História Un conte de légendes - Capítulo 11


Escrita por: ~

Postado
Categorias Miraculous: Tales of Ladybug & Cat Noir (Miraculous Ladybug)
Personagens Adrien Agreste (Cat Noir), Alix Kubdel, Alya, André Bourgeois, Chloé Bourgeois, Gabriel Agreste, Hawk Moth, Marinette Dupain-Cheng (Ladybug), Mylène Haprèle, Nathalie Sancoeur, Nathanaël, Nino, Personagens Originais, Plagg, Sabine Cheng, Sabrina, Tikki, Tom Dupain
Tags Adrianette, Ladrien, Ladynoir, Marichat
Exibições 48
Palavras 1.192
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 12 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Escolar, Famí­lia, Fantasia, Festa, Luta, Magia, Mistério, Poesias, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Spoilers, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Oi gente !!! Eu fiquei melancólica nesse Cap :'(

Capítulo 11 - Um reflexo de um espelho


Fanfic / Fanfiction Un conte de légendes - Capítulo 11 - Um reflexo de um espelho

¤ Ladybug

" Você não tem que corresponder !!!! " Perai , oque eu estou pensando . Porquer eu estou fazendo isso , e por quer eu queria atirar o meu ioiô nela ?!?!

Eu começo a pensar enquanto eu olhava o Cat noir voltar , ele fica na minha frente e depois diz :

Cat noir - Ladybug por quer você está com o seu ioiô na mão ?

Eu volto a me lembrar de que ainda estava com o meu ioiô , e eu fico um pouco vermelha e um pouco desisperada . Mas depois de alguns segundos respondi :

Ladybug - Ahn....é que eu achei ter ouvido ele tocar . - Eu dou um sorriso forçado .

Cat noir - Ok... - Ele fala como se não tivesse acreditado . - Agora vamos continuar aqui né ? Me disseram que a Chloé queria fazer uma festa a mais durante isso .

Ladybug - Por quer ? - Eu falo com um expressão de dúvida .

Cat noir - E por quer amanhã ela vai viajar para um acampamento escolar , e ela queria se despedir de seus " fãs " - Ele faz um sinal com as mãos dando ênfase a palavra fãs .

Ladybug - E tem razão kkk....

Cat noir - Bom , eu acho que só você vai ficar aqui . Agora eu já preciso ir para casa .

Ladybug - M - mas já ? O gatinho medroso tem medo do escuro ?

Cat noir - Ha , ha , ha muito engraçado - Ele faz uma cara de irônico . - Mesmo se eu quissese ficar eu não poderia , preciso ir .

Ele faz um sinal com as mãos se despedindo de mim , enquanto eu o via ir embora eu percebi que a Chloé estava vindo em minha direção . Logo eu corri até o Cat noir , e fiquei a sua frente . Ele faz uma expressão de supreso , antes que ele pudesse falar algo e disse :

Ladybug - Eu queria saber se posso ir com você até o caminho da sua casa - Eu pude completar o resto da frase , pois ele fala .

Cat noir - A Chloé tava atrás de você , né ?

Ladybug - S - sim - Eu falo um pouco envergonhada .

Cat noir - Tudo bem qual é o mal nisso .

Ele demonstra um sorriso sincero para mim . Eu pedi para que alguém guardasse as cartas e que depois iríamos busca elas , e depois eu e o Cat noir fomos embora .

Começamos a andar pelos prédios , e víamos o sol se pondo . Enquanto o céu começava a mostrar as estrelas , as últimas faíscas de luz solar tocavam os nossos pés . O silêncio entre mim e o Cat noir era pertubator , logo eu decido falar algo :

Ladybug - Ahn....eu acho que estamos perto da sua casa , né ? - Eu falo meio nervosa .

Cat noir - Ahn , desculpe eu não ouvi direto ? - Ele fala olhando para mim .

Ladybug - Não , não , nada demais . Bom , mas pelo visto eu acordei o gatinho para a realidade .

Cat noir - Kkkk - Ele ri de um jeito fofo .

Ladybug - Se não for um incômodo , posso saber no que estava pensando ?

Cat noir - Eu...sei lá . Eu não consigo pensar direto....

Ladybug - Pensar direito eu sei que você não pensa , mas ter consciência você tem . Até agora eu estou surpresa que você não tenha feito ainda nenhum trocadilho seu .

Cat noir - Pior que é verdade kkk - Ele fala colocando a mão na cabeça - Não entendo como você me suporta.

Ele começa a olhar para baixo e deixa um sorriso sincero escapar , sem notar que algumas mexas caíram em seu rosto .

Quando eu noto que os seus olhos mudaram de repente , não eram mas aqueles olhos felinos , eram olhos normais mesmo . Os olhos do Cat noir estavam brilhantes que nem esmeraldas , e cativantes que nem melodias .

A pouca luz que restava do sol fazia com que o seu cabelo ficasse dourado que nem ouro .

Ele parecia me lembrar alguém....alguém que fizesse o meu coração bater mais forte....

* Adrien * foi a palavra que agora ecoava na minha mente . E novamente aquele silêncio voltou , mas agora era menos angustiante . Então eu decidi falar :

Ladybug - Chat...por quer você é assim ?

Ele olha para mim com uma expressão de dúvida :

Cat noir - Como assim ? Eu não entendi .

Ladybug - Estou falando desse seu jeito agora . Até algum tempo atrás você era o gato bobo e que sempre estava sorrindo por nada. E agora você parece um garoto sentimental que sente dor quando é magoado , que agora mostra um sorriso de verdade . Que agora decide ser o outro lado do espelho invisível que divide o seu mundo .

Cat noir - Mas qual o problema - Ele fala .

Ladybug - O problema é que parece que eu não conheço você . Nunca conheci de verdade .

O silêncio voltou , e ele olhava para baixo buscando uma saída em vão . Porém ele falou :

Cat noir - Se você não me conhece de verdade...e só por causa da máscara que é o meu único reflexo imperfeito . E esse reflexo imperfeito que você está vendo agora....é a única parte de mim que está rachada . E a única parte que é verdadeira ....

Ladybug - Chat...

Cat noir - Se agora o que você vê e o outro lado de um espelho...eu não saberei se você escolherá o que está rachado....ou o lado que todos querem ver . O artificialmente perfeito....

Antes que eu pudesse falar algo ele continua :

Cat noir - Bom , daqui em diante é a minha casa . E é por aqui que o nosso caminho acaba . Tchau My Lady .

Ladybug - Espera !

¤ Cat noir

Ladybug - Espera !

Eu olho para trás e vejo a mesma se aproximar :

Ladybug - Você disse que não saberia qual reflexo eu preferiria . Mas agora vai saber... - Ela me mostra um sorriso sincero e um olhar de carinho - Eu prefiro o reflexo que mostra a verdade e não o artificial . Pois ninguém merece ser tapado por um pano , e ser depois desfeito.

Cat noir -É por isso que você é Ladybug - Eu falo olhado para os seus olhos azuis...

E acabo me esquecendo o por quer de estar triste . Ou o por quer eu ter medo de continuar sendo um reflexo sem vida .

¤ Ladybug

Agora eu sentia que o seu coração estava menos pesado , e que ele sentia não ser menosprezado . Parecia ser uma sensação boa...eu começo a me aproximar dele , e levemente eu toco em seu rosto . Parecia que ele havia levado um leve susto .

E começo a me aproximar dele , e delicadamente eu beijei a bochecha . Eu percebi que o mesmo ficou muito corado , e antes que ele falesse algo eu disse :

Ladybug - Até mais gatinho !

E logo lanço o meu ioiô , e sumo pelos prédios. 

Continua....


Notas Finais


Eu fui chata nesse Cap ?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...