História Unbelievable Destiny-Yoonmin - Capítulo 25


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), Sensational Feeling 9 (SF9)
Personagens Inseong, Jaeyoon, J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Jimin, Yoongi, Yoonmin
Visualizações 88
Palavras 935
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Romance e Novela, Yaoi
Avisos: Homossexualidade, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


PELO AMOR DE DEUS ANTES DE COMEÇAR A LER DA VIEW AQUI EM SHINE FOREVER
https://www.youtube.com/watch?v=iewWMqeMpqU
Nunca pedi nada rs sz
Boa leitura e cuidado com o tiro qq sei de nada

Capítulo 25 - Foreseen


Fanfic / Fanfiction Unbelievable Destiny-Yoonmin - Capítulo 25 - Foreseen

-Park Jimin- -Seul- -Casa do Jin/Própria casa- -00:30-

Dou passos lentos até o banheiro e fecho a porta do mesmo.

Vou tirando minha roupa bem devagar e vendo a tristeza que se alastrava em meus olhos, em meu rosto...

-Malditos dias.-Digo baixinho me olhando no grande espelho daquele banheiro.

...

Depois de por meu pijama ponho a toalha na cabeça, levo as roupas sujas até o banheiro e as jogo num cesto de cor marrom.

Desço as escadas com um pequeno sorriso no rosto por ter me decidido, as vezes o chuveiro nos ajuda mais do que qualquer pessoa.

Vejo o maior paralisado em frente à porta de chegada e me aproximo do mesmo vendo o Namjoon com algumas sacolas nas mãos.

-Mentira...-Digo boquiaberto.-Nam!-Corro até o maior e o abraço de olhos fechados sentindo o frio que vinha lá de fora.

Abro os olhos devagar enquanto estava nos braços do mais velho e vejo ali, atrás dele, o Jungkook, de cabeça baixa e com uma mochila nas costas.

Dou um pulo para trás.

É sério?

Me viro para o Jin que carregava uma tristeza nítida em si mesmo e volto o olhar para o Jungkook.

Você acha que eu acreditei naquilo?

Parecia um sonho, na minha cabeça oca aquilo era apenas um sonho.

-Bom, podemos entrar?-Namjoon diz.-Está frio aqui fora.-Jin puxa o maior pela mão e os dois entram enquanto eu e o Jungkook continuávamos nos olhando.

-Senti sua falta!-Ele sorri.

Eu tinha esquecido que o sorriso desse garoto me causava um forte impacto.

Eu só pensava: Minha nossa senhora livrai-me do mal.

-É.-Digo ainda confuso.

-Isso foi muito repentino?-Ele pergunta e eu concordo lentamente com a cabeça.-Bom, me desculpe.

-Tá.-Digo simples e entro em casa sendo seguido pelo garoto que balançava meu coração de uma maneira inacreditável.

-É só isso que tem pra me dizer depois de tanto tempo longe um do outro?-Ele pergunta e eu o olho incrédulo.

-Sério? Jungkook, você escolhei isso!-Entro no quarto e vejo o maior entrar também.

-Eu? Eu não fiz nada, Jimin! Foi você que escolheu morar em Seul!-Ele diz e para de caminhar quando eu me sento na cama.

-Você é inacreditável!

-Pois é, você também! Pensei que me receberia com um abraço apertado e palavras quentes.-Ele suspira.-Eu fiquei a noite toda pensando no que dizer a você.

-Fez isso porque quis.-Digo simples vendo a cara emburrada que ele fazia.

-Você continua complicado e irritante, não mudou nadinha.

-E você continua lerdo e insistente.

Permanecemos alguns minutos calados até eu me levantar e estender a minha mão para o Jungkook.

-Vamos fazer as pazes! Eu odeio ficar assim com alguém...-Jungkook sorri e me puxa para si me enlaçando com seus braços quentinhos.-Jungkook...

-Eu tinha me esquecido de como é bom te abraçar.

Fecho os olhos por um instante e começo a me lembrar de um passado bom onde eu era feliz só por ouvir a voz desse ser.

...

Acordo com a cara inchada de tanto dormir e me espreguiço.

Depois de fazer minhas higienes matinais passo no quarto do Jin e vejo o mesmo sendo abraçado pelo Namjoon que dormia profundamente.

Jin me olha e sorri botando o dedo indicador sobre os lábios, como um "shhh".

Fecho a porta do quarto dele e desço as escadas vendo duas torradas em um prato sobre a mesa e um copo de suco que eu tinha certeza ser de laranja.

Sinto o celular vibrar e pego o mesmo logo antes de me engasgar com o suco que agora eu tinha a certeza ser de laranja.

"Ei neném! Então, eu não posso te ligar porque meus créditos acabaram, minha vida é triste, você sabe.
              Bom, Taehyung é meu irmão, não de sangue, mas isso já torna a história longa demais, estou na casa dele onde encontrei minha família e eu estou realmente muito feliz! Depois te conto tudinho, tudinho. 
            Estou com saudade... Tipo, muita saudade! Espero que você esteja bem. Te amo! <3"-Min Yoongi

Fico uns dez minutos fitando a tela do celular até ouvir a voz rouca do Jungkook.

-Hyung? Você acorda cedo assim?-Ele boceja e põe um pouco de água em um copo de vidro que estava em cima do balcão.-Confirmo com um murmuro e pego minha mochila.

-Tenho que ir.-Digo e corro até a porta sentindo suas mãos geladas agarrarem meu pulso.-O que você quer?

-Quero te acompanhar!

-Não.-Me viro para a porta novamente e ele vira meu rosto.

-Por favor!

-Jungkook, pare de insistir.

-Hyung! Te pago um sorvete!

-Pegue um casaco, lá fora está frio.

...

-Então é aqui que você cria asas?-Ele pergunta e eu abro um sorriso lembrando de quando eu dizia isso pra ele.

-É, é aqui que me torno uma verdadeira borboleta.

-É um lugar bem bonito.-Ele diz olhando para todos os lugares do prédio.

-É sim.-Digo baixinho.-E sua namorada? Como ela está?-Pergunto me amaldiçoando pela pergunta idiota e já imaginando uma resposta vinda do mais novo.

-Namorada?-Ele me olha sério.-Que namora... ah...-Ele ri de leve.-Aquela garotinha? Nossa, não vejo ela faz um bom tempo.

-Como assim?

-Bom, ficamos juntos por um tempo e daí eu simplesmente cansei.-Ele diz e dá de ombros.

Sentia a raiva crescendo dentro de mim a cada passo que eu dava.

-COMO ASSIM CANSOU? EU ESTAVA TODO DEPRIMIDO PORQUE ACHAVA QUE VOCÊS ESTAVAM JUNTOS!

-Ué, porque?-Ele pergunta e eu engulo em seco.-Porque não me diz?

-Você é tão lerdo.-Digo e o outro me empurra.

-Me respeite! Eu sou mais alto!-Empurro ele e começo a rir.

-Besta! Eu sou mais velho!-Digo rindo da expressão do outro.

-É, eu senti mesmo sua falta.-Ele sorri.

-Eu também... eu também.

 


Notas Finais


TCHARAM ✨
Desculpem, desculpem, desculpem mas já estava previsto kkkkk

Galero, eu queria mt saber como usar o travessão pelo pc, pelo amor de deus me ajudem
Amo vcs rs beijo


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...