História Uncertain Future - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Novela, Romance, Sexo
Exibições 15
Palavras 1.704
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Drama (Tragédia), Famí­lia, Luta, Romance e Novela, Violência
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Oiii povo!!
Olha só quero avisa que essa e a minha primeira história então please,tenha calma comigo, e se tive erros sorry.
Ah e a ruiva e a Kiara

Capítulo 1 - O início


Fanfic / Fanfiction Uncertain Future - Capítulo 1 - O início

 Raiva  é o que me define agora,saber que tudo que planejei na minha vida não vai ser real, nem os sonhos,nem o casamento,nem os meus desejos.

  Agora eu tenho que satisfazer os desejos "dele", do meu suposto marido.

  Mas antes de tudo, vou me apresentar meu nome é Kiara August, tenho 18 anos, tenho olhos verdes, cabelo vermelho, sou alta,eu tenho um corpo muito bonito , não tenho nada exagerado, sou magra, minha bunda e impinada e meus seios são grandinhos.

 Sou princesa do Reino de Tório.

 O nosso reino é muito bom, temos mão de obra,água potável de riachos e lagos,fronteiras álem da conta,plantamos as melhores verduras e legumes, temos muitos gados.

 Só não temos proteção, nosso exército é fraco comparado as outros reinos.

 E é por isso que a minha vida vai mudar, os  anciãos tiveram a brilhante ideia de me casar com o primogênito do trono do Reino do Thron, Shakur Redfox de 21 anos. 

Flashback on 

Eu estava lendo com meu irmão Henok na biblioteca do nosso castelo até que um dos guardas anunciou que meu pai Magnos,me chamou no seu escritório, bati na porta e logo ouvi um entre.

-- Boa tarde soberanos, anciãos.

-- Boa tarde princesa, temos um comunicado para a senhorita-- Porla,o chefe dos anciãos.

--Qual seria?

--A senhorita conhece o promogênito de Thron?

--Só de falar senhor,mas porque estão com essas caras preucupadas, aconteceu algo?.

Dava pra reparar que todos estavam estranhos, os anciãos estavam com cara séria, minha mãe parecia que iria chorar a qualquer momento,meu pai estava sentado na poltrona da sua mesa com um rosto neltro,mas conhecia muito bem meu pai pra saber que estava preucupado.

--Sim minha filha,aconteceu- minha mãe,Alice,se pronunciou triste.

--Oque aconteceu? É comba vovó, com os camponeses, é algo relecionado ao reino, digam logo.

Já estava desesperada pra saber o que ouve

-- Filha os anciãos tomaram  uma descisão- meu pai falou com a voz forte que ele tem-Você já está na idade pra se casar, não sabe?

--Sim rei

-- Bem eles tiraram a conclusão que se você casase com um reino forte, com fronteiras e exércitos poderosos,seriam uma vantagem pra nós- meu pai inspiro fundo e me olhou melancolico-Então eles decidiram que você deveria se casar com o primogenito de Thron.

Meu mundo desmoronou ali, como iria casar com alguém que nem conhecia, como eu iria me entregar pra uma pessoa que só ouve falar?.

-- Estão brincando não é? Não pode ser verdade-- meus olhos já lacrimejavam.

Minha mãe saiu do lado do meu pai e veio me abraçar, eu a agarrei tão forte e começei a chorar.

-- Bem a notícia já esta dada, logo vamos comunicar os anciãos de Thron sobre o casamento,tenha uma boa tarde soberano.--a anciã Lucia se pronunciou.

Todos se curvaram e sairam e eu continuei chorando.

--Querida será que podia deixar eu e kiara a sós?

--Claro amor-- minha mãe deu um beijo na minha testa e me soltou, foi até meu pai e deu um selinho nele é saiu.

Eu sorri com isso, eu amava meus pais, eles mesmo não sendo o melhor casal se amavan muito, será que meu casamento seria assim?.

-- Minha filha vêm ca.--meu pai pediu sorrindo.

Eu corri até ele e o abraçei.

--Calma,calma.

-- Porque isso pai, porque com ele? poderiam pelo menos ser com quem eu  conhecia-- falei chorando.

-- Ei escuta aqui você é uma August, e nós não choramos, eu tentei de tudo pra não ser com ele, mas os anciãos decidiram assim,olha eu sei que não vai ser fácil pra você, mas vocês podem se dar bem, olhe pra eu e sua mãe, nós nem nós conheciamos quando casamos e agora nós não vivemos sem o outro.

Eu olhei pra ele, e sabia que era verdade meus pais mal se conheciam quando se casaram mas agora eles fariam qualquer coisa um pelo o outro.

-- A única coisa que te peço Kiara e que tente, eu te amo muito minha filha, e tenho muito orgulho de você, e sempre vou estar aqui pra te proteger.

--Também te amo pai, o senhor tem razão tenho que pensar positivo, eu vou pro meu quarto se não se encomodar?

-- Pode ir, eu tenho que ver sua mãe.

Sorri pra ele com um olhar malicioso

--Que foi Kiara?

-- Sabe que a mamãe não quer outro filho.

--Olha o respeito comigo Kiara sou seu pai.

--Ta pai te vejo na hora do jantar.

-Até querida.

Pov Alice

Estou muito triste por Kiara, minha filha não merecia isso, Magnos me disse que esse Shakur não é bom, e isso que deixa meu coração mais angustiado.

Eu entrei  nos meus aposentos , ele era marrom escuro,bastante grande, tinha uma lareira magnifica com vários desenhos em volta, uma porta para a sala de banhos e outra pra o grande guarda-roupa, duas poltronas roxas ficavam no canto do quarto,uma parede do quarto tinha espadas do Magnos e pinturas nossas e da Kiara e do Henok.

Uma mesa pros trabalhos do Magnos, uma cama no centro do quarto, muito grande e macia, com mastros altos com teto, e em volta pequenas cortinas em volta transparentes , e uma incrivel varanda que dava pra ver o reino, quando era jovem eu tinha pedido que botasem uma mesa de chá ali, pra ver todos os dias o por do sol.

Só de imaginar que vivi tanta coisa naquele quarto da saudades.

.Quando meu mudei do meu reino pra Tório,eu tinha dezenove anos era alta,com grandes cabelos castanhos, olhos castanhos, e era incrivelmente timida e morria de medo de pensar que teria que casar com o Magnos.

Mas pelo ao contrario ele era duro,rude com todos, mas comigo era o oposto era romântico , carinhoso.

Na noite de nupcias eu morri de medo achando que ele iria me estuprar ,mas não ele foi carinhoso,amavel, foi a melhor noite da minha vida.

Agora eu estou um pouco velha,estou com 40 anos  ,ganhei muito mas corpo do que quando eu tinha 19.

Eu me arrependo de muita coisa, mas a única que não me arrependo e de formar essa família e de casar com Magnos.

Ahh... Magnos ele é o amor da minha vida, a primeira vez que o vê achei ele o homem mas bonito que já vê, ele tinha 23 anos, ele era masculos,viríl, com ombros largos, ele era ruivo, tinha olhos  verdes, tão penetrantes.

Eu achava ele lindo mas quando o vê sem roupa alguma achei ele estupendo.

Ele tinha várias cicatrizes de batalhas no abdomen,mas não fiquei assustada , eu achei que ele ficava sexy.

Hoje ele tem 44 anos, mas fica bonito do mesmo jeito, a nossa paixão era mas forte do que quando eramos jovens.

E ele não mudou em nada, ainda me deixa louca do mesmo jeito.

Eu estava na varando lembrando quando eramos jovens, que ele me amarrou na cama com uma corda e me fez ficar louca, até que sinto braços fortes rodeando minha cintura e um beijo no meu ombro.

--Oque tanto a minha rainha pensa, pra deixa-la com as bochechas corada?

--Magnos que susto!!, eu estava lembrando de quando eramos jovens.

Me virei pra ele e envolvi o seu pescoso e lhe dei um beijo calmo.

--Exatamente o que você estava lembrando , das nossas refeiçãoes gloriosas,dos nossos passeios a tarde ou como eu te deixava louca quando era mas nova-- ele falava enquanto beijava meu pescoso.

Eu sabia muito bem o que ele queria , porque o " amigão" dele já estava despertado.

--Magnos August,nem pense nisso,temos muita que resolver , e ainda tenho que falar com a Kiara.

Quando tentei sair dos braços dele, ele me apertou ainda mas, fazendo sentir seu corpo quante junto ao meu, seu braço esquerdo estava na minha cintura enquanto o direito estava na minha bunda, me puxou pra um beijo sedento,selvagem.

Assumo eu queria isso mas do que ele, mas eu tinha muitas responsabilidades.

--Amor por favor,agora não, a Kiara prescisa de mim,tenho que ajudar o Henok com as aulas de piano, e você tem que conversar com os generais, e sabemos que se começarmos agora só pararemos na hora do jantar.

--Mas eu presciso de você agora , do seu cheiro, do seu corpo, do seu beijo, do seu gosto .

--Magnos eu prometo que depois do jantar você pode usar e abusar de mim, e faço qualquer coisa que você quiser, mas eu realmente estou ocupada agora.

--Qualquer coisa?Você promete?

-- Sim qualquer, eu prometo.

-- Então ta Alice, mas eu vou abusar do seu corpo todo, não vou parar nem se você implorar, e você só vai sair desse quarto quando não poder mas andar.

Ele falou tudu isso perto da minha orelha e no final a mordeu.

Eu agarrei os ombros largos dele com forca,fechei os olhos, mordo

o labios infeior com força pra não gemer, e já imaginei oque  faria comigo,ele era carinhoso, mas sabia ser o próprio inferno quando queria.

-- Ta,ta bem eu presciso ir querido--dei um selinho nele, ele sabia exatamente que quando eu fugia era pra não  cometer uma loucura naquele quarto, quando eu estava prester a passar pela porta do quarto, senti uma grande ardencia na nadegá esquerda e um grande estalo, ele tinha me dado um tapa na bunda, e eu gemi com isso.

--Alice,Alice você vai sofrer na minha mão hoje.

Ele olhou pra mim com um sorriso sacana, me deu um selinho e saiu pela porta como se nada tivesse acontecido.

Eu andava pelos os corredores do pálacio perplexa, eu estava em " apuros" com o Magnos.

Toda vez que ele me da um tapa na bunda quer dizer que esta  com vontade de...

Me lembrei de quando Kiara nasceu, e a parteira disse que eu tinha que ficar de resguardo um mês, Magnos simplismente enloqueceu, esse tinha sido o maior periodo desque nós nos casamos que ficamos sem sexo, ele ficava excitado só de me beijar, ele dormiu nas poltronas só pra não me "atacar" de noite.

Mas quando o resguardo passou, ele aproveitou que a Kiara dormia à noite toda, e me atacou só sei que começamos a fazer amor as 21:00 horas da noite e só paramos quando minha aia nos chamou pra o café.

Nesse dia faltei o café e o almoço porque estava exausta e o Magnus estava ótimo, ele foi toma café com a maior satisfação do mundo.

Só sei que por causa disso não andei por dois dias, por estar assada, e fiquei rouca de tanto gemer.

Tirei esses pensamentos da cabeça quando cheguei em frente ao quarto da Kiara, bati e logo recebi um entre.

-- Querida  podemos conversar?.


Notas Finais


Comentem e marques seus favoritos
Beijocas


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...