História Unbreakable love - Capítulo 5


Escrita por: ~

Postado
Categorias Justin Bieber
Tags Amor, Drama, Ilusão, Romance, Sentimento
Exibições 3
Palavras 801
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Drama (Tragédia), Saga, Universo Alternativo
Avisos: Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 5 - Jealous


Acordei sentindo uma claridade no ambiente, abri os olhos com um pouco de dificuldade e vi que já tinha amanhecido, eu precisava voltar pra casa o mais rápido possível, peguei meu celular e marcava 7hrs, se eu não chegasse em casa a tempo antes dos meus pais acordarem estaria mais encrencada ainda.
-Justin? (Sussurrei baixinho em seu ouvido)
Vi que ele já tinha acordado mas mantinha os olhos fechados fingindo ainda estar dormindo só para mim continuar com os sussurros.
Afundei meu rosto em seu pescoço, beijando a região até que ele se virou e sorriu malicioso pra mim. Porra como eu amava esse sorriso.
-Bom dia garotão! Ainda é cedo mas tenho que voltar logo pra casa.
-Bom dia pequena! Eu te levo em casa, só mais 5 minutos.... (implorou)
Assenti e ele puxou meus lábios para um beijo inicialmente calmo, mas essa sutileza não durou muito, Justin puxou ainda mais meu corpo para o seu me beijando de forma intensa, sua mão apertou minha cintura com força e um gemido escapou dos meus lábios. Justin tentou tirar minha blusa mas o repreedi com o olhar, ainda não era hora.
-Justin... Melhor a gente parar por aqui, esse não é o momento e eu realmente preciso ir embora.
Ele assentiu frustrado e se levantou indo se trocar, fiz o mesmo e depois seguimos para minha casa, quer dizer uma esquina antes da minha casa, tudo para evitar mais confusões por ai.
-Você foi incrível, obrigado por tudo.
-Por nada gatinha, tenta manter a calma quando chegar em casa, evita bater de frente com seus pais, eles só querem proteger a garotinha deles. (Ri sem graça)
-Garotinha de quase 18 anos? Me poupe por favor.
-Quase 18 mas com tamanho de 15 (ele riu de sua própria piada e eu o encarei seria)
-Vai se fuder Justin!
-Só se vc vier junto (Rimos e me despedi com um beijo)
Entrei em casa fazendo o mínimo de barulho possível, subi as escadas e uma voz surgiu pela sala. Opsss acho que alguém acaba de tomar no cu, QUE MARAVILHA.
-Posso saber onde você passou a noite Alice Baldwin? (Minha mãe me pegou em flagrante)
Me virei encarando seus olhos.
-Eu...Eu....An.... eu tinha que dar um tempo ok? Não aguentaria toda essa pressão tive que sai pra respirar.
-Onde? Com quem?
-Na casa do.... na casa da Hailey lógico. (Menti)
Ela simplesmente assentiu e não prolongou o assunto, fiquei surpresa com tal reação mas agradeci mentalmente por isso e tornei o trajeto de volta pro meu quarto.
......
Estava sentada a beira da piscina com a Hails, chamei ela até aqui em casa pois tinha que contar minha aventura noturna pra ela.
(...) -Então foi isso que aconteceu. (Resumi a história toda pra ela)
-Eu to chocada, aonde você aprendeu essas coisas? Porque a Alice que eu conheço jamais fugiria assim de casa. (Disse ela intrigada)
-Bem.... Justin me encorajou para fazer isso então achei que era uma boa e pra ser sincera não me arrependo, tive uma ótima (disse sem poupar o sorriso)
-Vocês transaram?
-Claro que não, mas foi por pouco.
-Você não pode se entregar assim tão rápido Alice pelo amor de Deus né.
-Eu não me entreguei pra ninguém Hailey não precisa surtar, ja falei que não aconteceu nada. (Disse ríspida)
-Mas foi quase!! (Ela bufou indignada)
-E se tivesse acontecido, qual a diferença? Quem manda na porra da minha vida sou eu.
-Então vai lá e dá bem gostoso pra ele porque depois que ele tiver feito o que pretende fazer com você, ADEUS CONTO DE FADAS.
-Isso tudo é o que? Inveja? Ciumes? Só pode né porque metade daquela escola é louca pelo Justin ai vem uma pessoa como eu, fico com ele e ai jogam na minha cara que eu não tenho o direito de tentar ser feliz com alguém que eu finalmente gosto pra valer. (Irritação e raiva era o que não faltava naquele momento)
-Inveja? Ta maluca? EU JAMAIS IRIA QUERER ALGO COM AQUELE GAROTO e sobre sua felicidade, você tem todo direito de querer vive-lá mas isso aqui se chama VIDA REAL e não uma produção da Disney.
Encarei Hailey por alguns segundos, ela só podia estar brincando comigo.
-Não vivo em conto de fadas pra sua informação mas se você chama "felicidade" "ser feliz" "aproveitar o momento" de conto de fadas então sim ESTOU VIVENDO EM UM. Vocês nunca vão entender isso e eu também não vou ficar dando explicações o tempo todo. (Disse dura)
-Faça o que quiser. (Disse ela indiferente se levantando e indo embora)
Se isso não for puro ciumes da parte dela eu sinceramente não sei o que é....Confesso que isso me incomodou.... Eu só estava buscando pela minha felicidade afinal qual o problema em tentar ser feliz?

Notas Finais


E aí será que a Hailey está sendo apenas uma amiga super protetora para Alice ou ela está mesmo con ciumes??? Aguarde & confira :)


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...