História Un Chat Noir In My Life - Capítulo 4


Escrita por: ~

Exibições 107
Palavras 2.201
Terminada Não
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Oioioioioioi santas Joaninhas!!!


Tô sumida né? ( o pq nas notas finais ^^ )




Boa Leitura <3

Capítulo 4 - Rotina de um Agreste


Fanfic / Fanfiction Un Chat Noir In My Life - Capítulo 4 - Rotina de um Agreste

   ( Adrien On )

  

   Uma rotina chata, uma rotina que todos tem inveja, uma rotina que todos desejam, uma vida que todos dizem almejar...

  Pobres seres, não sabem de nada...

  *Uma semana depois / 06:50 da manhã / Segunda-Feira / Mansão Agreste*

    -- Senhor Adrien temos que revisar seus compromissos para hoje... - Natalie à minha tutora entrou na sala checando coisas em seu tablete, com certeza minha vida toda está programada nele.
   -- Agh. - Parei meu café-da-manhã irritado, nem de manhã me livro do trabalho. -- Será que por gentileza poderia deixar eu terminar o meu café?! - Ergui minha sobrancelha.
   -- Desculpe, mas não. - Bufei. -- Sua agenda está lotada para hoje, e enquanto mais cedo á cumprir melhor. - Ela contínuo com sua postura de " que estou aqui para cumprir as ordens de seu pai e irei fazer isso" e contínuo.
   -- Bem, você terá hoje; Aula de chinês...
   --Hm.
   -- Uma entrevista para à revista 'Dose Adolescente'..
   --Hm.
   -- Almoço com o prefeito de Paris e sua filha... - Ótimoooo, agora tenho que aturar aquela Chloé, sério eu ainda nem sei como tenho os meus braços. Tcs.
   --Hm.
   -- Fotos para á mais nova coleção do seu pai... De óculos...
   -- Hm... Espera! Óculos? - Essa é nova, sempre pensei que ele fosse estilista, parece que ser seu modelo de roupas não é só o suficiente para ele, têm que me colocar também em seus outros negócios, que beleza heim...
   -- Sim! Ele está com sua mais nova exposição e te quer para fazer propaganda.
   -- Ele não acha que está colocando muito para cima de mim não? Estou sem tempo até de respirar. - Suspirei pesado abandonando minha comida mal tocada.
   -- Os empresários, acionistas, compradores, vendendores e etcs... Te querem sempre como representante da marca Gabriel Agreste, as vendas lucram até fortunas com isso...
   -- Dinheiro... É só nisso que ele pensa. - Disse baixo.
   -- Disse alguma coisa?
   -- Que já podemos começar, temos mais alguma coisa?
   -- Depois das fotos uma outra entrevista com alguns paparazes, e depois um jantar com o seu pai. - Jantar com ele? Faz quanto tempo que não jantamos juntos... Acho que anos...
   -- Ok Natalie. - Só espero que não precisem do Chat hoje, e também parece que não poderei ver Mari, isso só contribui para meu dia ficar uma merda total, desde aquele ocorrido eu meio que não consigo não pensar nela, a sensação de quase perdê-la ainda me assombra muito.
  

  *11:20 da manhã / Depois da aula de chinês e da entrevista para à revista / No hotel dos Bourgeois*

   -- Seja bem vindo senhor Adrien Agreste. - O prefeito veio me comprimentar.
   -- Obrigado senhor prefeito, é sempre uma honra. - Dei um sorriso falso, odeio está aqui, sem falar que á entrevista para aquela revista me deixou ainda mais irritado! Eu estava dando uma entrevista para adolescentes ou para pessoas que ler Playboy? Como eles perguntam o tamanho do meu pénis?! Eu ein...
   -- Sem muita cortesia rapaz, somos praticamente família. - Ele riu. Sério? Nem sabia.
   -- Claro. - Melhor não contrariar.
   -- Vamos para o segundo salão, a nossa espetacular cozinheira fez o melhor da casa, minha filhinha logo logo chega. - Ah agora que percebi sua ausência.
   -- Por isso que ainda sinto os meu braços... - rir.
   -- Disse alguma coisa?
   -- A-Ãn, nada, nada não! Vamos estou morrendo de fome. - Rir e ele logo retribuiu.
   -- Vamos sim.
...
   -- Então jovem, eu...
   -- ADRIENZINHOOOO!!! - Chloé entrou euforica na sala, me agarrando de lado, engasguei com a salada que mastigava.
   -- cof* cof* O-oi Chloé cof* cof* cof* ...
   -- Minha querida! Olha os modos e veja o que você fez. Tome, tome aqui senhor Adrien, tome água. - Bebi toda a taça, realmente eu não sei se me engasguei com o susto do seu grito ou por seu mata-leão que quase terminou de me matar.
   -- N-não têm cof* cof* problema ...
   -- Desculpas Adrienshow, eu só fiquei feliz. - Fez uma cara inocente e bico. Ela é bonita, não tanto como Marinette que têm beleza não só externa como interna. Eu até pensei em pega-lá uma vez, mais nem tesão essa garota sabe dar.
   -- Se controle querida! - Ela fez sim com a cabeça e se pós em seu lugar na mesa.
   -- Continuando, eu ia pergunta...
   -- Ai, Paizinho deixa que eu mesma falo! - Agora sim eu estou com medo. O que essa maluca está aprontado? Meu Deus que não seja nada me envolvendo.
   -- Falar o que? - Perguntei.
   -- Sabe Adrienzinho, vai ter um baile à fantasia na minha escola e eu queria te pergunta se poderia ir como o meu acompanhante, é para o final do mês? - Seu rosto estava tão feliz que até evitei em responder.
   -- Eu não sei Chloé...
   -- Por que não? - Seu sorriso diminuiu.
   -- Sabe eu adoraria ser o seu parceiro mais eu tenho vários compromissos para esse mês e infelizmente não terei tempo. - Falei calmo e demonstrando sinceridade, bem, não deixa de ser verdade.
   -- Adriennnn... - Choramingou.
   -- Filha! O senhor Adrien é um homem muito ocupado! Apenas seja censata.
   -- Ok. - Disse enburrada.
  
...

  O Almoço terminou "ainda bem" e eu já estava indo para a sessão de fotos. Chegando lá fiquei ciente de toda a coleção, uma coisa tenho que admitir; O meu pai é muito bom. A coleção realmente é bonita e têm bastante estilo, de óculos de graus até solar, de todas as molduras incrívelmente lindas. Depois de centenas fotos e milhares de poses, terminei. A segunda entrevista foi ainda mais interrogativa, todos querendo saber da nova incrível coleção do meu pai, claro que não me permitiram falar muita coisa, pois é lançamento surpresa, vão ver só no dia do lançamento. E finalmente estou em casa e livre de compromissos por hoje. Bem quase...

   -- Pode ir para o seu quarto, tome banho, vista uma roupa apropriada para um jantar fora com o seu pai, quando tudo estiver pronto irei lhe chamar. - Acenti para as ordens de Natalie. Quem é o chefe mesmo? Aé, o meu pai.

...

   *O celular toca*

  -- Oi Plagg.
  -- IAi moleque.
  -- O que aconteceu?
  -- Estou ligando por que precisamos conversa sério. - Suspirou.
  -- Qual assunto?
  -- Sobre os vilões.
  -- É precisamos mesmo conversa sobre isso. No mesmo local?
  -- Pode ser. Te vejo amanhã as 02:00 da madrugada na Miraculous.
  -- Ok. Vou desligar.
  -- Nem vai me mandar um beijinho?
  -- Vai. Tomar. No. Cú. Plagg.
  -- Me respeite seu projeto de gato!
  -- Olha flor, eu preciso desligar.
  -- Já cansei da tua voz mesmo. Xau.
  -- Eu sei que tú se masturba pensando em mim. - Rir.
  -- Vai dar o buraco Pirralho.
  
Rimos.

*Chamada acabada*

  Eu estava vestido perfeitamente formal para o jantar, Marinette disse um dia a mim "sem querer" que ama me ver de terno e gravata, ela quase se bateu depois que essas palavras escaparam de sua boca rosada. - Rir relembrando a cena - Bem pode parecer besteira, mas eu gosto de mostra o melhor de mim para o meu pai nesses poucos momentos que temos, apesar de seu jeito de me criar e educar depois da morte da minha mãe ser totalmente errado na minha opinião, eu o amo. Ele é meu pai.

*Estrondo*

  Oh não! Agora não...

...

    -- Ei rainha da neve! - Justo naquela hora um vilão resolve dar as caras, roubar um banco de novo. Esses vilões só pensam em banco! Aff. E sem falar que estou atrasado para o jantar, Natalie vai me matar.
   -- Oh, o bobalhão chegou. - Riu.
   -- Nossa! Até magoou, doeu aqui ô. - Fiz falsa cara de tristeza e coloquei a mão no peito esquerdo.
   -- Você não vai me capiturar de novo Chat! Eu estou mais forte!
   -- E eu estou mais bonito, então estamos quites.
   -- AGH! NEVADA!

...

   Droga à batalha demorou mais tempo que pensei, estou totalmente atrasado. Entrei no meu quarto pela janela. Levei o meu anel preto com uma patinha de gato verde até a boca e falei a senha;

 
...Princesse yeux bleus...

E assim o meu traje de gato sumiu. Sou Adrien de novo, um Adrien bem atrasado. Decir as escadas o mais rápido que consegui. Avistei Natalie ao final da escada principal, sua cara está nada boa. Engolir em seco.

  -- Adrien!!!
  -- Oi, olha eu...
  -- Eu te chamei á mais de 25 minutos!! - Suspirou. -- O jantar acabou. - Disse com uma voz mais baixa. -- O seu pai quer dar um recado à você. - Olhei para ela, como assim um recado?
   Ela ergueu seu tablet me mostrando meu pai na tela. Ótimo, nem para vim dar a bronca pessoalmente ele têm tempo prá dar, realmente eu estou pensando seriamente se ele me odeia.
  

   -- Adrien, por quê não veio ao jantar? - Seu rosto demostrava o de sempre. Nada.
   -- Eu tive uns problem...
   -- Eu não quero saber, você têm compromissos Adrien! Você não é mais um garotinho de 10 anos, não pode agir como um mimado! Aja como um homem que eu espero que seja! Você já têm 18 anos!
   -- Eu tive uns problemas tá legal?!?! - Acabei alterando a voz e ele não gostou nada disso.
   -- Não lenvante a voz para mim! E que problemas foram esses? Esse jantar era importante!
   -- E por acaso você liga?! Faça a mim um favor! Passou o tempo que o senhor Gabriel Agreste se emportava com o Adrien. Nem para falar com o próprio filho pessoalmente você é capaz! - Aquela tela com o rosto sem emoções do meu pai já estava me tirando a paciência por completo!
   -- Adrien! Não admito esse seu comportamento!
   -- E eu não admito ser só um objeto de dinheiro e fama!!!
  -- Eu...

  Não deixei ele terminar, peguei o tablet e o atirei na parede o fazendo em pedaços, Natalie mal reagia, eu estou com tanto odeio, Agh, realmente ninguém merece um pai assim. Entrei no meu quarto e quando fui fechar a porta acabei quebrando a maçaneta sem querer. Preciso me acalmar. Preciso de Marinette.

   ...

  (Adrien Off / Marinette On)

   Estava lendo na minha cama quase pegando no sono com o livro em mãos quando...

  -- Princesa. - Despertei e logo abrir o meu melhor sorriso, mas logo o desfiz.
  -- Adrien? Você está chorando? - Avia lágrimas pelo rosto perfeito daquele gatinho, lágrimas que não combinam com ele.
   -- Eu...
   -- O que aconteceu?! Adrien! Diga! Está machucado? Ande fale!!! - Estava realmente preocupada, ele não chora por nada.
   Ele veio até minha cama caindo em cima de mim, me abraçando com certa força, mas não é hora de pensar nisso. Eu o retribuir e comecei um cafune na sua nuca.
   -- Mari, eu... Eu posso dormir aqui hoje? Porfavor. - Seu rosto se escondeu por completo na minha barriga. Ele tremia de leve.
    -- Claro que pode! Não vou te deixar ir assim... - Sentir ele sorrir. -- Não quer me contar o que ouve?
    -- Mari, apenas preciso de você agora! Só você. Irei te explicar tudo amanhã está bem meu amor?
     -- Tudo bem gatinho. - Puxei o edredom para também o manter quente. - Pode se levantar para eu me ajeitar na cama? - Sorrir.
    -- Só se você dormir de conchinha comigo. - Levantou a cabeça e sorriu prá mim, agora que vi os seus olhos vermelhos por conta do choro.
   -- Olha! Só por quê estou preocupada com você não quer dizer que estou à mercê! - Levantei, desliguei o abajur, guardei o livro e voltei para à cama. Deitei na direção oposta para não o encarar. Estou totalmente corada, ele sempre invande meu quarto mas nunca deixei dormir.
   Ele me puxou ao seu encontro e me abraçou por trás, ficando com a respiração no meu pescoço, não sei dizer mais, é muito bom dormir assim.
    -- Adrien?
    -- Sim.
    -- Ah, eu bem... Eu gosto muito de você gatinho, e quero que saiba que pode contar comigo no que for, está bem?
    -- Eu sei minha princesa. Agradeço por isso, você, e só você que preciso, sempre. - Sorrir.
    -- Boa noite gatinho idiota.
    -- Boa noite princesa teimosa.

E assim logo dormir e ele também....

[…]


Notas Finais


~Princesse yeux bleus... ( tradução: Princesa de olhos azuis) ~


Ent eu estou em viagem, e eu simplesmente não consigo escrever na casa dos outros, eu sempre sou chamada para fazer alguma coisa e paw já era capítulo! Sem falar das crianças, aqui parece mais uma creche kkk Só isso mesmo. Obrigada por ler ^^

... Escrevendo esse capítulo enquanto eu tinha silêncio, sim tinha...

Bjs 💋💋💋💋 Quero muitos comentários viuuu?! Se não comentar o seu cabelo vai cair! ( Brincadeirinha ];> ) kkkk


Xoxo


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...