História Unconditional love - Park Jimin - Capítulo 6


Escrita por: ~ e ~nathaly987

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), Got7, TWICE
Personagens Jackson, JB, J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Mark, Momo, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Bts, Jimin
Visualizações 117
Palavras 1.730
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Crossover, Ecchi, Festa, Hentai, Lemon, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência, Yaoi
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Gente, desculpa pela demora
Espero que gostem ❤
Boa leitura!

Capítulo 6 - I want you


Fanfic / Fanfiction Unconditional love - Park Jimin - Capítulo 6 - I want you

Nah  P.O.V


Segunda-feira, 5:40 AM


Acordo me sentindo super bem, pego meu celular no criado mudo e vejo que são 5:40 da manhã. Levanto da cama, calço minhas pantufas e saio do quarto, vou até o quarto da (s/n), abro a porta e a vejo dormindo calmamente. Vamos acordá-la lindamente. Corro em direção a sua cama e me jogo em cima da mesma, que acorda num pulo. Começo a rir.

(S/n): ahh, ai que susto sua louca - coloca a mão no peito.

Nah: bom dia para você também, bela adormecida.

(S/n): bom só se for pra você - calça suas pantufas e se senta na beirada da cama.

Nah: ai, deixa de ser chata e vamos logo, vou fazer café da manhã. Nós temos que comer para ir a faculdade, o dia hoje vai ser corrido. Lembra que temos de procurar um emprego? - saio de cima da cama dela e vou em direção a cozinha.

Coloco o pó do café e água na cafeteira, ligando a mesma e vou em direção a geladeira. Pego presunto e queijo, ando até a dispensa e pego pão. Coloco as coisas em cima da mesa e vou para o quarto tomar um banho.

Separo uma calça jeans, uma camisa branca e um all star vermelho. Entro no banheiro e tomo um banho quente com calma. Me seco e coloco as roupas e o sapato que separei. Prendi meu cabelo num coque e passei uma maquiagem básica, com um batom rosa claro. Quando terminei já eram 6:30 AM. Vou até a cozinha e vejo a (s/n) comendo. Cruzo os braços e fico olhando para ela.

Nah: nossa, nem me esperou para a gente comer junto.

(S/n): você demorou muito e eu estava com muita fome, agora senta aí e come que já já a gente tem que sair - fala de boca cheia.

Nah: tudo bem - me sento de frente pra ela. - Fecha essa boca.

Lembro do café, me levanto e encho uma caneca. Me sento novamente, faço  é um sanduíche e começo a comer. Termino de comer e vou até o meu quarto. Pego meu celular no criado mudo e vejo que já são 7:15 AM, o coloco dentro da minha mochila, junto com a minha câmera e um dinheiro. Vou até a sala, onde a (s/n) estava me esperando. Abri a porta e ela foi chamar o elevador enquanto eu trancava o apartamento. O elevador demorou uns 10 anos, como sempre, descemos e saímos do prédio.


[...]


Não demoramos muito, pois moramos relativamente perto da faculdade. Dá pra ir andando, é bom para pensar. Acho que uns 25 minutos de caminhada. Já estávamos quase chegando na faculdade quando vimos Momo acompanhada por Jin.

Nah: e aí gente? - falo um pouco alto para eles ouvirem.

Momo: e aí. Ah, então (s/n)... - fala um pouco enrolada. - Da próxima vez pega uma roupa minha emprestada, porque pegar do meu primo não dá né.

(S/n): desculpa Momo, é que aconteceu um imprevisto e eu tive que usar as que estavam no guarda roupa.

Momo: eu sei bem o imprevisto - faz uma cara maliciosa. - Inclusive, seu vestido está lá em casa todo rasgado - diz rindo.

Nah: nossa, a noite foi boa hein amiga - falo segurando o riso.

(S/n): ei, vocês duas! Dá pra parar? - olho para Jin, (s/n) segue o meu olhar. Ele estava vermelho de tanto rir, com os olhos arregalados. Eu, Momo e (s/n) começamos a rir, continuamos a andar até a entrada da faculdade. Chegamos lá e ficamos na frente esperando dar a hora das aulas. Depois de uns 10 minutos nós entramos e fomos cada um para sua sala. Minha aula seria junta com a de (s/n).


[...]


A aula finalmente acabou. Não finalmente. Eu gosto muito dessa área que eu escolhi, eu só estou muito cansada, quero dormir, descansar. O período da faculdade é muito cansativo, corrido e eu estou muito desgastada. Mas nada que umas boas horas de sono não resolvam. Saí junto com (s/n) e ficamos num pátio que tem aqui. Logo vejo o Jin vindo em nossa direção.

Jin: ei meninas, tem um lugar lá perto da minha casa que está precisando de pessoas para vaga de emprego.

Nah: ah Jin, obrigada por avisar - sorrio.

Jin: posso levar vocês lá e depois podem ficar um pouco lá em casa.

(S/n): pode ser, vamos Nah? - pergunta guardando o celular na bolsa.

Nah: vamos sim - pego na mão deles e os puxo em direção a saída.

Fomos andando com o Jin em direção ao local que estava precisando de ajudantes. Ficamos o caminho inteiro conversando sobre coisas aleatórias. Jin contou umas piadas sem graça, mas tão sem graça que eu ria justamente por isso.


Jin: chegamos - para em frente a uma lanchonete.

Nah: e aí, pronta? - pergunto olhando para a (s/n) e ela faz que sim com a cabeça.

(S/n): prontíssima - pega minha mão e me puxa para dentro do estabelecimento.

?: boa tarde - fala uma pessoa que está sentada no caixa.

Nah: boa tarde, viemos saber mais informações sobre a vaga de emprego - me dirijo junto com a (s/n) até a pessoa que falou conosco.

?: meu nome é Júlia, prazer! Eu sou a dona daqui, estamos com 2 vagas disponíveis para garçons.

(S/n): é exatamente disso que precisamos, prazer, meu nome é (s/n). Essa é a Nah - fala apontando para mim. - O que você acha? - se direciona a Júlia.

Júlia: bom, estamos realmente precisando, ninguém veio aqui atrás das vagas até agora.

Nah: tem um porém.

Júlia: diga - faz um gesto com a mão para que eu continue.

Nah: nós duas fazemos faculdade, só podemos começar um pouco depois do horário do almoço.

Júlia: não se preocupem. Tudo bem esse horário. Espero vocês aqui amanhã, certo? Neste mesmo horário. Assim podemos discutir sobre o salário e mais algumas coisinhas.

(S/n): ótimo, estaremos aqui - ela olha para mim e eu concordo com a cabeça. - Muito obrigada senhora Júlia. Até amanhã.

Nah: até amanhã - aceno para ela.

Júlia: até - acena de volta para nós. Saímos da lanchonete e Jin estava sentado num banco esperando por nós.

Jin: e aí meninas? Como foi? - se levanta e vem em nossa direção.

(S/n): acertamos o horário mais adequado por conta da faculdade, marcamos de vir aqui amanhã nesse mesmo horário para discutirmos sobre o salário.

Nah: gente, estou muito feliz - abraço os dois - não vamos mais depender de ninguém.

(S/n): realmente, estamos esperando por isso há um bom tempo.

Jin: Bom, agora vamos?

(S/n)/Nah: vamos lá - falamos em uníssono.

Andamos um pouco pela rua da lanchonete e dobramos na esquina. O Jin parou em frente a uma casa bem grande. Será que essa é a casa dele? Tão grande? É bem capaz de ele não morar sozinho… Acho que não, ele nunca falou nada. Ele abriu a porta e nos deu passagem.

Jin: meninas, fiquem a vontade. Vou lá na cozinha preparar um lanche para nós.

Nah: nossa Jin, essa casa é enorme - falei olhando tudo em volta.

Jin: podem xeretar, mas não baguncem nada hein, pelo amor.

(S/n): tudo bem então.

Assim que Jin saiu de nossas vistas, eu e (s/n) fomos correndo, subimos uma escada e paramos num corredor que era cheio de portas. Começamos a abrir uma por uma e descobrimos que eram quartos, nós podíamos jurar que Jin morava sozinho, mas não. Ele deve morar com a família ou sei lá. Depois de um tempo abrindo as portas dos quartos, voltamos para a sala. Demos de cara com um homem alto. Mano, quem é esse poste humano? Segura a risada sua anta acéfala, nada de rir do homem gato aqui.

Poste humano: quem são vocês?

Nah: meu nome é Nathaly, mas me chama de Nah.

(S/n): meu nome é (s/n) - sorri.

Poste humano: não eram vocês que estavam numa festa que o Jin nos levou? De uma tal de Momo - bem que eu achei ele um pouco familiar.

(S/n): ahhh, eu lembro de ter te visto. Qual é o seu nome mesmo?

Poste humano: meu nome é Namjoon - prazer poste Namjoon. Logo vejo Jin voltando da cozinha.

Jin: oi Namjoon, vi que já conheceu minhas princesas.

Nam: já sim - sorri.

Nah: desde quando somos suas princesas?

Jin: desde que nos conhecemos.

(S/n): ata ma… - interrompida pela porta, que se abre e revela 5 garotos. E um deles era o Taehyung, ai meu orifício anal. Confesso que estou com as mãos suando frio, como assim cara? Por quê? Percebo que ele também está surpreso, mas a cara da (s/n) estava maravilhosa. Sabe o que é pimentão? Pronto, é isso aí, só que pior. O olhar dela estava direcionado a um moreno, muito lindo por sinal. Espera um pouco. Será que esse é o tal Jimin? Meu Deus.

Jin: meninos, essas são minhas amigas da faculdade. Meninas esses são Hoseok, Jimin, Jungkook, Yoongi e Taehyung - fala apontando para cada um. Ah então eu estou certa.

Nah: oi gente, eu sou Nathaly, mas podem me chamar de Nah. Essa é a...

Jm: (s/n)? - me interrompe.

Nah: isso mesmo, então você é o famoso Jimin, certo?

Jm: famoso? Eu? - fala apontando para ele mesmo.

Nah: sim, famoso entre nossas conv… - a (s/n) tapou minha boca antes que eu terminasse de falar.

(S/n): Nah… gente, ela é muito legal, mas às vezes, em uma conversa, ela acaba se empolgando e falando demais - disse isso dando uma risadinha sem graça e eu aqui me segurando para não rir.

Nah: mas… eu… - interrompida de novo.

(S/n): foi bom ter vindo Jin, mas agora nós temos que ir - fala isso me puxando em direção a Jin. 

Jin: mas já ? - fala nos abraçando.

(S/n): sim, lembra que nós estamos cheios de trabalho da faculdade para fazer?

Nah: tchau meninos - aceno para eles e fomos em direção a saída.

(S/n): que merda foi aquela Nah - fala fechando a porta atrás de si.

Nah: nada, só estava puxando assunto com ele.

(S/n): é, mas precisava ser sobre nossas conversas? - fala toda vermelha de raiva.

? : Ei, ei - escuto alguém nos chamar, quando nos viramos vimos Jimin e Taehyung. Maravilha.

Jm: (s/n), posso falar com você? - fala parando em frente dela.

Tae: e eu posso falar com você Nah?

Nah: claro - (s/n) estava parada sem falar nada, acabei empurrando ela pra perto de Jimin.

(S/n): ei - fala me repreendendo.

Nah: vai logo - eles vão conversar em algum lugar e eu olho para Tae.

Nah: então Tae, o que você quer?

Tae: eu quero você. Que tal um encontro? E aí, o que você me diz?

Nah: oush, por essa eu não esperava, mas vamos sim.



Continua...


Notas Finais




Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...