História Unbroken - Capítulo 7


Escrita por: ~

Exibições 14
Palavras 2.775
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Crossover, Famí­lia, Romance e Novela

Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Oieee, o capítulo de hoje ta beem interessante, aproveitem :)

Capítulo 7 - 6.0 - My heart belongs to you


Fanfic / Fanfiction Unbroken - Capítulo 7 - 6.0 - My heart belongs to you

  CAPÍTULO 6.0 : My heart belongs to you
  TEMA DO CAPÍTULO : "Você roubou meu coração, nada nem ninguém vai mudar isso"
  MÚSICA DO CAPÍTULO : Fireproof, One Direction

  Acordei com meu maravilhoso despertador tocando pra eu ir para minha querida escola. Já fazem quase três meses que eu e Harry fizemos um ano de namoro e passamos aquele final de semana maravilhoso acampando, e também tivemos nossa primeira vez, dias mais do que especiais. Minha irmã fez aniversário e fizemos uma festinha pra ela aqui em casa mesmo e convidamos alguns amigos e familiares, foi um dia muito gostoso e Harry deu o presente que ela tanto queria, um par de patins, os olhinhos dela brilharam quando ela abriu o pacote e ela abraçou o Harry como se fosse a última coisa que ela pudesse fazer na vida. Ela ficou tão feliz e tão empolgada que treinava (e ainda treina) todos os dias sem se cansar, mas depois de duas semanas ela acabou se empolgando demais que escorregou e caiu, o pior é que eu estava sozinha com ela em casa e meus pais não atendiam o celular, minha saída foi ligar para o Harry e pedir para que ele nos levasse pro hospital, ela foi pro pronto-socorro e eu e Harry ficamos na sala de espera.

  -Será que ela se machucou muito? -Ele perguntou
          -Não sei, mas ela tropeçou e caiu em cima da mão dela e ela estava chorando de dor
          -Ela deve ter quebrado ou torcido o pulso, nunca mais vou dar nada que tenha rodas pra ela
          -Ela amou seu presente, não para de brincar por nada, não é culpa sua, eu que devia ter tomado conta dela direito
          -Isso é normal, acidentes acontecem, também não foi culpa sua -Harry falou e a enfermeira que estava cuidando dela veio em nossa direção
          -Você é irmã daquela menininha que se machucou né? -Ela me perguntou
          -Sim -Respondi -como ela está?
          -Bom, já tiramos raio-x e ela quebrou o pulso, precisamos cuidar dela mas ela não quer deixar ninguém tocar, você quer ir lá com ela?
          -Claro -falei me levantando -Harry por favor tenta falar com os meus pais, eles precisam saber o que está acontecendo
          -Pode deixar, vai lá com ela, vou ficar aqui -Ele falou
  Segui a enfermeira até o pronto-socorro e ela abriu a porta de uma sala e eu entrei, vi a Maddy deitada na cama com outra enfermeira fazendo carinho e conversando com ela :
          -Você tem que pegar o jeito do patins primeiro pra depois correr, senão é isso que acontece mesmo, isso também aconteceu com a minha filha quando ela tinha acho que nove anos, quantos anos você tem?
  -Tenho sete, ganhei o patins de presente no meu aniversário
  -Um ótimo presente né? -Ela assentiu -só precisa tomar cuidado
Ela olhou pra mim e eu fui abraçá-la :
  -E aí, como você está? -Perguntei
  -Quero ir pra casa -Ela falou
  -Nós vamos, mas primeiro precisamos cuidar de você, senão vai piorar
  -Mas tá doendo muito -Ela falou e fez biquinho
  -E se eu segurar sua mão? Você fica quietinha? -Falei e ela pensou um pouco
  -Não!
  -Maddy colabora por favor, eu sei que deve estar doendo muito mas você não pode ficar assim!
  Outro médico chegou na sala em que estávamos, me cumprimentou e depois começou a explicar o caso dela :
  -Ela teve uma fratura extra-articular, não é grave mas como está bem inchado vou ter que colocar uma tala e daqui uma semana vocês voltam aqui pra eu engessar, tudo bem?
  -Ta bom, que bom que não foi muito grave -Eu falei
  -Isso acontece muito, não precisa se preocupar -Ele falou
  -Agora você segura na mão da sua irmã e fecha os olhinhos -A médica falou
  -Vai doer?
  -Pode ser que doa um pouquinho mas vai ser bem rapidinho e você nem vai perceber -Ela falou, nunca vi uma médica tão amorosa assim
  Peguei na mão da Maddy e ela fechou os olhos, quando o médico começou a mexer ela reclamou de dor mas ficou quietinha, amo cuidar dela.
 

  Criei coragem e levantei da minha cama quentinha, nada melhor do que dormir em uma manhã fria de outono mas às vezes não tenho escolha, vi o Snoopy dormindo ao lado da minha cama, esse é o nome que escolhemos pro nosso cachorrinho, coloquei uma blusa de moletom e desci até a cozinha, minha mãe estava fazendo café :
  -Bom dia -Ela falou enquanto eu me sentava na cadeira
  -Só dia mãe -Falei desanimada
  -Eu já falei que você tem que ir  dormir mais cedo
  -O ruim é acordar cedo mãe
  -O Harry vem te pegar?
  -Sim -Respondi e tomei um gole de café
  -Vou deitar de novo, boa aula Vic -Minha mãe disse
  -Tudo bem, tchau mãe -Falei e ela subiu pro quarto
  Senti uma coisa peluda tocar em mim, olhei debaixo da mesa e era o Snoopy deitado no chão, não importa quando nem onde, ele me acompanha por onde eu vou. Acabei meu café e fui me arrumar, coloquei uma calça jeans azul-clara, uma blusa branca e uma jaqueta preta, penteei meu cabelo e escovei os dentes, vi meu celular vibrar :

    Harry ♡ : Já cheguei

  Peguei meu rímel, base e batom e coloquei na bolsa, dei tchau pro Snoopy e desci as escadas correndo e não, ainda não tenho carta de motorista.
 

  -Oi -Falei assim que entrei no carro
  -Bom dia -Harry falou e me deu um selinho -acordou atrasada?
  -Sim, demorei muito?
  -Não é que você está com uma carinha de sono -Ele falou sorrindo
  -Por que você tá sorrindo?
  -Porque você fica fofa mesmo assim
  -Você também fica fofo de touca -Falei e ele sorriu, amo quando ele usa touca
 

  -Vai devagar! -Falei rindo quando Harry passou em uma lombada e eu borrei a maquiagem
  -Desculpa -Ele respondeu rindo mas sem tirar os olhos da estrada -você fez o trabalho de geografia?
  -QUE TRABALHO? -Falei quase gritando
  -Calma -Ele riu -o trabalho dos mapas que o professor passou faz umas três semanas
  -Ai meu Deus, com toda a correria que foi nesses últimos dias com a Maddy acabei esquecendo, é pra hoje?
  -Sim, mas eu, como um ótimo namorado, achei mesmo que você ia esquecer por causa da Maddy, então eu fiz dois trabalhos -Ele falou e eu sorri
  -Você não existe Harry -Falei e ele sorriu
 
 
  Já na sala de aula, estava conversando com o Harry e os meninos enquanto esperava minhas amigas chegarem :
  -Vamos todos fazer artes cênicas ano que vem então? Incluindo a Demi e a Dani? -Liam perguntou animado
  -Sim! -Respondi e logo em seguida as meninas chegaram
  -Do que estamos falando? -Dani perguntou
  -Do que vamos fazer ano que vem na faculdade -Eu falei
  -Mais precisamente artes cênicas -Harry falou
  -Mal posso esperar! -Demi disse e eu sorri
  -Dani está tudo bem? -Perguntei por ela estar tão quieta
  -Sim, vocês fizeram o trabalho?
  -Eu fiz -Os meninos disseram
  -Eu também -Harry disse e piscou pra mim
  Alguns alunos entraram na sala e logo depois o professor entrou :
  -Bom dia sala, temos uma aluna nova, nova o nome dela é Addison -Ele falou e ela entrou na sala
  Dani me cutucou da mesa de trás :
  -Quem muda de escola nessa época do ano? -Ela falou e eu dei de ombros
  Estava pegando meu material e lembrei de pedir o trabalho para o Harry :
  -Harry me dá..-Parei de falar no instante em que vi a Alyson SENTADA ATRÁS DELE
  -Calma Vic -Demi falou
  -HARRY! -Dani gritou e todo mundo assustou -a Vic ta te chamando
  -Ah desculpa amor, o que foi?
  -O trabalho, você ainda não me deu -Falei e ele tirou da bolsa e me entregou -obrigada
  -Sempre que precisar -Ele falou e piscou pra mim, sorri
  

  Eu, Demi e Dani ficamos observando a Alyson o tempo todo, ninguém mandou ela sentar atrás do meu Harry, eu queria dar uma voadora nela quando ela pedia um lápis ou uma borracha emprestada para ele de cinco em cinco minutos, quando ela pediu a borracha pela 4° vez eu perdi a paciência :
  -Amor me empreta a borracha -Falei alto de propósito
  Harry me olhou e ela revirou os olhos :
  -Calma -Ele sussurrou colocando a borracha na minha mesa
 

  Depois das primeiras aulas, fomos para o intervalo, nos sentamos na mesa do lado de fora da escola, eu estava morrendo de ciúmes :
  -O que foi? -Harry perguntou arrumando meu cabelo que estava voando por conta do vento
  -Ela não tem borracha não? Aliás, tudo bem se ela não tiver porque ela deve gastar dinheiro só com maquiagem pra arrumar a cara torta dela, mas você não é a única pessoa da sala -Explodi e Harry riu
  -Não acredito que você tá com ciúmes, ela só pediu um lápis e uma borracha
  -Ela não "só pediu", ela deu em cima de você, você não percebeu? -Cruzei meus braços
  -Para com isso, isso é besteira -Ele falou e fiquei quieta -você sabe que eu só tenho olhos pra você
  Olhei para o Harry e ele estava sorrindo, sorri também :
  -Você fica fofa até com ciúmes
  Não pensei duas vezes e me aproximei do Harry e o beijei
 

  -Finalmente acabamos! -Dani falou quando estávamos estudando na minha casa
  -Não aguentava mais -Demi disse e deitou na minha cama
  Minha irmã entrou no quarto e veio em nossa direção :
  -O que é isso? -Ela perguntou apontando para as contas gigantes no caderno
  -Contas chatas, que só daqui muitos anos você vai aprender -Dani falou
  -E quando você vai voltar pra escola Maddy? -Demi perguntou à ela
  -Já era pra você ter ido essa semana -Falei
  -Só vou quando eu sarar
  -O quê? É claro que não Maddy, você já pode ir -Eu falei
  -Você não pode perder tantas aulas assim -Demi falou
  -Vocês estão paracendo minha mamãe falando, tchau -Ela falou e saiu do quarto
  -"Vocês estão parecendo minha mamãe", que fofa -Dani imitou ela
  -Folgada, isso sim -Eu falei e elas riram -mas eu a amo
  -É ótimo ser a irmã mais velha -Dani falou e sorriu -também amo meu irmão, por mais que ele me bata todo dia, eu amo ele -ela disse e eu e Demi rimos
  -Bom, acho que já está bom por hoje -Falei fechando o caderno
  -Pelo resto do ano -Dani disse
  -A faculdade será bem melhor, vamos fazer uma coisa que gostamos
  -Sim, coisas bem mais interessantes -Falei e Demi assentiu
  -Dani o que você tem? -Demi perguntou
  -Nada, só estou cansada
  -Desde hoje de manhã você está quieta demais
  -É que... -Ela parou de falar
  -O quê? -Perguntei
  -É que na verdade eu...não sei sevou começar a faculdade ano que vem
  -Por que não? -Eu e Demi falamos juntas
  -Não sei se meus pais vão sabe...poder pagar
  -Dani, eu também não sei se meus pais vão poder pagar a minha faculdade, meu pai ainda não conseguiu outro emprego mas, tem tempo até o ano que vem e muitas coisas podem acontecer, não fica procupada não, não vale a pena ficar triste por coisas que nem sabemos se vai acontecer ou não -Falei e ela sorriu
  -É verdade, eu não tinha parado pra pensar nisso
  -Ótimo conselho Vic -Demi disse
  -Obrigada, o Harry que me deu -Falei e sorri ao lembrar dele
  -Eu quero um Harry pra mim também -Demi falou
  -Eu te empresto o meu Harry quando você quiser, mas sobre minha supervisão e só pra conversar em? -Falei e elas riram
  -Falando nele, Vic você precisa precisa ficar de olho naquela Addison porque com todo o respeito, o Harry é muito bonito e meninas assim não perdem tempo
  -Com tanta mesa na sala e ela tinha que sentar justo atrás dele
 
  Vaca, assanha, intrometida.

  -Pois é, ela que tire os olhos dele -Eu falei e cruzei meus braços
  -Senão nós é quem vamos tirar -Dani disse com uma cara de brava
  -Só não se metam em confusão -Eu falei rindo
  -Faço qualquer coisa por vocês -Demi disse e nós sorrimos
  -Amo vocês -Eu falei e demos um abraço em grupo

 
  Mais tarde, depois das meninas irem embora da minha casa, Harry me convidou para ir ao cinema e quando chegamos no shopping adivinha quem estava no estacionamento? Isso mesmo, Addison. Eu quase surtei quando a vi, mas por sorte, ela não nos viu. Comemos um lanche e depois demos uma volta pelo shopping até o filme começar, andamos até uma área ao ar livre que ficava no segundo andar :
  -O que você vai querer de natal? -Harry me perguntou
  -De natal? Amor ainda falta uns três meses para o natal -Respondi rindo
-Isso é verdade, mas o que você quer? Eu dou qualquer coisa que você quiser
  -Ah é? Qualquer coisa mesmo? -Perguntei
  -Sim
  -Então eu só quero uma coisa -falei e me aproximei do rosto dele -quero passar a noite de natal com você
  Ele sorriu e eu apertei sua bochecha :
  -Você é um amor, sabia? -Ele falou e me puxou para mais perto dele
  -Ano passado não pudemos passar o natal juntos, então se você passar comigo esse ano, vai ser o melhor presente que eu poderia ganhar -Falei sorrindo
  -Então nós vamos passar o natal juntos, vai ser o melhor de todos que já passei -Ele disse e me deu um selinho demorado
  Ouvi uma voz familiar, mas eu não queria acreditar que era a voz de quem eu achava que era :
  -Oi Harry

  Sim, realmente e infelizmente era a Addison.

  Harry parou de me beijar :
  -Ah, oi Addison
  -Que surpresa te encontrar aqui -Ela falou e Harry deu um sorriso forçado -vou no cinema ás nove horas, topa ir junto?

  ELA É CEGA OU O QUE PRA NÃO SE TOCAR QUE EU ESTOU AQUI?

  -Ah, não obrigado, nós temos uma sessão daqui a pouco -Harry disse apontando pra mim e ela me olhou franzindo a sombrancelha
  -Ah...que pena Harryzinho, quem sabe outro dia né, tchau -Ela falou e saiu batendo os saltos no chão
  -Então, onde estávamos? -Ele me disse e ia me beijar, mas eu impedi -o que foi?
  -Você sabe o que foi, Harryzinho -Eu falei brava e cruzei meus braços
-Você ta mesmo com ciúmes dela?
-Estou, não tem como não estar -Falei e direcionei meu olhar ao chão
  -Você não precisa ficar assim, você sabe disso -Ele segurou no meu queixo e levantou meu rosto, me fazendo olhar pra ele
  -Tenho medo de perder você -Falei e ele riu ironicamente
  -Medo de me perder? Meu amor, vou te contar uma coisa, ninguém te ama como eu te amo, ninguém te conhece como eu te conheço e ninguém vai poder roubar meu coração como você roubou, meu coração pertence a você e sempre vai pertencer, não é uma integrante nova na sala de aula ou qualquer outra pessoa que vai mudar isso, eu amo você, sempre vou amar
  Fiquei sem palavras, então abraçei ele :
  -Desculpa, eu amo muito você e só fiquei brava por ela falar com você daquele jeito, como se eu não existisse
  -Não precisa se desculpar de nada, eu entendo você, só quero que você saiba o quanto eu te amo -Ele falou e nós dois sorrimos
  -Não sei o que eu fiz pra merecer você -Eu falei e ele sorriu
  -Eu é quem devia estar me perguntando isso -Ele falou e eu sorri

  Me aproximei dele e ele me abraçou mais forte, logo senti nossos lábios juntos.


Notas Finais


O que acharam?? Primeira tretaa skjsh obrigada por terem lido até aqui, até semana que vem ♡


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...