nome do personagem human que aparece)  

-Oi sou Flowey 

-Frisk.

-Chara!

-Flowey the Flower - Eu disse 

-Eu não sou uma flor! - Ele exclamou

-Mas parece muito. 

-Não!

-Que gritaria é essa? - A mãe deles saiu - As meninas que vi ontem.

-Frisk e Chara.. - Eu falei com um sorriso

-Isso. Bem vou indo trabalhar até meninos 

-Até mãe - Asriel falou e Flowey acenou 

-Então tu falou bem da Chara - Flowey falou do nada e Asriel corou

-Cala a boca Flowey 

-Você não quer que ela saia logo? fala logo eu já te disse tantas vezes! - Asriel empurrou Flowey com tudo e ele caiu no chão, deve ter doido muito - AI FILHO DA PUTA! - Flowey foi empurrar mais Asriel saiu da frente e Chara tava na frente de Asriel e ele acabou empurrando Chara. - Opa... - Chara caiu e bateu a cabeça na cerca 

-Aii! minha cabeça! 

-Chara, você ta bem? - Asriel falou dando a mão pra ela se erguer, ela pegou na mão dele e se levantou 

-N-não! IDIOTA! POR QUE ME EMPURROU?! 

-Ele saiu da frente 

-Só não te bato por que to preocupada com outra coisa.

-Você só bateu a cabeça. Hoje eu cai da escada também. 

-Sempre que você se machuca eu me machuco! 

-É verdade. - Eu concordei rindo 

-Que..? - Flowey falou confuso

-Quando a gente era criança sempre que uma de nos se machucava a outra também, era sempre assim. - Chara explico  

-Que estranho...

-É um pouco

-Vamos voltar Chara? Se mãe e pai acordaram eles devem estar preocupados

-A é vamos! 

                                                                     P.O.V Sans

-SANS VEM TOMAR CAFÉ DA MANHA! - Meu pai gritou..mas bem a verdade que eu não to afim..acho que vacilei de novo com a Frisk. 

Eu sai do meu quarto e desci as escadas e fui até a sala de jantar. Fiquei surpreso quando cheguei la Papyrus e meu pai conversando e rindo isso é tão raro. 

-Bom dia Sans - Gaster falou com um sorriso

-Bom dia pai... - Eu falei desenimado

-O que houve?

-Nada. - Eu puxei a cadeira e me sentei ao lado de Papyrus. - Eu estou meio sem fome.

-Aconteceu algo pra você não querer comer! o que aconteceu?

-Nada! 

Depois que terminamos de comer (Eu não comi muito), Papyrus lavou a louça dele e de Gaster e subiu pro quarto e depois fui lavar a minha. 

-Filho venha cá. - Gaster me chamo e fui até a sala - Agora pode me dizer o que houve? - Eu respirei fundo 

-Acho que vacilei com a Frisk.. 

-Vai me dizer o que aconteceu...?

-Sim... - Eu respirei fundo de novo - Bem..como posso dizer...

                                                             P.O.V Undyne 

Acordei mais uma vez com a briga dos meus pais, e acordei com fome. 

Fiz tudo que tinha que fazer e me troquei, e abri a porta do meu quarto que da direito pra escada e meus pais estão brigando no fim dela mas quando eu ia me mexer meu pai pegou uma faca e aponto pra minha mãe, e fechei a porta devagarinho e olhei por um troço redondo (Autora: Eu não sei o nome daquilo, sorry).

Meu pai começou a ameaçar minha mãe de morte, e apontou a faca pra ela e tacou a faca mas ela desvio 

-Tenho que chamar a policia! - Eu fui devagar até o telefone e falei baixinho e eles falaram que estão vindo. Eu me joguei na cama apaguei a luz e fingi estar dormindo. Mas do nada os gritos pararam...eu gelei meu coração começou a bater forte por favor não seja o que estou pensando....

 

 

 

 

 

 

 


Notas Finais


Foi issu sobrinhos, vou deixar dois suspenses ai por que sou má :3

Talvez o cap não tenha ficado legal por falta de ideias que eu estou tendo XD

Foi isso qualquer ideia nos comentarios e tudo maiss, atée


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...