História Uma vida sem escrúpulos - Capítulo 20


Escrita por: ~

Visualizações 72
Palavras 772
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Escolar, Famí­lia, Festa, Ficção, Romance e Novela, Suspense, Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


GENTEE ESSE CAPITULO QUASE CUSTOU A MINHA VIDA! Começei a escrever ele as 3 da tarde e terminei agora as 21:48 da noite. uns abençoados brotaram aqui em minha casa e apagaram o capitulo todo e quando voltei a reescrever faltou energia ! sim eu me revoltei e quase me joguei da ponte MAS EU CONSEGUI E TO VOMITANDO ARCO IRIS
APROVEITEM <3

Capítulo 20 - Surpresa parte 1


Fanfic / Fanfiction Uma vida sem escrúpulos - Capítulo 20 - Surpresa parte 1

-Madu me desculpa por não ter vindo antes, é que eu tive que sair com a Carla e não deu para vim mais cedo. – ele falou de uma vez só e eu assenti

-Relaxa, tá tudo bem. Agora você me deve um SORVETE de chocolate com morango e castanha – Falei ainda olhando para o celular

-tá louca filha? eu não sou chefe de uma máfia não, querida! – ele falou/ gritou/ berrou olhando pra mim

-Dane- se- falei e ele me olhou bravo – desculpa amiguinho lindo que eu amo mais que carne

-Madu você não come carne... palhaça – ele falou e eu o olhei pela primeira vez  

-tá, Matthew tá tudo bem. Que bom que você veio – falei e sorri de lado e ele veio me abraçar

- tenho uma surpresa para você mais tarde – ele sussurrou em meu ouvido e eu sorri

- espero ansiosamente pela surpresa que vulgo ser chocolate – sussurrei no ouvido dele que retribuiu com o sorriso debochado no rosto

-sonha, pequena! – ele falou e desfez o abraço. Eles passaram a tarde toda comigo e quase foram expulsos do meu quarto pelo barulho.

-Você vai pegar o resultados dos exames na segunda, as 16h da tarde. – uma mulher falou comigo na recepção, quando eu estava saindo do hospital. Todos se separaram em carros e eu sou sei que no carro do Manu foram: eu, Jane, Matthew e Nath

- você já falou com seus pais – Nath perguntou

- Não, não quero que eles saibam. Não agora – falei e ela assentiu – to com fome

-Vamos parar no Starbucks, você quer o que? – Manu me perguntou

-Eu quero um Cheesecake de Frutas Vermelhas e um Chocolate Frappuccino – falei com um sorriso no rosto

-Eu não acredito que você tá com anemia – falou Jane e olhou para mim com uma cara de espanto

-nem eu – falei. O Manu comprou minhas coisinhas. Chegamos em casa e todos estavam lá –cheguei desgraças – gritei quando entrei pela sala. Ainda estava fraca demais para gritar muito alto, porem... não estava morta, olhei em volta da sala me assustando com as pessoas que eu estava vendo – CHRIS! CRAW! – gritei e sai correndo até os dois que me abraçaram – POR QUE NÃO ME FALARAM QUE ELES ESTAVAM AQUI –olhei para a cambada e que olharam sorrindo para a situação

- Você está melhor? – Chris me perguntou e me abraçou de lado

-CLARO QUE ELA TA... ELA ME VIU! –Crawford me falou e eu o abracei pela cintura rindo

- bando de babacas! – falei e eles fingiram que estavam ofendidos. Ficamos conversando até as 11 da noite – quando vocês vão voltar para NY? - perguntei para o Chris e o Craw

-Daqui a 4 dias – respondeu os dois em coro e eu sorri – vamos aproveitar muito

-Fiquem aqui na minha casa!!!! temos 3 quartos de hospedes – falei com um sorriso que so faltava rasgar a minha cara

-tudo bem então – eles concordaram. Subi para o meu quarto para pegar o meu carregador e ligar para os meus pais

EU: OI, OI FAMILIA! – tentei falar o mais normal possível

ELES: OLA FILHA

EU: como estão?

Mae: estamos bem, filha temos que te falar uma coisa

Eu: tá, fala

Pai: vamos passar 4 meses aqui na África!

Eu: COMO? TA ME ZUANDO? VOCES VAO PASSAR 4 MESES NA AFRICA! E MEU ANIVERSARIO?

PAI: já falamos com o Manu e ele disse que estava tudo bem

Eu: okay... estou com saudades – falei e nos despedimos. Desci as escadas correndo

-Por que não me disse antes? – parei na frente do Manu que conversava com Nate  

-O que? – ele me olhou confuso

- que você vai ficar aqui por 4 meses e que eu não verei meus pais durante todo esse tempo! – falei e ele assentiu lentamente

- eles não deixaram eu falar! – ele falou e eu sai andando – me desculpa! você vai fazer drama com isso? – ele me olhou sério e por um certo lado ele tinha razão

- ta...parei – falei e ele deu um sorriso de lad- Matthew, Cameron muito obrigado pela surpresa! Adorei ver esses puros ai – falei e abracei os dois pela cintura

-oxi! eu não trouxe esses dois que só sabem te agarrar pra cá não – falou Matthew – minha surpresa é melhor – ele se jogou no sofá e eu o olhei curiosa – ihh nem vem...é surpresa...

- está bem... – todo mundo resolveu dormir em minha casa eu subi para o meu quarto e do nada senti lagrimas descer em meus olhos. Só de pensar que eu possa estar com leucemia e meus pais não estarão perto de mim nos primeiros meses meu corpo caia e eu desabava em lagrimas 


Notas Finais


Esse final acabou com o meu core. vou me abrir com voces aqui. essa parte da historia que a Madu acha que esta doente ou com leucemia foram baseados em fatos reais " como assim?" é que tipo passe pelo mesmo entao resolvi compartilhar meus momentos sad :(
obrigado pelos cometários e favoritos! bjs <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...