História Unbearable Neighbor || Vkook/Taekook - Capítulo 6


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Personagens Originais
Tags Bangtan Boys, Bts, Taekook, Vkook, Yaoi
Exibições 74
Palavras 1.027
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Escolar, Esporte, Romance e Novela, Yaoi
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Annyeong !! \(◎o◎)/
E aí pessoas, como vcs estão?
Desculpem a demora pelo capítulo, eu estava em semana de prova, mas agora finalmente acabou então tentarei postar com mais frequência!
Fiquem com o cap

Um Beijo da Juh ! ʕ•ٹ•ʔ

Capítulo 6 - Capítulo 6


Fanfic / Fanfiction Unbearable Neighbor || Vkook/Taekook - Capítulo 6 - Capítulo 6

Já em meio as lágrimas, Tae se levanta rapidamente após me contar um pouco de seu passado. Ele se desculpava diversas vezes pelo incômodo e pela bagunça, disse que tinha bebido um pouco e pediu que eu não era necessário minha preocupação com ele. Assim que terminou de falar, vestiu seu casaco e bateu a porta me deixando ali no sofá, sozinho e sem reação pela velocidade em que o mesmo saiu.

Agora já era tarde, não daria tempo para me encontrar com Hobi, mesmo se eu ligasse de novo. Fui para minha cama logo depois que terminei de catar os cacos da caneca que Kim deixou caiu e limpar todo o chocolate do carpete. Já deitado comecei a pensar no amanhã, primeiro dia na faculdade, fazer novos amigos e conhecer os professores... E assim dormi, pensando na faculdade.

~Segunda de manhã~

Acordei ansioso pelo meu primeiro dia. Fiz minha higiene matinal e em seguida fui para a cozinha preparar um café da manhã leve. Eu vestia uma calça preta levemente rasgada nos joelhos, uma blusa de meia manga, também preta, e um casaco de lã xadrez preto e vermelho, também um pouco rasgado, que, por mais que tivesse sol, fazia frio, e um tênis bem simples azuis escuros. Após tomar meu café, peguei minha mochila e fui em direção ao ponto de ônibus, por um momento enquanto eu andava tranquilamente pela calçada até chegar em meu destino, no ponto, parecia que Kim estava me seguindo, mas ele simplesmente queria pegar seu carro, um Porsche preto de dar inveja, sentei a espera do ônibus e pude ver Taehyung pelo vidro aberto do veículo passando em frente à mim. Me tirando de um transe, o ônibus finalmente havia chegado, entrei, e agora eu estava indo ao meu primeiro dia na faculdade.

O ônibus me deixou em frente aos grandes portões da universidade, assim que desci do mesmo, vi Tae no estacionamento, que ficava ao lado da entrada, encostado em seu carro e rodeado de garotas com saias tão curtas que eu quase era capaz de ver o útero de cada uma. Ele vestia uma regata com diversas estampada e misturas de tons que formavam uma explosão de cores, calças pretas, sua jaqueta jeans amarrada em sua cintura, botas de cano curto, também pretas, e óculos escuros. Não fazia ideia de como ele não estava sentindo frio, o sol batia em seus cabelos castanhos os fazendo brilhar, seus bíceps estavam amostra e eu não encontrei um jeito de parar de olhar até ser visto, ficamos nos encarando, em um transe que parecia durar séculos. Nosso contato visual só foi interrompido por uma loira oxigenada que se jogou nos braços de Tae e o beijando logo em seguida. Então ele tinha namorada... Um beijo demorado e intenso, pelo menos da parte da garota, porque de onde eu estava dava para ver que os olhos de Kim estavam abertos e focando em um ponto qualquer da paisagem a cima da sua aparente namorada.

Permaneci observando os dois, quando Taehyung voltou a me encarar novamente, sinti arrepios percorrerem minha espinha e um frio na barriga inexplicáveis. A loira, finalmente, percebeu que o namorado não prestava atenção em sua conversa e então seguiu com o olhar atento a fim descobrir onde os pensamentos do mesmo estavam. Havia uma garota qualquer ao meu lado, aparentava ser novata assim como eu, e também encarava a todos. Assim que a oxigenada encontrou a direção em que seu namorado estava perdido, bateu na nuca de Tae, mas não surtiu efeito algum sobre ele, vendo que o garoto continuava encarando em um transe profundo em minha direção, a menina começou a gritar, todos ao redor olharam para a histeria da loira. Kim, em fim, decidiu dar atenção para a namorada, provavelmente, com a intenção de que os gritos da mesma parassem.

Me toquei de que eu ainda precisaria pegar os horários de aula e inscrições para clubes, então me dirigi até a entrada, a caminho da secretária, sendo obrigado a passar pelo casal em crise.

- Quer me contar porque caralhos o Senhor estava olhando para aquela ruiva falsa ou invés de me dar atenção? EU sou sua namorada! EU! Não pode simplesmente ficar olhando para outra e me ignorar. - A garota gritou atraindo ainda mais olhares fazendo com que Kim revirasse os olhos. Além de histérica, é possesiva e hipocrita.

- Lisa! - Então esse era o nome do ser dramático e histérico ao seu lado. - Eu não sou obrigado a passar vergonha por causa de suas crises de ciúmes, eu não tenho que aguentar esses seus ataques e histerias! Estou cansado da suas mesmices, deixe de ser insolente e me respeite, além de seu namorado - Bufou - Sou mais velho e não tenho paciência para essas suas palhaçadas - Taehyung disse movimentando os lábios de maneira calma, mas sem deixar a arrogância de lado. Aqules lábios... Não havia percebido, até então, como eram belos. Lábios carnudos, principalmente os inferiores, e retangulares num tom de rosa incrivelmente atraentes.

Sai de meus pensamentos quado tinha me dado conta de que esbarrei em alguém.

- Oops! - Disse a figura baixinha em minha frente em um tom divertido e abrindo um sorriso ao ver que eu tinha me desequilibrado e me apoiado nele.

- Oi! Me desculpa, e-eu... E-eu estava... - Paralizei ao ver com clareza o garoto. Seus cabelos eram platinados, ele vestia um casaco azul marinho, calças e blusa pretas, um tênis discreto e uma gargantilha, o que o deixava muito... Muito...

- Perdido? - Ele completou minha frase me tirando de meus pensamentos. Eu assenti um pouco tímido e ainda sem falas para descrever a figura em minha frente, o que fez com que o baixinho gargalhasse, e como usa risada era gostosa. - Me chamo Jimin, Park Jimin. - Ele disse sorrindo e estendendo a mão. 

Park Jimin.... Era um belíssimo nome

- E-eu... Eu me chamo Jeon Jungkook, mas atendo por Kook se preferir. - Eu disse sorrindo e pegando em sua para cumprimentá-lo. - Prazer.

- Jeon Jungkook... - Ele repetiu meu nome e fez com que eu me arrepiasse. - Um lindo nome para um ser tão adorável como você.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...