História Uncontrolable Feeling - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias EXO
Personagens Baekhyun, Chanyeol, Sehun
Tags Baekyeol, Boyxboy, Chanbaek, Exo, Gay
Exibições 259
Palavras 1.476
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Festa, Fluffy, Lemon, Orange, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo, Yaoi
Avisos: Adultério, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Heyyyyy voltei com o segundo cap, espero.que gostem.

Boa leitura

Capítulo 2 - Mistake


Ele tentou. Realmente tentou, mas não conseguiu. Não conseguiu resistir o pequeno omega indefeso a sua frente.

Ele sabia o que estava acontecendo com Baekhyun. E também sabia que devia chamar algum outro alfa para resolver o problema do.menor, de preferência algum alfa solteiro. No entanto sua cabeça, tanto a de cima quanto a de baixo, não pareciam querer isso. Ambas mandavam Chanyeol pegar aquele omega e fode-lo até que o mesmo não conseguisse andar direito, mas ao mesmo tempo em sua mente passavam flashbacks de momentos que havia passado com sua esposa. Entretanto o lado pevertido, que ele nem sabia que tinha, de sua mente ganhou e Park fechou a porta e trancou-a no mesmo instante em que Byun se colocava de pé soltando pequenos gemidos de insatisfação.

Chanyeol olhou o garoto de cima a baixo, e se surpreendeu ao ver o tamanho da ereção que o jovem envergava, era tão dura quanto a sua própria. E provavelmente também deveria estar doendo como a sua. E ele naquele momento parecia tão frágil que Chanyeol se perguntava como aquele garoto estava aguentando aquela dor se até para si mesmo era dificil aguentar.

O menor se aproximou de Park, e o mesmo só conseguia pensar em como ele cheirava bem. Nunca havia pensado que um omega do sexo masculino poderia ter um aroma tão feminino.

Quando chegou perto o suficiente para lhe tocar, Baekhyun voltou a lhe dirigir palavras.

- Você pode, por favor, me ajudar?- A forma manhosa que ele falou deixou 'Chanueol mais devastado do que já estava. Não conseguiria mais resistir.

Foi sua vez de se aproximar do garoto. Encurralou o mesmo na parede ao lado e olhou profundamente nos seus olhos.

- Eu vou te ajudar - Ele viu a forma como o garoto fechou os olhos e suspirou como se estivesse aliviado. - Mas, você não pode, jamais, em circunstância alguma, falar isso a alguém, entendeu?- Chanyeol levou a cintura para frente pressionando o menor ainda mais na parede fazendo o mesmo sentir a sua excitação.

Baekhyun quando sentiu a ereção de Park pressionada contra sua barriga não conseguiu falar mais nada apenas assentiu soltando um gemido baixinho.

Chanyeol virou o menor de costas para si, sem nem dar tempo do.mesmo raciocinar sobre o que estava acontecrndo. E em todo momento dizia a si mesmo que estava fazendo aquilo para somente ajudar o pequeno e não para se auto-satisfazer. Na verdade mesmo que quisesse não poderia mais parar, ele estava sendo guiado por instintos. Sua mente estava completamente nublada e seu corpo procurava por prazer ou algum tipo de alívio. E no momento somente Baekhyun poderia lhe ajudar da forma que.ele queria.

Sem nenhum tipo de hesitação Chanyeol se ajoelhou no chão levando seus dedos trêmulos até os botões da calça do menor, abrindo-os com dificuldade. Quando o tecido grosso tocou o chão uma grande quantidade de líquido começou a escorrer pelas coxas fartas do menor fazendo o cheiro se espalhar pela tez pálida de Baekhyun.

Suas mãos tomaram as nadegas do menor as apertando com vontade entre suas digitais.

Chanyeol ficou novamente em pé e Baekhyun sentiu quando foi pressionado contra a parede fria pelo corpo do maior. Os lábios carnudos do mesmo percorreu um pequeno pedaço de seu pescoço que estava a mostra. O maior aspirava o máximo daquele cheiro que o deixava inebriado.

As costas de Byun estavam coladas ao peito de Park e isso estava tornando as coisas ainda mais difíceis.

A boca cheinha de Chanyeol foi fazendo um caminho de beijos invisíveis por cima da blusa social que Baekhyun ainda usav, e aquilo fazia o menor sentir fisgadas cada vez mais intensas no seu baixo-ventre.

O maior se ajoelhou novamente e o membro de Baekhyin pulsou ansioso pelo o que viria a seguir. As mãos grandes e frias de Chanyeol seguraram as nadegas do menor abrindo-as, para depois pressiona-las juntas de novo.

- Você esta se contraindo sem parar. - A voz arrastada e manhosa de Chanyeol fez o membro de Baekhyun pulsar novamente contra a parede gelada.

Seu rosto se abaixou um pouco até que estivesse na frente da entradinha gotejante do menor.

Um gemido um tanto manhoso saiu da garganta de Baekhyun quando sentiu a língua molhada sendo pressionaada contra seu buraquinho de um jeito tão intenso e devastador que as suas pernas começaram a fraquejar. Suas unhas se arrastaram pela parede de azulejo enquanto tentava se manter firme e de pé. As lambidas que Chanyeol o dava estavam o deixando desnorteado.

Seu quadril foi automaticamente para trás tentando fazer com que a língua de Chanyeol achasse o ponto certo dentro de si, porém não estava dando certo, sua entrada se contraia cada vez que sentia o músculo molhado lhe adentrando tentando expulsa-lo dali de qualquer maneira.

Não conseguia mais controlar os gemidos de satisfação cada vez que empurrava seu quadril na direção da boca do maior. Seus gemidos de deleite poderiam ser ouvidos por qualquer um que passasse pelo corredor, no entanto Baekhyun não consegua se conter, não enquanto estivesse ridiculamente duro e pingando cada vez que Chanyeol o chupasse de forma intensa e.bruta.

Chanyeol parou com o que estava fazendo quando vi que Baekhyun gozaria a qualquer minuto. Ele abriu o proprio cinto e logo após o botão e o ziper liberando o seu membro gotejante.

Chanyeol, por fim, lambeu três de seus dedos para, então, leva-los até a entradinha que se contraia desesperadamente.

Baekhyin suspirou ao sentir o primeiro dedo lhe tocar em sua entrada. Entretanto um gemido agudo saiu de sua garganta quando sentiu dois dedos molhados lhe invadindo.

A ardência inicial estava presente porém era quase inexistente e Chanyeol tocava sua próstata em cada movimento. Não havia como Baekhyun nem sentir a dor direito.

A mão livre de Chanyeol foi até seu proprio membro o massageando enquanto adicionada um terceiro dedo em Byun. Fez movimentos de vai-e-vem por alguns instantes sem nunca deixar de se tocar.

O maior sentia sei abdômen se contrair a cada gemido que o menor soltava, e para piorar seu aroma estava ainda mais doce do que antes, e era tanto líquido que estava saindo de Baekhyun que os dedos de Chanyeol se moviam com uma facilidade absurda.

Depois de mais.alguns segundo Chanyeol puxou seus dedos para fora de Baekhyun, e os mesmos escorregaram com facilidade para fora do menor.

Ficou pé colando sua ereção nas nadegas fartas de Byun. Uma das mãos de Park foram.até a entradinha do menor e comecou a espalhar o líquido de Baekhyun ao redor do buraco apertado.

Baekhyun elevou o quadril o máximo que conseguiu e Chanyeol debruçou-se um pouco em cima do menor antes de pegar seu membro e leva-lo até a entrada que se contraia ao se sentir invadida.

Pequenos murmúrios vindo do menor.podia ser ouvido quando Chanyeol começou penetra-lo pouco a pouco.

- 'Tá doendo?.- Chanyeol perguntou com a voz falha tentando ignorar os apertos que sentia em seu pênis.

-Não muito. - Respondeu simplista no mesmo instante em que Park terminava de penetrar todo seu membro em Baekhyun.

Chanyeol soltava lufadas de ar enquanto tentava se controlar. Ele não queria deixar seu instinto de alfa falar mais alto e acabar machucando Baekhyun

A ardência que antes incomodava o menor desaparecera e o mesmo.se viu jogando o quadril para trás em busca de contato.

Chanyeol entendeu que aquele era o sim para que ele continuassea se mover.

Retirou sua extensão pulsante de denyro do menor para depois enfua-la de novo, de forma rápida. O maior levou os mãos ate o quadril bem desenhado de Baekhyun para começar a meter com força, enquanto tentava ignorar as físgadas que seu membro. Aumentou a velocidade consideravelmente, enquanto sentia o seu nó se formando de forma rápida demais.

Os gemidos de ambos eram cheio de luxúria e impossíveis de ser controlados.

Baekhyun estava sentindo sua próstata ser surrada da melhor maneira possivel, e sentia o ápice se aproximando cada vez que Chanyeol ia fundo dentro de si. E Chanyeol não estava diferente, se sentia inebriado pelo cheiro que se desprendia da tez alva dele e pelos gemidosanhosos do menor.

A sensação que aquilo estava causando em ambos era tão intensa e pecaminosa que Chanyeol não resistiu em envolver o falo úmido do menor em sua mão e começar a masturba-lo de acordo com o movimento da estocadas.

O pequeno estava tão sobre-carregado de prazer que não resistiu e acabou gozando forte contra a parede enquanto mordida o proprio labio tentando conter o gemido de satisfação, o que não deu muito certo.

O Park se veio depois de algumas estocadas sentido seu nó se esvaziar aos poucos, e para conter o seu gemido acabou levando sua boca até a parte exposta do pescoço do menor fincando os seus dentes ali.

E Chanyeol sem perceber havia acabado de marcar Baekhyun como sua propriedade.


Notas Finais


É ISSO, ESPERO QUE YENHAM GOSTADO, E ME DESCULPEM POR POSTAR ESSE HORARIO AHAHAHAHA

COMENTEM E VOTEM O QUE ACHARAM. AMO VOCÊS. ATÉ AMANHÃ!

All the love. Xx


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...